Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "segurança"

Policial Militar de Itajaí é assassinado durante assalto em São Paulo

04 de julho de 2016 0

O soldado da Polícia Militar de Itajaí Diego Felipe Ramos, de 26 anos, foi assassinado nesta segunda-feira em Praia Grande (SP). Segundo informações preliminares, ele teria acompanhado um parente que negociava uma aparelhagem de som e os dois foram assaltados. Ao perceberem que o policial tinha uma arma, os bandidos teriam atirado.

A polícia de São Paulo investiga se o caso foi uma emboscada.

Ramos estava na PMSC desde 2012. Esforçado, foi homenageado na formatura por ter sido o melhor aluno de sua turma no Curso de Formação de Soldados.

Nesta segunda à noite o 1º Batalhão da PM em Itajaí informou que tentou auxiliar no translado do corpo até a cidade de Porto Vitória (PR), onde vive a família do soldado e ele será enterrado, mas não foi possível por questões legais.

Um grupo de policiais sairá de Itajaí nesta terça para acompanhar o sepultamento.

Filho do presidente da Federação Catarinense de Futebol é preso com arma em Balneário Camboriú

10 de maio de 2016 0

Delfim de Pádua Peixoto Neto, o Delfinzinho, foi preso pela Polícia Militar na madrugada desta terça-feira, em Balneário Camboriú, por porte ilegal de arma. Delfinzinho é filho do presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF), Delfim de Pádua Peixoto Filho, e mantém um cargo de assessor na entidade.

De acordo com o relato da PM, a polícia suspeitou da BMW de Delfinzinho, que circulava pelo Bairro dos Municípios por volta das 5h da manhã. Os policiais revistaram o carro e encontraram um revólver calibre 38, com seis munições, embaixo do banco do passageiro. Como não tinha registro da arma e nem autorização para andar armado, ele foi detido e levado à Delegacia da Polícia Civil. De lá, foi liberado mediante pagamento de fiança, que não teve o valor divulgado.

O advogado de Delfinzinho, Gastão da Rosa Filho, não foi encontrado.

Calcanhar de Aquiles

No ano passado, quando aberta a possibilidade de Delfim, o pai, assumir o comando da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o histórico de Delfinzinho, que já envolveu-se em confusões na FCF devido ao temperamento forte, e passou um ano preso, em 2007, por tráfico de drogas, virou notícia nacional.

O drama familiar acabou sendo o calcanhar de Aquiles de Delfim. No início da manhã desta terça, o pai ainda não sabia que Delfinzinho havia sido detido.

Para driblar falta de efetivo, PM de Itajaí coloca policiais de cargos administrativos nas ruas

04 de maio de 2016 0

Afetado pela falta de efetivo, o comando do 1º Batalhão da Polícia Militar em Itajaí resolveu colocar nas ruas policiais que estavam em cargos administrativos. Uma vez por semana, quem não tem restrições de saúde troca a cadeira pela viatura, numa operação batizada de “fecha-quartel”.

A intenção é aumentar as rondas para prevenir crimes como furtos e assaltos, que chegam à deprimente média de 10 ocorrências por dia em Itajaí. A maioria são casos de pouca gravidade, como os assaltos a adolescentes na saída da escola – mas que aumentam a sensação de insegurança e preocupam a polícia.

Consequência do uso e do tráfico de drogas, na opinião do comandante do Batalhão, tenente-coronel Ronaldo Oliveira. Nas últimas semanas ele participou de duas reuniões públicas na Associação Empresarial de Itajaí (ACII) para falar sobre as ações e as dificuldades da PM.

Embora os números do atual efetivo não sejam divulgados, estima-se que seriam necessários pelo menos mais 30 policiais para garantir eficiência – algo que, até o ano que vem, quando se formará a turma de soldados chamada em junho, não está nos planos do Estado.

Ainda assim, será preciso mais do que números de ocorrências para atrair para a cidade o número necessário de policiais. É necessário força política – algo que hoje Itajaí não tem. Neste cenário, a intervenção do empresariado é a alternativa.

Oito cachorros morrem envenenados na Itaipava, em Itajaí

01 de maio de 2016 0
Foto: Karoline Gonçalves / Divulgação

Foto: Karoline Gonçalves / Divulgação

Oito cachorros morreram envenenados entre a manhã de quarta-feira e a tarde de sexta no bairro Itaipava, em Itajaí. Indignados com a situação, moradores penduraram uma faixa com a frase “Nesta rua temos um matador de cachorros” perto do local onde alguns cães foram encontrados mortos.

