Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Placar injusto

01 de setembro de 2014 5
Alexandre Lops, Divulgação Inter

Alexandre Lops, Divulgação Inter

Só o placar foi injusto.

Com uma escalação diferente, o Inter correu, lutou e aproveitou a ruindade do Palmeiras. Criou as melhores chances, venceu por 1 a 0 e recuperou parte da gordura que escorreu nas derrotas para São Paulo e Atlético-MG. O time de Abel entrou no páreo, de novo, na briga por vaga na Libertadores.

Um triunfo importante, merecido, com atuação surpreendente de Jorge Henrique, autor do gol, movediço. A vitória, que poderia ter sido mais tranquila, estanca a fase negativa e deixa o Colorado bem mais animado para cumprir a tabela na Sul-Americana e tentar virar o turno atrás apenas do líder Cruzeiro.

 

Avanço tricolor

Ainda dá para sonhar.

Sem o direito de deixar escapar os três pontos, o Grêmio jogou no limite, com muito luta, pouco futebol, mas derrotou o Bahia. O time avançou na tabela e voltou a brigar pela única coisa que sobrou neste Brasileirão: uma vaga no G4.

O Grêmio tem o direito de aspirar o prêmio possível, mas isso só vai acontecer se jogar mais do que tem jogado. No sábado, a equipe reencontrará o ex-chefe Vanderlei Luxemburgo.
Fracasso

Ficou bem complicado.

Num jogo em que tinha a chance de pegar o elevador, contra um adversário direto, dentro de casa, o Caxias jogou coisa nenhuma e levou 3 a 0 do mineiro Tupi. O time fechou a rodada fora do G4 e corre o risco de ser ultrapassado, logo mais, pelo rival Juventude, coisa que ninguém imaginava nas bandas do Centenário.

Após este inesperado fracasso, não é de duvidar que a direção do clube grená faça alguma mudança de urgência, na tentativa de criar um fato novo. O time parecia muito bem encaminhado, mas de uma hora para outra começou a desandar e já corre perigo de ver o ano escorrer pelo ralo.
Bangornada

Ninguém é de ninguém. Dentro de São Januário, com a chance de assumir a ponta da tabela, o Vasco não viu a cor da bola. Levou 5 a 0 do Avaí, uma bangornada que abalou as arquibancadas e custou a demissão do técnico Adílson Batista. Claro que o Vascão segue muito vivo, que tem tudo para voltar ao convívio dos melhores em 2015, mas ficou bem claro que, nos dias atuais, tudo pode acontecer dentro do gramado pela ruindade geral do nosso futebol.
Pertinho

Agora falta pouco. Consciente de que era decisão, o Brasil-Pel defendeu bem, atacou bem e derrotou o lanterna Guarani de Palhoça. Fora de casa, chegou aos 12 pontos e deu um passo quase definitivo para passar de fase na Série D. Se vai mudar de endereço em 2015, só Deus sabe, mas dá para dizer, sem medo de errar, que o Xavante faz uma campanha animadora e que não está para brincadeira na competição.
Perguntinha: Quantos titulares o Inter vai levar a Salvador?

Bookmark and Share

Inter tem a obrigação de superar o rival

30 de agosto de 2014 15

Tem cara de encrenca.
Neste sábado, no Pacaembu, sem D’Alessandro, mas com Willians, Juan e Fabrício, o Inter esquece a provável eliminação da Sul-Americana e volta a pensar no Brasileirão. Encara o assustado Palmeiras, num jogo em que vai precisar jogar muito mais do que tem feito se quiser somar pontos.
Longe de casa, com o moral abalado, o time do técnico Abel Braga entra em campo com a tarefa bem definida. Tem a obrigação de superar o rival, único jeito de seguir tranquilo no grupo dos melhores, e, acima de tudo, de recuperar o bom astral para a seguir pensando em prêmio na difícil competição.

