Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Valorização de imóveis no Litoral cresce nos cinco primeiros meses do ano

10 de junho de 2016 0
Foto: Marcos Porto, Arquivo

Foto: Marcos Porto, Arquivo

 

As dificuldades econômicas nos primeiros cinco meses do ano não afetaram a valorização dos imóveis no Litora. Em Balneário Camboriú, Itajaí e Itapema, os preços dos apartamentos subiram em média 3% de janeiro a maio. Os dados são do Sindicato da Habitação Santa Catarina (Secovi), que faz pesquisas mensais em imobiliárias. Os números são auditados pelo Instituo Datacenso.

Entre as três cidades, Balneário é de longe a que tem a maior oferta de venda. São 11 mil imóveis, entre novos e usados, por preços que chegam a R$ 11 mil o metro quadrado para apartamentos de quatro quartos. Em maio, um levantamento da consultoria Brain e divulgado pela revista Exame indicou que Balneário Camboriú é uma das cidades que têm os imóveis mais caros no Sul do país.

Pouco mais da metade da oferta, hoje, é de apartamentos de três quartos, que têm preço médio de R$ 8,6 mil o metro quadrado – a categoria, aliás, teve uma boa valorização do ano passado para cá. Em janeiro de 2015, o mesmo metro quadrado para apartamentos de três quartos custava R$ 6,9 mil.

O fato curioso em relação a Balneário é que os apartamentos de um ou dois quartos têm praticamente o mesmo valor de metro quadrado, R$ 5,6 e 5,7 mil, respectivamente. A explicação está na escassez: o Plano Diretor limitou nos últimos anos a aprovação de edifícios com apartamentos de um quarto e eles viraram raridade.
A alta nos preços comprova que o mercado tem reagido bem à retração econômica. Algo que o empresariado do setor tem feito questão de destacar.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário