Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "aeroporto de navegantes"

Nevoeiro fecha Aeroporto de Navegantes nesta segunda-feira

29 de junho de 2015 0
Foto: Luiz Carlos Souza

Foto: Luiz Carlos Souza

 

O forte nevoeiro que se estende sobre Navegantes e Itajaí fechou o Aeroporto Ministro Victor Konder na manhã desta segunda-feira. Pousos e decolagens foram suspensos das 6h às 9h30. No momento o aeroporto opera por instrumentos, o que significa que as operações estão ocorrendo, mas não há ainda possibilidade de manobras visuais.

Os nevoeiros são comuns em Navegantes nesta época do ano e os fechamentos poderiam ser minimizados com a instalação de ILS _ equipamento que facilita as aterrisagens em condições climáticas adversas. O aeroporto de Joinville, que tem menos da metade da movimentação do Ministro Victor Konder, recebeu o ILS em junho do ano passado. Nos dois primeiros meses de uso, já havia melhorado a eficiência em 69%.

Por aqui, ainda se aguarda a instalação do VOR, um aparelho bem mais antigo que chegou ao terminal há 12 anos e até hoje não foi instalado. Já obsoleto, o equipamento deve fazer pouca diferença nas operações.

Desde a semana passada o aeroporto de Navegantes tem novo superintendente. Edson Antunes Nogueira passou a ocupar o cargo que, até então, era de Marco Aurélio Zenni, que permanece como assistente em cargo de confiança até setembro, para os procedimentos de transição. Zenni foi o responsável pelo crescimento vertiginoso no número de passageiros do aeroporto, que chegou no ano passado ao recorde histórico de 1,35 milhão de passageiros.

Em seu discurso de posse, Nogueira falou em trazer “resultados cada vez mais eficientes” para o aeroporto.

Aeroporto de Navegantes terá novo superintendente

19 de junho de 2015 1

Está marcada para segunda-feira a troca de comando na superintendência da Infraero em Navegantes. Edson Antunes Nogueira passará a responder pelo comando do Ministro Victor Konder.

Nogueira já atuou como gerente comercial em Navegantes e estava lotado no Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba (PR).
O atual superintendente, Marco Aurélio Zenni, permanece como assistente em cargo de confiança até setembro, para os procedimentos de transição.

Governador diz que concessão do Aeroporto de Navegantes está na pauta do Estado

15 de junho de 2015 2
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

O governador Raimundo Colombo (PSD) afirmou em passagem por Itajaí sexta-feira que o Aeroporto de Navegantes vai (finalmente) entrar na lista de demandas do Estado com o governo federal.

Disse que o terminal entrou pela primeira vez no debate na semana passada, quando foi anunciado o novo pacote de concessões, e admitiu que o Estado ainda não havia tratado do assunto.

Colombo garantiu que Navegantes (maior movimentador de cargas do Estado e o segundo maior no volume de passageiros) estará na pauta a partir de agora, junto com o Aeroporto de Chapecó.

Ministro da Aviação diz que Aeroporto de Navegantes poderá ser entregue à iniciativa privada

06 de maio de 2015 8
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

Atualizada

O ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Elizeu Padilha, disse nesta quarta-feira ao senador Paulo Bauer (PSDB) que a concessão do Aeroporto Internacional de Navegantes à iniciativa privada pode, de fato, ocorrer.

Durante audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado, Bauer questionou Padilha sobre a viabilidade de incluir Navegantes no programa de concessão confirmado para os aeroportos de Florianópolis, Porto Alegre e Salvador.

O ministro disse que a possibilidade de concessão existe e afirmou que sua pasta já foi informada, inclusive, do interesse de um grupo local em assumir a gestão do Aeroporto Ministro Victor Konder.

Com 1,3 milhão de passageiros no ano passado, o terminal é o segundo mais movimentado do Estado e o primeiro em movimentação de carga – e tem demanda para alçar voos ainda mais altos. Mas uma possível concessão só será viável após as obras de ampliação. E essas são um entrave.

