Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "centro de eventos"

Recurso para o Centro de Eventos

10 de julho de 2016 0

O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello, recebeu do governo federal a confirmação do envio de R$ 4,5 milhões para a obra do Centro de Eventos de Balneário Camboriú.

A liberação foi negociada pelo secretário em Brasília.

Segundo ele, o compromisso do governo federal com a obra, de R$ 55 milhões, está mantido.

Atraso no envio de recursos do governo federal pode impactar Centro de Eventos de Balneário

07 de julho de 2016 1

O contingenciamento de recursos do governo federal pode impactar as obras do Centro de Eventos de Balneário Camboriú. Desde que o presidente interino Michel Temer (PMDB) assumiu, em abril, ainda não há uma posição sobre o envio dos recursos. Brasília é responsável pela maior fatia da empreitada, o equivalente a R$ 55 milhões.

Enquanto o dinheiro federal não vem, município e governo do Estado têm feito adiantamentos e arcado com as parcelas para evitar a paralisação da obra. Juntos, Estado e prefeitura já pagaram R$ 14 milhões. A União, que a essas alturas já deveria ter pago R$ 10 milhões, só repassou um terço do montante devido.

Como Estado e prefeitura estão adiantando os empenhos, há risco de a verba acabar antes que chegue o repasse federal _ o que paralisaria a empreitada.
A sinalização do governo Temer, de que obras já em andamento terão prioridade, indica que o envio dos repasses deve ocorrer. Só não se sabe quando.
O prefeito Edson Piriquito (PMDB) tenta marcar uma audiência em Brasília para resolver o impasse. O deputado federal Mauro Mariani (PMDB) tem feito a intermediação, mas ainda sem resposta do Ministério do Turismo, a quem cabe o envio do dinheiro.

Caso o governo federal desista do empenho, Piriquito pretende avaliar a possibilidade (pouco provável) de ter mais recurso estadual ou lançar uma proposta de operação consorciada com a construção civil, com o uso da TPC (transferência de potencial construtivo).

Hoje, o empenho do município é de R$ 38 milhões, mais R$ 10 milhões para obras de infraestrutura. A parte que cabe ao Estado é de R$ 15 milhões.

Falta agenda

O Centro de Eventos foi o principal assaunto debatido quarta-feira no encontro para empresários promovido pela Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc). O deputado estadual Leonel Pavan (PSDB) levantou polêmica ao questionar por que ainda não há eventos previstos para o complexo, já que grandes feiras são marcadas com até dois anos de antencedência. A expectativa é que a primeira etapa das obras do Centro de Eventos inaugure no ano que vem.

O fato é que, para começar a captação de eventos, é preciso primeiro definir a quem caberá a operação do espaço. Ainda há dúvidas se a resposabilidade caberá ao Estado, ao município, ou será em regime de parceria público-privada.

Centro de Eventos aguarda liberação de verba federal

23 de maio de 2016 0

Representantes da Caixa Econômica Federal farão amanhã uma nova medição nas obras do Centro de Eventos de Balneário Camboriú. A expectativa é de que o levantamento libere recursos do governo federal, que é responsável por R$ 55 milhões – mais da metade do custo da empreitada, de R$ 89 milhões.

Diante das dificuldades financeiras em Brasília, Estado e município adiantaram as verbas reservadas para a obra, evitando a interrupção dos trabalhos.

Na semana passada o novo secretário de Turismo de Balneário, Helio Dagnoni, inteirou-se do andamento do projeto e decidiu montar uma comissão para acompanhar os trabalhos.

Prefeito de Balneário Camboriú vai a Brasília cobrar recursos para o Centro de Eventos

25 de fevereiro de 2016 0
Foto: Lucas Correia / Agência RBS

Foto: Lucas Correia / Agência RBS

O prefeito de Balneário Camboriú, Edson Piriquito (PMDB), e o secretário de Planejamento, Fábio Flôr, estão em Brasília para tentar solucionar o atraso nos repasses do Governo Federal para a construção do Centro de Eventos da cidade. Desde que os trabalhos começaram apenas o município e o Estado fizeram repasses para a obra. O objetivo é cobrar os R$ 55 milhões previstos pelo Ministério do Turismo para o projeto.

