Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Sem categoria"

Até 80 presos poderão ser libertados em Itajaí por decisão do STF

11 de julho de 2016 0
Foto: Lucas Correia, Arquivo

Foto: Lucas Correia, Arquivo

 

A Justiça liberou na última semana em Itajaí 15 presos, a maioria mulheres , que se encaixam no crime de “tráfico privilegiado” _ “mulas” ou pessoas que tiveram o que os especialistas chamam de “envolvimento doméstico “ com o crime. A soltura atende ao benefício de redução de pena que foi concedido no fim de junho por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

O benefício vale, por exemplo, para familiares de traficantes que, embora tenham sido presos, não têm o tráfico como “profissão”. A estimativa da Vara de Execuções Penais é que somente em Itajaí cerca de 80 detentos se encaixem nos pré-requisitos e possam ser soltos nas próximas semanas. Segundo o juiz Pedro Walicoski Carvalho, as solturas não são automáticas e cada caso é avaliado separadamente.

A medida pode ajudar a reduzir a superlotação no Complexo Prisional da Canhanduba. Esta semana a OAB Itajaí encaminhou um ofício ao Judiciário questionando sobre o número de presos condenados que deveriam estar na penitenciária, mas permanecem no presídio, e a quantidade de detentos que deveria estar no semiaberto mas está em regime fechado, consequências da falta de vagas. Os pedidos levam em conta uma decisão do STF, em junho, que determina que a falta de espaço não autoriza a manutenção de um preso condenado em outro regime prisional.

Na Canhanduba há detentos condenados no presídio, em uma ala separada dos demais. Mais de 100 deles têm direito ao semiaberto mas estão recorrendo, e enquanto os recursos não são julgados, têm que permanecer recolhidos.

O Judiciário aguarda a liberação de tornozeleiras pelo Estado para agilizar a abertura de novas vagas.

Nova ala

O Estado se comprometeu a iniciar em 10 dias o projeto de um novo galpão de semiaberto, feito com casas pré-fabricadas da indústria Fischer, de Brusque. A ideia é que a ala seja concluída em 60 dias.

Tocha olímpica passa por Itajaí na terça-feira

10 de julho de 2016 0

A tocha olímpica chega por volta de meio-dia de terça-feira a Itajaí, na Praça Genésio Miranda Lins. O revezamento, com 31 condutores, terá um percurso de seis quilômetros e passará por 12 ruas e avenidas.

A solenidade termina na Igreja Matriz, onde haverá apresentações culturais e esportivas. O condutor final vai levar a chama das Olimpíadas ao topo da torre da igreja que é cartão-postal de Itajaí.

Temporada de promoções

10 de julho de 2016 0

O comércio de rua de Balneário Camboriú aposta na temporada de promoções para alavancar as vendas.
Os descontos chegam a 70% nos artigos de inverno.
A expectativa é atrair os turistas, que chegarão com mais força à cidade na segunda quinzena de julho.

Sem imposto

10 de julho de 2016 0

O vereador Luiz Carlos Pissetti ( PSB) apresentou um projeto de lei que isenta de imposto a taxa de serviço – os 10% sobre a conta que são pagos em hotéis e restaurantes, e que devem ser repassados ao trabalhador.
A ideia é aumentar o ganho do pessoal.

Associações empresariais se encontram em Navegantes

10 de julho de 2016 0

A Associação Empresarial de Navegantes ( Acin) recebe representantes de entidades empresariais de todo o Vale de Itajaí nesta terça-feira.
O principal foco de discussão será a atuação das associações nas eleições municipais.

O presidente da Acin, Rinaldo Araújo, espera trazer à tona também o impasse da ampliação do Aeroporto de Navegantes para provocar a mobilização regional.

Multilog faz aquisição de R$ 115 milhões e amplia operações

04 de julho de 2016 0
Foto: Mauro Goulart, Divulgação

Foto: Mauro Goulart, Divulgação

 

A Multilog, Centro Logístico e Industrial Aduaneiro com matriz em Itajaí, firmou no fim de semana a aquisição de 100% do capital social da Elog Logística Sul, da Maringá Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo e da Maringá Armazéns Gerais, um negócio de R$ 115 milhões.