Segundo o senador, o ministro informou na audiência que deve receber nos próximos dias o estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental e aguarda a conclusão das desapropriações para lançar a licitação em Regime Diferenciado de Contratação (RDC). Mas reiterou que as indenizações terão que ser pagas pelo Estado e pelo município – alternativa à falta de recursos da Infraero que, até agora, não caminhou.

Este ano a prefeitura de Navegantes decidiu não renovar os decretos que declaravam de utilidade pública a área de interesse da Infraero. Sem os documentos, os proprietários ficam autorizados a fazerem uso das áreas da forma que bem entenderem.

Ministério da Aviação busca alternativas para ampliação do Aeroporto de Navegantes

05 de março de 2015 17
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

O prefeito de Navegantes Roberto Carlos de Souza (PSDB) se encontrou na quarta-feira com o ministro-chefe da Aviação Civil, Eliseu Padilha, para tratar da ampliação do Aeroporto de Navegantes. Voltou para casa com o mesmo parecer que tinha ouvido em julho do ano passado: a Infraero não tem recursos para pagar pelas desapropriações dos terrenos que ainda faltam para complementar a área necessária ao projeto, avaliadas em mais de R$ 100 milhões.

O ministro ficou de estudar outras possibilidades para garantir que a obra saia do papel. Uma delas é a entrega da estrutura à iniciativa privada (possível mas pouco provável, já que o investimento a ser feito em Navegantes é bastante elevado).

Outra solução seria um novo projeto, com uma pista menor, que coubesse na área já desapropriada – o que não resolveria a demanda da região por um aeroporto maior.

Assim como o ministro anterior, Eliseu Padilha sugeriu que, para agilizar o processo, a prefeitura busque o recurso em outras fontes, como o governo do Estado. O prefeito Roberto Carlos desconsidera a hipótese por acreditar que dificilmente a proposta seria aceita.

O único passo à frente foi em relação à transferência dos terrenos indenizados. A Infraero deverá agilizar o levantamento topográfico para que as terras sejam cedidas pelo município à União. Há temor de que as áreas possam ser alvo de invasão, o que atrasaria ainda mais o processo.

O prefeito de Brusque, Paulo Eccel, acompanhou a reunião. A comitiva de Navegantes também incluiu o vice-presidente da Associação Empresarial (Acin) para assuntos aeroportuários, Vinício Bortolatto, o vereador Murilo Cordeiro (PT), o secretário de governo, Cassiano Weiss e o deputado federal Décio Lima (PT), que intermediou o encontro.

Sem decretos

Em janeiro o prefeito Roberto Carlos decidiu não renovar os decretos que declaravam de utilidade pública a área de interesse da Infraero que ainda precisa ser indenizada. Sem os documentos, os proprietários ficam autorizados a fazerem uso das áreas da forma que bem entenderem.

A diretoria de Planejamento e Gestão Estratégica da Infraero em Brasília enviou um ofício a Roberto Carlos afirmando que a indisponibilidade das áreas inviabilizará a expansão do aeroporto. O prefeito insiste que não há previsão legal para prorrogação dos decretos.

Associações empresariais querem audiência com ministro da Aviação Civil sobre aeroporto de Navegantes

26 de janeiro de 2015 1
Foto: Marcos Porto/Agência RBS

Foto: Marcos Porto/Agência RBS

As associações empresariais de Itajaí e Navegantes devem tomar as rédeas para solução dos entraves à expansão do Aeroporto Ministro Victor Konder, em Navegantes.

As presidências da ACII e da Acin devem reunir-se nos próximos dias com o governador Raimundo Colombo (PSD) e querem uma audiência com o ministro da Aviação Civil para tentar sensibilizá-lo sobre a importância que o aeroporto tem para o Estado.

Sexta-feira o blog adiantou que a prefeitura de Navegantes não vai reeditar o decreto que tornava de utilidade pública as áreas à espera de desapropriação.

