Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 2 novembro 2011

Pernas

02 de novembro de 2011 8

Todos foram importantes.
A pequena reação do Grêmio no Brasileirão, que serviu para afastar o clube do perigo de degola, para garantir lugar na Sul-Americana, passa pelo técnico Celso Roth, que achou uma forma bem interessante de jogar, pelos jogadores e, principalmente, pelo preparador Paulo Paixão.
Desde o seu novo retorno ao Olímpico, o Tricolor tem conseguido terminar os jogos com pernas para encarar os rivais, diferentemente do que se via no início da competição, quando o time não tinha velocidade, resistência e pagou um preço bem alto pela falta de fôlego.

Sacrifício

Cada jogo é um jogo.
O de domingo, contra o Fluminense, é simplesmente especial para o Inter, que encostou de vez na turma que briga para chegar na Libertadores e precisa fazer qualquer tipo de sacrifício para não desperdiçar outra chance de chegar mais perto no seu grande objetivo.
Após tantos desperdícios, chegou a hora da turma do técnico Dorival Júnior se atirar de corpo e alma nesta decisão, com superação, vontade acima do normal, tudo para terminar a rodada com mais três pontos, dentro do G5 e com muito mais chances de garantir o prêmio que resta.

Fracasso

Cada caso é um caso.
Contratado a peso de ouro para fazer o Palmeiras brigar por título, garantir vaga na Libertadores, o técnico Luiz Felipe Scolari fecha o ano em baixa, com outro fracasso no currículo, mas sem o risco de demissão, como quase sempre acontece com profissionais menos famosos.
Verdade que o Verdão tem um time fraco, que o vestiário nunca está em paz, mas a campanha do returno, com apenas nove pontos ganhos em 39 disputados, deixa muito claro que o comandante do vestiário só continua no Parque Antártica por um motivo simples: a elevada multa rescisória.

Mercado

Vai chover propostas.
A bela campanha do Figueirense, oitavo colocado na tabela, com chance de ainda brigar por uma vaga na Libertadores do próximo ano, tem vários dedos do técnico Jorginho.
Com um grupo modesto nas mãos, o comandante do time catarinense tirou leite de pedra, fechou o ano em alta e na mira de muitos clubes para a temporada de 2012.

Gordura

Mudou tudo.
Após passar a maior parte do tempo no Z4, de dar a impressão de que não tinha cura, o Atlético-MG ganhou duas seguidas, saiu da UTI e acumulou gordura na briga para fugir da degola.
Dono de 36 pontos, o Galo ainda não está livre do perigo, mas mostra recuperação no momento decisivo e, pelo andar da carruagem, vai conseguir o objetivo e livrar o seu povo de um vexame.

Perguntinha

Quanto vale o Neymar?

Bookmark and Share