Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "centro de eventos"

Governador assina ordem de serviço para as obras do Centro de Eventos de Balneário Camboriú

19 de agosto de 2015 0
Foto: Divulgação Governo do Estado

Foto: Divulgação Governo do Estado

 

O governador Raimundo Colombo (PSD) e o secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello, assinaram a ordem de serviço para o início das obras do Centro de Eventos de Balneário Camboriú, juntamente com o prefeito Edson Piriquito (PMDB)  e o empresário Sálvio Machado. O contrato foi assinado com a empresa Salver Construtora e Incorporadora Ltda., vencedora da concorrência, com o valor de R$ 89,8 milhões. Também estavam presentes o vice-governador, Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Planejamento, Murilo Flores.

O Centro de Eventos de Balneário deverá ser o maior do Estado, com capacidade para receber alguns dos maiores eventos que ocorrem no país.

O projeto contempla pavilhão de exposições, espaço para lojas, praça de alimentação e serviços. Possui 1.083 vagas de estacionamento e 28 salas para convenções. No total, serão 33 mil metros quadrados.

O Centro de Eventos será construído às margens da BR 101, km-137 no terreno do Estado cedido para a Santur, onde está localizado o Complexo Ambiental Cyro Gevaerd. A estimativa é que a obra seja concluída em 18 meses.

No fim da tarde desta quarta-feira foi feito o ato simbólico de início das obras, já no terreno onde o empreendimento será construído.

Orçamento

O orçamento inicial da obra era de R$ 107 milhões. Dos recursos disponibilizados R$ 55 milhões são do Ministério do Turismo, R$ 15 milhões do Governo do Estado e o restante será viabilizado pelo município de Balneário Camboriú.

A prefeitura também está licitando as obras de preparação do terreno, orçadas em R$ 8 milhões.

Estado homologa resultado da licitação do Centro de Eventos de Balneário

18 de agosto de 2015 0

A catarinense Salver Construtora e Incorporadora, de Ituporanga, venceu a licitação para construir o Centro de Eventos de Balneário Camboriú. A empresa apresentou o menor custo para a empreitada, R$ 89,9 milhões _ o valor de referência do Governo do Estado era de R$ 107 milhões.

O resultado da licitação foi homologado nesta segunda-feira à noite pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, após transcorrido o prazo para que as demais concorrentes apresentassem recursos contra a escolha da vencedora.O Estado ainda não anunciou a data da assinatura da ordem de serviço.

A maior parte do recurso da obra virá do governo federal, que vai arcar com R$ 55 milhões. A verba do Estado é de R$ 15 milhões, e o restante será pago pelo município.

O Centro de Eventos terá 33 mil metros quadrados, 28 salas de convenções e mais de mil vagas de estacionamento. A proposta é que a estrutura possa receber eventos que, hoje, nenhum dos espaços já existentes no Estado comportam.

 

Estado escolhe empresa para tocar a obra do Centro de Eventos

06 de agosto de 2015 1
Foto: Marcos Porto

Foto: Marcos Porto

 

A Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte voltou atrás na decisão de aguardar o parecer da Justiça sobre as empresas que conseguiram concorrer na licitação do Centro de Eventos de Balneário Camboriú através de liminar. Declarou vencedora a empresa Salver, que ofereceu o menor preço para a obra: R$ 89,8 milhões.

As demais concorrentes têm até o início da noite de sexta-feira para recorrerem do resultado, se quiserem. De acordo com o secretário Filipe Mello, uma equipe estará de prontidão para avaliar os possíveis recursos no fim de semana. A expectativa dele é homologar a licitação até terça-feira da semana que vem.

Os próximos passos, então, serão a assinatura de contrato e ordem de serviço. Até lá deverão ter sido concluídas as obras de preparação do terreno, que são de responsabilidade da prefeitura de Balneário e ainda não começaram.

A Salver, construtora que apresentou a melhor proposta na avaliação do comitê de licitação, havia sido considerada inabilitada e concorreu através de liminar. O mesmo ocorreu com o Consórcio Santa Catarina Forte.

As propostas variaram entre R$ 89,8 milhões e R$ 105,9 milhões. Além do preço, foi levada em conta capacidade técnica das concorrentes.