Favoritão
É jogo para três pontos.
Neste domingo, ainda dolorido pela derrota para o Santos, pela situação quase irreversível na Copa do Brasil, o Grêmio volta a se apresentar na Arena. Contra o Bahia, habitante do Z4, será um daqueles jogos que não permitem barbeiragens, sob pena de atrapalhar qualquer projeção futura no Brasileirão.
Ao lado do seu povo, na sua casa, com a volta de Fellipe Melo, o time do técnico Luiz Felipe Scolari joga como favoritão. Tem todas as chances de melhorar a situação na tabela de e sonhar com aproximação no G4. Mais do que isso, de aumentar o moral para a decisão na Vila Belmiro.

Gordura

Porthus Junior/Agência RBS

Porthus Junior/Agência RBS

Só é proibido perder. Neste domingo, fora de casa, o líder Brasil-Pel volta a enfrentar o Guarani de Palhoça, quando pode dar um enorme passo para carimbar a classificação para a segunda fase da Série D. Jogo complicado, contra um rival que está proibido de fracassar, mas o Xavante tem bala na agulha para fazer a sua parte e provar que merece sonhar com a mudança de endereço no futebol brasileiro.

O galo…
Viúvo, fazendeiro, o seu Agenor decidiu sair da rotina: resolveu ir ao cinema.
Na bilheteria, solicitou um ingresso e foi interpelado pelo vendedor:
- O que é isso no seu ombro?
- É o meu galo de estimação.
- Lamento, senhor, mas não permitimos a entrada de animais na sala! – comunicou.
Sem argumentos, o seu Agenor aparentemente concordou. Abandonou a fila, foi até ao toalete e enfiou o bicho na calça. Logo em seguida, voltou, chegou na bilheteria, pegou o ingresso, entrou e se sentou ao lado de duas idosas. Quando o filme começa, o fazendeiro abriu a braguilha para o galo respirar. O bicho, faceiro, colocou o pescoço para fora. Minutos depois, uma das idosas se aproxima do ouvido da outra e manda bala:
- Acho que o cara do meu lado é um tarado!
-  Por que? – questionou a companheira de cinema.
- É que ele botou o negócio para fora! – respondeu.
- Ah, não te preocupa! Na nossa idade, nós já vimos de tudo! – acalmou a amiga.
- Eu também pensava a mesma coisa, mas o negócio tá comendo a minha pipoca!!!!!

Bookmark and Share

Grêmio perdeu por incompetência

29 de agosto de 2014 56

No ralo

Dentro da Arena, num jogo em que tinha a obrigação de ganhar e não levar gol, o Grêmio teve 17 escanteios e três chances claras, mas fez água o sistema defensivo. Levou 2 a 0 do Santos e vai para a Vila Belmiro, semana que vem, mais fora do que dentro da Copa do Brasil.

Antes do enfrentamento decisivo na casa do Peixe, porém, o time do técnico Luiz Felipe Scolari volta a pensar no Brasileirão, no Bahia, adversário de domingo, quando vai precisar ser mais competente atrás e mais efetivo do meio para a frente. É hora de somar três pontos e começar a mirar vaga na Libertadores pelo Campeoanto Brasileiro.

 

Preocupação chilena

Diferentemente do que se viu antes da Copa, Aránguiz, dono de bola redonda, responsável direto por algumas vitórias do Inter, está jogando muito pouco. O que não deixa de ser intrigante para quem se acostumou com atuações de gala.

Claro que o coletivo influi no individual. Mas a impressão que fica, para quem vê tudo de longe, sem saber das coisas internas, é de que o gringo sentiu demais a lesão sofrida na Copa e paga o preço por ter sido escalado antes do momento ideal.

 

Parecia coletivo

Ao natural, o Cruzeiro fez o que um favorito deve fazer quando pega adversário menor: mandou em campo do início ao fim, fez 5 a 0 no Santa Rita sem forçar e acabou com o mata-mata em 90 minutos. Jogará em Alagoas sem estresse.

