Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Construção Civil"

Vereadores de Bombinhas votam limite para altura de prédios

07 de maio de 2016 0

A Câmara de Vereadores de Bombinhas vota na segunda-feira o projeto de lei que retoma o limite original para construções à beira-mar, com apenas dois andares.

As alterações à lei nos últimos anos permitiram às construtoras dobrar a quantidade de pavimentos.

A proposta leva a assinatura de Maria Julia Emilio ( PSDB), João Vitor ( PT) e Celino dos Santos ( SD).

Caminho inverso

02 de maio de 2016 0

Algumas das grandes construtoras de Balneário Camboriú resolveram investir na hotelaria, lançando empreendimentos multifuncionais. O curioso é que a própria indústria da construção foi a responsável por uma baixa considerável no número de leitos na cidade há alguns anos.

A sazonalidade do turismo, poucos anos atrás, não conseguiu fazer frente às sedutoras (e milionárias) propostas. Nem o mais antigo hotel da cidade, icônico Fischer, resistiu.

Aeronáutica limita altura de prédios em Itajaí e Navegantes

29 de fevereiro de 2016 3

 

Foto: Lucas Correia

Foto: Lucas Correia

A portaria 957 da Aeronáutica colocou a construção civil de Itajaí e Navegantes em alerta. Editada no ano passado pela Secretaria de Aviação Civil, a legislação restringe a 45 metros a altura de prédios, antenas e torres em um raio de quatro quilômetros a partir do aeroporto de Navegantes (o que equivale a um prédio de 15 andares). A alteração impõe mais controle sobre as construções para melhorar a segurança do tráfego aéreo no entorno dos terminais em todo país.

Em Itajaí, a preocupação é maior pois a lei de zoneamento permite edifícios de até 105 metros, dependendo da rua e da região. Os bairros Centro, Fazenda, São João e Barra do Rio seriam os mais afetados, além de parte do Cordeiros e do São Vicente.

– Trata-se de uma questão importante para a viabilidade econômica das construções em áreas de grande valorização imobiliária, como o Centro e o bairro Fazenda, em Itajaí, mas também em Navegantes, onde no futuro a restrição poderá se tornar um empecilho para o desenvolvimento da cidade – avalia o presidente do Sinduscon, Charles Kan.

Para tentar minimizar o impacto da portaria, a entidade e as prefeituras das duas cidades participaram de uma reunião no Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Trafego Aéreo (Cindacta II). No encontro, ficou definido que os municípios vão fazer um levantamento dos obstáculos existentes para uma proposta de área consolidada. Esses dados serão catalogados e servirão de base para os operadores do aeroporto.

Um segundo passo seria a implantação do plano específico para o terminal de Navegantes. Por enquanto, projetos acima de 45 metros de altura na região precisam de autorização do Cindacta II. Consultas prévias, projetos aprovados e licenças concedidas até 2 de fevereiro deste ano permanecem válidos, bem como os edifícios já concluídos ou em construção.

Ministério Público abre inquérito para apurar construção de empreendimento da Porsche em Itajaí

25 de fevereiro de 2016 14
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O promotor Alvaro Pereira Oliveira Melo, da 10ª Promotoria de Justiça em Itajaí, abriu nesta quinta-feira um inquérito para apurar se o empreendimento lançado pela Porsche Design na Praia Brava possui todas as licenças necessárias. O promotor também questiona se a área escolhida para construção é um local de preservação permanente.

Ofícios foram enviados para a Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Fundação do Meio Ambiente de Itajaí (Famai) e Secretaria de Urbanismo da cidade. Nas redes sociais, alguns moradores e ambientalistas reclamaram sobre o impacto ambiental do prédio e questionaram a legalidade da construção.

O empreendimento

O Porsche Design Towers Brava é o primeiro a ser construído pela marca na América Latina e terá quatro torres em meio à Mata Atlântica. O pré-lançamento ocorreu na semana passada em São Paulo.

O complexo residencial contará com 740 apartamentos, que vão de 120m² a 400 m², além das coberturas. Também estão previstos serviços como skybar, restaurante rooftop, galerias de arte, cinema a céu aberto, cafés, centros de beleza, academias e espaços exclusivos para colecionadores de carros.

A Carelli, que detém a licença para construir os prédios da Porsche no Brasil, esclareceu por meio da assessoria de imprensa que o empreendimento está na etapa de desenvolvimento de estudos ambientais e impacto de vizinhança, necessários para o processo do licenciamento ambiental do projeto. Conforme a construtora, os estudos mostraram que o empreendimento não está inserido em área de proteção ambiental, conservação ou área de risco.

A empresa informou ainda que o projeto suprimirá 9,5% da área total do terreno e que medidas mitigatórias e compensatórias estarão contempladas nos estudos exigidos pelos órgãos competentes.

Construtora do litoral prospecta novos clientes no Mato Grosso

24 de fevereiro de 2016 0

O empresário Alcino Pasqualotto, diretor da Construtora Pasqualotto, viaja nesta semana para a cidade de Sinop, no Mato Grosso. O objetivo é apresentar a um grupo de empresários os empreendimentos que a construtora possui em Itapema e Balneário Camboriú. Conhecida por erguer luxuosos edifícios, a empresa tem clientes como o jogador Neymar e o cantor Luan Santana.

