Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Política"

Décio Lima pode desistir da pré-candidatura em Itajaí

27 de junho de 2016 1
Foto: Lucio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados

Foto: Lucio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados

 

Têm ganhado força em Itajaí rumores de que o deputado federal Décio Lima (PT) desistiu de concorrer a prefeito. Oficialmente, ele diz que os cenários ainda estão sendo definidos e o partido mantém as conversas _ mas afirma que a transferência de domicílio eleitoral para Itajaí não lhe impõe candidatura.

Se confirmada a desistência, terá ido por água abaixo a possibilidade de a cidade ver uma disputa de “tubarões” _ Paulinho Bornhausen (PSB) também abriu mão do pleito, para se dedicar ao projeto InovAmfri.

Aliás, a desistência de Paulinho fez muita gente colocar o nome à disposição para a pré-candidatura. Inclusive o presidente da Câmara, Luiz Carlos Pissetti (PRB), que poderia repetir na majoritária a dobradinha com a vereadora Anna Carolina Martins (PSDB), que mantém na mesa diretora da Casa. A resistência para a proposta estaria entre os tucanos.

Social ou eleitoreiro?

20 de junho de 2016 1

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú tem pesado a mão nas moções. Primeiro, aprovou manifestação de apoio ao ex-secretário de Planejamento, Fábio Flôr (PP), que assumiu vaga na Assembleia Legislativa. Na semana passada, foi mais uma moção de parabéns pela emenda apresentada por ele que beneficiará o Hospital Ruth Cardoso, se aprovada.

Tanto agradecimento pega mal em ano eleitoral – ainda mais se o deputado em questão é o pré-candidato a prefeito da situação, que tem maioria no Legislativo.

PSDB e PR ensaiam aproximação em Balneário Camboriú

17 de junho de 2016 0

O PSDB de Leonel Pavan ensaia uma aproximação do PR do construtor Carlos Humberto Metzner Silva em Balneário Camboriú. Na noite de quarta-feira, durante o jantar em comemoração aos 20 anos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Univali, Pavan fez questão de citar Carlos Humberto em seu discurso.

Pavan, o filho Junior e o empresário sentaram juntos o resto da noite. Antes de ir embora, o deputado estadual disse que as eleições municipais tinham “ começado a se desenhar”.

"Adoraria ser prefeito de Itajaí, mas tudo tem seu momento", diz Paulinho Bornhausen

17 de junho de 2016 1
Foto: Cristiano Estrela, Arquivo

Foto: Cristiano Estrela, Arquivo

 

Conselheiro do InovAmfri, Paulinho Bornhausen (PSB), deixou ontem Portland e volta empolgado a Itajaí. O projeto é a menina dos olhos do ex-deputado federal, que desistiu de candidatar-se a prefeito para apostar na proposta de empoderamento regional. “Adoraria ser prefeito de Itajaí, não nego” _ afirmou _ “mas tudo tem seu momento”.

Paulinho, que transferiu o domicílio eleitoral para Itajaí no ano passado, diz que a mudança foi um projeto de vida: “ajudo mais neste momento com o InovAmfri do que numa disputa eleitoral” .

O ex-deputado federal diz que está disposto a discutir em conjunto uma agenda para a cidade e “mostrar minha índole, por que estou aqui”.

Embora Paulinho não fale a respeito, comenta-se em Itajaí que a perspectiva de dificuldades de arrecadação nos próximos anos e de um agravamento da crise nos municípios teria minado suas intenções de candidatura.

Encontro com o presidente

11 de junho de 2016 0
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

O vereador Osvaldo Mafra ( SDD) entregou na sextafeira ao presidente interino Michel Temer ( PMDB), em mãos, uma lista de pedidos que inclui interferência para liberar as licenças de pesca industrial de tainha e as demandas do Porto de Itajaí.

Mafra participou de um almoço no Palácio do Jaburu, em Brasília, que reuniu representantes sindicais de todo o país.

Corrida eleitoral

20 de maio de 2016 0

O silêncio de Paulinho Bornhausen (PSB) tem feito espalharem-se boatos de que ele teria desistido de concorrer à prefeitura de Itajaí. As articulações provocaram migração de apoiadores tanto para o PSB quanto para o PSD, que abraçou o projeto. Mas o PSDB, que sinalizava apoio, decidiu lançar candidatura própria.

Por enquanto, a resposta é nem sim, nem não _ o partido está em fase de pesquisas.

"Em política, até boi voa"

07 de maio de 2016 0

O deputado estadual Leonel Pavan ( PSDB) diz que o partido não abre mão da candidatura do filho, Leonel Junior Pavan, à prefeitura de Balneário Camboriú.
Junior, que preside o partido na cidade, abriu mão de concorrer a vereador nas duas últimas eleições para dar espaço a outros candidatos – e o pai diz que não tem o direito de interferir no projeto dele agora.

Pavan afirma que Junior só desiste da majoritária se ele mesmo – o pai – for candidato.

Se a hipótese existe? “ Em política até boi voa, e com uma asa só”, respondeu Pavan.

