Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Botafogo"

Seca

12 de novembro de 2013 2

É de arrepiar os cabelos.

Na derrota para o Cruzeiro, o Grêmio atingiu duas marcas preocupantes. Elas expõem com clareza a queda na tabela de classificação e a preocupação de deixar escapar vaga na Libertadores. São sete jogos sem vencer, seis deles sem marcar gol.

Claro que o Tricolor segue com a faca e o queijo na mão. Depende dos próprios resultados, mas Renato terá que achar um jeito de fazer o seu time superar as dificuldades para não fechar o ano de mãos vazias.

Devedor

Ainda não foi desta vez.

Visto por muitos como solução do ataque, Scocco, escalado pela segunda vez seguida como titular, apareceu pouco enquanto esteve em campo no 2 a 1 sobre o Botafogo. Pareceu estar desconfortável no esquema que obriga o último atacante a se virar sozinho.

Se seguir atuando dessa forma, com os meias afastados, comerá o pão que o diabo amassou para deslanchar com a camisa vermelha e provar que não desaprendeu o o que fez na última Libertadores, quando chamou a atenção pelos gols.

Vitrine

Não muda o conceito.

Aconteça o que acontecer nestes últimos cinco jogos, o técnico Enderson Moreira também acabará a temporada em alta, na vitrine e na mira de muita gente. Tudo pelo bom trabalho que desempenhou no comando do Goiás, que fez bonito na Copa do Brasil e ainda luta por vaga na Libertadores.

Valorizado, agora reconhecido pelo grande público, não é de duvidar que o chefe do vestiário do time goiano, com ou sem vaga na competição internacional de 2014, seja seduzido por um contracheque mais polpudo. Algum clube do eixo Rio-São Paulo está de olho nele, que poderá mostrar ainda mais.

Condenado

Só um milagre.

Dono de 36 pontos, estacionado na frente da porta de saída do Z4, o Criciúma precisará fazer chover para cima nos últimos cinco jogos para escapar da tragédia e comemorar como se fosse título.

Para quem não sabe, o Tigre encara Atlético-PR (C), Coritiba (F), Vitória (C), São Paulo (C) e Botafogo (F), uma tabela cabeluda e que dificilmente renderá pontos para a salvação.

Foco

Ficou muito claro.

Verdade que o Atlético-PR está em alta, mas o São Paulo só foi goleado, domingo, porque está com a cabeça na Sul-Americana, que leva à Libertadores.

Livre da ameaça que carregou durante muitas rodadas, o time do técnico Muricy Ramalho transferiu o foco e tem muita chance de acabar o ano mais feliz do que muita gente envolvida no Brasileirão.

Perguntinha

O Fluminense salvará o Vasco?

Bookmark and Share

Férias

11 de novembro de 2013 9

Liquidado o assunto.

Após um primeiro tempo de pouca inspiração, o Inter foi melhor do que o Botafogo na segunda etapa, venceu por 2 a 1. Chegou aos 45 pontos e arquivou o temor de uma minoria sobre o rebaixamento e vai para os últimos cinco jogos mais em férias do que já estava.

Agora, chegou a hora do presidente Giovanni Luigi arregaçar as mangas e se atirar de corpo e alma no planejamento para 2014. O trabalho vai exigir mudanças dentro e fora de campo, tudo para o Colorado tentar entrar nos eixos e deixar de ser apenas participante nas principais competições.

Lógica

Deu a lógica.

Num Mineirão lotado, o Grêmio, outra vez escalado para não perder, repetiu suas atuações mais recentes. Passou mais um jogo sem marcar gol, levou 3 a 0 do Cruzeiro e continuou na terceira posição. Só que, agora, passou a correr o risco de perder a vaga na Libertadores.

Sem vitória faz tempo, com um preocupante jejum ofensivo, o time de Renato tem mais cinco jogos a cumprir, três deles na Arena, ao lado do seu povo. Vai precisar corrigir os defeitos e tentar terminar 2013 entre aqueles que vão disputar a competição internacional.

Campeão

Acabou o brinquedo.

Mesmo que não tenha tido o prazer da volta olímpica, da comemoração do título, ontem, com a goleada sobre o Grêmio, o Cruzeiro, dono de 71 pontos, 22 vitórias, 40 gols de saldo, já pode contratar os músicos, escolher o traje, para festejar, após intermináveis dez anos, a conquista do caneco do Brasileirão.

A situação da Raposa, que derrotou todos os seus adversários na competição, é tão tranquila, tão garantida, que nos últimos cinco jogos nem precisa vencer para atingir o objetivo, bastando que o Atlético-PR, vice-líder, único ainda com chance matemática, não consiga vencer todos os compromissos que restam.

Gasolina

Mesmo cansado pelo envolvimento em duas competições, o Atlético-PR não tomou conhecimento do São Paulo, goleou. Atingiu 58 pontos, respirou mais aliviado no segundo lugar e mostrou que segue com o tanque cheio.

Claro que ainda falta muita coisa, que o futebol está muito igual, mas pelo momento, pelo moral, parece que o Furacão não vai entregar a vaga direta na Libertadores, para surpresa geral da nação.

Páreo

Fora de casa, contra uma ameaçada Ponte Preta, o Vitória jogou como gente grande, venceu sem muito esforço, chegou aos 51 pontos e virou candidato a uma vaga no G4.

Até as paredes sabem que a tarefa não é nada fácil, mas é bom a turma da frente abrir o olho, se não quiser ser surpreendida nesta reta final, em que qualquer detalhe pode decidir tudo.

Perguntinha: Quando o Grêmio vai fazer gol?

Bookmark and Share

Jogão

05 de outubro de 2013 4

Vale mais do que parece.

Neste sábado, no Maracanã, o vice-líder Grêmio, animado, com gordura, enfrenta o Botafogo, terceiro na tabela, num jogo que vai definir quem segue na esperança de alcançar o provável campeão Cruzeiro e quem coloca uma mão, mais quatro dedos, na vaga direta para a Libertadores.

Mesmo longe de casa, contra um adversário que vai arriscar tudo para reagir na competição, o time de Renato Portaluppi tem capacidade para fazer um grande jogo, buscar um bom resultado e dar um passo quase definitivo atrás do prêmio que está ao seu alcance.

O jacaré…

Um velho senhor tinha um bonito lago na sua enorme propriedade. Depois de algum tempo sem ir ao local, decidiu, naquele dia, dar uma olhada geral para ver se estava tudo em ordem.

Pegou um balde, para colher frutas das árvores localizadas pelo caminho e, ao se aproximar do lago, ouviu vozes femininas, animadas e divertidas. De longe, botou os olhos na água e viu um grupo de jovens mulheres tomando banho, completamente nuas…

Se aproximou do grupo, foi notado e todas elas fugiram para a parte mais funda do lago. Na maior calma do mundo, o proprietário do local seguiu na beira do lago, olhar fixo nas mulheres e ouviu o grito de uma delas.

- Não sairemos daqui enquanto o senhor não abandonar o local! – anunciou.

Experiente, acostumado a lidar com o público mais jovem, o velho resolveu liquidar a questão.

- Calma, meninas! Eu não vim aqui para vê-las nadando ou saindo nuas do lago! – comunicou.

A oradora da turma, cada vez mais nervosa, não se conteve.

- Então o que o senhor está fazendo aqui? – questionou.

- Eu só vim dar comida para o jacaré…

Reação

É proibido adiar.

Neste domingo, na volta ao Centenário, o Inter, que demitiu Dunga e a comissão técnica, sem confiança, longe do melhor futebol, encara o Fluminense, em fase de recuperação, com a inadiável obrigação dos três pontos para voltar a respirar melhor.

Pelo que se viu ultimamente, um jogo dos mais complicados para a turma do interino Clemer, daqueles que vai exigir concentração, superação dos jogadores, de empurrão dos habitantes das arquibancadas, tudo para o Colorado acabar com o jejum e subir degraus na tabela.

Bookmark and Share

Proeza

20 de setembro de 2013 14

Justo quando tinha a chance de grudar no G4, o Inter jogou bola de salário atrasado, bateu cabeça do meio para trás, errou muito do meio para a frente e perdeu para a ruindade do Bahia, de novo. Terminou a rodada mais longe do objetivo que resta.

Foi a quarta derrota na competição, a mais merecida de todas, que mostrou com clareza que o time é dependente de D’Alessandro, não tem a qualidade que muitos pensam e terá que fazer campanha de luxo, até o final, se quiser começar 2014 na Libertadores.

Preocupa

É hora de achar a causa.

Nos dois últimos jogos, contra Atlético-MG e Santos, dentro da Arena, o Grêmio produziu muito pouco, somou apenas um dos seis pontos, ficou mais longe do topo da tabela e tudo isso passa diretamente pelas atuações preocupantes do qualificado Zé Roberto.

O ex-capitão gremista, que muitas vezes fez a diferença com passes açucarados e gols, apareceu muito pouco neste seu retorno ao time, o que serve para explicar, em parte, as dificuldades do time do técnico Renato Portaluppi diante do Galo e do Peixe.

Foco

Só resta mudar o foco.

Atrapalhado, muito longe daquele time que era visto como favorito no início do Brasileirão, o Corinthians deu mole, de novo, perdeu para a ameaçada Ponte Preta, deu adeus ao sonho de alcançar os primeiros da tabela e ficou mais complicado do que já estava até para arrumar uma vaga entre os integrantes do G4.

Pela queda assustadora de produção e pela bola que não está assustando quase ninguém, é bem fácil adivinhar que o técnico Tite, visivelmente abalado pela pressão que nunca imaginou viver, vai baixar a biblioteca nestes próximos dias atrás de uma melhora e focar a única chance de salvar o ano: o título da Copa do Brasil.

Pênalti

Verdade que o Cruzeiro está jogando uma bola redonda, que é o favorito ao título, mas a goleada sobre o Botafogo só aconteceu por um importante detalhe: o pênalti desperdiçado pelo talentoso Seedorf.

Aquele erro, numa hora em que o visitante era melhor, mudou o rumo da partida e deixou a Raposa, com muitos méritos, ainda mais perto do cobiçado caneco do Brasileirão.

Livre

Com suor, quase com lágrimas, o São Paulo derrotou o Atlético-MG, se afastou um pouco mais da pior parte da tabela e deixou claro que vai passar longe da tragédia.

Se seguir assim, o time do técnico Muricy Ramalho vai se livrar da bronca em breve e poderá começar a se dedicar a busca da vaga para a Libertadores de 2014, através da Sul-Americana.

Bookmark and Share

Cozinha

16 de julho de 2013 10

Foi preocupante.

No 2 a 1 sobre o Botafogo, a defesa do Grêmio bateu cabeça algumas vezes, permitiu chances claras e escapou de críticas contundentes graças ao bom trabalho de Dida e dos três pontos.

Com mais calma, depois de analisar as duas primeiras atuações do Tricolor sob o seu comando, tudo indica que o técnico Renato Portaluppi vai ajustar a cozinha e pedir pressa aos dirigentes na contratação de um zagueiro cascudo capaz de melhorar o setor.

Martelo

Só falta bater o martelo.

Pelo que se sabe, o Inter apresentou proposta, o argentino Saviola gostou e, se não acontecer nenhum inesperado desvio de rota, nas próximas horas ele será anunciado.

Com essa quase definida negociação, fica descartada qualquer chance de acerto com Júlio Baptista, que voltou aos planos nos últimos dias, mas seguiu com a pedida de R$ 1 milhão mensais, inviável para os cofres do clube gaúcho e para qualquer outro brasileiro.

Vaias

Apareceu a cobrança.

Depois da muito boa atuação contra o Bahia, quando marcou dois gols, produziu belas jogadas e fez a diferença, o atacante Alexandre Pato jogou coisa nenhuma na derrota para o desfalcado Atlético-MG, foi substituído e saiu de campo muito vaiado pela exigente torcida do Corinthians.

Se continuar do jeito que está, com uma partida muito boa e quatro ou cinco muito abaixo do esperado, o jogador contratado por R$ 40 milhões perderá a chance de conquistar a camisa titular do Timão e, com certeza, arquivar qualquer sonho de estar entre os relacionados para a Copa de 2014.

Bronca

Nem poderia ser diferente.

Goleador da Ponte Preta, 19 gols em 2013, o atacante William perdeu dois pênaltis no 0 a 0 com o Bahia e levou merecida bronca de Carpegiani.

Mesmo que não tenha admitido publicamente, é fácil deduzir que o camisa 9 da Macaca, desde sábado, na hora da penalidade, ficará bem longe da bola.

Elite

Estava mais do que na hora.

Fora de casa, em gramado impraticável, o Brasil-Pe correu, lutou e garantiu o empate com o Aimoré. Valeu o título de campeão do returno da Segundona e a volta à elite do futebol gaúcho.

Agora, o Xavante lutará pela taça contra o São Paulo-RG, que também está de volta.

Perguntinha: O Inter terá oito reservas amanhã?

Bookmark and Share

Reforço

12 de julho de 2013 11

É um baita reforço. Contra o Botafogo, domingo, na Arena, o Grêmio terá a volta de Elano, dono de bola redonda e capaz de fazer a diferença. Ele parecia pouco feliz com aquele negócio de jogar numa e sobrar na outra, como acontecia nos últimos tempos de reinado de Vanderlei Luxemburgo.

Com o retorno confirmado por Renato, Elano entrará voando, motivado. O que significa enorme acréscimo para quem não tem o direito de desperdiçar os três pontos se quiser entrar na briga por prêmio no Brasileirão.

Avenida

Deu para ficar preocupado.

Verdade que a maioria produziu abaixo do que pode no 3 a 1 sobre o América-MG, no Centenário. Mas ninguém jogou tão pouco como o lateral Gabriel. Defendeu mal, atacou mal e proporcionou generosos espaços no seu setor. O que quase complicou o time.

Talvez a razão seja a razoável parada nas últimas semanas, quando precisou tratar de lesão e perdeu ritmo. Gabriel não produziu nem parecido com o que vinha mostrando desde a chegada ao Beira-Rio.

Promissória

Valeu muito a pena.

Até as paredes sabem que o sucesso do Atlético-MG na briga pela Libertadores passa pelo talento de Ronaldinho, pelos gols de Jô, pela habilidade de Bernard, pela imposição de Rever e pelas ideias do técnico Cuca. Mas nada disso teria acontecido não fosse a brilhante participação do goleiro Victor nesta reta final.

O homem escolhido a dedo pelo presidente Alexandre Kalil para atuar defender o gol do Galo foi o herói na decisão contra o Tijuana, teve atuação de gala no primeiro jogo contra o Newell’s e, para quitar a promissória, pegou o pênalti que colocou o time na final, quase com a mão no caneco.

Martelo

Mesmo antes da derrota para o Bahia, na quarta-feira, o São Paulo bateu o martelo com o técnico Paulo Autuori, antigo sonho de consumo para dirigir o time no Brasileirão.

Campeão mundial pelo clube, em 2005, o novo chefe chega com o aval dos jogadores, da torcida e tem tudo para fazer, finalmente, aparecer o bom futebol do time.

Milagroso

Com um grupo apenas razoável nas mãos, Cristóvão Borges está fazendo chover para cima no Bahia: conquistou 11 pontos em sete jogos e dá sinais de que vai ficar longe do rebaixamento.

Aconteça o que acontecer daqui para a frente, o comandante provou que entende do riscado e, com certeza, será visto como opção dos grandes clubes.

Perguntinha: Qual estrangeiro sobrará no Grêmio?

Bookmark and Share

Competência

03 de junho de 2013 28

Faltou competência. Com uma atuação horrorosa dos seus volantes no primeiro tempo, o Inter fez a sua pior atuação na temporada, perdeu para o Bahia, despencou na tabela e comprovou que necessita, com urgência, de reforços, se quiser sonhar com dias melhores.

Essa derrota, causada muito mais pela falta de competência, deixa o time de Dunga, mesmo sem o ataque titular nos próximos dois jogos, na obrigação de pontuar fora de casa, o que é possível, mas muito complicado em razão das carências que seguem sem solução.

Ambição

O cavalo passou encilhado.

Como há muito não acontecia, o Grêmio encarou um Santos atordoado pelas saídas de Neymar e de Muricy Ramalho, uma Vila Belmiro mais preocupada em cobrar a direção do que apoiar o time e deu chance para o azar, num jogo em que saiu na frente mas deixou escapar dois pontos.

Claro que o empate não é ruim, mas a verdade é que o time de Vanderlei Luxemburgo largou bem no jogo, mas ainda no primeiro tempo perdeu a ambição, recuou, começou a correr riscos e acabou sendo vitimado por um pênalti contestado.

Identidade

Apareceu o goleador.

Melhor adaptado, Marcelo Moreno, rejeitado no Grêmio, recebido com foguetes no Ninho do Urubu, fez o seu primeiro gol com a camisa do Flamengo, no muito comemorado empate em 2 a 2 contra o Atlético-PR, fora de casa, num jogo em que o Mengão saiu perdendo de 2 a 0 e deu pinta de que não conseguiria reagir.

Bem colocado, numa prova de que conhece bem a área, o boliviano fez o primeiro dos cariocas, vibrou muito, ganhou elogios do técnico Jorginho, da direção e começou a ser visto pela enorme nação rubro-negra como a provável solução no comando do ataque.

Redondinho

Mesmo sem repetir o bom futebol do Carioca, o Botafogo lidou bem com as dificuldades, derrotou o Cruzeiro, chegou aos sete pontos e confirmou que está com um time redondinho.

Só Deus sabe até onde vai aguentar o fôlego do Fogão, mas no momento não é nenhum exagero dizer que o time do técnico Osvaldo de Oliveira é um dos melhores da competição.

Bolinha

Contra uma Inglaterra mais preocupada em fazer turismo, o Brasil apenas empatou em 2 a 2, mostrou a mesma bolinha de sempre e deixou a torcida mais preocupada do que já estava.

Sem coelho para tirar da cartola, Felipão vai depender de milagres para fazer o seu time dar uma boa resposta na Copa das Confederações.

Perguntinha

Quando o Dida vai pegar um pênalti?

Bookmark and Share

Problemão

07 de maio de 2013 10

Faz parte do futebol. Pelas notícias de domingo, ainda no Centenário, Leandro Damião, vitimado por uma lesão muscular, vai passar os próximos 15 dias, no mínimo, longe dos treinos e está barrado da decisão contra o Santa Cruz, dia 15, pela Copa do Brasil.

Com a ausência do camisa 9, quem pode ganhar uma chance é Rafael Moura, homem de área, que terá alguns dias para mostrar a Dunga que tem bala na agulha para fazer o torcedor colorado sentir menos saudades do titular.

Adaptação

É um bom remédio.

Consciente de que terá uma encrenca pela frente, que vai precisar correr do aquecimento até o apito final, o Grêmio faz certo ao antecipar a viagem para a Bogotá, visando adaptação à altitude, com todos os detalhes que podem ajudar contra o Santa Fe.

Só Deus sabe como vai terminar essa decisão do time de Vanderlei Luxemburgo contra o rival colombiano, mas, se depender das providências, dá para se dizer que o Tricolor está no caminho certo.

Valorizado

Merece elogios.

Após o fracasso no turno, o técnico Lisca acertou a mão, classificou o Juventude até a grande final da Taça Farroupilha e deu outra prova de que conhece o ofício na decisão contra o Inter, quando botou o seu time inteiro para marcar e proibiu o favorito de criar chances claras de finalizações.

Mesmo envolvido no projeto do clube da Serra, que sonha em conseguir a vaga para a Terceirona, não é de duvidar que, pelo belo trabalho realizado no Gauchão, o chefe do vestiário do Alfredo Jaconi passe a ser observado como excelente opção para os disputantes da Segundona.

Justiça

Recheado de cascudos, ajustado, sob a batuta do qualificado Seedorf, o Botafogo não deu chance ao azar: derrotou o Fluminense na final da Taça Rio e faturou o título do Carioca.

Verdade que o Fogão está longe de ser um timaço, mas, com alguns reforços pontuais, o time do técnico Osvaldo de Oliveira tem chance de fazer um bom Brasileirão e, talvez, lutar por prêmio.

Aberto

Quem viu as duas semifinais do Paulistão, com vitórias de Santos e Corinthians, nas penalidades, vai concordar que o título não tem favorito.

Como acontece com a maioria dos clubes brasileiros, os dois finalistas estão jogando pouco, na dependência de uma bola parada, de um erro do adversário, que deixa em aberta a decisão.

Perguntinha

Quem vai levar o campeonato mineiro?

*** Tá com dúvida? Precisa de respostas? Envie a sua Pergunta Para o Guerrinha por comentários ou e-mail online@diariogaucho.com.br . Ele responde sobre Inter, Grêmio e dá até conselhos amorosos!

Bookmark and Share

Pertinho

29 de abril de 2013 23

Foi parto sem dor.

Com muito mais qualidade, um primeiro tempo muito bom, quando não deu a mínima chance para o Veranópolis, abriu o marcador com Willians, o Inter atingiu o objetivo, carimbou a vaga na final da Taça Farroupilha e ficou a 90 minutos do caneco do Gauchão.

Antes de decidir com o Juventude, em um ou três jogos, o time de Dunga, que teve uma atuação de luxo do autor do gol, vai para Recife, encarar o Santa Cruz, seu segundo obstáculo na Copa do Brasil, quando não terá o talentoso D’Alessandro mas tem chance de fazer bonito.

Eliminação

O sonho foi para o ralo.

Lento, sem criação, na dependência das individualidades, o Grêmio repetiu a maioria das atuações na temporada, empatou em 1 a 1 com o Juventude, acabou derrotado nos pênaltis, deu adeus ao Gauchão e agora ficou com uma obrigação ainda maior na Libertadores.