Líder do Brasileirão, cheia de moral, a Raposa poupará titulares no jogo da volta, esperando por Vasco ou ABC.

 

Ceará

Sem alguns titulares contra o Botafogo, no Maracanã, o Ceará repetiu a noite que fez no Beira-Rio: venceu por 2 a 1, jogou bem e ficou com a faca e o queijo na mão para seguir na Copa do Brasil.

Coritiba

Virou amistoso. Na volta do técnico Marquinhos Santos, o Coritiba tirou o atraso com goleada de
3 a 0 no Flamengo e praticamente liquidou a briga por vaga nas quartas de final da Copa do Brasil.

 

Perguntinha: Quando o Inter sufocará os adversários dentro do Beira-Rio?

Bookmark and Share

Fracasso em casa

28 de agosto de 2014 36

Ficou bem complicado.

Dentro do Beira-Rio, com a chance de dar um basta na falta de resultados, o Inter jogou coisa nenhuma. Levou 2 a 0 do misto do Bahia, largou com grande desvantagem na Sul-Americana e vai precisar de um milagre técnico para reverter a situação em Salvador.

Antes disso, porém, o time de Abel Braga vai até o Pacaembu, no sábado, para enfrentar o Palmeiras. O time paulista vai jogar a morrer, exigir muito do Colorado, que parece mais perdido do que cego em tiroteio.

 

Perigo na Arena

É bom abrir o olho.

Logo mais, na Arena, o Grêmio começa a sua caminhada em busca da Copa do Brasil, a única chance de título na temporada. O time de Felipão enfrenta o Santos, um adversário que está longe de ser visto como mamão com açúcar.

Pelo momento, pelo fator local, o Tricolor tem todas as chances de largar em vantagem, mas isso só vai acontecer se conseguir jogar no limite e contar com o apoio da arquibancada.

 

Susto

Parecia filme de terror.

Interessados na contratação de Nilmar, os homens que dirigem o Corinthians saíram da sala de reuniões com o procurador do jogador de cabelos em pé. Ficaram assustados com a pedida.

Se não acontecer uma drástica redução, o jogador vai ter enormes dificuldades para se encaixar no futebol brasileiro.

 

Tá na panela

A chance é nenhuma. Mesmo jogando em casa, com jogadores muito mais rodados, o Vasco esbarrou no esforçado ABC, de Natal. O time carioca mostrou com todas as letras de que é apenas participante na Copa do Brasil. Aconteça o que acontecer no jogo da volta, a missão do Vascão é focar a Segundona.

 

Tomando água da salsicha

Ficou só na negociação. O acordo entre Palmeiras e Ronaldinho Gaúcho, que na terça-feira parecia fechado, virou pó. Tudo esbarrou na pedida de Assis, que cuida dos interesses do irmão. Ele exigiu prêmio de R$ 800 mil aos dirigentes do Verdão, caso o clube consiga acabar o Brasileiro fora do rebaixamento.

 

Perguntinha: O Grêmio vai sentir falta de Fellipe Bastos?

Bookmark and Share

Inter precisa vencer mesmo com time misto

27 de agosto de 2014 26

A obrigação não muda.
Seja com reservas, seja com time misto, o Inter vai fazer a sua estreia na Sul-Americana, hoje à noite, contra o Bahia, com a mesma necessidade de sempre: vencer, se possível com um bom futebol e sem sofrer gol. Para provar que não desdenha da competição internacional.
Um jogo importante, uma bela chance para muita gente embaralhar a cabeça do técnico Abel Braga para o Brasileirão, que continua sendo a menina dos olhos dos dirigentes e da comissão técnica.

Mosca
Problema resolvido.
Ainda sem inteira confiança no menino Breno e no também menino Marquinhos Pedroso, o técnico Luiz Felipe Scolari não hesitou: apostou todas as suas fichas no experiente Zé Roberto para resolver o problema da lateral esquerda.
Apesar de desabituado com a função, o camisa 10 entrou e deu conta do recado. Ele foi um dos melhores em campo na importante vitória sobre o Corinthians. Provou que ainda pode ser muito útil e, até prova em contrário, liquidou uma questão que estava pendente desde a saída de Alex Telles e Wendell.

