Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Praia Brava"

Começam as obras da passarela sobre a Lagoa do Cassino na Praia Brava

19 de julho de 2016 0
Foto: Luiz Carlos Souza, Especial

Foto: Luiz Carlos Souza, Especial

 

 

Começaram ontem as obras da passarela sobre a Lagoa do Cassino, que vai ligar o Canto Norte ao Canto Sul da Praia Brava, em Itajaí. A estrutura é para pedestres e ciclistas, e faz parte de um acordo judicial firmado por donos dos terrenos do norte da praia.

A previsão é que fique pronta em seis meses e custe R$ 500 mil.

A passarela é parte de um projeto para transformar a lagoa e suas margens em Parque Linear. Além da travessia, a ação prevê a despoluição da Lagoa do Cassino, recuperação de suas margens e a construção de um local para abrigar guarda-vidas, segurança, administração do parque e banheiros públicos.

Ao longo do Parque Linear, que vai da Rua Luci Canziani até a praia, serão criadas trilhas ecológicas e decks de contemplação.

Divide opiniões

A travessia na Lagoa do Cassino é polêmica e divide opiniões há anos. Um dos questionamentos é em relação ao fluxo de veículos que segue para as casas noturnas da Brava Norte _ e que pode acabar sendo transferido de Cabeçudas para o Canto Sul da Praia Brava. Nesse caso, a estrutura vai apenas transferir  o problema de um bairro para o outro.

Pela passarela sobre a Lagoa do Cassino também deve passar a tubulação de água, esgoto e gás para o Canto Norte da Praia Brava _ uma medida providencial após o Tribunal de Justiça ter determinado que a prefeitura passe a emitir alvarás para construções no local.

Associações organizam novo abraço ao Canto do Morcego, em Itajaí

24 de abril de 2016 0
Foto: Marcos Porto/Arquivo

Foto: Marcos Porto/Arquivo

O Canto do Morcego receberá um novo abraço no dia 1º de maio, próximo domingo. A ação é em protesto à decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) que abre espaço para novas construções no local, santuário do surfe em Itajaí. A ação começa às 10h e é organizada pelas associações Unibrava, Sea Shepherd, SocioAmbientar, Associação de Surf Praias de Itajaí e Associação de Bodyboard.

Tribunal abre brecha para novas construções no Canto Norte da Praia Brava em Itajaí

08 de abril de 2016 8
Foto: Marcos Porto, Arquivo

Foto: Marcos Porto, Arquivo

 

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) julgou improcedente a ação proposta por cinco entidades de Itajaí que questionava a constitucionalidade da lei de zoneamento aprovada em 2012, em relação ao Canto Norte da Praia Brava, o Canto do Morcego. A área é cercada por mata atlântica, considerada um santuário do surfe, e recebeu nos últimos anos uma série de manifestações pedindo a preservação. A decisão dos desembargadores foi unânime.

A ação, movida pela Unibrava, Sócio Ambiental, Associação de Bodyboarding, Associação de Surfe e Associação de Skate de Itajaí, alega retrocesso ambiental e falta de participação popular nas audiências públicas que precederam a aprovação da lei em sessão extraordinária, no dia 31 de dezembro, no apagar das luzes de 2012. Os desembargadores consideraram que houve participação popular suficiente, em audiências e reuniões do Conselho Municipal de Gestão Territorial _ embora a formação do conselho tenha sido alvo de intervenção do Ministério Público, na época, por falta de pluralidade de opiniões.

Antônio Fernando do Amaral, advogado da Aprobrava, entidade que representa os proprietários de terrenos do Canto Norte, afirma que as alegações de falta de participação democrática representam “inconformismo de uma minoria que não consegue aceitar a posição majoritária”. Para a associação, a decisão do TJSC abre espaço para novas construções na área do Canto do Morcego.

O autor da ação, advogado Giordano Furtado, tem outro entendimento. Acredita que deve prevalecer uma decisão judicial de 2014 que suspendeu artigos da lei de zoneamento no Canto Norte porque abriam espaço para construções em área de preservação. Mas, de qualquer forma, as duas decisões conflitantes abrem espaço para contestação.
Furtado afirmou que vai recorrer da decisão do TJSC.

Leia mais: Os dois lados da polêmica

 

Fundação do Meio Ambiente de Itajaí recusa licença para empreendimento da Porsche

31 de março de 2016 14
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

A Fundação do Meio Ambiente de Itajaí (Famai) indeferiu o pedido de licença ambiental prévia (LAP) para as obras do Porsche Design Towers Brava, empreendimento da construtora Carelli em parceria com a Porsche. A justificativa da Famai é que o terreno escolhido para o projeto está dentro, ou muito próximo da área para onde se pretende expandir o Parque Ambiental da Ressacada.