Nesta quinta-feira a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte informou que está respeitando as etapas da licitação.

Disputa judicial pode atrasar obra do Centro de Eventos

23 de julho de 2015 2

 

Uma liminar concedida pela 2ª Vara da Fazenda da Capital garantiu ao Consórcio Santa Catarina Forte, formado por duas empresas paranaenses, participar da abertura de propostas para a construção do Centro de Eventos de Balneário Camboriú. Com isto, quatro envelopes foram abertos ontem pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, com valores que variaram de R$ 89,8 a 105,9 milhões. A construtora Salver foi a que apresentou o menor preço.

Entretanto, o resultado da disputa _ que leva em conta, além do preço, a capacidade técnica da empresa_, não deve ser homologado tão cedo devido à guerra judicial que se instalou entre as concorrentes. Além do Consórcio Santa Catarina Forte, a própria Salver participou do processo graças a uma liminar concedida pela Justiça.

Ontem à noite o secretário de Estado de Turismo, Esporte e Cultura, Filipe Mello, confirmou que a comissão de licitação vai aguardar o trâmite dos processos judiciais, até a análise do mérito, antes de declarar a vencedora. As outras participantes são as empresas Viseu e Jota Ele.

O problema é que, como não há prazo para os julgamentos, a homologação passa a também não ter prazo para ocorrer _ o que acende o alerta em relação ao recurso de R$ 55 milhões que virá do governo federal. A verba foi garantida com a condição de que a primeira medição da obra ocorra até 31 de agosto. Sem data para anunciar a vencedora da licitação, o Estado dificilmente conseguirá honrar o prazo.

De acordo com o secretário Filipe Mello, o governador Raimundo Colombo (PSD) já vinha tratando do assunto com a presidente Dilma Rousseff (PT) e o Ministério do Planejamento, que é o responsável pela suspensão de verbas para obras não iniciadas. Caso não consiga correr contra o tempo, o Estado dependerá de representação política para garantir a obra. (Com Hyury Potter, do Diário Catarinense)

Veja quais foram as propostas de cada concorrente:

Jota Ele: R$ 105.959.374,24

Viseu: R$ 99.998.956,67

Salver: R$ 89.888.888,88

Consórcio Santa Catarina Forte: R$ 96.836.208,16

 

TJSC derruba liminar que garantia quarta empresa na licitação do Centro de Eventos

22 de julho de 2015 0

O Tribunal de Justiça voltou atrás e revogou a liminar que havia garantido ao Consórcio Santa Catarina Forte o direito de concorrer na licitação da obra do Centro de Eventos de Balneário Camboriú. O consórcio havia sido considerado inapto pelos técnicos da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte. Na semana passada, a liminar fez com que fosse adiada a abertura de envelopes, que está marcada para hoje à tarde. Com isto, apenas três empresas deverão ter as propostas apresentadas.

Prefeitura de Balneário assina contrato do Centro de Eventos: primeira parte da obra deve começar nos próximos dias

30 de junho de 2015 5

 

Foto: Celso Peixoto, Divulgação

Foto: Celso Peixoto, Divulgação

 

Empresários e representantes do trade turístico acompanharam de perto a inclusão do município de Balneário Camboriú no convênio entre Estado e governo federal para a obra do Centro de Eventos. O prefeito Edson Piriquito (PMDB) se comprometeu oficialmente a injetar R$ 38 milhões no projeto que está em fase de licitação.

Outros R$ 10 milhões deverão ser empenhados pelo município nas obras de infraestrutura, que incluem terraplanagem e drenagem e antecedem a construção propriamente dita. Esta fase dos trabalhos deve começar nos próximos dias.
A licitação, sob responsabilidade do Estado, está em fase de recurso. Apenas uma das quatro empresas que apresentaram propostas foi considerada habilitada e as demais questionaram a avaliação.

A expectativa da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte é finalizar o processo nas próximas semanas e dar início à construção da estrutura até o fim de julho.

O Centro de Eventos de Balneário custará ao todo R$ 107 milhões, divididos entre município, Estado e governo federal. Para dar conta do investimento, a prefeitura conta com vir de “provável excesso de arrecadação” neste ano.