Inacreditável

Foto: David Collaço/P12/Divulgação

Foto: David Collaço/P12/Divulgação

É quase inacreditável.
Dono de uma habilidade nada comum, melhor do mundo em duas oportunidades, o ex-craque Ronaldinho Gaúcho, por incrível que pareça, estuda proposta do Palmeiras, que oferece ao jogador um contrato baseado na produtividade. Daqueles em que se jogar, recebe. Se ficar de fora, ganha quase nada.
Com o boi na sombra, sem nenhum problema para tirar o time de campo e gastar a grana que acumulou nesses anos todos, fica bem difícil de acreditar que, depois de tudo o que fez, o moleque tenha que enfrentar esse tipo de situação.

Foi tudo muito rápido
Logo após o apito final na derrota para o Palmeiras, a direção do Coritiba se reuniu no próprio estádio, trocou algumas ideias e bateu o martelo com a demissão de Celso Roth. Uma hora depois, antes de a delegação voltar ao hotel, Marquinhos Santos, que já trabalhou no Coxa, era confirmado como substituto, numa prova de que a batata do gaúcho estava assando faz tempo.

Mudou da noite para o dia
Semanas atrás, quando estava atolado no Z4, jogando coisa nenhuma, o Figueirense decidiu trocar o comando do vestiário e entregou a bronca ao nosso conhecido Argel Fucks.
Em cinco jogos com o novo técnico, o Figueira conquistou 13 pontos e subiu para a 12ª posição. Ficou mais longe do inferno e transformou o ex-zagueiro, com justiça, em salvador da pátria.

Perguntinha
O Bahia também vai poupar hoje à noite?

Bookmark and Share

Cruzeiro segue fazendo vítimas

26 de agosto de 2014 10

Goleador
Atacante vive de gols.

Marcado na paleta por boa parte das arquibancadas, o argentino Barcos marcou duas vezes contra o Corinthians, contribuiu com muita movimentação o tempo inteiro e voltou a ser um jogador decisivo, como era nos tempos de Palmeiras. Ele provou que pode render o seu máximo sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

Segundo colocado na tabela dos goleadores do Brasileirão, o Pirata, agora sem a braçadeira de capitão, mostrou que, apesar de ter passado por uma fase muito ruim, ainda é o mais capacitado entre os jogadores da posição para vestir a camisa titular do Grêmio.

Segurança
Não é nenhuma surpresa.

Depois de amargar, inexplicavelmente, o banco de reservas, o zagueiro Ernando ganhou a vaga entre os titulares. Deu conta do recado sem nenhuma dificuldade, conseguiu ser elogiado até nas recentes derrotas do Inter, contra São Paulo e Atlético-MG. Parece que garantiu o posto sem nenhuma contestação.

Forte, rápido, conhecedor dos atalhos do campo, o novo titular do time do técnico Abel Braga contribuiu, também, na saída de bola. Ernando quase sempre prefere o toque curto, sem apelar para o chutão que muito se viu no time vermelho em boa parte da competição.

Campeão

Light Press /Divulgação

Light Press/Divulgação

Parece que não tem jeito.

Mesmo sem dar espetáculo, mas com muita eficiência, o Cruzeiro segue fazendo vítimas, acumulando vitórias. O time mineiro lidera a tabela com sete pontos de vantagem sobre o segundo colocado. Faltando dois jogos para o final do turno, já assegurou o título simbólico da primeira etapa.

Com um grupo muito bem montado, dois jogadores parecidos para cada posição, um técnico que passa longe das invenções, a Raposa prova que está sobrando na turma. Está cada vez mais favorita ao título, que só vai escapar se acontecer um grande desvio de rota no restante da competição.

