Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Univali"

Com direito a crachá

08 de julho de 2016 0
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Cães-guias e “pequenos doutores” de quatro patas, que atuam em trabalhos terapêuticos e acompanhando alunos deficientes visuais, receberam em Itajaí o Cartão Univali _ um reconhecimento da universidade pelo belo serviço prestado. O cartão servirá como identificação dos cães trabalhadores no campus.

Monitoramento na pesca

06 de julho de 2016 0

A Univali assinou ontem o contrato de parceria com a Petrobras que vai viabilizar o monitoramento da pesca artesanal e industrial em Santa Catarina.
O projeto, que faz parte dos condicionantes ambientais da exploração de petróleo e gás na Bacia de Santos, estará presente em 36 municípios.
As atividades começam em 1 º de agosto.

Parceria entre Univali e Petrobras reativa monitoramento da pesca em Santa Catarina

03 de julho de 2016 1
Foto: Patrick Rodrigues

Foto: Patrick Rodrigues

 

Uma parceria entre a Univali, em Itajaí, e a Petrobras, vai retomar o monitoramento da pesca industrial em Santa Catarina e, pela primeira vez, acompanhará também a pesca industrial. O contrato, que será formalizado na terça-feira, prevê dois anos de pesquisas e divulgação de dados estatísticos, além de um senso específico para os pescadores artesanais.

O acordo faz parte de uma condicionante determinada pelo Ibama em um dos licenciamentos ambientais para exploração de petróleo e gás na Bacia de Santos. Além de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro também terão atividades de monitoramento de pesca, com metodologias adaptadas à cultura pesqueira de cada um dos estados.

Em Itajaí, o projeto retoma um acompanhamento da pesca industrial que estava suspenso desde 2013, quando acabou o convênio que a universidade mantinha com o governo federal. A Univali chegou a manter o monitoramento por um tempo com recurso próprio, mas não conseguiu mais consolidar as informações.

De acordo com o professor e pesquisador da Univali, Paulo Ricardo Pezzuto, o Projeto de Monitoramento da Atividade Pesqueira em Santa Catarina (PMAP-SC) ocorrerá de duas maneiras: uma equipe fará o levantamento de dados pesqueiros por espécie _ são 150 da pesca industrial, e uma quantidade ainda não estimada da pesca artesanal. Outra percorrerá toda a costa identificando quantos pescadores e embarcações atuam (são estimadas 15 mil pessoas e 10 mil barcos), e onde estão os serviços de apoio, como peixarias, estaleiros e fábricas de gelo.

O objetivo principal do projeto é identificar possíveis interferências da exploração de petróleo e gás na atividade pesqueira. Mas a expectativa é que os dados estatísticos, que serão públicos e disponibilizados em um portal na internet, auxiliem também na gestão e no manejo da pesca.

Em todo o Litoral

O projeto de monitoramento da pesca terá 10 bases em Santa Catarina. Além de Itajaí, de onde os trabalhos serão coordenados, também haverá pontos em Joinville, São Francisco do Sul, Bombinhas, Biguaçu, Florianópolis, Imbituba, Laguna, Araranguá e Passo de Torres. O levantamento será feito, a partir desses polos, em 36 cidades no Litoral.

Trinta pessoas foram contratadas pelo projeto para auxiliar na coleta de dados da pesca, que também tem 13 professores e técnicos da Univali envolvidos. Ao todo, 43 pessoas participam dos trabalhos.

Seminário de Arquitetura

21 de junho de 2016 0

O 8º Seminário Internacional de Investigação em Urbanismo, na Univali Balneário Camboriú, recebe hoje o coordenador de mestrado e doutorado de Arquitetura da Universidade Politécnica de Catalunha, na Espanha, Sabaté Be,  a professora argentina Alicia Novick e Sergio Magalhães, presidente do Instituto deArquitetos do Brasil (IAB).

Arte na Univali

14 de junho de 2016 0

A obra contemporânea e inovadora do artista Fernando Lindote  integra a coletânea que será apresentada ao público a partir de amanhã na Univali Itajaí, que recebe a exposição “Artistas catarinenses do acervo do Museu Victor Meirelles”. O acervo traz obra que Lindote pintou com a língua.

Museu Oceanográfico estuda parceria com Beto Carrero para pacotes educativos

18 de maio de 2016 1
Foto: Lucas Correia

Foto: Lucas Correia

 

Durante todo o mês, três exposições fotográficas com imagens da Antártica, dos pinguins das Ilhas Falkland e fotos subaquáticas, vão integrar o acervo do Museu Oceanográfico da Univali em Balneário Piçarras, o maior da América Latina.

Sucesso de público, o museu deverá integrar pacotes de viagem para escolas, que estão sendo desenvolvidos pelo Beto Carrero World. As conversas estão avançadas, e representam a força do museu para o turismo educativo em Santa Catarina. Valdir Walendowsky, presidente da Santur, tem destacado a importância do empreendimento na atração de visitantes para Santa Catarina _ fora de temporada, inclusive.

