Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Esportes Náuticos"

Volvo Ocean Race tem novo presidente

01 de abril de 2016 0

O britânico Mark Turner é o novo CEO da Volvo Ocean Race. Vai caber a ele o anúncio da parada sulamericana da regata. Itajaí e Salvador são as duas concorrentes no páreo.

Itajaí Sailing Team apresenta novo veleiro e reforça nome da cidade como grife na vela

21 de março de 2016 0
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Itajaí é a primeira cidade brasileira a ter uma equipe de vela para chamar de sua: a Itajaí Sailing Team, criada para reforçar o nome do município como grife no mundo da vela, apresentou nesta segunda-feira o novo barco _ um veleiro Soto 40, considerado um dos mais rápidos da classe Oceano. O barco pertenceu a ninguém menos do que Torben Grael, a lenda da vela brasileira.

A apresentação ocorreu na Marina Itajaí, com a presença de Grael e André Bochecha _ velejador catarinense que participou da Volvo Ocean Race e responde pelo treinamento da equipe. O comando é do velejador Marcelo Gusmão.

No time, sete dos 10 tripulantes são de Itajaí _ ente eles Pepê, atleta de 16 anos formado pela Associação Náutica de Itajaí (ANI), que ocupa a vaga de velejador-mirim.

O Itajaí Sailing Team começou a competir em 2015, registrou uma série de bons resultados e terminou o ano como vice-campeão na categoria. Agora, a intenção é reforçar a identificação com a comunidade e atuar no incentivo à formação de novos atletas.

O primeiro compromisso oficial do ano será o Campeonato Brasileiro, em maio. Em julho, a equipe estará na vitrine das Olimpíadas, a convite do Iate Clube do Rio de Janeiro, com função institucional.

Enquanto o time segue o calendário de competições, em terra um estaleiro de Itajaí vai produzir um novo veleiro, de 60 pés, que nascerá para o grande desafio do time,a regata Cape2Rio, uma competição transoceânica entre a Cidade do Cabo, na África, e o Rio de Janeiro.

Sonho

Alexandre dos Santos, que decidiu abandonar a carreira corporativa para uma vida de desafios ao sabor do mar, diz que a consolidação do projeto do Itajaí Sailing Team é “um sonho”. Ex-diretor do Porto de Itajaí, Alexandre presidiu a comissão organizadora da última parada da Volvo Ocean Race por aqui, no ano passado. E admite que um dos objetivos da equipe é, no futuro, integrar a Fórmula 1 dos mares _ um desejo que não poderá ser realizado na próxima edição da regata, entre 2017 e 2018, devido ao alto custo: os veleiros da Volvo Ocean Race custam 20 milhões de euros, o equivalente a cerca de R$ 100 mil.

Magia para Itajaí

O barco vendido por Torben Grael para a equipe de Itajaí se chamava Magia, nome que foi substituído com autorização do antigo dono. O maior velejador brasileiro tem uma boa relação com Itajaí _ antes mesmo de a cidade se tornar referência na vela, já havia usado os serviços dos estaleiros locais. Foi ele, também, um dos intermediadores da vinda da Volvo Ocean Race para a cidade, em 2012.

Apoiador do projeto itajaiense, Grael acredita no potencial de Itajaí:

_ O que precisa agora é tempo, e ações como essa são uma boa oportunidade para aproximar a vela das novas gerações.

 

Itajaí concorre com Salvador e Rio de Janeiro para receber etapa da Volvo Ocean Race

15 de janeiro de 2016 0
Foto: Patrick Rodrigues

Foto: Patrick Rodrigues

 

Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ) são as duas concorrentes de Itajaí para sediar uma parada da Volvo Ocean Race na próxima edição da regata, que começa no ano que vem. A proposta do município e do Estado já foi apresentada à organização da prova, que pretende anunciar o destino sulamericano da Fórmula 1 dos Mares até o fim do mês.

O valor proposto à Volvo, através da Associação dos Municípios da Foz do Itajaí–Açu (Amfri), é mantido em sigilo. Mas sabe-se que, devido à queda na arrecadação, a oferta é inferior à que foi apresentado para as edições 2012 e 2015, quando a cidade recebeu a parada e o Estado arcou com o pagamento dos royalties – algumas centenas de milhares de euros.

Na última passagem por aqui, em abril, o então CEO da prova, Knut Frostad, disse que a organização estava satisfeita com a capacidade de mobilização de público e organização de Itajaí, mas não afastou a possibilidade de buscar novos destinos. Cidades na Argentina e no Uruguai também estariam entre as candidatas na América do Sul.

O entrave para Itajaí é a falta de hospedagem 4 e 5 estrelas nas proximidades da Vila da Regata (algo que Knut frisou em sua última passagem por aqui). Caso a barreira seja vencida, e Itajaí seja escolhida, dependerá da aprovação de uma lei para garantir a realização da regata, já que há troca de governo em 2017.

Interesse internacional

O sucesso de Itajaí na organização de paradas para provas internacionais como a Volvo Ocean Race e a regata Jacques Vabre tem despertado o interesse de outras grandes competições de vela mundiais. A cidade recebe na próxima semana representantes da regata Clipper Round the World, prova de volta ao mundo que começou em agosto em Londres e passou pelo Rio de Janeiro em outubro do ano passado.