Segundo comunicado da companhia adquirida, a Elog passa a seter 6 das 15 unidades operacionais, inclusive um Terminal Intermodal de Cargas, o Ecopátio Cubatão, três Centros Logísticos e Industriais Aduaneiros, um Centro de Distribuição e a operação de Transporte Sudeste.

A Multilog ainda não se manifestou oficialmente. Presidida pelo empresário catarinense Valério Gomes, a empresa está entre as mais completas do país em serviços aduaneiros.

A venda está sujeita ainda à aprovação da Receita Federal e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Itajaí na lanterna

28 de junho de 2016 0

Pelo segundo ano consecutivo, os consumidores de Itajaí foram os mais econômicos do Estado no Dia dos Namorados.

De acordo com pesquisa da Fecomercio e FCDL, a cidade teve o menor tíquete médio – R$ 142, abaixo da média estadual.

Os empresários locais também foram os mais cautelosos na contratação de temporários: apenas 2,8% reforçou o quadro de funcionários para a data.

DC Logistics Brasil divulga plantio de árvores em tempo real

06 de junho de 2016 1
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

A DC Logistics Brasil colocou no ar a página do Plantio DC. Durante todo o mês de junho, será possível acompanhar em tempo real o número de mudas de árvores plantadas pela empresa, que tem sede em Itajaí e 10 escritórios no país. A ação ocorre anualmente desde 2010, sempre em junho, quando se comemoro o Dia Mundial do Meio Ambiente.

De lá para cá, 16 mil árvores já foram plantadas pela companhia – 3,5 mil só no ano passado. A contagem pode ser acompanhada no site.

Justiça nega liberdade ao ex-vereador Zé Ferreira

17 de maio de 2016 0

A Justiça negou um pedido de liberdade para o ex-vereador de Itajaí, José Alvercino Ferreira (PP), o filho dele, Jefferson Ferreira, e Anderson Estevão Vaz, funcionário de uma revenda de veículos que, de acordo com o Ministério Público, pertence ao ex-parlamentar.

A decisão, assinada pela juíza Sônia Moroso Terres, da 1ª Vara Criminal de Itajaí, afirma que os argumentos da defesa questionam apenas o mérito da ação _ o que será avaliado num segundo momento.

No parecer, a magistrada afirma que “há indícios de reiteração delitiva”, ou seja, de praticar crimes novamente, e “risco de produção e utilização de novos documentos falsos a fim de frustrar a efetividade das medidas cautelares”. Completa dizendo que, segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), a presunção de inocência não desautoriza prisões que necessárias ao andamento do processo.

Zé Ferreira, Jefferson e Anderson foram detidos em 19 de abril pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) por suspeita de falsidade ideológica. De acordo com o promotor de Justiça Ary Capella, apesar de ter sido descoberto durante as investigações da Operação Parada Obrigatória que a loja de carros estava em nome de “laranjas”, e isso ter sido relatado na denúncia aceita pela Justiça, o quadro societário da empresa não foi modificado.

Muitos dos veículos que estavam na loja quando foi deflagrada a operação, em julho do ano passado, foram sequestrados pela Justiça e continuam indisponíveis. Para reavê-los, a empresa apresentou pedidos judiciais — só que essas requisições estavam no nome de Anderson, que aparece como procurador da loja nos documentos mas, de acordo com o promotor, é um “laranja”.

Barcos que respeitam o meio ambiente terão prioridade na pesca da tainha

13 de maio de 2016 0

A Secretaria de Aquicultura e Pesca definiu os critérios para licenciar embarcações industriais para a safra de tainha, que, para a indústria, começa no dia 1 º de junho.

Serão 40 barcos para as regiões Sul e Sudeste do país, e a principal exigência diz respeito ao cumprimento das regras ambientais – não receberá autorização quem pescou em área proibida na última safra e nem quem teve mais de 144 horas de falha de transmissão no Programa Nacional de Rastreamento de Embarcações Pesqueiras por Satélite, o PREPS.

O sistema aponta se o barco está pescando em local irregular.