Os técnicos da Famai também levantaram dúvidas quanto à classificação da área em relação ao plano diretor, e pediram que a Secretaria de Urbanismo avalie o caso. Não se sabe se o espaço está em zona de proteção ambiental (ZPA) ou zona urbana (ZU), que têm destinações diferentes.

O parecer do órgão ambiental foi entregue ao promotor Álvaro Pereira Oliveira Melo, da 10ª Promotoria de Justiça de Itajaí, que instaurou inquérito em fevereiro para apurar o licenciamento da obra. Ontem, a Carelli informou que tomará todas as medidas necessárias para dar continuidade ao projeto. A construtora pode apresentar alterações à proposta original e pedir novamente a licença prévia à Famai.

O Porsche Design Towers Brava é o primeiro projeto da Porsche na América Latina, e prevê a construção de quatro torres de alto luxo em meio à mata atlântica. O empreendimento foi pré-lançado em festa badalada em São Paulo, no mês passado.
Embora os apartamentos ainda não estejam à venda, o projeto já é apresentado em sites de corretores que vendem imóveis dentro e fora do país _ inclusive nos Estados Unidos.

Ministério Público abre inquérito para apurar construção de empreendimento da Porsche em Itajaí

25 de fevereiro de 2016 14
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O promotor Alvaro Pereira Oliveira Melo, da 10ª Promotoria de Justiça em Itajaí, abriu nesta quinta-feira um inquérito para apurar se o empreendimento lançado pela Porsche Design na Praia Brava possui todas as licenças necessárias. O promotor também questiona se a área escolhida para construção é um local de preservação permanente.

Ofícios foram enviados para a Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Fundação do Meio Ambiente de Itajaí (Famai) e Secretaria de Urbanismo da cidade. Nas redes sociais, alguns moradores e ambientalistas reclamaram sobre o impacto ambiental do prédio e questionaram a legalidade da construção.

O empreendimento

O Porsche Design Towers Brava é o primeiro a ser construído pela marca na América Latina e terá quatro torres em meio à Mata Atlântica. O pré-lançamento ocorreu na semana passada em São Paulo.

O complexo residencial contará com 740 apartamentos, que vão de 120m² a 400 m², além das coberturas. Também estão previstos serviços como skybar, restaurante rooftop, galerias de arte, cinema a céu aberto, cafés, centros de beleza, academias e espaços exclusivos para colecionadores de carros.

A Carelli, que detém a licença para construir os prédios da Porsche no Brasil, esclareceu por meio da assessoria de imprensa que o empreendimento está na etapa de desenvolvimento de estudos ambientais e impacto de vizinhança, necessários para o processo do licenciamento ambiental do projeto. Conforme a construtora, os estudos mostraram que o empreendimento não está inserido em área de proteção ambiental, conservação ou área de risco.

A empresa informou ainda que o projeto suprimirá 9,5% da área total do terreno e que medidas mitigatórias e compensatórias estarão contempladas nos estudos exigidos pelos órgãos competentes.

Prefeitura de Itajaí autoriza construção de travessia sobre a Lagoa do Cassino, na Praia Brava

04 de fevereiro de 2016 0
Foto: Marcos Porto / Agência RBS

Foto: Marcos Porto / Agência RBS

A prefeitura de Itajaí autorizou a construção de uma travessia para pedestres e ciclistas sobre a Lagoa do Cassino, que liga o Canto Sul ao Canto Norte da Praia Brava. O município já entregou o projeto e orçamento para a Associação dos Proprietários da Praia Brava (Aprobrava),

que vai tocar a obra. A previsão é que até junho a ponte fique pronta. O investimento estimado é de R$ 900 mil. A obra será construída em madeira e terá 77 metros de comprimento por 4,3 metros de largura.

Conforme o município, a passarela é parte de um projeto para transformar a lagoa e suas margens em Parque Linear. Além da travessia, a ação prevê a despoluição da Lagoa do Cassino, recuperação de suas margens e a construção de um local para abrigar guarda-vidas, segurança, administração do parque e banheiros públicos. A iniciativa será custeada por meio de um

Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a PB Internacional, responsável pelo empreendimento Bravíssima, no Canto Norte.

