Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "prefeitura"

Dois pesos, duas medidas: Contratação de modelo na prefeitura de Balneário Camboriú

03 de julho de 2016 1

A nomeação de uma ex-modelo para uma coordenadoria da Secretaria de Obras de Balneário Camboriú, ocorrida em maio, veio à tona esta semana nas redes sociais e expos a moça a comentários machistas _ especialmente porque ela já posou nua. Na sexta-feira, a jovem pediu exoneração.

Muita gente criticou a nomeação alegando que a diretora não teria competência para o cargo. Mas convenhamos: historicamente, muito homem é nomeado para cargos públicos para os quais não tem nenhuma aptidão. E dificilmente são alvo de tanta crítica.

A prefeitura informou que o cargo que a jovem ocupava era administrativo, que exigia Ensino Médio.

Aliás, já passou da hora de reduzir as nomeações de comissionados nas prefeituras.

Servidores de Itajaí rejeitam proposta da prefeitura e mantêm greve

06 de abril de 2016 2

Os servidores municipais de Itajaí rejeitaram na manhã desta quarta-feira a proposta de reajuste de 7% nos salários, apresentada pelo prefeito Jandir Bellini (PP) na terça.

Com isto, a greve continua. A negativa será protocolada daqui a pouco na prefeitura, e os servidores aguardam que o prefeito siga com a negociação.

Boa parte das creches está fechada, e os postos de saúde atendem com apenas 30% do efetivo.

::: Leia mais sobre a greve

Servidores municipais de Itajaí estão em estado de greve

18 de março de 2016 0

Os servidores públicos municipais de Itajaí entregaram ontem um documento para a prefeita em exercício, Dalva Rhenius (PSB), avisando que estão em estado de greve. Querem reajuste de 15%, aumento no vale alimentação, mais uma lista de reivindicações com 47 itens.

A presidente do sindicato que representa os trabalhadores, Eliane Correa, diz que os servidores não vão aceitar um aumento menor do que o IPCA (que ainda está em cálculo.

O problema é que Itajaí está perto do limite da lei de responsabilidade fiscal em relação aos salários dos servidores: sem contar as receitas que vêm das autarquias, o comprometimento chega a 60% – situação que se agrava devido à queda na arrecadação. Eliane diz que a prefeitura “terá que provar” os números durante a negociação.

Verba para a segurança

15 de março de 2016 0

Vítima de uma histórica falta de policiais e de uma criminalidade crescente, Penha tem sido exemplo de mobilização comunitária para tentar resolver os problemas de segurança.

Agora é a prefeitura que tenta fazer a sua parte: licitou uma viatura e anunciou um repasse mensal de R$ 8 mil para compra de equipamentos.

Só falto o Estado reforçar o efetivo.

Prefeitura de Itajaí muda horário de expediente a partir da próxima semana

22 de fevereiro de 2016 3
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O expediente nas repartições da prefeitura de Itajaí passará a ser das 12h às 18h a partir da próxima segunda-feira, dia 29 de fevereiro. A mudança ocorre em função do fim do horário de verão e tem como objetivo aproveitar a luz solar por mais tempo, diminuindo o gasto de energia elétrica. Serão afetados órgãos da administração direta e fundações.

Conforme o Executivo, a economia gerada com o turno único é de, em média, R$ 550 mil por mês, através da redução no consumo de energia, telefone, combustível, material de expediente, vale transporte e vale alimentação. O início das atividades ao meio-dia também levou em conta uma solicitação da comunidade.

Na Secretaria de Agricultura o expediente será das 7h às 13h e na Praça do Cidadão das 8h às 18h. Os serviços considerados essenciais permanecem funcionando normalmente (unidades de saúde, pronto-atendimentos, Guarda Patrimonial e Agentes de Trânsito, Defesa Civil e unidades escolares).

Prefeitura de Balneário Camboriú notifica empresa que gerencia estacionamento rotativo

22 de fevereiro de 2016 1
Foto: Lucas Correia / Agência RBS

Foto: Lucas Correia / Agência RBS

O prefeito de Balneário Camboriú, Edson Piriquito (PMDB), notificou a empresa Dom Parking, que gerencia o sistema de estacionamento rotativo da cidade. O objetivo do aviso é fazer com que a empresa mantenha a venda do cartão tipo ‘raspadinha’, além do novo sistema automatizado, implantado em dezembro. A medida, segundo o Executivo, é para garantir a adaptação e o atendimento pleno dos usuários.

