Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Parceria entre Univali e Petrobras reativa monitoramento da pesca em Santa Catarina

03 de julho de 2016 1
Foto: Patrick Rodrigues

Foto: Patrick Rodrigues

 

Uma parceria entre a Univali, em Itajaí, e a Petrobras, vai retomar o monitoramento da pesca industrial em Santa Catarina e, pela primeira vez, acompanhará também a pesca industrial. O contrato, que será formalizado na terça-feira, prevê dois anos de pesquisas e divulgação de dados estatísticos, além de um senso específico para os pescadores artesanais.

O acordo faz parte de uma condicionante determinada pelo Ibama em um dos licenciamentos ambientais para exploração de petróleo e gás na Bacia de Santos. Além de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro também terão atividades de monitoramento de pesca, com metodologias adaptadas à cultura pesqueira de cada um dos estados.

Em Itajaí, o projeto retoma um acompanhamento da pesca industrial que estava suspenso desde 2013, quando acabou o convênio que a universidade mantinha com o governo federal. A Univali chegou a manter o monitoramento por um tempo com recurso próprio, mas não conseguiu mais consolidar as informações.

De acordo com o professor e pesquisador da Univali, Paulo Ricardo Pezzuto, o Projeto de Monitoramento da Atividade Pesqueira em Santa Catarina (PMAP-SC) ocorrerá de duas maneiras: uma equipe fará o levantamento de dados pesqueiros por espécie _ são 150 da pesca industrial, e uma quantidade ainda não estimada da pesca artesanal. Outra percorrerá toda a costa identificando quantos pescadores e embarcações atuam (são estimadas 15 mil pessoas e 10 mil barcos), e onde estão os serviços de apoio, como peixarias, estaleiros e fábricas de gelo.

O objetivo principal do projeto é identificar possíveis interferências da exploração de petróleo e gás na atividade pesqueira. Mas a expectativa é que os dados estatísticos, que serão públicos e disponibilizados em um portal na internet, auxiliem também na gestão e no manejo da pesca.

Em todo o Litoral

O projeto de monitoramento da pesca terá 10 bases em Santa Catarina. Além de Itajaí, de onde os trabalhos serão coordenados, também haverá pontos em Joinville, São Francisco do Sul, Bombinhas, Biguaçu, Florianópolis, Imbituba, Laguna, Araranguá e Passo de Torres. O levantamento será feito, a partir desses polos, em 36 cidades no Litoral.

Trinta pessoas foram contratadas pelo projeto para auxiliar na coleta de dados da pesca, que também tem 13 professores e técnicos da Univali envolvidos. Ao todo, 43 pessoas participam dos trabalhos.

Comente e compartilhe

comentários

Comentários (1)

  • Renato diz: 4 de julho de 2016

    Parabéns ao fotógrafo Patrick Rodrigues. Excelente foto. Por do sol mais que bonito no Rio Itajaí.
    Aproveitando, “O Sol Diário” poderia promover um concurso de fotografias amadoras com foco nas pessoas/lugares da região.

Envie seu Comentário