Até agora a Caixa Econômica Federal já fez seis medições das 10 que estão previstas. Porém, os pagamentos só foram feitos até a quarta medição – o total acumulado está em R$ 11 milhões. Além disso, município e Estado anteciparam aproximadamente R$ 7 milhões para evitar que as obras parem.

– Estamos arcando com a parte do Governo Federal para não deixar a obra parar e isso vai afetando nosso orçamento. Por isso, viemos cobrar uma posição do governo sobre os recursos prometidos. Precisamos que a União libere o dinheiro ou de uma definição para buscarmos essa verba de outra forma – afirma o secretário Fábio Flôr.

O Centro de Eventos terá 33 mil metros quadrados, 28 salas de convenções e mais de mil vagas de estacionamento. A previsão de conclusão dos trabalhos é em fevereiro de 2017. Além dos R$ 55 milhões do Governo Federal, o município vai repassar R$ 47 milhões e o Estado arcará com R$ 15 milhões da obra.

Readequação no Centro de Eventos de Balneário Camboriú

29 de janeiro de 2016 0

Após detectar uma falha no projeto do Centro de Eventos, a prefeitura de Balneário Camboriú se reuniu nesta semana com a empresa responsável pelas obras. Conforme o secretário de Planejamento, Fábio Flor, foi constatado um problema na obra do entorno do prédio, que iria fazer com que a parte do estacionamento ficasse mais baixa que o nível da marginal.

A falha poderia ocasionar alagamentos, por isso foi decidido retirar menos material do local e equilibrar os níveis. Flor explica que a medida deve gerar uma redução de gastos no contrato.

Obras do Centro de Eventos fazem cair em 85% número de visitantes no zoo

06 de janeiro de 2016 0
Foto: Lucas Correia

Foto: Lucas Correia

 

As obras do Centro de Eventos de Balneário Camboriú impactaram a bilheteria do zoo do Parque Cyro Gevaerd, que fica no mesmo local. Desde que a construção teve início, em setembro, o zoo teve queda de 85% no número de visitantes. Os ingressos são a principal fonte de renda do complexo, que é mantido pelo Instituto Catarinense de Conservação da Fauna de da Flora (ICCO).

A administração suspeita que dois fatores contribuíram para a queda. Há quem pense que o zoo fechou para a empreitada, e ainda quem desistiu de visitar o parque porque a área de estacionamento e entrada deu lugar para o canteiro de obras – e o acesso é difícil. E isso em plena temporada de verão, quando o movimento aumenta.

 

Foto: Marcos Porto / Agência RBS

Foto: Marcos Porto / Agência RBS, Arquivo

O problema deve continuar até a conclusão das obras de entorno, o que ainda vai levar alguns meses. Diante do prejuízo, a administração do instituto procurou a prefeitura para tentar aumentar o valor do convênio que o município mantém com o parque, de R$ 8 mil mensais.

O prefeito Edson Piriquito (PMDB) diz que encaminhou o caso à procuradoria jurídica, para que avalie se o reajuste da verba, até a conclusão dos trabalhos, é possível.

O zoo de Balneário Camboriú tem cerca de mil animais, entre aves, répteis e mamíferos, e o custo mensal, só em alimentação, é de R$ 20 mil.

Caixa libera pagamentos para a obra do Centro de Eventos de Balneário Camboriú

21 de dezembro de 2015 0

A Caixa Econômica Federal atendeu ao pedido do Governo do Estado e da prefeitura de Balneário Camboriú e antecipou o repasse de parcelas à construtora Salver, responsável pela obra do Centro de Eventos.

O atraso no pagamento por parte do governo federal vinha impactando a liberação dos recursos. Sem receber pelo trabalho, havia risco de a empresa ter que paralisar o serviço. O total pago à Salver foi de R$ 2,3 milhões.