Os animais foram envenenados em um raio de distância de 800 metros, no entorno da Rua Aristides Pedroni. A jornalista Karoline Gonçalves perdeu o cachorro Fredy na quinta-feira pela manhã. Ela conta que a veterinária que atendeu quatro casos no bairro acredita que eles tenham sido envenenados com “chumbinho”.

— As mortes aconteceram muito rápido. Meu cachorro morreu em 20 minutos e pelo relato do outros donos os deles também morreram nesse tempo — explica.

A suspeita dos moradores é que o veneno tenha sido dado junto com comida para os animais. Quando são envenenados eles começam a espumar pela boca e a se contorcer, pois os órgãos vão paralisando.

Segundo Karoline, a comunidade já alertou a Fundação do Meio Ambiente de Itajaí (Famai) sobre as mortes e o órgão prometeu se informar sobre o ocorrido para tomar as devidas providências. Os donos que perderam os cães também irão registrar boletins de ocorrência para que se abra uma investigação.

— Meu coração está em pedaços. Não sei de onde tirei força de ir atrás dos outros donos, buscar mais informações com a veterinária e ir nas agropecuárias falar que vender chumbinho é crime — diz Karoline.

Foto: Ana Carolina Maykot

Foto: Ana Carolina Maykot

ONG Viva Bicho é arrombada e furtada em Balneário Camboriú

28 de abril de 2016 1

viva bichoA ONG Viva Bicho, de Balneário Camboriú, foi arrombada na madrugada de quarta-feira. Bandidos entraram pela janela da sala de cirurgias, levaram vacinas e um oxímetro, equipamento usado em operações nos bichinhos.

O prejuízo estimado é de mais de R$ 3 mil e só piora a situação da entidade, que sofre com a superlotação. Há mais de 1,2 mil animais, entre cães e gatos, esperando por um lar.

A Viva Bicho recebe recursos da prefeitura para alimentação e castrações. O resto do custo é coberto com doações.

Ibama e PRF apreendem cinco toneladas de camarão ilegal em Itajaí

21 de abril de 2016 0

Uma ação conjunta do Ibama em Itajaí, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi responsável pela apreensão de 5 toneladas de camarão ilegal. Estamos em época de defeso, quando fica proibida a captura, beneficiamento e transporte sem comprovação de origem – só é permitida venda de camarões capturados antes do período de proibição.

A carga foi doada a entidades beneficentes cadastradas pelo programa Mesa Brasil, nas regiões de Florianópolis, Blumenau, Joinville e Itajaí. A operação também aplicou mais de R$ 2 milhões em multas por outros crimes ambientais relacionados à pesca. Foram apreendidos barcos, um caminhão, apetrechos de pesca e mais de 55 toneladas de pescado.

Delegado regional de Itajaí discute providências após policiais terem sido denunciados à Justiça

14 de março de 2016 0

O delegado regional de Itajaí, Angelo Cintra, reúne-se nesta segunda-feira à tarde com o diretor de Polícia do Litoral, delegado José Celso Correa, para definir as medidas a serem tomadas em relação aos policiais Luciano Miranda e Luciano da Hora, denunciados pelo Ministério Público à Justiça por serem sócios de uma empresa de segurança _ o que é proibido por lei.

Na denúncia, o promotor Ary Capella Neto afirma que os policiais também teriam privilegiado a investigação de casos que envolviam clientes. A apuração fez parte da Operação Parada Obrigatória 1.

A juíza Sônia Moroso Terres, responsável pela 1ª Vara Criminal de Itajaí, determinou que a Corregedoria da Polícia Civil fosse comunicada sobre o caso.

De acordo com o delegado regional, Miranda está hoje lotado na Central de Plantão Policial (CPP). Luciano da Hora, por sua vez, trabalha em funções administrativas na Delegacia Regional.

