Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Avaí"

Promessa

02 de dezembro de 2011 8

Pintou a motivação.
Se alguém pensava que o Grêmio entraria em campo, domingo, no Beira-Rio, com menos adrenalina do que utiliza nos jogos decisivos, certamente começou a mudar de ideia ao ouvir a entrevista do lateral Julio César, quarta-feira, que mandou um aviso sem rodeios, de que o Tricolor vai jogar para dar a última alegria ao técnico Celso Roth.

Depois dessa informação vinda do vestiário do Olímpico, fica muito claro que, apesar de estar fora de qualquer briga na tabela, de passar a ideia de que só queria atrapalhar a vida do rival em relação a Libertadores, o time azul tem um motivo muito forte para correr, lutar e fazer do jogo uma decisão de título.

Avaliação

É correta a avaliação.
Pelo que se sabe, o técnico Dorival Júnior, que só respira Gre-Nal desde a derrota para o Flamengo, detectou que a grande tarefa do seu Inter, no domingo, dentro do Beira-Rio, para tentar a vitória, a sonhada vaga na Libertadores, é conseguir superar o rápido e qualificado meio-campo do eterno rival.

É fácil deduzir que, ao contrário de várias outras atuações, desta vez os volantes Tinga e Guiñazu, que gostam de sair para o jogo, terão um comportamento diferente, com mais atenção na marcação, tudo para o Inter tentar a vantagem no setor, mais posse de bola, correr menos riscos e aumentar a chance de atacar.

Rugido

Já está no papel.
Considerado o menos culpado pelo fraco desempenho do São Paulo na reta final do Brasileirão, o técnico Emerson Leão se reuniu com os dirigentes do clube, acertou o que ainda não estava acertado, assinou contrato até o final de 2012 e prometeu rugir ainda mais forte a partir de janeiro, na busca de títulos que ficaram escassos no Morumbi.

Agora, depois de acertar com o comandante, a direção do clube paulista aguarda o último compromisso do ano, no domingo, contra o Santos, ainda com esperança de vaga na Libertadores, mas muito mais focado na tão esperada faxina no vestiário, que certamente vai atingir alguns bons jogadores e será comemorada pelos rivais do tricolor.

Salgado

É quase proibitivo.
A direção do Avaí sentiu que a torcida do Figueirense está motivada com a chance de comemorar uma vaga para a Libertadores de 2012 e salgou o preço dos ingressos destinados aos visitantes para o clássico na Ressacada.

Quem estiver disposto a comparecer na casa do inimigo, torcer pelo Figueira, vai ter que desembolsar R$ 70 para sentar na arquibancada ou R$ 100 para ocupar as cadeiras, num verdadeiro desconvite para quem gosta de futebol.

Justiça

Nem sempre acontece.
Quem viu os jogos da Sul-Americana, desde o seu início, certamente vai concordar que a Universidad, do Chile, dona de um futebol bonito, equilibrado, com atuações parecidas dentro e fora de casa, merece estar na grande final.

A vaga veio na quarta-feira, quando os chilenos, que já haviam eliminado o Flamengo, inclusive com direito a goleada dentro do Engenhão, despachou o Vasco e se candidatou a encarar a LDU, com muita chance de ficar com o caneco.

Perguntinha

Onde Celso Roth vai trabalhar em 2012?

Bookmark and Share

Avanço

21 de novembro de 2011 31

Ficou bom demais.
Num jogo em que estava proibido de fracassar, longe de casa, contra um rival direto, o Inter esbanjou inteligência, jogou bom futebol, derrotou o Botafogo, por 2 a 1, chegou aos 57 pontos e, depois de um longo e tenebroso inverno, finalmente conseguiu abrir a porta do sonhado G5.
Claro que nada está garantido, que faltam duas pedreiras, mas para quem passou boa parte do tempo longe da turma dos melhores, perdeu chances e mais chances de até poder brigar pelo título, o avanço é um detalhe muito importante e deixa a esperança de prêmio que parecia impossível até dias atrás.

Decepção

Não foi nenhuma surpresa.
Desmotivado, com a cabeça nas férias, o Grêmio jogou coisa nenhuma, levou 3 a 1 do desesperado Ceará dentro do Olímpico, saiu de campo vaiado, criticado, sem saber explicar ao seu torcedor os motivos de mais um fracasso, mas deixou a direção com uma certeza: muita coisa precisa mudar para a próxima temporada.
Apesar de ainda ter dois jogos pela frente, um deles contra o maior rival, a semana promete ser agitada na Azenha, com o possível anúncio oficial da contratação de Kleber e, acima de tudo, sobre o futuro de Celso Roth, que pelos comentários tem mais chances de receber um muito obrigado do que ser chamado para renovar o contrato.

Gorducho

O mundo dá muitas voltas.
Contratado sem o aval do técnico Tite, o atacante Adriano, que apronta poucas e boas fora do campo, entrou na hora mais complicada, recebeu a bola do jogo, não desperdiçou a chance e deu a vitória ao Corinthians sobre o Atlético-MG, que deixou o caneco mais perto do Parque São Jorge.
Pelo poder de decisão, pela experiência, pelo momento que não permite tropeços, é fácil adivinhar que o Imperador, desde ontem, deixou de ser um a mais, apenas uma opção para o momento em que a gravata aperta no pescoço e passa a ser o diferencial a favor do Timão nesta reta de chegada.

Queda

Era questão de tempo.
Com um grupo minguado, um time bem limitado, uma direção que perdeu o rumo quando tinha tempo para arrumar a casa, o Avaí levou 2 a 0 do qualificado Vasco, fechou a rodada com míseros 30 pontos e sem chance de milagre.
Um merecido castigo para quem errou na maioria das contratações de jogadores, apostou no técnico Toninho Cecílio numa hora tão delicada e achou que sairia da encrenca pela sorte ou pela ruindade de outros candidatos.

Título

Vale mais do que parece.
Fora de casa, com o rótulo de azarão, o Juventude jogou menos do que o Lajeadense, mas foi mais competente na hora em que as chances apareceram, venceu por 2 a 1 e levou para casa o título da Taça Laci Ughini.
Além do caneco, que sempre faz muito bem, o clube da Serra garantiu vaga na Série D de 2012, um prêmio que vai proporcionar nova chance para quem já conviveu entre os maiores e precisa voltar a ser mais do que tem sido.

Perguntinha

Cruzeiro ou Ceará, quem vai cair?

Bookmark and Share

Esperança

16 de novembro de 2011 11

Logo mais, no Beira-Rio, o inconfiável Inter, que aprontou poucas e boas dentro e fora de casa, mas segue com chances matemáticas de vaga no G5, pega o Bahia, quase livre da degola, num jogo em que não tem o direito de deixar escapar os três pontos para não virar apenas participante nas últimas três rodadas.

Dentro de casa, sem nada a perder, chegou a hora do técnico Dorival Júnior arquivar o esquema de muita gente no meio e só um na frente, para atingir o único objetivo que interessa.

Amistoso

No Engenhão, à noite, o também inconfiável Grêmio, que passou bom tempo lutando para escapar do pior, encara o Fluminense, ainda no sonho de título, sabendo que a única missão é infernizar a vida do adversário e somar pontos para buscar o único prêmio possível na competição: chegar à frente do Inter.

Quase de férias, o time do técnico Celso Roth, apesar de ausências importantes, não está proibido de endurecer a parada e mostrar que é capaz de ter motivação mesmo como turista.

Encruzilhada

Chegou a encruzilhada.

Logo mais, fora de casa, o surpreendente Figueirense, que não anda respeitando turma, enfrenta o Flamengo, com chance de provar que tem bala na agulha para tentar o maior título da sua história ou, no mínimo, uma vaga na turma que vai disputar a Libertadores de 2012, o que também significa uma façanha para o  clube catarinense.

Claro que o Mengo tem as vantagens do fator local e da força da sua imensa nação, mas é bom ninguém esquecer que o técnico Jorginho está conseguindo tirar leite de pedra e que o Figueira, pelo momento, tem condições de derrubar mais um gigante, como cansou de fazer neste Brasileirão.

Conta

O Avaí levou 2 a 0 do São Paulo, roubou a lanterna do América, entrou na fila para a Segundona e demitiu o técnico Toninho Cecílio, esperando um milagre.

Com 29 pontos e um time frágil, quatro jogos encaroçados pela frente – Cruzeiro (casa), Vasco (fora), Coritiba (fora) e Figueirense (casa), o Leão pode começar a pensar na vida difícil que vai ter em 2012.

Desculpa

Questionado sobre a derrota para o Coritiba, o técnico Vanderlei Luxemburgo, que não ganha nada há tempos, admitiu que errou ao escalar Thomás.

Num jogo em que o time afundou e as estrelas Ronaldinho, Thiago Neves e Deivid só vestiram o uniforme, a corda estourou no ex júnior, em nome da preservação dos maiores contracheques.

Perguntinha

Onde a zebra vai passear hoje à noite?

Bookmark and Share

Feriado

13 de outubro de 2011 33

O Grêmio fez feriado.
Dentro de casa, reforçado por titulares, o Tricolor não jogou nada, levou 3 a 1 do Figueirense, escapou de mais, saiu vaiado, ficou muito mais longe do sonho da vaga na Libertadores e mais perto de virar turista neste Brasileirão.
Não é hora de atirar a toalha, mas tudo ficou complicado pela queda de rendimento, pela falta de resultados e, principalmente, pelo fato de que o próximo adversário será o Santos, na Vila Belmiro, onde as coisas quase nunca terminam bem para visitantes.

Justiça

Em jogo de muita marcação e ocupação de espaços, o Inter conteve o São Paulo, criou chances para marcar, não aproveitou, empatou sem gols, colocou um ponto na conta e voltou para casa com muito mais esperança de ainda botar a mão numa das vagas na Libertadores do próximo ano.
Ainda em sétimo, o time do técnico Dorival Júnior vai decidir sua vida nos próximos dois jogos, dentro do Beira-Rio, contra Avaí e Corinthians, quando está obrigado a ter aproveitamento total, única forma de encostar de vez nos inimigos, ganhar moral e faturar o prêmio que restou.

Capenga

Nada vale mais do que o resultado.
A Seleção Brasileira saiu atrás, teve um pênalti contra, ficou com um atleta a menos já no final do primeiro tempo, e virou o placar em cima dos mexicanos.
Mas a bolinha jogada na terça-feira, no México, mostrou que o Brasil ainda está bastante longe de ter um time que mereça ser considerado favorito no Mundial de 2014, jogado aqui em casa.
Mesmo com a vitória, a equipe do técnico Mano Menezes teve enormes dificuldades para realizar jogadas, agredir o rival e mostrou que, por enquanto, depende muito mais das individualidades, como na jogada do lateral-esquerdo Marcelo, que do coletivo.

Candidato

Com uma bolinha de chorar, como vinha acontecendo faz tempo, o Ceará apanhou de 4 a 1 do lanterna América, mostrou que está sem gasolina na hora mais perigosa e que vai depender mais do fracasso dos inimigos do que de seu próprio desempenho para se manter na elite.
Depois da bangornada, não é nada inviável pensar que a direção do Vovô anuncie a demissão de Estevão Soares, que já entrou na mira do preocupado torcedor.

Luta

Em casa, sem direito de fracassar, o Avaí largou na frente, levou a virada do Atlético-GO, perdeu pênalti, empatou com outra penalidade no finalzinho e deu outro passo rumo ao rebaixamento. Dono de 26 pontos, com apenas nove rodadas pela frente, sem força para reagir, o time do técnico Toninho Cecílio pode providenciar a matrícula na Segundona.

Perguntinha

Qual é o valor da folha do Figueirense?

Bookmark and Share

Números

23 de agosto de 2011 12

Os números explicam quase tudo.
Em 17 jogos disputados até agora, o Grêmio, dono de míseros 18 pontos, escorado na entrada da zona da morte, marcou apenas 16 gols, uma prova inequívoca de que o maior problema está localizado no ataque.
A partir de agora, o grande desafio que o técnico Celso Roth terá pela frente é o de encontrar um jeito de fazer o Tricolor melhorar a produção ofensiva, começar a ganhar jogos, acumular pontos, para se livrar o mais rápido possível do perigo do rebaixamento, que está tirando o sono da enorme nação que veste azul, preto e branco.

Reserva

Não dá para se enganar.
Quem viu as atuações de Jô com a camisa do Inter, desde a sua chegada ao Beira-Rio, certamente já descobriu que o jogador ainda está longe da sua melhor forma, fora do lugar onde pode produzir mais e que, atualmente, não é o nome indicado para ser incluído entre os titulares.
A impressão que fica é de que o contratado para jogar ao lado de Leandro Damião gosta mesmo é de atuar dentro da área, perto do gol, como cansou de acontecer nos seus tempos de Corinthians, quando marcou gols, virou ídolo e acabou sendo negociado para o futebol do exterior.

Saiu caro

Vai doer no bolso.
O técnico Renê Simões, que costuma proteger seus comandados, perdeu a paciência com o atacante Jobson, bom de bola, ruim de cabeça, que chegou atrasado para a concentração no sábado passado, foi barrado do jogo contra o Santos e foi dispensado pela diretoria do Bahia.
Além de levar uma merecida bronca do chefe do vestiário, dos dirigentes, ele terá que se explicar com os integrantes da organizada do tricolor baiano, que não ficaram nada satisfeitos com a indisciplina que custou sua saído do clube.

Desespero

Bateu o desespero.
Após receber um sonoro não do favorito Márcio Goiano, que preferiu continuar no Goiás, o Avaí bateu o martelo com o técnico Toninho Cecílio, que afundou por quase todos os lugares em que passou.
Claro que pode dar certo, acontecer o milagre, mas a tendência é de que o Leão, sob o novo comando, siga jogando a mesma bolinha curta e, nas próximas rodadas, reafirme a condição de um dos favoritos para despencar.

Progresso

Melhorou e muito.
Com a chegada do técnico Argel, o Caxias deu sinais de reação na acirrada Série C e ficou mais perto de atingir o seu maior objetivo na competição: escapar da degola para a Quarta Divisão.
Motivador, acostumado com situações complicadas, o comandante do time grená deu uma boa arrumada na casa e dependendo do que acontecer na próxima rodada, quando joga fora de casa, dá até para sonhar com um milagre.

Perguntinha

Quem vai apitar o Gre-Nal?

Bookmark and Share

Arrancada

17 de agosto de 2011 12

Não dá para adiar.
Logo mais, no Beira-Rio, com novo chefe na casamata, o atrasado Inter, ainda com o sonho de botar a mão numa vaga na Libertadores do próximo ano, enfrenta o Botafogo, adversário direto, num jogo em que tem a obrigação de colocar os três pontos na conta.
Dentro de casa, com o empurrão do seu povo, reforçado pela volta de D’Alessandro, o novo time do técnico Dorival Júnior joga como favorito, com todas as chances de alcançar o objetivo para fechar a noite nas pegadas do Fogão e, dependendo dos resultados paralelos, mais perto do G4.

Prudência

Cada jogo é um jogo.
Em Fortaleza, hoje à noite, o Grêmio, dono de uma campanha sofrível, preocupado em se afastar da zona mais perigosa da tabela, encara o irregular Ceará, que já aprontou poucas e boas neste Brasileirão, com uma única necessidade: evitar um resultado negativo.
Fora de casa, ainda sem a confiança para render o máximo, é fácil deduzir que o time do técnico Celso Roth vai jogar com muita gente marcando, na espera da chance de um contra-ataque, uma estratégia prudente, mas capaz de fazer o Tricolor conseguir até uma vitória.

Cirurgia

Estava anunciado.
Ao final do jogo contra o Coritiba, quando o Atlético-MG jogou coisa nenhuma, levou uma sonora goleada de 3 a 0, o técnico Cuca encarou os jornalistas e avisou que faria uma delicada cirurgia no vestiário do clube mineiro, na tentativa de ver o seu time reagir no Brasileirão.
As primeiras vítimas do comandante do Galo foram Mancini e Daniel Carvalho, que estão fora da lista dos disponíveis para o jogo desta noite, em Ipatinga, contra o líder Corinthians, quando mais alguns serão avaliados e podem seguir o mesmo caminho a partir de amanhã.

Goleador

É agora ou nunca mais.
Numa transação complicada, cheia de detalhes, o Cruzeiro conseguiu o empréstimo do atacante Keirrison, pouco aproveitado no Santos e que tem mais uma chance de que ainda é goleador.
Até o final do Brasileirão, num time que joga muito em função do último atacante, o jogador tem tudo para recuperar o tempo perdido e voltar a ser valorizado no futebol europeu.

Paleta

Futebol é resultado.
O técnico Alexandre Gallo, contratado para tirar o Avaí da zona da morte, está marcado na paleta pela maioria da torcida e começa a correr risco de ser chamado para o acerto de contas.
Acuado com a pressão, o chefe do vestiário fechou os treinos, mudou a escalação e sentiu que se o Leão não passar pelo Vasco, hoje á noite, na Ressacada, pode virar desempregado.

Perguntinha

A Dupla vai fazer vitórias hoje à noite?

Bookmark and Share

Perigo

28 de julho de 2011 23

Complicou de verdade.
Dentro do Olímpico, com a obrigação de fazer três pontos, o Grêmio levou um gol logo no início, entrou em parafuso, chegou ao empate na segunda etapa, ficou com um a menos, desperdiçou dois preciosos pontos contra o ameaçado América-MG e terminou a rodada mais perto da zona mais detestável da tabela.
Verdade que muita água ainda vai rolar por debaixo da ponta, mas também é verdade que o time do técnico Julinho Camargo precisa começar a se ajudar, a começar pelo próximo jogo, contra o Flamengo, no Engenhão, quando não pode fracassar de jeito nenhum, sob pena de entrar no Z4 e ficar com a corda ainda mais apertada no pescoço.

Positivo

O saldo foi positivo.
No segundo e último jogo da Copa Audi, com uma escalação cheia de novidades, de meninos, o Inter saiu atrás, deu um susto, depois encarou o Milan com grandeza, empatou no tempo normal, venceu nos pênaltis, num show do goleiro Renan, e voltou para casa com o dever cumprido.
Agora, enquanto aguarda a definição do novo técnico, o Colorado volta a concentrar suas forças no Brasileirão, no Atlético-GO, domingo, no Beira-Rio, quando João Paulo e Lucas Roggia, dois destaques da decisão do terceiro lugar na Alemanha podem aparecer entre os titulares.

Bisturi

Vai levar mais tempo.
A reestreia do atacante Luís Fabiano com a camisa do São Paulo, marcada para agosto, está totalmente descartada pelos médicos do clube, que decidiram passar o bisturi, de novo, no joelho do jogador, em razão de um ponto que não cicatriza de jeito nenhum e está atrapalhando os planos do pessoal do Morumbi.
Enquanto o Fabuloso estiver mais tempo na enfermaria do que no campo, o técnico Adilson Batista terá que se virar com Dagoberto, Cícero, Marlos, Fernandinho e outros menos cotados, o que não é pouco pelo que se viu até agora neste Brasileirão.

Combustível

O velhinho ainda resolve.
De uma hora para outra, o Goiás, que estava mal das pernas na briga pela Segundona, enfileirou três vitórias – Vitória, Americana e Sport -, chegou aos 18 pontos e já mira uma vaga no G4.
O motivo da reação atende pelo nome de Iarley, que não tem o mesmo fôlego de anos atrás, mas entrou como uma luva no time goiano, contaminou os companheiros e já justificou o investimento.

Mobilização

Melhor prevenir do que remediar.
Dois dias depois da derrota para o Cruzeiro, quando todos já estavam de cabeça fria, o técnico Tite reuniu os jogadores do Corinthians e encheu a rapaziada de moral.
A conversa foi tão proveitosa que, mais tarde, no encontro com os jornalistas, alguns boleiros do Timão avisaram que o Avaí, próximo adversário, vai pagar a conta com juros e correção.

Perguntinha

Quanto vale o Leandro Damião?

Bookmark and Share

Cobrança

23 de julho de 2011 6

Pintou a cobrança.
Decepcionado com o fraco futebol no empate contra o Figueirense, em Florianópolis, o vice de futebol do Grêmio, Antônio Vicente Martins, fez o que deveria ser feito neste momento: exigiu vitórias e mais futebol do time nos próximos jogos.
Esta manifestação do dirigente significa uma leve sacudida nos jogadores, na comissão técnica, que manifestaram alegria com a igualdade no Orlando Scarpelli, num resultado e numa atuação que, na verdade, foi simplesmente decepcionante para quem sonha no Brasileirão.

O golpe…

Todos os dias, com sol ou chuva, o Teobaldo cumpre uma rotina ao sair do trabalho: vai ao supermercado e faz as compras para o jantar.
Dias atrás, numa sexta-feira, com muita gente pelos corredores, ele notou a presença de uma velhinha, com uma cesta na mão e sempre sorrindo.
O Teobaldo parava e a velhinha parava.
Quando o homem chegou na fila do caixa, notou que a idosa estava um pouco mais à sua frente, com a cesta lotada e o sorriso ainda maior nos lábios.
E ela resolveu quebrar o gelo.
– Espero não tê-lo incomodado! Mas é que você se parece muito com meu falecido filho! – avisou.
– Nenhum problema! Tudo bem! – respondeu o Téo, com um nó na garganta.
E a velhinha continuou.
– Posso lhe pedir um favor? – perguntou.
– Sim. Se eu puder lhe ajudar…- balbuciou o homem.
– Você pode se despedir de mim dizendo, adeus, mamãe, nos vemos depois? Era assim que dizia meu filho querido! Ficarei muito feliz! – argumentou.
– Claro, senhora! Não há nenhum problema! – respondeu o comovida Teobaldo.
Segundos depois, a velhinha passou a caixa registradora, se voltou sorrindo e, agitando sua mão, disse:
– Adeus, filho!
Cheio de amor e ternura, o Téo não perdeu tempo.
– Adeus, mamãe! Nos vemos depois? – emendou o homem.
Feliz e satisfeito com o pouco de alegria dado à velhinha, o Téo passou as compras e foi surpreendido com a intimação da funcionária do supermercado.
– R$ 554,00!-  cobrou a caixa.
– Você enlouqueceu? Dois sabonetes e duas pilhas? – argumentou o Teobaldo.
– Mas as compras da sua mãe…!Ela disse que você pagaria!

Função

Fazia tempo que não acontecia.
Apesar de não ter sido brilhante, o argentino Bolatti, depois de um longo e tenebroso inverno, fez uma bela atuação contra o Avaí, justificando sua permanência em campo até o final, apesar de ter sido premiado com um cartão amarelo ainda no primeiro tempo.
Ao contrário de muitas outras aparições, desta vez o volante recebeu determinações expressas de proteger a zaga, raramente arredou pé do lugar e facilitou muito a vida dos zagueiros e do goleiro Muriel.

Bookmark and Share

Alívio

11 de julho de 2011 25

Melhorou a situação.
Após um primeiro tempo fraquinho, quando correu riscos de sair atrás no marcador, o Grêmio voltou melhorado na segunda etapa, tomou conta do jogo, marcou dois gols, perdeu outras chances, derrotou o Coritiba, chegou aos 11 pontos e se afastou da perigosa zona que ocupava na tabela no começo da rodada.
Um resultado importante e obrigatório, com o dedo do técnico Julinho Camargo, que alterou o time, arrumou a casa no intervalo, e agora terá mais uma semana livre para trabalhar na busca do equilíbrio que ainda está em falta, para buscar mais três indispensáveis pontos contra o Figueirense e tentar decolar na competição.

Decepção

Foi uma decepção.
Escalado para não perder, o Inter marcou muito, teve mais posse de bola, mas não conseguiu jogar do meio para a frente e acabou derrotado, em duas bolas paradas, pelo Vasco, num jogo em que até dava para faturar mais três pontos e encostar de vez na ponta de cima da tabela.
Com o tropeço em São Januário, o time do técnico Falcão terminou a rodada fora do G4, mais longe do sonho do título, com a necessidade de recuperação contra o Corinthians, fora de casa – uma tarefa das mais complicadas e que vai exigir, sem exagero, um futebol muito melhor que o apresentado no sábado.

Estreia

Deu tudo errado.
Lanterna e dono do pior ataque, na estreia do técnico Renato Portaluppi, o Atlético-PR correu, brigou, criou chances, acertou a trave, correu riscos, empatou com o desesperado Avaí, dentro da Arena, e escancarou de vez que precisa melhorar muito, mais muito mesmo, para não terminar a temporada com a dor do rebaixamento.
Pelo que se viu, o novo chefe do vestiário do Furacão, que agora vai ter uma semana inteirinha para botar a mão na massa, pode se preparar para encarar uma encrenca nada pequena, bem maior do que aquela que teve pela frente quando chegou no Olímpico e conseguiu transformar o limão numa saborosa limonada.

Sofrível

Aconteceu de novo.
Quando se esperava mais, a Seleção jogou a mesma bolinha sem sal, comeu o pão que o diabo amassou para empatar com o Paraguai e mostrou que, apesar de bons jogadores, não tem time qualificado nem organizado, capaz de deixar o torcedor com o sorriso nos lábios.
Diante dos dois primeiros resultados fracos, das atuações ruins, a turma do técnico Mano Menezes tem a obrigação de fazer o serviço no Equador para garantir vaga na próxima fase da Copa América e evitar um grande fracasso.

Incrível

É de causar inveja.
Parece que a arbitragem deu uma mão, mas o fato é que o Corinthians derrotou o Atlético-GO, fora de casa, chegou aos 22 pontos com um jogo a menos do que a maioria a atingiu o incrível aproveitamento de 91,6%.
Claro que muita água ainda vai rolar por baixo da ponte, e que o Timão virou inimigo de tudo e de todos, mas este início do time do técnico Tite deixa a certeza de que a vida dos rivais fica muito complicada a cada rodada.

Perguntinha

Quem vai derrubar o Flamengo?

Bookmark and Share

Fracasso

30 de junho de 2011 21

O que estava ruim continuou ruim.
No Olímpico, contra o lanterna, cheio de cascudos no time, o Grêmio foi o mesmo de outros jogos: empatou com o Avaí, deixou o torcedor de cabeloem pé e aumentou a crise, que só vai acabar com uma vitória, que ainda não veio.
O péssimo resultado, que valeu vaias, deixou o técnico Renato Portaluppi, até então intocável, em situação delicada, na obrigação de transformar o limão em limonada no próximo confronto, contra o Cruzeiro, fora de casa, para não ficar na mira do canhão.

Desafio

É jogo para subir na tabela.
Logo mais, em Sete Lagoas, o Inter, com o moral em alta pela goleada sobre o Figueirense, pela melhor atuação no Brasileirão, enfrenta o Atlético-MG, que começou bem mas caiu de produção, num jogo em que tem todas as chances de fazer três pontos e mostrar que pode sonhar alto.
Claro que a parada é complicada, mas chegou a hora de o time do técnico Falcão comprovar que é capaz de encarar desafios importantes, e mostrar a todos que tem bala na agulha para fazer parte da lista de favoritos ao caneco.

Proposta

Mudou o favorito.
Após eleger o desempregado Cuca como principal candidato ao lugar do demitido Adilson Batista, a direção do Atlético-PR parou, pensou e chegou no nome do uruguaio Diego Aguirre, que fez um belo trabalho no comando do Peñarol na última Libertadores.
Pelas informações de ontem, o ainda comandante do time uruguaio, que fatura US$ 30 mil a cada 30 dias para trabalhar em Montevidéu, adorou a proposta, prometeu uma resposta até amanhã e tudo indica que vai aceitar o desafio de tirar o Furacão da encrenca neste Brasileirão.

Surpresa

Poucos esperavam.
Ao contrário dos últimos anos quando começou bem, mas não conseguiu manter a qualidade, parece que a Portuguesa, desta vez, vai brigar por vaga na elite.
Com um time redondinho, a Lusa, comandada pelo técnico Jorginho, conquistou 17 pontos em oito jogos, lidera a tabela pelos critérios e tem o melhor futebol da Série B.

Blefe

Tem jeito de blefe.
No último coletivo visando a estreia contra a Venezuela, o técnico Mano Menezes escalou seu time com Robinho, Pato e Neymar no ataque e o resultado não foi nada animador.
Por gostar de times equilibrados, saber que o título é importante, é fácil adivinhar que Mano vai acabar optando por mais gente no meio-campo.

Perguntinha

O Oscar vai marcar na despedida?

Bookmark and Share