Workshop reúne empresas catarinenses na Univali

05 de maio de 2016 0

Começa nesta quinta-feira o 1º Workshop em Gestão, Internacionalização e Logística da Univali, em Itajaí. Entre os convidados estarão representantes da Weg, Dudalina e Vila Germânica. As inscrições devem ser feitas no site da universidade (univali.br) e custam a partir de R$ 40.

Financiamento via Fies cai 95% na Univali

02 de maio de 2016 0
Foto: Lucas Correia

Foto: Lucas Correia

 

O número de alunos da Univali que conseguiu financiamento estudantil pelo Fies reduziu 95% em relação ao primeiro semestre do ano passado. Avaliações de curso e alterações nos parâmetros para enquadramento no benefício concedido pelo governo federal são os responsáveis pelo impacto.

Nos primeiros meses do ano passado, 839 estudantes aderiram ao Fies. O número reduziu drasticamente no segundo semestre, quando passaram a valer as novas regras. Nesse processo, a Univali passou a ter direito a 66 alunos inscritos no Fies, mas apenas 42 estudantes conseguiram se enquadrar no programa.

Neste semestre, 35 alunos aderiram ao Fies – praticamente metade do número de benefícios aprovados para a universidade. O principal entrave, de acordo com a professora Márcia Roseli da Costa, gerente de Atenção ao Estudante, é a delimitação de renda máxima per capita de até 2,5 salários mínimos (o equivalente a R$ 2,2 mil) para o candidato ao financiamento. A maioria dos alunos não se encaixa no padrão.

Mas também há outros problemas. O curso de Medicina, por exemplo, teve resultado insatisfatório no Exame Nacional de Desempenho do Estudante (Enade) e por isso ficou fora do Fies. A universidade tenta recorrer, mas a exclusão do curso da lista dos que estão aptos ao benefício prejudicou alunos.

Em outros casos, o número de vagas no Fies para a região Sul reduziu drasticamente – é o caso de Arquitetura e Urbanismo, que embora tenha conceito 5 no Enade, ficou fora da lista.

Para tentar evitar a evasão, a Univali firmou parceria com outro programa de crédito universitário, o Fundacred, que permite pagar metade dos custos enquanto o aluno cursa a universidade, e o restante depois. O financiamento é aberto a todos os cursos.

Pesquisadores aguardam retomada dos comitês de gestão de pesca no Ministério da Agricultura

05 de abril de 2016 0

A expectativa no setor acadêmico é que a estruturação da pesca dentro do Ministério da Agricultura, publicada em Diário Oficial na última sexta-feira, traga de volta os comitês de gestão pesqueira que, com grande atraso, começavam a tomar forma à época do desmanche do Ministério da Pesca.

No ano passado o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) emitiu editais para financiamento de quatro anos de pesquisas relacionadas à pesca para subsidiar os comitês. A Univali foi a escolhida para o levantamento de dados sobre peixes demersais (de fundo) no Sudeste e Sul. Mas depende, ainda, de alinhavos burocráticos entre o Ministério da Agricultura e o CNPq para tirar o projeto do papel.

A falta de dados para embasar a gestão pesqueira tem sido um problema crônico no país que era recém-atacado pelo governo. Na última visita do então ministro da Pesca Helder Barbalho (PMDB) a Itajaí, em abril do ano passado, ensaiou-se inclusive uma reaproximação do governo federal com o Grupo de Estudos Pesqueiros da Univali (GEP). O grupo é referência em gestão de pesca, compila dados de estoque de diversas espécies, e desde 2012 não tem mais convênio com Brasília.

Na época o presidente da Gomes da Costa, Alberto Encinas, fez abertamente o “convite” para que o governo federal voltasse a integrar o projeto, que hoje é financiado pela iniciativa privada.

Com a definição de cargos da pesca no Ministério do Agricultura, o momento é de juntar esforços para que as demandas do setor sejam bem contempladas. Ainda que com efetivo reduzido.

Pesquisadores da Univali desenvolvem produto que previne queimaduras de águas-vivas

02 de março de 2016 0
Foto: Rafaela Martins, Arquivo

Foto: Rafaela Martins, Arquivo

 

Pesquisadores da Univali descobriram uma maneira de prevenir queimaduras com águas-vivas.

O composto, desenvolvido como tese de doutorado por Fabiana Figueredi Molin de Barba, levou em conta que uma medusa não é atingida pela outra – e que é possível reproduzir o efeito protetor na pele humana.

A formulação, que será apresentada à indústria de cosméticos e farmacêutica, ainda é mantida em sigilo.

Nada de xixi

Até que o produto chegue ao mercado, o estudo demonstrou que as substâncias que apresentam melhor efeito no controle dos sintomas de dor após a exposição aos tentáculos de medusas da espécie Olindias Sambaquiensis foram a vaselina líquida, com redução de 84% na dor percebida, seguida de creme neutro com cânfora, com redução de 76%.