Remédio

Mudou a medicação. Lanterna, atrapalhado, o Vitória volta a apostar no técnico Ney Franco, um remédio que usava meses atrás. A esperança é de achar o caminho das vitórias, escapar com urgência do perigo do rebaixamento. De volta ao clube baiano, o comandante vai estrear justamente contra o Flamengo, no Barradão, que está subindo na tabela. Depois, terá que fazer chover para cima na tentativa de escapar do pior.

Controle
Nada de desespero.

Verdade que a derrota para o São Caetano não estava no cardápio, pode atrapalhar no fim da estrada, mas a grande verdade é que o Caxias segue dependendo só do seus resultados. Chegou a hora do time grená fazer a sua parte dentro do Centenário, buscar alguns pontos pontinhos fora e mostrar que tem bala na agulha mudar de turma no Brasileirão.

Perguntinha

O Inter vai desprezar a Sul-Americana?

Bookmark and Share

Grêmio pode ter esperança novamente

25 de agosto de 2014 16

Surgiu a esperança.
Sem o direito de dar chance ao azar, o Grêmio jogou primeiro tempo sem sal. Fez dois gols em menos de cinco minutos na etapa final, levou um, mas segurou a bronca. Derrotou o Corinthians e começou a sonhar, de canto de olho, com prêmio no Brasileirão.
Vitória importante e com dois gols de Barcos, que estava no lugar certo na hora certa. Além disso, teve outra atuação impecável de Marcelo Grohe. O resultado teve o dedo de Felipão e deixa o grupo com o moral nas nuvens para estrear na Copa do Brasil. Quinta-feira, é contra o Santos, na Arena. É obrigação largar bem e sem levar gols.

Incompetência
Tudo tem seu preço.
Fora de casa, o Inter defendeu muito bem e criou as melhores chances. Numa delas, Rafael Moura perdeu sem goleiro. Mas levou um gol de contra-ataque e perdeu para o Atlético-MG. Deixou escorrer um pouco mais da gordura que acumulou e, apesar de seguir no G4, terá que ralar para garantir vaga na Libertadores.
Outra derrota com o autógrafo de Abel Braga, que insiste na escalação de Rafael Moura, em fase horrorosa e não tem convicção na hora de buscar mudanças na casamata. Segue explicando o inexplicável por um motivo que está escancarado: a falta de atitude e de cobrança dos homens do futebol.

Milagre

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo, Divulgação

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo, Divulgação

Já é quase milagre.
Em pouco tempo, com um material capenga nas mãos, o técnico Vanderlei Luxemburgo conseguiu tirar caldo da laranja no comando do Flamengo, que derrotou o Criciúma, fora de casa. Chegou aos 22 pontos, se afastou mais ainda da pior zona da tabela e arquivou a chance de viver o pesadelo.
Com a animadora campanha que faz neste início de trabalho, o comandante do Mengão prova a todos que ainda conhece o riscado e está longe da aposentadoria. A diretoria acertou na mosca na escolha de Luxa, que. do jeito que conduz o time,  continuará no mercado por um bom tempo ainda.

Toalha
Chegou ao fim.
Um dia depois de perder para o Palmeiras e acusar a arbitragem por desequilibrar o jogo, Celso Roth limpou o armário e deixou de ser o chefe do vestiário do Coritiba.
Agora, a direção do Coxa corre atrás de um substituto. O novo técnico chegará com desafio do tamanho do Couto Pereira. É preciso sair do Z4, de onde pouco saiu neste Brasileirão.

Avanço
Ficou bem melhor.
Mesmo sem atuação animadora, o Juventude cumpriu com a tarefa. Derrotou o lanterna Duque de Caxias e chegou aos 17 pontos. Está perto da turma do G4 e volta a sonhar com a próxima fase.
Agora, mais do que nunca, o time de Picoli tem a obrigação de buscar pontos longe de casa. Começa no Brinco de Ouro, semana que vem, contra o Guarani.