Esqueceram de mim?

08 de fevereiro de 2016 0
Foto: Lucas Correia / Agência RBS

Foto: Lucas Correia / Agência RBS

O binário do bairro São Vicente começou a funcionar em novembro do ano passado, mas parece que alguém esqueceu de retirar esse poste do meio da ciclofaixa em Itajaí. O chefe da Celesc na cidade, Iron Silva, informou que a prefeitura ainda não enviou ofício pedindo a retirada da estrutura – somente com o documento a companhia pode fazer o trabalho.

Prefeitura de Balneário Camboriú encaminha projeto para indenizar zoo do Parque Cyro Gevaerd

05 de fevereiro de 2016 1
Foto: Lucas Correia

Foto: Lucas Correia

O prefeito Edson Piriquito (PMDB) enviou à Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú um projeto para indenizar e ressarcir os prejuízos do Parque Cyro Gevaerd, onde fica o zoológico da cidade. Desde que iniciaram as obras do Centro de Eventos, em setembro passado, houve queda de arrecadação no zoo, que fica no mesmo local.

A proposta direciona R$ 13 mil por mês para o parque por um ano. Conforme o projeto, quando ocorrer recuperação da receita, o município não fará o repasse. A verba será destinada para folha de pagamento e alimentação dos animais. O zoo de Balneário Camboriú tem cerca de mil animais, entre aves, répteis e mamíferos, e o custo mensal, só em alimentação, é de R$ 20 mil.

Na sessão de quarta-feira do Legislativo o projeto foi retirado da pauta por falta de parecer.

Famílias retiradas de área de invasão em Navegantes estão há mais de 20 dias em abrigo improvisado

04 de fevereiro de 2016 0
Foto: Lucas Correia / Agência RBS

Foto: Lucas Correia / Agência RBS

Há 22 dias a Escola Municipal Professora Rosa Maria Xavier de Araújo é o endereço de 79 famílias retiradas de uma área de invasão em Navegantes. Sem ter para onde ir, 306 pessoas se amontoam no local e vivem de maneira precária — pelo menos 80 delas são crianças, segundo os desabrigados. As aulas no local iniciam no fim de fevereiro e até agora a prefeitura não tem solução para o problema.

Leia mais:
Desocupação de área para ampliação do aeroporto mobiliza policiais
“Foram momentos de tensão”, conta moradora sobre desocupação
Famílias retiradas de invasão se amontoam em abrigo em Navegantes
Destino de famílias retiradas de invasão em Navegantes é incerto

A situação é caótica e desumana. Pouca comida, móveis e eletrodomésticos espalhados, banheiros com chuveiros improvisados e sem portas, salas de aulas divididas por lençóis, privacidade zero e um pátio que virou área de serviço. Pior que isso é não ter destino certo.

Muitos dos desabrigados estão sem emprego ou impedidos de trabalhar por não ter moradia. O secretário de articulação política de Navegantes, Arilson Luis Moraes, afirma que o município ainda aguarda uma resposta da Justiça para encaminhar as famílias.

— Fomos oito vezes à área de invasão notificar as pessoas sobre a desocupação e oferecemos passagem para os que querem retornar para suas cidades. Essa situação foi criada por eles — argumenta.

Que não é justo nem correto invadir um terreno, todos concordam. O problema é que a situação não é de hoje. Algumas famílias estavam na invasão há pelo menos quatro anos e o poder público pouco fez para retirá-los de lá ou mesmo para impedir novas invasões ao terreno – que já havia sido indenizado pela União para ampliação do aeroporto da cidade. Aliás, essa nem é a única área de invasão no município, há uma maior conhecida como Monte Sião.

É fácil empurrar a culpa para o outro quando não se tem sequer um programa adequado de habitação na cidade. E é ainda mais fácil esperar que a Justiça venha salvar a pátria.

Já o Ministério Público só ficou sabendo do problema através da coluna. O promotor André Braga de Araújo disse que notificará o município para saber o que está sendo feito e quais as possíveis soluções.

Incerteza

30 de janeiro de 2016 0

Mais de 15 dias após a desocupação de uma área de invasão em Navegantes, as 79 famílias desabrigadas continuam no abrigo montado pela prefeitura em uma escola municipal. O município ainda aguarda uma decisão da Justiça para dar destino aos 306 moradores antes do início das aulas. No abrigo, a situação continua a mesma. A comida doada ou adquirida é pouca e as condições são precárias.