 

Entrevista: novo comandante da PM de Itajaí fala sobre próximos desafios

24 de fevereiro de 2016 0
Foto: Matheus Berkenbrock / Divulgação

Foto: Matheus Berkenbrock / Divulgação

O tenente-coronel Ronaldo de Oliveira assumiu na manhã desta quarta-feira o comando o 1º Batalhão da Polícia Militar, em Itajaí. O novo comandante atuou anteriormente no subcomando do 12º BPM, em Balneário Camboriú, e já participou de ações preventivas durante os jogos pan-americanos do Rio de Janeiro. Com 45 anos e 26 de profissão, Oliveira é natural de Florianópolis, mas reside em Balneário há 20 anos. Em entrevista ao blog, ele fala sobre os desafios da PM em Itajaí:

Quais serão seus desafios no comando da PM de Itajaí?

Queremos fazer uma redução no índice de furtos e roubos e também no número de homicídios, que foi alto nesses primeiros meses do ano, além de combater o tráfico de drogas. Vamos focar em ações operacionais e integradas com outros órgãos do município. Em Balneário Camboriú nós fazíamos muitas barreiras e quero trazer esse aspecto para cá. Além disso, vamos trabalhar as ações de inteligência para detectar as razões que estão levando aos crimes. No caso dos homicídios, acreditamos que podem ter resultado de conflitos entre grupos criminosos, mas vamos estudar as razões para depois realizar ações de combate.

Como o senhor avalia o batalhão em termos de efetivo e demandas?

A falta de efetivo é uma realidade do Estado e do país, todas as cidades enfrentam esse problema. Porém, eu acredito que o retrabalho da PM com o prende-solta é o principal problema. Em Balneário, eu divulguei uma lista de criminosos que tinham diversas passagens policiais e não ficavam presos. Se os bandidos ficassem realmente detidos teríamos efetivo suficiente para atender a população. Isso é um problema da nossa legislação e que acaba estressando o policial militar.

Qual objetivo o senhor quer por em prática primeiro?

Eu sinto que a população de Itajaí está carente de atenção na questão dos furtos e roubos. Queremos combater essa situação com veemência. Os índices da cidade hoje se equivalem à média do Estado.

Dona de loja de Bombinhas segue suspeitas e cobra por peças furtadas

23 de fevereiro de 2016 0
Foto: Reprodução / Facebook

Foto: Reprodução / Facebook

Após descobrir um furto, a proprietária de uma loja de biquínis e roupas íntimas em Bombinhas seguiu as suspeitas do crime para cobrar a dívida. Gabriela Lunelli percebeu o sumiço de três peças de biquínis através das câmeras de monitoramento da loja e quando viu as falsas clientes passarem em frente ao seu estabelecimento resolver segui-las.

— Nem pensei duas vezes quando vi elas passando em frente à loja. Fechei as portas e fui atrás — lembra.

O furto na loja, que fica no Centro de Bombinhas, ocorreu na segunda-feira pela manhã. Conforme Gabriela, três argentinas entraram no estabelecimento e começaram a olhar as mercadorias. Enquanto ela mostrava algumas peças, as suspeitas furtavam os produtos.

A dona da loja percebeu o crime somente quando foi olhar as imagens das câmeras de monitoramento. Gabriela divulgou as imagens no Facebook e um dos vídeos teve mais de 19 mil visualizações.

No dia seguinte, quando as mulheres passaram pelo local novamente, a empresária resolveu segui-las para cobrar a dívida. Chegando à pousada onde as suspeitas estavam hospedadas, Gabriela questionou-as sobre o furto. Ela explica que no início as mulheres disseram não estar entendendo do que se tratava, mas depois tentaram devolver as peças.

— Como os biquínis já estavam usados eu não aceitei. Cobrei os R$ 350 dos produtos. Uma delas subiu no quarto e depois voltou com o dinheiro — afirma.

Gabriela relata que registrou uma ocorrência na Polícia Civil, mas quando os policiais foram até o local as argentinas já haviam saído. A repercussão no Facebook, no entanto, rendeu até pedido de desculpas dos argentinos:

— O vídeo foi compartilhado em um grupo de viagens e alguns argentinos vieram me pedir desculpas em nome do país — conta.

Novos comandantes dos batalhões da PM em Itajaí e Navegantes serão empossados quarta-feira

23 de fevereiro de 2016 0

O comandante do 25º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Darci Antonio Varela Pereira passa o cargo, amanhã, para o tenente-coronel Eugênio Hug Junior, em Navegantes. No 1º Batalhão da PM, em Itajaí, também haverá troca de comando na mesma data. Na ocasião, o tenente-coronel Rogério Teutônio da Silva transmite o cargo para o tenente-coronel Ronaldo de Oliveira.