Piriquito comparou o custo da obra a pavimentações: disse que, com o que vai pagar pelo Centro de Eventos, poderia asfaltar 400 ruas.

Considerada essencial para reduzir a sazonalidade do turismo em Balneário, a estrutura será a maior do Estado. De acordo com a diretora de Projetos Estruturantes da Secretaria de Estado de Turismo, Ana Paula Cardoso da Silva, a ideia é atrair para a cidade eventos que hoje o Estado não tem condições de receber.

Construtora do Paraná é a única habilitada na licitação da obra do Centro de Eventos de Balneário

16 de junho de 2015 0
Foto; Divulgação

Foto; Divulgação

 

A construtora paranaense JL foi a única habilitada entre as quatro empresas que apresentaram documentação para o processo licitatório da obra do Centro de Eventos de Balneário Camboríú. A empresa já executou obras na Universidade Federal do Paraná ( UFPR).

As demais construtoras que se apresentaram foram a Viseu, de Joinville, que é responsável pela obra da Marina Itajaí, a Salver Construtora e Incorporadora e o Consórcio Santa Catarina Forte, formado pelas empresas Endeal Engenharia e Empo Empresa Curitibana de Saneamento e Construção Civil – ambas de Curitiba ( PR). Todas foram consideradas inabilitadas.

As empresas têm cinco dias para recorrer.

::: Câmara libera prefeitura de Balneário para injetar R$ 48 milhões no Centro de Eventos

::: “Quem fala de edital ilegal do Centro de Eventos não entende nada de licitação”, diz secretário Filipe Mello

 

Quatro empresas apresentam propostas para o Centro de Eventos

26 de maio de 2015 0

Quatro empresas entregaram propostas à Secretaria de Estado Turismo, Esporte e Cultura para tocar a obra do Centro de Eventos de Balneário Camboriú nesta terça-feira. Os nomes das interessadas ainda não foram divulgados.

A partir de agora ocorre o julgamento da habilitação de cada uma das candidatas, que não tem prazo para terminar.

::: Saiba mais sobre a obra do Centro de Eventos

O Centro de Eventos de Balneário será o de maior capacidade no Estado e custará aos cofres públicos R$ 107 milhões. A maior parte do custo será coberta pelo município e pelo governo federal.

Estado abre propostas para o Centro de Eventos de Balneário nesta terça

26 de maio de 2015 1
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Está marcada para esta terça-feira à tarde a abertura dos envelopes com as propostas para a obra do Centro de Eventos de Balneário Camboriú. A expectativa é que o número de empresas interessadas seja elevado, até porque a Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, que está responsável pela licitação, recebeu uma série de questionamentos desde que o edital foi relançado, no mês passado.

Finalizada a etapa da abertura de propostas correrão os prazos para homologação e recurso e, enfim, poderá ser assinada a ordem de serviço. A obra é avaliada em R$ 107 milhões e a maior parte do custo (R$ 55 milhões) será coberta pelo governo federal. O município deve arcar com mais R$ 48 milhões e o Estado pagará o excedente.

::: Leia mais sobre a obra do Centro de Eventos

Se tudo der certo, será o fim de uma novela que se arrasta há anos e uma resposta ao trade turístico local, que vê no Centro de Eventos a solução para a queda da economia durante a baixa temporada.

O anúncio de que a obra estava prestes a sair trouxe, inclusive, novas redes de hoteis para Balneário, interessadas no público corporativo. No setor, a expectativa é para que a obra saia finalmente do papel.

Pavan quer que LHS batize o Centro de Eventos de Balneário

14 de maio de 2015 0

Luiz Henrique da Silveira pode dar nome a não apenas um, mas dois Centros de Eventos na região. Depois do vereador Thiago Morastoni (PT) ter protocolado na terça-feira um projeto na Câmara de Vereadores de Itajaí para que o Centreventos da cidade passe a levar o nome do senador, agora o deputado estadual Leonel Pavan (PSDB) quer que LHS denomine o Centro de Eventos que será construído em Balneário Camboriú.

Como as duas estruturas não podem ter o mesmo nome, deve ficar com os créditos da homenagem quem finalizar o processo mais rápido.