Governo do Estado tenta resolver impasse em obra do Centro de Eventos de Balneário

03 de dezembro de 2015 0

O secretário de Estado de Planejamento, Murilo Flores, está em conversa com a Caixa Econômica Federal para tentar liberar os recursos depositados pelo governo do Estado e da prefeitura de Balneário Camboriú para as obras do Centro de Eventos – mesmo sem a parte que cabe ao governo federal, que não foi paga.

A mobilização é para evitar a paralisação dos trabalhos, já que, passados dois meses do início da empreitada, a construtora Salver ainda não recebeu nenhuma das parcelas.

O governador garantiu pessoalmente ao deputado Leonel Pavan (PSDB) que os trabalhos não vão parar.

Atraso em pagamentos ameaça obra do Centro de Eventos de Balneário Camboriú

28 de novembro de 2015 1

O atraso no pagamento das obras do Centro de Eventos de Balneário Camboriú, por parte do governo federal, pode colocar em risco o andamento da empreitada. Iniciada há dois meses, a construção já passou por duas medições – mas até agora nenhum recurso entrou na conta da empresa Salver, responsável pelos trabalhos.

O projeto, avaliado em R$ 89,9 milhões, tem os custos divididos entre município, Estado e governo federal – que responde pela maior parte do recurso ( R$ 55 milhões). Prefeitura e Estado estão em dia com os pagamentos, mas o repasse só é feito pela Caixa Econômica Federal à construtora depois que todas as partes enviam o que é de sua responsabilidade.

A empresa Salver já teria se comprometido a não paralisar as obras. Mesmo assim a situação preocupa o prefeito Edson Piriquito ( PMDB), que discute com o Estado a possibilidade de ir a Brasília para tentar resolver o imbróglio.

Na próxima semana começam as obras de entorno do Centro de Eventos, que serão custeadas pela prefeitura de Balneário Camboriú. Os trabalhos incluem sistemas de drenagem e urbanização, ao custo de R$ 4 milhões.

Projeto do Centro de Eventos é apresentado a empresários

04 de setembro de 2015 0

Com informações da assessoria de imprensa

 

O secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello, apresentou na noite desta quinta-feira, 03, o Projeto do Centro de Eventos de Balneário Camboriú na sede do Sinduscon para membros da associação empresarial da região, empresários da construção civil, arquitetos, engenheiros, sindicatos dos hotéis, do comércio e demais membros da sociedade. O evento contou ainda com a presença de lideranças políticas da região e do presidente do Sinduscon da região, Carlos Humberto Metzner Silva.

Em sua fala, o secretário destacou a importância do centro de eventos: “Essa obra arrojada vai colocar o estado no radar dos grandes eventos. Com essa estrutura, Santa Catarina poderá captar eventos de grande porte, que hoje ficam apenas no sudeste do Brasil”.

O projeto contempla três pavilhões de exposições, 28 salas de convenções, espaço para lojas, seis lojas de praças de alimentação e serviços. Possui ainda 1.083 vagas de estacionamento. No total, serão 33 mil m² de área construída.

A obra já está em construção nas margens da BR 101, no km-137 em terreno do Estado cedido para a Santur, onde está localizado o Complexo Ambiental Cyro Gevaerd. A estimativa é que a obra seja concluída em 18 meses.

Dos recursos disponibilizados para a obra, R$ 55 milhões são do Ministério do Turismo, R$ 15 milhões do Governo do Estado e o restante será viabilizado pelo município de Balneário Camboriú. A responsável é a empresa Salver Construtora e Incorporadora Ltda., vencedora da concorrência pública, com o valor de R$ 89,8 milhões.

O centro de eventos vai movimentar ainda mais a economia e gerar emprego e renda para Balneário Camboriú e região: “Não apenas durante os 18 meses de duração da obra, mas principalmente depois, com a contratação de profissionais de todo o trade de turismo e de eventos e com a ocupação da rede hoteleira”, finaliza o secretário Filipe Mello.