Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Piriquito quer federalizar o Hospital Ruth Cardoso

18 de maio de 2016 0
Foto: Marcos Porto/Arquivo

Foto: Marcos Porto/Arquivo

 

Peemedebista, o prefeito de Balneário Camboriú, Edson Piriquito, quer aproveitar a boa relação que tem com o presidente interino Michel Temer (PMDB) para entregar sua lista de pedidos.

Já tem a pauta pronta: quer tratar do Centro de Eventos, que tem cerca de R$ 50 milhões a receber do Ministério do Turismo, e do Hospital Municipal Ruth Cardoso, que demanda um aporte mensal de R$ 3,3 milhões da prefeitura.

Piriquito quer, no mínimo, aumentar os repasses que o hospital recebe do SUS. Mas gostaria, mesmo, que o Ruth Cardoso fosse federalizado. Sabe que o pleito é quase impossível, mas diz que “se não tentar agora, quando vai fazer isso?”.

Embora seja municipal, o hospital recebe pacientes de toda a região e faz 7,5 mil atendimentos por mês, todos pelo SUS, sem convênios ou procedimentos particulares.

No último fim de semana, por exemplo, 70% dos leitos de UTI adulto e infantil estavam ocupados por pacientes de outros municípios. Apesar de haver convênios via Gerência Regional de Saúde, a maior parte desse custo fica para Balneário _ uma queixa constante do prefeito. Piriquito já pediu mais de uma vez para entregar o hospital ao Governo do Estado, sem sucesso.

O pleito de federalização do Ruth Cardoso pode ser improvável, mas o prefeito tem de fato um bom relacionamento com o presidente. Temer subiu ao palanque de Piriquito em 2012, e o prefeito foi recebido por ele pelo menos cinco vezes nos últimos anos, algumas delas no Palácio do Jaburu.

Resta saber se, diante da turbulência política, o presidente terá espaço na agenda.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário