Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "1"

Fotografia

04 de janeiro de 2014 5

Não vai ser como foi. Apesar de ter surtido efeito em vários jogos do Brasileirão, de ter proporcionado pontos decisivos para a conquista do segundo lugar e da vaga direta na Libertadores, é fácil afirmar que o Grêmio, neste 2014, não será escalado com três volantes no seu meio-campo. É um alívio para grande parte da nação que veste azul, preto e branco.

Por todos os clubes em que passou, com ou sem material humano, o técnico Enderson Moreira se mostrou adepto da formação com dois marcadores na frente da zaga e dois armadores. Dependendo do jogo, coloca uma linha de três atrás do último atacante, o que deixa o time capacitado a defender e atacar com eficiência.

A loção…
Um gaúcho e um paulista, frequentadores da mesma barbearia, em São Paulo, se encontravam três vezes durante a semana e nunca esconderam de ninguém que não se aturavam. Sentados em duas cadeiras, lado a lado, atendidos pelos mesmos barbeiros de sempre, os clientes se mantiveram em completo silêncio o tempo inteiro, evitando uma discussão.

Quase no mesmo momento, os atendentes terminaram a barba de seus visitantes. O barbeiro que tinha o paulista em sua cadeira, como de praxe, estendeu o braço para pegar a loção pós-barba, no que foi interrompido rapidamente pelo seu cliente.

- Não, obrigado! – avisou o paulista.

- O senhor não quer a loção? – questionou o incrédulo barbeiro.

- Desta vez não precisa, a minha esposa vai sentir o cheiro e pensar que eu estava numa boate! – anunciou o paulista, olhando pelo espelho o seu desafeto.

Segundos depois, o barbeiro que atendia o gaúcho, seguiu na mesma esteira.

- O senhor quer a loção pós barba? – perguntou.

- Vá em frente, tchê! – ordenou o gaúcho.

- Não vai te criar problemas? – insistiu o barbeiro, sob o ouvido atento do paulista.

- Claro que não! A minha mulher não sabe como é o cheiro dentro de uma boate…

Laterais
Nestes primeiros dias de 2014, fala-se em reinauguração do estádio, pré-temporada e uma possível participação num amistoso no Chile. Mas pouco se toca no assunto que mais preocupa qualquer torcedor que acompanha a grande carência do Inter: a falta de laterais.
Verdade que o mercado não é fértil nesse aspecto, mas se a direção achar que o clube vai conseguir passar por cima dos obstáculos com o que tem, com o que já tinha em 2013, corre o risco de cair do cavalo. Sem contratar, é ter que achar soluções no decorrer das principais competições do ano.

Bookmark and Share

Carências

28 de dezembro de 2013 3

Ainda falta fermento. Verdade que Grêmio e Inter já se mexeram, apresentaram os primeiros reforços. Mas a grande verdade é que tanto um quanto o outro seguem carentes em algumas posições. Se possível, antes do início da pré-temporada, devem tentar solucionar os problemas.

No lado azul, seria muito bom cogitar de jogadores do meio para a frente, setor em que o time deixou muito a desejar. Pelo lado vermelho, é mais do que necessária a contratação de um lateral para a direita, um reserva para a esquerda e, no mínimo, mais um zagueiro experiente e confiável.

O caderninho…
Um dia depois de completar 80 anos, a dona Alzira aproveitou o café da manhã para lembrar o marido, seu Antão, 82 anos, da agenda familiar.

- Amanhã é dia de visitar o médico! – avisou a velhinha.

- Médico? Qual o motivo? – questionou o companheiro.

- Vamos fazer os exames anuais! – comunicou dona Alzira.

No dia seguinte, bem cedo, os dois passaram pelos testes e, em seguida, receberam o diagnóstico do homem que cuidava da saúde do casal:

- Está tudo certo com vocês! Mas seria bom ter um caderninho para anotar as coisas!

Em casa, à noite, quando estavam assistindo à tevê, seu Antão levantou e dona Alzira não resistiu:

- Onde você vai?

- Na cozinha – respondeu o velhinho.

- Você não quer me trazer uma bola de sorvete? – questionou Alzira.

- Lógico! – respondeu o solícito Antão.

- Você não acha que seria bom escrever isso no caderno? – lembrou a mulher.

- Ah, o que é isso? Eu vou me lembrar fácil! – avisou o velhinho.

E dona Alzira acrescentou:

- Então coloca calda de morango por cima! Mas escreve para não ter perigo de esquecer!

- Eu lembro disso! Você quer uma bola de sorvete, com calda de morango! – lembrou.

- Ah! Aproveita e coloca um pouco de chantilly em cima! Mas lembre-se que o médico recomendou escrever tudo no caderninho!

Em seguida, seu Antão vai para a cozinha e, após 20 minutos, ele retorna com um prato com uma omelete. Dona Alzira, olhos arregalados, encara o prato e lasca:

- Eu não disse que você iria esquecer? Cadê a torrada?

Definição

Acabou o Brasileirão. Como já se esperava, a Portuguesa não obteve êxito no recurso para recuperar os quatro pontos perdidos com a escalação de um jogador suspenso. Assim, vai disputar a Série B em 2014 e recoloca o Fluminense, por meio do regulamento, na elite do nosso futebol.

Uma decisão justa, prevista nas páginas da lei. Só aconteceu por uma tremenda barbeiragem da turma do Canindé, superior ao clube carioca dentro de campo. Mas o ato custou muito caro e a Portuguesa vai ter que pagar um preço nada pequeno para desespero do seu torcedor.

Bookmark and Share

Pedreira

14 de dezembro de 2013 5

Sorteio é assim mesmo.
Ao contrário do campeão Atlético-MG, que teoricamente tem a missão mais tranquila entre todos os 32 participantes, o Grêmio terá que enfrentar três pedreiras – Newell’s, Nacional de Medellín e o ganhador de Nacional-UR e Oriente Petrolero – na fase de Grupos da próxima Libertadores.
Agora que já conhece os rivais, que sabe da necessidade de fazer força para atingir o objetivo, chegou a hora o presidente Fábio Koff, dos homens do futebol, apressarem o passo na definição do treinador, do restante da comissão técnica e, acima de tudo, dos reforços que o Tricolor vai precisar.

O alerta…

Após mais de 80 anos bem vividos, apaixonada pela vida, a dona Mathilde começou a se queixar de dores e iniciou aquela fase de fazer visitas semanais aos médicos.  Passou por exames e mais exames, aumentou a lista de remédios, mudou o ritmo de vida e, acima de tudo, alterou o dia a dia da Aninha, sua filha, que passava o tempo todo preocupada com a mãe.

Consciente de que o momento era preocupante, sem grana para contratar uma enfermeira para cuidar da mãe, a Aninha não pensou duas vezes: foi até a casa da dona Mathilde, acomodou todas as coisas num caminhão de mudanças e trouxe a progenitora para morar na sua casa, mesmo sem consultar o Teco, seu marido. Algumas semanas depois, cada vez mais frágil fisicamente, a dona Mathilde acusou dores no peito, tonturas, foi levada com urgência para o hospital e não resistiu.

Com a Aninha em estado de choque, o Teco, apesar das muitas divergências, decidiu cuidar de todos os detalhes do funeral.
Após uma cerimônia concorrida, emocionante, os carregadores entraram na sala, fecharam o caixão e tomaram o rumo do túmulo.

Na saída da capela, os carregadores, acidentalmente, bateram numa parede, deixaram o caixão cair e escutaram um fraco lamento.
Abriram o caixão e descobriram que a dona Mathilde estava viva.

Dez anos depois, a dona Mathilde sofreu uma parada cardíaca fulminante e morreu.
Mais uma vez o Teco assumiu a responsabilidade do funeral, a cerimônia foi realizada e, ao final dela, quando os carregadores estavam novamente levando o caixão, o genro, sempre muito atento, tratou de fazer um alerta dos carregadores.

- Cuidado com a parede!!!!

Desafio
Agora é oficial.

Pressionado pela morosidade, o Inter finalmente confirmou, no início da tarde de sexta-feira, aquelas duas informações que a imprensa inteira, do Oiapoque ao Chuí, vinha antecipando: a contratação do técnico Abel Braga e a nomeação de Marcelo Medeiros para o cargo de vice de futebol.

Tomara que o novo chefe do vestiário, inserido na história do clube pela conquista da Libertadores, do Mundial de Clubes, consiga provar que ainda tem motivação para correr atrás de novos desafios, uma missão nada fácil para quem já sentiu todos os prazeres da profissão.

Bookmark and Share

Decisão

30 de novembro de 2013 3

Chegou a hora da verdade.
Neste domingo, início da noite, na Arena, o Grêmio, motivado, com força máxima, empurrado pelas arquibancadas, enfrenta o surpreendente Goiás, na obrigação de depositar mais três pontos na conta para tentar evoluir na tabela e se aproximar ainda mais da sonhada vaga na Libertadores de 2014.

Pelos ingredientes, pelo valor decisivo, é fácil adivinhar que teremos casa cheia, pintada de azul, num jogo em que o time do técnico Renato Portaluppi terá que defender com a habitual eficiência, atacar com muito mais qualidade do que tem feito e lutar do início ao fim para não deixar escapar o objetivo.

Amistoso
É mais festa do que jogo.
Neste sábado, no Pacaembu, o Inter, sem nenhum risco de beijar a lona, faz a sua penúltima atuação no Brasileirão, contra o também turista Corinthians, num jogo que serve para o torcedor do mandante se despedir do técnico Tite, que entrou definitivamente para a história do clube.
Dono de 46 pontos, de uma campanha de chorar no returno, o time do técnico Clemer, com a mesma escalação que entrou em campo contra o Coritiba, vai apenar cumprir tabela, somar mais 90 minutos no currículo, atrás de um bom resultado, de uma boa atuação, para começar a pensar em 2014.

Bookmark and Share

Pergunta para o Guerrinha

06 de março de 2013 15

A partir desta quinta-feira, o Diário Gaúcho lança no site um quadro superespecial com o colunista Adroaldo Guerra Filho. É o “Pergunta para o Guerrinha”. Aqui, os internautas poderão se servir da sapiência do nosso carismático colunista, sejam eles colorados ou gremistas, para pedir dicas sobre futebol, qual a melhor escalação e – por que não? – conselhos amorosos.

Por que o Guerrinha, mesmo sendo identificado com o vermelho, é tão respeitado e popular que mergulha sem qualquer problema nos assuntos do Grêmio. Aliás, em se tratando de futebol, ele bate de primeira e com classe em todas as áreas.

Assim, não perca tempo. Se você precisa de respostas, siga o conselho do Dunga: “Pergunta para o Guerrinha” que ele vai responder em vídeo!

Envie sua pergunta pelos comentários ou para online@diariogaucho.com.br que o Guerrinha te responde!

Bookmark and Share

Papo

05 de julho de 2012 3

Consciente de que a campanha está dentro do esperado, mas as atuações ainda deixam a desejar, o técnico Vanderlei Luxemburgo reuniu os jogadores no vestiário do Olímpico, ontem pela manhã, para lavar a roupa suja e tentar fazer o seu time atingir a regularidade daqui para a frente. Nessa conversa, o chefe deu a senha para os boleiros de que, se a coisa não evoluir, o Grêmio pode virar apenas participante na competição em que aspira, no mínimo, a vaga na Libertadores do ano que vem.

Curiosidade

Com a ausência de Guiñazú, suspenso pelo terceiro amarelo, boa parte da torcida colorada está curiosa para saber quem será o substituto no gringo, sábado, no Beira-Rio, contra o Cruzeiro. É a chance de colar nos primeiros colocados. Apesar do silêncio pelos lados da Padre Cacique, não é proibido imaginar que o companheiro de Elton na função de marcação será Josimar, sempre elogiado pelo técnico Dorival Júnior e que na sua avaliação, pelo que se viu em Salvador, está à frente do argentino Bolatti.

Campeão

Ficou em boas mãos.
Após um primeiro tempo ruim, nervoso, sem lances de área, o Corinthians jogou mais do que o Boca na etapa final, fez dois gols em falhas defensivas dos argentinos e levou para casa, com justiça, o caneco da Libertadores.
Uma conquista invicta, de um time cheio de operários, muito bem comandado pelo técnico Tite, que passou por cima de todos os obstáculos e, depois de um longo e tenebroso inverno, escreveu seu nome na importante competição.

Faísca

Na Arena Barueri, às 21h50min, o Palmeiras, dono de futebol capenga, sempre sob a desconfiança do seu povo, entra em campo para enfrentar o Coritiba, no primeiro dos dois jogos que vale o caneco da Copa do Brasil e o carimbo no passaporte para a Libertadores de 2013. Pelo fato de ser mandante, de saber que ainda terá uma complicada tarefa de encarar o caldeirão do Couto Pereira, o time de Luiz Felipe Scolari não pode deixar escapar o resultado. Se possível, sem levar gol, único jeito de sonhar com a façanha e fazer o favoritismo mudar de lado.

Troca

Insatisfeito com a situação de mais reserva do que titular, das decisões do técnico Muricy Ramalho, o atacante Borges está repetindo o que fez no Grêmio: forçando a saída do Santos. A próxima parada do jogador será a Toca da Raposa, com o aval de Celso Roth, que tem passado os dias reclamando da escassez de goleadores no elenco.

Valorização

Após analisar o mercado, a direção do São Paulo elegeu o técnico Marcelo Oliveira, que faz ótimo trabalho no Coritiba, como o favorito para assumir a vaga de Emerson Leão. Assim que o Coxa fechar sua participação na Copa do Brasil, o tricolor paulista vai oferecer emprego ao profissional e tem tudo para conseguir êxito na negociação.

Perguntinha

Quem vai levar a Copa do Brasil?

Bookmark and Share

Tropeço

04 de junho de 2012 2

É bem fácil de explicar. Com a mesma escalação, mas cheio de gente jogando para a plateia, a Seleção não repetiu as duas últimas atuações, beijou a lona contra o México, tirou um pouco do embalo do torcedor, mas certamente aprendeu que só tem um jeito de voltar com a medalha de ouro no pescoço na Olímpiada: se deixar o salto alto dentro do armário. Agora, o técnico Mano Menezes terá alguns bons dias pela frente para puxar a orelha de vários boleiros, mostrar os erros cometidos, recuperar o moral daqueles que levaram o jogo a sério, enfrentar a Argentina com mais gana, mais futebol e provar que este tropeço foi apenas um deslize de percurso.

Curado

Deu tudo certo. Quem viu o jogo treino de sábado, entre Grêmio e Cerâmica, saiu do Olímpico com a certeza de o atacante Kleber está clinicamente curado, tão motivado como se estivesse no início de carreira e que agora vai precisar de alguns ajustes no fôlego, no ritmo de jogo, para voltar a vestir a camisa titular do Tricolor. Nos 45 minutos em que esteve em campo, o Gladiador se mexeu, resistiu bem nas chegadas dos seus marcadores, revelou que ainda tinha pernas para trabalhar por mais algum tempo, animou o técnico Vanderlei Luxemburgo e já não é de duvidar que seja relacionado, pelo menos para o banco, para o primeiro desafio contra o Palmeiras.

Maestro

Quem sabe não esquece. Apesar de ter ficado algum tempo internado na enfermaria, o gringo D’Alessandro roubou a cena no último treino da semana, marcou gol, deu passes milimétricos aos companheiros, provou que está na ponta dos cascos para o jogão do meio da semana, pronto para comandar o desfalcado meio-campo, quarta-feira, contra o São Paulo. Ninguém desconhece que treino é treino, jogo é jogo, mas a volta do maestro, num jogo em que o Inter não pode deixar de faturar os três pontos, significa uma bela notícia para a torcida vermelha e, acima de tudo, para o técnico Dorival Júnior, que tem outros problemas para montar a melhor escalação.

Chuteiras

Sem clima para passar na frente do CT Ninho do Urubu, o habilidoso Ronaldinho pediu ao ex-companheiro e grande amigo Rodrigo Alvim para juntar o material que lhe pertence no armário do clube, foi atendido e deixou muito claro que ainda pretende queimar lenha na fogueira. Agora, só resta aos jornalistas, ao próprio Flamengo, a todos que acompanham futebol, aguardar pelas notícias sobre o futuro do jogador, que está livre, louco para negociar, mas fora dos planos, pelo menos até o momento, dos clubes que costumam pagar alto e se assustaram com a produção do R10 com a camisa do Mengão.

Galope

Em casa, com o craque Messi inspirado, a Argentina não tomou o mínimo conhecimento do esforçado Equador, fez 4 a 0 de galope, chegou aos dez pontos em cinco jogos e fechou a rodada na parte mais alta da tabela. Pelo andar da carruagem, o time argentino, ao contrário de quatro anos atrás, não quer saber de deixar para decidir tudo em cima da hora e vai se garantir entre os participantes da Copa até antes do último compromisso.

Perguntinha

Quando termina a novela Sandro Silva?


Bookmark and Share

Passeio

12 de março de 2012 7


Era jogo e virou treino. Após um primeiro tempo burocrático, com vitória magra de 1 a 0, o Grêmio voltou melhorado do intervalo, fez mais quatro gols, deu um passeio no apático Novo Hamburgo, fechou a rodada na parte mais alta da tabela e na esperança de estar perto de ter um time capaz de encarar as principais competições do ano.

Muita gente se destacou na goleada, na melhor atuação coletiva sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, mas é bom ressaltar o gringo Bertoglio, que entrou quando o jogo estava decidido, com muita gente economizando o fôlego e não deixou a peteca cair, deixando claro que quer assumir a camisa titular.

Atitude

Mudou da água para o vinho. Verdade que o adversário era modesto, só esforçado, mas a grande verdade é que o Inter encarou o Santa Cruz com uma escalação equilibrada, com atitude, mandou no jogo do início ao fim, venceu por 2 a 1, colocou mais três pontos na conta e ficou no ponto para enfrentar a decisão de amanhã, no Beira-Rio, contra o Strongest.

A nota triste da vitória do time do técnico Dorival Júnior ficou por conta da lesão de D’Alessandro, vitimado por uma lesão muscular, está fora do enfrentamento diante dos bolivianos e será substituído pelo destemido Dátolo, capaz de fazer o torcedor sentir menos saudade do sua maior referência técnica.

Decolagem

Não acontece todos os dias. Bem arrumadinho, consciente de seu potencial, o Veranópolis foi até o Centenário, saiu perdendo para o bom time do Caxias, mas lidou bem com a dificuldade, virou o marcador, somou três pontos muito importantes, fechou a rodada na ponta da tabela e deixou bem claro que decolou no Gauchão.

Dono de 100% de aproveitamento, de um ataque que marca gols, o time do técnico Gilmar Dal Pozzo, agora vai para o seu teste de fogo, dentro da sua casa, contra o Grêmio, que vai definir a liderança, mostrar a todos se tem bala na agulha para seguir empilhando vitórias até o final e tentar alcançar a façanha de chegar na grande final.

Alívio

Em casa, na obrigação de vencer, o Pelotas não tomou conhecimento do Cerâmica, goleou por 3 a 0, entrou no páreo da classificação e ficou muito perto do seu primeiro objetivo: escapar da degola. Aconteça o que acontecer daqui para a frente, chegou a hora da direção do Lobão analisar os acontecimentos, tirar as lições, tudo para evitar, no futuro, novos sustos na fanática torcida do Lobão.

Candidato

Mesmo com a perda da pontos no turno, o Cruzeiro segue jogando uma bola de boa qualidade, focado no futuro, e encaminhou classificação para a segunda fase do returno com a vitória sobre o Avenida. Sabemos que o futebol muda a toda hora, mas pela regularidade, pela recuperação do moral, é fácil adivinhar que o time do técnico Beto Campos vai estar entre os melhores do seu grupo.

Perguntinha

Quanto tempo vai parar o D’Alessandro?


Bookmark and Share

Promessa

02 de dezembro de 2011 8

Pintou a motivação.
Se alguém pensava que o Grêmio entraria em campo, domingo, no Beira-Rio, com menos adrenalina do que utiliza nos jogos decisivos, certamente começou a mudar de ideia ao ouvir a entrevista do lateral Julio César, quarta-feira, que mandou um aviso sem rodeios, de que o Tricolor vai jogar para dar a última alegria ao técnico Celso Roth.

Depois dessa informação vinda do vestiário do Olímpico, fica muito claro que, apesar de estar fora de qualquer briga na tabela, de passar a ideia de que só queria atrapalhar a vida do rival em relação a Libertadores, o time azul tem um motivo muito forte para correr, lutar e fazer do jogo uma decisão de título.

Avaliação

É correta a avaliação.
Pelo que se sabe, o técnico Dorival Júnior, que só respira Gre-Nal desde a derrota para o Flamengo, detectou que a grande tarefa do seu Inter, no domingo, dentro do Beira-Rio, para tentar a vitória, a sonhada vaga na Libertadores, é conseguir superar o rápido e qualificado meio-campo do eterno rival.

É fácil deduzir que, ao contrário de várias outras atuações, desta vez os volantes Tinga e Guiñazu, que gostam de sair para o jogo, terão um comportamento diferente, com mais atenção na marcação, tudo para o Inter tentar a vantagem no setor, mais posse de bola, correr menos riscos e aumentar a chance de atacar.

Rugido

Já está no papel.
Considerado o menos culpado pelo fraco desempenho do São Paulo na reta final do Brasileirão, o técnico Emerson Leão se reuniu com os dirigentes do clube, acertou o que ainda não estava acertado, assinou contrato até o final de 2012 e prometeu rugir ainda mais forte a partir de janeiro, na busca de títulos que ficaram escassos no Morumbi.

Agora, depois de acertar com o comandante, a direção do clube paulista aguarda o último compromisso do ano, no domingo, contra o Santos, ainda com esperança de vaga na Libertadores, mas muito mais focado na tão esperada faxina no vestiário, que certamente vai atingir alguns bons jogadores e será comemorada pelos rivais do tricolor.

Salgado

É quase proibitivo.
A direção do Avaí sentiu que a torcida do Figueirense está motivada com a chance de comemorar uma vaga para a Libertadores de 2012 e salgou o preço dos ingressos destinados aos visitantes para o clássico na Ressacada.

Quem estiver disposto a comparecer na casa do inimigo, torcer pelo Figueira, vai ter que desembolsar R$ 70 para sentar na arquibancada ou R$ 100 para ocupar as cadeiras, num verdadeiro desconvite para quem gosta de futebol.

Justiça

Nem sempre acontece.
Quem viu os jogos da Sul-Americana, desde o seu início, certamente vai concordar que a Universidad, do Chile, dona de um futebol bonito, equilibrado, com atuações parecidas dentro e fora de casa, merece estar na grande final.

A vaga veio na quarta-feira, quando os chilenos, que já haviam eliminado o Flamengo, inclusive com direito a goleada dentro do Engenhão, despachou o Vasco e se candidatou a encarar a LDU, com muita chance de ficar com o caneco.

Perguntinha

Onde Celso Roth vai trabalhar em 2012?

Bookmark and Share

Vamos trocar o traje!

05 de novembro de 2011 4

São poucas as rotinas que o torcedor tolera.
Ele aceita a repetição de vitórias, de títulos, de alegrias.
E nós, queremos que ele continue com a gente.
Por isso, e por muito mais, resolvemos mudar.
A partir deste domingo, 6 de novembro, vamos mudar o traje.
Mas só o traje!
Coisa bem simples.
Deixamos de ser o clicEsportes e viramos o ZH Esportes.
Mas continuamos atentos para continuar informando bem, contando as últimas, revelando segredos que todos gostam de saber, tudo igualzinho aos sempre fizemos.
Em outras palavras, vamos manter a rotina.
E, esperamos ter a rotina da sua visita todos os dias e todas as horas.

Bookmark and Share