Com prazo estourando, Câmara de Itajaí nomeia nova Comissão de Ética

04 de maio de 2016 0
Foto: Davi Spuldaro / Divulgação

Foto: Davi Spuldaro / Divulgação

Com 21 vereadores, a Câmara de Itajaí penou para compor uma nova Comissão de Ética com apenas três integrantes. Ontem, com o prazo de nomeação estourando, o presidente da Casa, vereador Luiz Carlos Pissetti (PSB), considerava uma nomeação mesmo sem as indicações partidárias.

O problema estaria na dificuldade de alguns partidos em estabelecer de que lado estão em período pré-eleitoral – a comissão precisa ter membros pró e contra o governo. O fato de alguns vereadores serem alvo de processos na comissão é outro entrave.

Durante a sessão, a presidência nomeou os parlamentares Clayton Luís Batschauer (PSD), José Acácio da Rocha (PSDB) e Fernando Pegorini (PP) como membros da situação, da oposição e do partido com a maior bancada, respectivamente.

Embora o Partido Progressista não seja atualmente o com a maior bancada no Legislativo, o Regimento Interno prevê que para a indicação das representações será utilizado o enquadramento na data da diplomação. O presidente da Comissão será eleito durante a primeira reunião do grupo.

TRE adia votação do processo de cassação de Anna Carolina

26 de abril de 2016 0
Foto: Davi Spuldaro, Divulgaçao

Foto: Davi Spuldaro, Divulgaçao

 

O Tribunal Regional Eleitoral do Estado adiou nesta segunda-feira o pedido de cassação da vereadora Anna Carolina Martins (PSDB), de Itajaí. Dois juízes votaram favoráveis à perda de mandato por troca injustificada de partido _ inclusive o relator.

A decisão de adiar o julgamento ocorreu quando foi questionado o documento assinado pela presidência do PRB (então partido de Anna Carolina) deferindo a mudança da vereadora para o PSDB. Os magistrados entraram em discussão sobre a boa-fé das duas partes e o presidente da sessão resolveu pedir vistas, protelando a decisão.

O processo voltará à pauta do Tribunal na próxima segunda-feira, 2 de maio.

Entenda o caso

Em março a Procuradoria Regional Eleitoral manifestou-se a favor da perda de mandato da vereadora Anna Carolina Martins na ação movida contra ela pelo PRB, por troca de partido. A legenda acusa a vereadora de ter se desfiliado “sem justa causa prevista na legislação eleitoral”.

O partido pede que a vaga seja entregue ao suplente da Coligação Itajaí de Cara Nova, composta por PRB, PSL e PT do B _ além do próprio PSDB, atual partido de Anna Carolina.

Na ação, a vereadora alegou que mudanças na política nacional motivaram sua decisão de deixar o PRB, que é aliado do governo Dilma Rousseff (PT). Também se disse insatisfeita com a intervenção no diretório estadual do partido no ano passado.

Em seu parecer, o procurador Marcelo da Mota afirma que o apoio do PRB ao governo Dilma é anterior à filiação da vereadora e decorre de acerto político e eleitoral _ por isso, não caracteriza desvio de programa partidário. Também recusa a afirmação de Anna Carolina de que ela teria sofrido perseguição política: “sobrevieram provas de que sua desfiliação da grei partidária demandante teria decorrido de sua própria conveniência e interesse em disputar o pleito municipal vindouro de 2016 pelo PSDB, no qual teria mais chances de ser eleita” _ escreveu.

Anna Carolina disse, na época, que as decisões em casos semelhantes são “controversas”. Ela afirmou que sua saída do PRB foi precedida de cinco meses de negociação e disse que a ação foi um “ato político”. Disse, ainda, que os cargos de suplência na coligação também pertencem ao PSDB, partido ao qual se filiou _ o que significa que o PRB não retomaria a cadeira no Legislativo.

Câmara de Vereadores de Itajaí abre espaço para movimento separatista e causa polêmica

26 de abril de 2016 0

A decisão da Câmara de Vereadores de Itajaí de abrir as portas do plenário para uma palestra do movimento O Sul é Meu País, esta semana, está provocando polêmica nos bastidores do Legislativo. A linha que divide o direito à livre expressão na chamada Casa do Povo e a apologia a um movimento separatista parece ser tênue – e tem dividido opiniões.

Muita gente usou as redes sociais nos últimos dias para defender que, por se tratar de um movimento que pretende separar o Brasil, a reunião afronta a Constituição e pode render crime de responsabilidade para a mesa diretora do Legislativo. Inclusive o advogado Luiz Fernando Ozawa, conselheiro estadual da OAB.

O presidente da Câmara, vereador Luiz Carlos Pissetti (PSB), chegou a emitir um parecer em que afirma que a abertura para o encontro atende à lei que garante liberdade de manifestação a grupos que não atentam contra a vida pública e não incitam a violência. O parecer afirma, ainda, que reivindicar emancipação é um direito garantido internacionalmente.

Presidente da OAB em Itajaí, o advogado Murilo Zipperer reconhece que a a discussão é controversa. Até ontem a entidade não havia sido provocada a se manifestar a respeito – mas, se isso ocorrer, ele prefere não decidir sozinho: vai levar o caso à discussão de diretoria ou de conselho.

O fato é que, com a política em ebulição, talvez o momento não seja o mais propício para a palestra. E Itajaí não é a única: Pouso Redondo e Schroeder também tiveram suas palestras recentemente. A última, também na Câmara de Vereadores.