Será o primeiro contato para uma possível passagem da prova por Itajaí, nesta ou na próxima edição.

A caminho de Itajaí (e com fome)

04 de novembro de 2015 0
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A bordo do único barco 100% brasileiro a disputar a Regata Jacques Vabre ( que está a caminho de Itajaí), o velejador Renato Araújo não tem se dado bem com a comida desidratada na travessia do Atlântico.

Para não passar fome, tem intercalado a “ ração” com o estoque de frutas a bordo.

Brasileiros se preparam para comandar primeiro barco 100% nacional na Jacques Vabre

24 de outubro de 2015 0
Foto: Jean Marie Louis, Divulgação

Foto: Jean Marie Louis, Divulgação

 

O campeão olímpico Eduardo Penido e o empresário Renato Araújo são os primeiros brasileiros a enfrentarem a travessia da Regata Jacques Vabre num barco 100% tupiniquim.

Já estão a postos em Le Havre, na França, aguardando a largada neste domingo. O prefeito de Itajaí, Jandir Bellini ( PP), acompanha a partida.

Knut Frostad deixa o comando da Volvo Ocean Race

17 de setembro de 2015 0
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

O norueguês Knut Frostad, que comandou a Volvo Ocean Race durante as duas passagens da regata por Itajaí, anunciou que deixará o cargo de CEO da competição no fim do ano. Velejador, Frostad fez história na regata como atleta (em parceria com o brasileiro Torbem Grael, inclusive) e como gestor. Foi o responsável pela introdução de barcos idênticos para as equipes, o que tornou a disputa ainda mais técnica e acirrada.
Antes de deixar o comando da Volvo, Knut participa da escolha dos portos para a próxima edição. Itajaí já havia sido anunciada como pré-candidata e recebe na próxima semana a visita de Tom Touber, chefe de operações da regata.
Se quiser manter-se na disputa, será necessário um projeto de lei para autorizar a realização: na próxima edição, em 2017-2018, o município estará sob nova administração.

Governo do Estado renegocia royalties e confirma realização da Regata Jacques Vabre

11 de setembro de 2015 0
Foto: Patrick Rodrigues, Arquivo

Foto: Patrick Rodrigues, Arquivo

 

O Governo do Estado anunciou no início da noite desta quinta-feira que renegociou o pagamento de royalties para realização da Regata Jacques Vabre, que aporta em Itajaí e Itapema em novembro. O custo passou de 400 mil para 250 mil euros, que equivalem a cerca de R$ 1 milhão.

A realização da regata estava indefinida porque o Estado, em fase de contenção de gastos, havia deixado de pagar a primeira parcela dos royalties, que venceu em julho. A prefeitura de Itajaí também confirmou a realização da Marejada, que ocorrerá paralelo à programação da Jacques Vabre.

A regata transoceânica é uma das mais tradicionais da Europa. Começa em Le Havre, na França, e termina na América do Sul. Esta é a segunda vez que a Jacques Vabre tem em Itajaí o ponto de chegada. Em 2013, atraiu visitantes e negócios para a região _ só na feira World Business Show foram gerados R$ 50 milhões em negociações.

Desta vez, os barcos partem da costa francesa em 25 de outubro e a chegada dos primeiros veleiros é prevista para 4 de novembro. Os portões da Vila da Regata abrem um dia antes, e a festa segue até 15 de novembro. Ao todo, 44 embarcações divididas em quatro categorias deverão chegar a Itajaí. Itapema sediará uma regata indoor durante o evento.

A expectativa é que cerca de 1500 franceses visitem a região.

Itajaí Sailing Team participa de projeto educativo

22 de agosto de 2015 0

O Itajaí Sailing Team ( IST), barco que representa a cidade oficialmente em competições de vela, participa neste sábado do projeto Estaleiro da Sustentabilidade, que ocorre no Iate Clube Veleiros da Ilha, na Capital.

O veleiro vai levar velejadores mirins de Itajaí para um encontro com velejadores profissionais.
A meninada também terá a experiência de navegar a bordo do barco.

Regata Jacques Vabre terá veleiros de 100 pés em Itajaí e Itapema

11 de julho de 2015 0
Foto: Rafaela Martins, Arquivo

Foto: Rafaela Martins, Arquivo

Técnicos da Regata Jacques Vabre estiveram em Itajaí e Itapema esta semana para acertar os detalhes do trajeto da competição por aqui. Na foto a última passagem por Itajaí, em 2013.

Além de duas regatas in port, entre Itajaí e Itapema, a novidade este ano será a chegada de grandes embarcações da classe ULTIM, de 100 pés.
Rápidos, esses veleiros devem fazer o percurso de Le Havre, na França, até Itajaí, em apenas 10 dias.

A regata começa dia 25 de outubro.

Jacques Vabre terá brasileiro na disputa

01 de maio de 2015 0
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

O velejador brasileiro Edu Penido confirmou participação na Regata Jacques Vabre, que chega a Itajaí em novembro.

O barco será esse da foto, que já está na França sendo preparado para a travessia do Atlântico.

A organização da Jacques Vabre, a propósito, esteve na região esta semana para acertar detalhes sobre a próxima passagem por aqui.