::: Prefeitura de Navegantes não vai renovar decreto que reserva áreas para desapropriações do aeroporto

Aeroporto de Navegantes bate recorde histórico na movimentação de passageiros

19 de janeiro de 2015 2
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

O Aeroporto Ministro Victor Konder, de Navegantes, bateu recorde histórico de movimentação de passageiros em 2014. Fechou o ano com o registro 1,35 milhão de pessoas, 12,35% mais do que no ano anterior.

O mês de maior movimento foi outubro, quando 129.555 passageiros embarcaram ou desembarcaram no terminal. E a julgar pela movimentação dos primeiros dias de janeiro, este ano também promete bons números. O terminal tem ficado constantemente lotado e com filas – o que provoca reclamações na mesma proporção.

A solução existe: a ampliação, necessária e urgente, que continua emperrada. A última informação repassada pela prefeitura de Navegantes foi que aguardava um relatório da Infraero para poder fazer (só agora) a transferência oficial dos terrenos já desapropriados (70% da área) e que precisam ser repassados para a União.

O órgão federal está providenciando o documento. Enquanto isso, quatro meses após terem ouvido da presidência da Infraero que não há previsão de recursos para pagar os R$ 110 milhões que ainda faltam no cronograma de desapropriações do plano de ampliação, os prefeitos da região ainda não se mexeram para encontrar uma solução.
Se as desapropriações não forem concluídas, não há nem chance de Navegantes entrar no pacote de investimentos do governo federal para a aviação regional previsto para este ano.

Ficaremos, de novo, a ver navios.

Cadê nossa força?

Há quem defenda que a concessão para a iniciativa privada poderia ser a solução para a o Aeroporto de Navegantes. Mas que empresa teria interesse em tocar um terminal que, apesar da grande movimentação de passageiros e cargas, tem problemas crônicos de infraestrutura?

A raiz do problema é sem dúvida mais profunda. Basta olha para o aeroporto de Joinville, que com menos da metade da movimentação de passageiros de Navegantes conseguiu melhorias significativas no ano que passou – inclusive a instalação do ILS, equipamento que auxilia na segurança de pousos e decolagens e que é bem mais moderno do que o nosso lendário VOR, que espera há mais de uma década pela instalação.

Vontade política resume a questão. Enquanto falhamos no esforço, Joinville alça voos mais altos.

O descaso político com o aeroporto na região poderia até ser explicado pelo fato de que não se trata de um patrimônio apenas de Navegantes, mas de todo o Vale do Itajaí (e ninguém toma a responsabilidade para si). Mas se contabilizados os mais de mil empregos diretos gerados ali, parece que o esforço da cidade deveria, sim, ser mais efetivo.

 

Queixas

 

Foto: Bradlei Moretti, Arquivo Pessoal

Foto: Bradlei Moretti, Arquivo Pessoal

 

Quanto mais movimento no aeroporto, mais queixas.O leitor Bradlei Moretti, que fez uso do terminal esta semana, reclamou de filas intermináveis no check-in e no raio X, e classificou a situação como absurda (veja a foto).
Terminou a queixa em tom de cobrança: “O que nossos representantes do legislativo fazem? Absolutamente nada”. Pois é.

Aeroporto de Navegantes registra recorde de passageiros

24 de novembro de 2014 3
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

O Aeroporto de Navegantes bateu recorde histórico na movimentação de passageiros em outubro. Ao todo, 129.555 pessoas embarcaram e desembarcaram no terminal, 12,9% mais do que em outubro do ano passado.

Até então o número recorde de passageiros era de janeiro deste ano, quando 127.873 pessoas passaram por Navegantes.

O alto movimento em outubro é esperado devido às festas no Estado, especialmente a Oktoberfest, em Blumenau. As companhias aéreas reforçaram o número de voos para o período – ainda assim, o número está acima da expectativa.

