Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bairro de Cabeçudas em Itajaí terá monitoramento pago por empresários

25 de julho de 2016 0
Foto: Alfabile Santana, Especial

Foto: Alfabile Santana, Especial

 

A Associação de Moradores de Cabeçudas, em Itajaí, inaugura esta semana um projeto de monitoramento de segurança privado inédito em um bairro aberto. Pela primeira vez na região, empresas privadas vão pagar pela implantação como forma de compensar a comunidade por transtornos, em uma parceria que não teve interferência do poder público.

Duas casas noturnas e de condomínio de luxo que ficam no Canto Norte da Praia Brava, e têm Cabeçudas como único acesso, vão arcar com a instalação de 31 câmeras de alta definição que vão cobrir toda a área do bairro, com monitoramento privado e link para a central da Polícia Militar.

O acordo foi uma espécie de ressarcimento para a comunidade pelo barulho causado pelos motoristas que seguem para as festas na Brava e pelo vaivém de caminhões para a obra. As primeiras ações em parceria começaram no ano passado, quando, após reclamações dos moradores, Warung e o grupo Green Valley, do beach club Belvedere, passaram a pagar monitores de trânsito para reduzir a perturbação aos moradores no caminho para as baladas.

A proposta de monitoramento já vinha sendo discutida no bairro desde 2014, quando houve um boom de violência por ali, com registros de sequestros e assaltos violentos. Na época a comunidade de Cabeçudas foi a primeira na região a criar um grupo de Whatsapp para um monitoramento entre vizinhos, o que, segundo a presidente da Associação de Moradores, Mayra Dolzan, ajudou a reduzir a criminalidade.

A expectativa é que, com as câmeras, a segurança seja reforçada ainda mais. O projeto de instalação foi feito por um engenheiro especializado, de forma que todas as ruas estejam na mira do sistema de monitoramento. Nos três primeiros anos, as duas empresas de entretenimento e a PB Internacional, responsável pela obra do condomínio Bravíssima, vão pagar pelo controle privado das câmeras. Até lá, não haverá custo para os moradores.

Beleza histórica

A Praia de Cabeçudas foi a primeira em Santa Catarina a receber turistas para banho de mar, nos anos 1930. Na época, os mergulhos começavam a ser recomendados pelos médicos por serem terapêuticos. Ainda bucólica, com seus casarões antigos, a praia está entre as mais charmosas da região. A foto acima é do fotógrafo Alfabile Santana, captou todo o esplendor da praia ao nascer do sol _ imagem que chamou de “Limpando o Paraíso”.

Comente e compartilhe

comentários

Envie seu Comentário