Após mais um fracasso, que ao invés de ser visto como outro desempenho capenga rendeu veementes críticas à arbitragem, o time de Luxemburgo tem só uma saída se quiser apagar o início de incêndio: fazer resultado contra o Santa Fe.

Euforia

Valeu a espiadinha.

Quatro dias após assistir ao assustador empate conta o São Luiz, na Arena, o técnico Lisca armou um Juventude para a decisão contra o Grêmio de forma correta, com muita marcação, cuidados redobrados no engenheiro Zé Roberto e muito pouco espaço para os atacantes Vargas e Barcos.

Pela maneira correta como planejou a decisão, pela classificação para a final do returno, é fácil entender toda a euforia do comandante do time caxiense, que terminou a decisão de sábado na parte mais alta da tela, com um sorriso estampado no rosto e convicto de que, a partir de agora, tudo o que vier é lucro.

Sofrimento

Mesmo com um time superior, o Santos passou dificuldades contra o Palmeiras, empatou no tempo normal, e só garantiu o direito de seguir adiante no Paulista nas penalidades.

Mais uma vez ficou provado que os clubes brasileiros são muito parecidos, que ninguém joga muito mais, e que a maior diferença, nos dias atuais, está apenas na folha de pagamento.

Redondinho

Concentrado, com o moral nas nuvens, o Botafogo atropelou o Resende e mostrou que não vai ser fácil entregar o ouro no Carioca.

Claro que o mérito é de quem entra no campo, decide jogos, mas vale lembrar que a direção do Fogão acertou na mosca ao manter o técnico Osvaldo de Oliveira, que para muitos deveria ter sido mandado embora faz tempo.

Perguntinha

O Grêmio sabe por que está jogando pouco?

Bookmark and Share

Suspense

16 de abril de 2013 6

Vai dar pano para manga.

Após a fraca atuação e o empate sem gols contra o Novo Hamburgo, Vanderlei Luxemburgo deixou claro que usará três volantes, quinta-feira, contra o Huachipato e avisou que Vargas formará o ataque com Barcos.

No domingo, houve certa dúvida em relação a Vargas, o que pegou a maioria de surpresa. Principalmente pelo fato de o comandante gremista cogitar de abrir mão da velocidade em troca de um jogador mais centralizado, de choque.

Coletivo

Falou alto o coletivo.

Quem viu o 4 a 1 do Inter sobre o Juventude, domingo, em Lajeado, ficou satisfeito com a solidariedade existente entre os atacantes Forlán e Leandro Damião, que marcaram gols, trabalharam juntos em todas as jogadas ofensivas, apesar da disputa para ser goleador do Gauchão.

Claro que os dois foram muito bem municiados por Fred e D’Alessandro. Mas a grande verdade é que, pelo menos até agora, os dois atacantes estão muito mais interessados no sucesso do grupo.

Favorito

Pintou o favorito.

Claro que o futebol está muito igual, que as surpresas acontecem muito seguidamente. Mas ninguém, até o momento, está jogando mais no Cariocão do que o Botafogo, que já faturou a Taça Guanabara, está nas finais da Taça Rio e muito perto de dar a volta olímpica.

O belo momento do Fogão tem muito a ver com a convicção da direção, que não aceitou a pressão de boa parte da torcida, renovou o contrato do técnico Oswaldo de Oliveira e, acima de tudo, usou quase toda a grana disponível para trazer o qualificado Seedorf, que tem feito a diferença em quase todos os jogos.

Incrível

Mais sorte do que juízo.

Em sete jogos da Taça Farroupilha, o São José perdeu quatro, empatou três, não marcou gol, fechou a classificação geral com 17 pontos e só escapou da queda pelo desempenho no turno.

Depois do susto, a direção tratará de armar um grupo mais competitivo em 2014 para não mandar seus torcedores ao encontro dos cardiologistas.

Tarde

Pena que foi tarde.

Nas últimas três rodadas, quando não dependia mais só de si, o Santa Cruz entrou nos trilhos, somou nove pontos, marcou dez gols e sofreu só dois. Mas não escapou de degola.

Mais do que nunca, chegou a hora de a direção do Galo achar o furo da bala, corrigir a rota, começar a pensar em 2014.

Perguntinha

O Moreno continuará no Grêmio?

*** Já enviou tua pergunta para o Guerrinha? Mande pelos comentários que ele pode te responder! Vale pedir conselho amoroso, fazer questões sobre Grêmio e Inter e até dicas de filmes!

Bookmark and Share