O aeroporto deve fechar o ano com mais de 1,3 milhão de passageiros em 12 meses. Para atender ao crescimento, a Infraero realizou algumas obras de melhorias no decorrer de 2014, incluindo uma nova pista de taxiamento.

Já as aguardadas obras de ampliação, embora anunciadas pelo governo federal, ainda não caminharam. O projeto segue em fase de estudos mas falta a desapropriação de terrenos, que a Infraero não tem recursos previstos para fazer e poderia ficar a cargo do Estado. Até agora, porém, os prefeitos da região não discutiram a demanda com o governador Raimundo Colombo.

Aeroporto de Navegantes é autorizado pelo Ibama para fazer manejo de pássaros

05 de setembro de 2014 3
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

O Aeroporto de Navegantes conquistou autorização do Ibama para fazer por conta própria o manejo das aves que aparecem na área aeroportuária, onde há risco de colisão com as aeronaves. Funcionários do terminal, acompanhados de biólogos, podem a partir de agora fazer a captura e a soltura dos animais em local pré-determinado, que fica a 200 quilômetros de distância das pistas de pouso e decolagem.

O plano de manejo foi a mais recente de uma série de medidas adotas pelo aeroporto para reduzir a incidência de aves. Navegantes chegou a ser o 2º terminal no país em colisões de aves com aeronaves em 2010. Os últimos dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), do ano passado, mostraram que o terminal caiu 10 posições, passando para o 12ª lugar no Brasil.

Situação bem diferente de Joinville, que ocupou no ano passado o 1º lugar entre os aeroportos brasileiros, com 35 colisões em pouco mais de 10 mil movimentações. Navegantes teve, em 2013, 30 colisões em mais do que o dobro do movimento de aeronaves do aeroporto de Joinville.

A proximidade do mar, de rios e, no caso de Navegantes, da indústria pesqueira, que traz grande oferta de alimentação para as aves, estão entre os motivos que levam os dois terminais catarinenses a enfrentarem a incidência de colisões.

O que funcionou no aeroporto do Litoral foram os vários testes feitos no decorrer dos últimos anos, como mudanças no corte da grama, uso de redes, colocação de espelhos e até o uso experimental de um falcão-robô, que era operado por controle remoto e, com a aparência de predador, afastava pássaros menores como o quero-quero (ave que tem maior incidência no aeroporto).

Com a autorização para o manejo, o aeroporto terá agora condições de realocar aves adultas e ninhos em local onde o risco é menor _ para elas e para os aviões.

Lideranças vão a Brasília cobrar ampliação do Aeroporto de Navegantes

03 de setembro de 2014 0
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

Empresários e prefeitos da região marcaram uma audiência em Brasília com o ministro Moreira Franco, da Secretaria Nacional da Aviação Civil, para falar sobre a ampliação do Aeroporto de Navegantes. O encontro está marcado para segunda-feira.

A comitiva quer entender o que é preciso para garantir que o terminal entre no pacote de investimentos do governo federal na aviação regional, previsto para o ano que vem.

Além dos presidentes das associações empresariais de Itajaí e Navegantes, Eclésio da Silva e Osmari Castinho Ribas, até ontem haviam confirmado presença o prefeitos Jandir Bellini, (Itajaí), Roberto Carlos de Souza (Navegantes), Leonel Martins (Balneário Piçarras) e Ana Paula da Silva (Bombinhas).

Nas últimas semanas a prefeitura de Navegantes solucionou dois dos entraves que impediam o andamento das desapropriações. Conseguiu comprovar que não houve contaminação num terreno que vinha sendo usado para descarte de resíduos (onde foi encontrado lixo hospitalar) e fez a transferência em cartório de outra área que havia sido doada pelo Estado.

O próximo passo é a aprovação do recurso para as desapropriações, o que está a cargo da direção da Infraero em Brasília. A previsão de custos é de R$ 110 milhões.

A corrida agora é contra o tempo. Se as desapropriações não estiverem encaminhadas até 2015, a ampliação pode ser adiada indefinidamente.