Perguntinha
O Grêmio tem bala para chegar ao G4?

Bookmark and Share

Inter precisa manter padrão defensivo para se aproximar da liderança

23 de agosto de 2014 12

Pintou mais uma chance.
Neste sábado, em Belo Horizonte, o Inter, vice-líder, enfrenta o irregular Atlético-MG. Mais um jogo grande, complicado, com proibição de fracasso. É uma oportunidade para tentar seguir sonhando com a redução de distância em relação ao Cruzeiro e, acima de tudo, para provar que é capaz de se dar bem contra os rivais mais fortes da competição.
Um baita desafio para a turma do técnico Abel Braga, que precisa manter o bom padrão defensivo, mas necessita melhorar o poder de fogo, se não quiser ficar com menos gordura e mais ameaçado de perder lugar no G4.

Vitória
Nem empate serve.
Mais uma vez na Arena, neste domingo, o Grêmio encara o sempre respeitado Corinthians. Atrasado na tabela, lamentando a derrota para o Cruzeiro na quinta-feira, o time do técnico Luiz Felipe Scolari ficou sem escolha: é vencer ou vencer.
E, para atingir o seu único objetivo, terá que mostrar ainda do que mostrou no Mineirão, quando defendeu bem, mas atacou mal. O time gaúcho amargou outra derrota e não conseguiu sair do incômodo lugar que ocupa na classificação.

Obrigação
Não dá para adiar. Com 14 pontos, atrasado na tabela, o Juventude entra em campo, neste sábado, sem o direito de deixar escapar os três pontos contra o lanterna Duque de Caxias. Verdade que não tem jogo jogado, mas se quiser sonhar com vaga, com a chance de mudar de divisão, o time do técnico Picoli tem a obrigação de fazer a sua parte, somar três pontos e, ainda, dar uma espiadinha com interesse nos jogos paralelos.

 

Foto Porthus Junior/Agência RBS

Foto Porthus Junior/Agência RBS

A cueca…
Sem saber como se livrar de uma terrível dor de cabeça, que o acompanhou a vida inteira, o Edinho decidiu procurar um especialista.
Fez os exames e recebeu o diagnóstico:
- Meu caro, tenho uma boa e uma má notícia! A boa é que o caso tem cura! A má é que para isso acontecer, você terá que se submeter a castração!
O Edinho levou um choque, caiu em depressão, passou bons dias meditando e decidiu encarar o bisturi.
Quando deixou o hospital, pela primeira vez depois de 20 anos, não sentia mais as terríveis dores e, diante da felicidade recuperada, tratou de renovar o guarda-roupas.
Entrou numa loja.
- Quero um terno novo!
- Vejamos! É um 44 longo! – respondeu o atendente.
- É isso mesmo! Como o senhor soube? – perguntou o Edinho.
- Estou no ramo há mais de 60 anos! – avisou o alfaiate.
Enquanto experimentava o terno que caiu muito bem, o Edinho foi interpelado pelo atendente.
- Que tal uma camisa, 34 de manga e 16 de pescoço?
O Edinho não resistiu.
- Mas é isso mesmo! Como pode adivinhar? – questionou.
- Estou no ramo há mais de 60 anos! – recordou o alfaiate, que logo questionou:
- Que tal uma cueca nova?
- Claro!
- Acho que é 36!
- Desta vez, te peguei! Uso o tamanho 34 desde os 18 anos! – retrucou o Edinho.
A reação do alfaiate veio em seguida.
- Você não pode usar 34! O tamanho 34 pressiona os testículos contra a espinha, e essa pressão deve provocar em você uma dor de cabeça infernal…

 

Bookmark and Share

Castigo em Minas

22 de agosto de 2014 29

Foi uma conta pesada.

Num jogo em que marcou muito, criou as melhores chances e parou nas mãos do goleiro Fábio, o Grêmio levou um gol no final, perdeu para o líder Cruzeiro e deixou escapar a oportunidade de diminuir a distância daqueles que estão mais acima na tabela. Agora vai ter de recuperar o prejuízo dentro de casa.