A despoluição da lagoa já teria iniciado, com a implantação da rede coletora de esgoto no bairro. O Semasa também irá construir caixas de inspeção para que os moradores do loteamento Nova Divinéia conectem suas casas à rede. A Fundação do Meio Ambiente de Itajaí (Famai) pretende monitorar a qualidade da água.

O diretor de Recursos Naturais, Resíduos e Projetos Ambientais da Famai, Francisco Carlos do Nascimento, afirma que o projeto irá proteger a região, que é uma Área de Preservação Permanente (APP), melhorar o turismo e a segurança. Ao longo do Parque Linear, que vai da Rua Luci Canziani até a praia, serão criadas trilhas ecológicas e decks de contemplação.

– Para o parque estimamos um investimento de cerca de R$ 400 mil. A intenção é que boa parte disso já fique pronta neste ano. Estamos fazendo uma análise do impacto ambiental, mas percebemos que ele será positivo, pois as áreas degradadas serão recuperadas – avalia Nascimento.

O projeto começa a sair do papel um mês após um homem morrer afogado ao tentar atravessar a lagoa. Apesar disso, a Famai diz que ele estava em discussão há bastante tempo.

Divide opiniões

A travessia na Lagoa do Cassino é polêmica e divide opiniões há anos. Um dos questionamentos é em relação ao fluxo de veículos que segue para as casas noturnas da Brava Norte e que pode acabar sendo transferido de Cabeçudas para o Canto Sul da Praia Brava. Nesse caso, a estrutura pode simplesmente mudar o problema de um bairro para o outro.

Pela passarela sobre a Lagoa do Cassino também deve passar a tubulação de água, esgoto e gás para o Canto Norte da Praia Brava. Resta saber se a obra não vai acabar atraindo mais construções para o lado preservado da praia. Segundo a Famai, não há projetos em análise para o local.

Motel de Itajaí vai distribuir calcinhas em ação de Carnaval

01 de fevereiro de 2016 1
Foto: Lu JP/ Agência A

Foto: Lu JP / Agência A

Não é só o setor hoteleiro que anda comemorando os bons resultados da temporada de verão na região. O Motel Recamier, entre Itajaí e Balneário Camboriú, investiu em uma reforma das suítes apostando no crescimento do número de turistas, principalmente para o Carnaval — época em que há maior procura. Além disso, o motel vai distribuir 3 mil calcinhas em uma ação promocional na Praia Brava. Quem passar pelas instalações também irá receber o mimo nos quartos.

Ao todo, o Recamier possui 13 suítes, divididas em quatro tipos. O preço varia conforme os diferenciais de cada uma, como banheira de hidromassagem, decoração especial, pole dance ou jacuzzi. O empresário e administrador do empreendimento, Victor Hugo Piccoli, espera um aumento de 20% na ocupação de quartos para o Carnaval, em relação ao ano anterior.

Na restinga

25 de janeiro de 2016 1
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

De nada adiantou as placas que proíbem caminhar por cima da restinga na Praia Brava. Volta e meia, algum turista corta o caminho por ali mesmo.  A vegetação é protegida por lei, importantíssima para a manutenção das dunas à beira do mar. Falta informação e bom senso.

Praia Brava: O sol chega, o respeito à regra de trânsito sai

23 de janeiro de 2016 0
Fotos: Especial

Fotos: Especial

 

Ex-reduto de surfistas, a Praia Brava caiu nas graças dos turistas (e dos empreendedores) e tem convivido com um verão de movimento intenso. Sorte do pessoal que mantém estacionamento, que tem lucrado com os dias quentes e com um fluxo turístico acima do normal.

Quem não quer pagar, dá seu “jeitinho”. E se as ruas estão ocupadas, há quem deixe de lado as regras de trânsito e estacione em qualquer lugar. Como os motoristas que acharam que calçada é um bom lugar para deixar o carro _ e bem em cima da esquina, porque o pedestre pode caminhar pela rua ( ?!?).

 

brava 2

 

Ou então o motorista do carrão de luxo, que não viu problema em parar em uma vaga em que não cabe nem metade de seu veículo (acredite: o carro acima está estacionado).

Nos primeiros dias do ano, o trabalho da Codetran gerou inúmeras chamadas para o guincho. Pelo jeito, não foi suficiente _ então, está na hora de apertar a fiscalização.

 

Delegacia na Brava

08 de janeiro de 2016 1

A delegacia móvel da Polícia Civil já foi instalada na Praia Brava, em Itajaí. A estrutura era um pedido da comunidade do bairro, que reclama da insegurança no local.