Grupo FG está entre as 40 maiores construtoras do país no ranking ITC

30 de janeiro de 2016 0

O Grupo FG está entre as 40 maiores construtoras do país no Ranking ITC, divulgado pela Inteligência Empresarial da Construção, que aponta as 100 Maiores Construtoras do Brasil. A empresa ocupa a 39ª posição com 16 obras e mais de 400 mil metros quadrados em construção.

Os números dos próximos 12 meses da construtora reforçam essa posição: serão entregues no período seis empreendimentos, ou seja, mais de 550 unidades de apartamentos, totalizando 103,6 mil metros quadrados de área construída. Entre as obras estão o Alameda Jardins, o Mirage Residence, o Sky Tower e Vision Tower.

Lançamento em Itapema

28 de janeiro de 2016 0
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A Construtora Positiva lançou, neste ano, seu segundo empreendimento em Itapema, o edifício Green Park Residence. A nova empreitada terá cinco torres com 20 andares cada. São 450 apartamentos de cerca de 60m² cada, sendo seis por andar com vaga de garagem inclusa. No total, o Green Park terá aproximadamente 60 mil m² de área construída com espaço de lazer completo.

Pertencente a Pasqualotto, a Positiva foi criada há 10 anos para um público mais jovem ou para quem busca apartamentos menores. A empresa garante o mesmo padrão de acabamento dos apartamentos de luxo construídos pela Pasqualotto.

 

Mais rapidez

27 de dezembro de 2015 1

Um decreto assinado pelo prefeito Edson Piriquito (PMDB) autoriza os construtores a começarem as obras antes da aprovação do projeto hidrossanitário em Balneário Camboriú. As propostas poderão ser apresentadas no decorrer da obra e a aprovação será obrigatória para concessão do habite-se.

O Sinduscon, sindicato que representa os construtores, comemorou a mudança. Há 30 dias não eram aprovados novos projetos hidrossanitários na cidade, o que vinha atrasando o andamento das obras.

Prefeito Bolinha é investigado na Operação Garoupa e processo vai parar no TJSC

11 de dezembro de 2015 0
Foto: Lucas Correia / Agência RBS

Foto: Lucas Correia / Agência RBS

O inquérito da Operação Garoupa, deflagrada no dia 1º de dezembro em Itapema, foi remetido ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). O motivo foram indícios de possível participação do prefeito Rodrigo Bolinha (PSDB) nos fatos investigados. Como o prefeito tem foro privilegiado, a investigação deve ser conduzida por instância superior.

A operação é a mesma que levou à prisão o vice-prefeito da cidade, Giliard Reis (PMDB). O nome de Bolinha teria aparecido durante um dos depoimentos coletados pelo Gaeco. Até agora, 30 pessoas foram ouvidas.

Até sexta-feira seis pessoas permaneciam presas: além de Giliard, o pai dele, José Francisco Reis Filho, Carlos Eduardo Vieira, Carlos Humberto Cruz e Wesley Carlos da Silva.

O empresário Francisco de Assis Hasckel, que também esteve detido, foi solto nesta sexta-feira. De acordo com o advogado Márcio André Sachet, seu cliente foi uma vítima do sistema de aprovação de projetos construtivos implantado na prefeitura de Itapema. Ele prestou depoimento na quarta-feira e foi liberado, segundo o advogado, por colaborar com as investigações.

Foram cumpridos 10 mandados de prisão preventiva e um dos investigados permanece foragido. O advogado do prefeito Bolinha, Giancarlo Castelan, não foi localizado na tarde desta sexta-feira para comentar o caso.

Adornos de prédio em Balneário Camboriú correm risco de desabar

19 de novembro de 2015 0

 

(Por Larissa Guerra* | larissa.guerra@santa.com.br)

Tramita na 1ª Vara Cível de Balneário Camboriú uma ação movida por moradores de um condomínio localizado na Rua 1.910 contra uma construtora para autorizar a demolição de elementos decorativos instalados no topo do prédio que, segundo uma perícia contratada pelos moradores, corre risco de desabar.

A disputa judicial acabou virando caso de polícia nesta semana, quando o proprietário da construtora teria ido até o condomínio para impedir que um empreiteiro instalasse bandejas de proteção ao redor dos dois blocos de prédios. Na terça, fiscais da prefeitura estiveram no local por causa de um pedido de embargo da obra, que foi indeferido.

Segundo moradores, os problemas começaram quando, durante uma reforma, descobriu-se que as estruturas decorativas — barras horizontais e verticais que se projetam para fora da fachada a 40 metros de altura — apresentavam rachaduras. Eles acusam a construtora de ter omitido que os ornamentos foram erguidos com tijolos normais, e não concreto armado, como fora informado à prefeitura de Balneário na época da construção

Depois, um laudo técnico apontou risco de desabamento, alertando para o risco de morte caso a peça despenque e atinja algum pedestre. “Estima-se que o impacto decorrente da queda de um fragmento do adorno horizontal com massa de aproximadamente 500 gramas atinja o solo com uma força superior a 650 quilos e que o eventual desplacamento de um elemento com um metro de comprimento do ornamento horizontal — massa estimada em 100 quilos — atinja o solo com uma força superior a 4 mil quilos”, diz o documento.

O proprietário da construtora J. Knabben, Jurandir Knabben, disse à coluna que prefere se manifestar por meio de seu advogado, Afonso Buerger Filho. O representante foi procurado por telefone celular e em seu escritório, mas não atendeu as ligações. Uma reunião entre a empresa e a administração do condomínio está marcada para esta quinta-feira.

*A colunista Dagmara Spautz retorna em 26 de novembro