O próximo desafio é no domingo, contra o Corinthians, o terceiro na classificação, quando o time de Felipão, se repetir o que fez ontem, pode retomar a caminhada de vitórias e voltar a sonhar com, no mínimo, um lugar no G4.

 

Teimosia de Abel

Começa a virar teimosia.

Dentro do Beira-Rio, quando tinha a chance de dormir na ponta da tabela, o Inter mais uma vez não teve poder de fogo.

Esse tropeço diante de um adversário qualificado, inteligente, deve ser creditado na conta do técnico, que segue insistindo com Rafael Moura, em fase tenebrosa. Abel também escolheu para entrar Jorge Henrique, um jogador tático, para alterar o panorama, quando deveria ter optado pela velocidade e técnica contra uma retranca.

 

Lanterna

Ficou bem pior.

Com a mesma bolinha de sempre, aquela que não assusta ninguém, o Palmeiras perdeu para o Sport. O time paulista permaneceu com os 14 pontos, mas despencou para a última posição, aumentando a crise. Não é de duvidar que tenha se esgotado a calma dos dirigentes do Verdão com o técnico Ricardo Gareca.

Dorme no gelo e acorda suado – Após um início nada legal, quando saiu perdendo para o Atlético-MG, o Flamengo reagiu com o empurrão do seu povo e a mão do técnico Vanderlei Luxemburgo. O time virou e se afastou ainda mais da zona mais perigosa da tabela.

Tá na panela – Está feia a coisa. Além do Bahia, que já estava na zona de rebaixamento, agora foi a vez do Vitória abrir a porta e sentar na sala da Z4. Pelo que estão mostrando até agora, os dois baianos terão que tirar sangue das unhas para evitar o tombo para a Segundona.

Bookmark and Share

Tombo em casa

21 de agosto de 2014 43

Noite frustrante. O povo colorado foi em bom número ao Beira-Rio. Quase 35 mil pessoas encararam o trânsito complicado de ontem em Porto Alegre e, tarde da noite, incentivaram o Inter em busca da liderança. Mas, no meio do caminho, existia o São Paulo, um duro obstáculo.

A equipe de Abel não conseguiu ser superior, errou muitos passes e pode terminar a rodada a cinco pontos do líder Cruzeiro.

 

Abacaxi

É noite de descascar o abacaxi.

Animado com a primeira vitória sob o novo comando, o Grêmio enfrenta, hoje à noite, o Cruzeiro, no Mineirão. Será um desafio gigante para quem está em fase de reconstrução, atrás de uma nova identidade.

Consciente de que a tarefa é das mais complicadas, o técnico Luiz Felipe Scolari, mais uma vez, apostará as suas fichas em um esquema cauteloso. O time terá três volantes e muita velocidade na frente. Tudo para evitar o pior.

 

Carência

Está feia a coisa.

Uma das maiores dificuldades que Dunga terá é a de encontrar um companheiro de ataque para Neymar. Na primeira convocação, depois de botar os olhos por aqui e pela Europa e buscar informações até com o vigia da sua rua, o técnico da Seleção optou por Diego Tardelli.

Só confirma que estamos carente de camisas 9. Bom de bola, o atleticano está motivado e vendendo saúde.

 

Rompimento

Casou e descasou.

O gringo Romagnoli, campeão da última Libertadores com o argentino San Lorenzo, desembarcou em Salvador e foi festejado pelos torcedores. Vestiu a camisa do Bahia, mas decidiu romper o acordo. Pagará, com a ajuda do clube do Papa, a multa rescisória que constava no pré-contrato. Volta para a sua antiga casa e disputa o Mundial de Clubes, no final do ano, mesmo com um contracheque menor.

 

Perguntinha: O Grêmio complicará a vida da Raposa?

Bookmark and Share