Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Dunga"

Pergunta para o Guerrinha: "Grêmio pode derrubar Celso Roth"

22 de julho de 2014 6

Guerrinha comenta com Amanda Munhoz como deverá ser a atuação de Dunga como treinador da Seleção Brasileira novamente e fala sobre as últimas da Dupla. Imperdível!

Bookmark and Share

Pergunta para o Guerrinha: "Mesmo com campanha de rebaixado, Inter não vai cair"

22 de novembro de 2013 9


Comentarista Adroaldo Guerra Filho e repórter Amanda Munhoz comentam o possível rebaixamento de Internacional, os cálculos da campanha e os erros cometidos pela equipe colorada. Ainda, Grêmio só depende dele mesmo para garantir o G2 no Campeonato Brasileiro.

Assista a propaganda de Dunga comentada no vídeo!

Bookmark and Share

Participe do "Pergunta Para o Guerrinha" e acabe com as dúvidas sobre o mundo do futebol!

03 de outubro de 2013 9

Arte Alexandre Oliveira / Diário Gaúcho
Na próxima semana tem mais uma edição do “Pergunta Para o Guerrinha”! Envie aquela dúvida inquietante sobre futebol ou faça como o técnico Dunga e mande perguntar para o homem que tudo sabe e tudo vê: Adroaldo Guerra Filho.

Basta deixar sua pergunta no comentário do post. A resposta pode vir no próximo vídeo!

Fique esperto!

Bookmark and Share

Remédio

17 de setembro de 2013 5

Segue o baile. Verdade que não é nada fácil, mas, a partir de hoje, a melhor coisa que o Grêmio pode fazer é esquecer o Atlético-MG, focar o Santos como se fosse uma decisão, e colocar na cabeça que o único remédio para acalmar a dor é uma vitória, amanhã, na Arena.

Nove pontos atrás do líder Cruzeiro, cinco do vice Botafogo, a turma do técnico Renato Portaluppi precisa descobrir, antes de a bola rolar contra o Peixe, que o mundo não acabou, que nada está perdido e que o primeiro passo para a reação é pular a página de domingo passado.

Proteção

Deu muito certo.

Sem deixar vestígios, Dunga trocou a dupla de volantes, escalou Alex para dividir as funções de armação com o talentoso D’Alessandro, botou na cabeça que todos deveriam marcar mais do que costumam fazer e o Inter não correu nenhum risco contra o Criciúma.

Pela vitória, pela melhor proteção que os zagueiros tiveram, é fácil imaginar que o comandante do vestiário no Beira-Rio vai repetir o time contra o Bahia, num jogo em que o adversário promete atacar e pode ficar vulnerável do meio para trás.

Pescoço

É uma baita injustiça.

Sem vitória nos últimos quatro jogos – Inter, Náutico, Botafogo e Goiás -, o Corinthians ficou mais longe do G4, sepultou as chances de brigar pelo caneco do Brasileirão, provocou revolta das arquibancadas no último domingo e deixou o técnico Tite com a corda mais apertada no pescoço.

Profissional de mão cheia, um dos principais responsáveis pelos muitos títulos obtidos pelo Timão nestes últimos anos, o chefe do vestiário não esconde que está incomodado com a pressão, com a falta de paciência de boa parte da torcida e já sentiu que pode pagar uma conta que não é só sua.

Gasolina

Após um belo início, quando liderou a tabela e andou sempre dentro ou perto do G4, o Coritiba caiu de produção e nos últimos jogos deixou a impressão de que ficou sem gasolina.

Claro que dá tempo de reagir, de brigar por vaga na Libertadores, mas isso só vai acontecer se o Coxa reencontrar o seu melhor futebol, que desapareceu desde a vitória contra o Grêmio, na Arena.

Recaída

Depois de dar a impressão de que não corria riscos, o Vasco teve uma recaída, fechou a rodada dentro da zona da morte e virou, de novo, candidato forte ao rebaixamento.

Cheio de dificuldades financeiras, o time do técnico Dorival Júnior vai para os últimos 17 jogos atrás de 21 pontos, tarefa nada fácil para quem tem um grupo com muita vontade, mas de pouca qualidade.

Perguntinha

Até onde vai durar o gás do Botafogo?

Bookmark and Share

Envie sua dúvida para o Pergunta para o Guerrinha desta semana

28 de agosto de 2013 6

Ainda nesta semana, gravaremos a próxima edição do quadro Pergunta para o Guerrinha. Faça como o Dunga e mande sua dúvida para o genial comentarista. Qualquer assunto!

Se você quiser, pode enviar sua pergunta em vídeo! Basta preencher os dados e encaminhar o arquivo aqui!

Bookmark and Share

Pergunta para o Guerrinha: "O Dunga está fazendo um trabalho exemplar"

09 de agosto de 2013 12

Você também acha que o Guerrinha gosta demais do Dunga, como escreveu um leitor no Facebook do Diário Gaúcho?

Pois então, agora é a hora de saber o que o próprio comentarista tem a dizer sobre isso:

“Dos últimos treinadores do Inter, o Dunga foi aquele que mais tirou suco da laranja”, admite Guerrinha.

Assista ao programa na íntegra, com a participação da jornalista Amanda Munhoz nesta semana. O colega Leonardo Oliveira está aguardando o nascimento do seu primogênito Tiago.


Bookmark and Share

Equilíbrio

03 de agosto de 2013 4

Tudo pode acontecer. Neste domingo, pela primeira vez na Arena, acontece mais um Gre-Nal, o clássico de maior rivalidade do futebol brasileiro, que se decide no detalhe, na maior vontade de um dos participantes e que, mais uma vez, se apresenta equilibrado pelos recentes acontecimentos.

Derrotados na última rodada, atrasados na tabela, Grêmio e Inter prometem um espetáculo de muita marcação, de atenção redobrada, num jogo que vai ter presença de duas torcidas, que não decide título, mas tem tudo para mostrar quem pode sonhar mais alto.

A sogra…

Quase no final do verão, Alencar chegou em casa e recebeu uma intimação da Magda, sua mulher:

- Neste final de semana você vai me levar para a praia!

O maridão, que sempre preferia curtir o pouco movimento da cidade, sentiu que não tinha saída:

- Tudo bem! Sexta-feira, após o trabalho, passo em casa, pego você e as crianças e vamos embora!

- Eu, as crianças e a minha mãe! – retrucou Magda.

Conforme o combinado, no final da tarde, Alencar encostou seu carro na frente da casa, ajudou a encher o bagageiro e pegou a estrada. Alguns quilômetros depois, foi abordado por um policial rodoviário.

- Seus documentos, por favor! O senhor estava a 130km/h, e a velocidade máxima nesta estrada é de 100km/h – comunicou o patrulheiro.

- Não, seu guarda, eu estava a 100km/h, com certeza! – respondeu Alencar.

Na mesma hora, a dona Celeste não perdeu a chance:

- Ah, Alencar, que é isso? Você estava a 130km/h ou mais!

Após um rápido silêncio, o policial prossegue:

- E sua lanterna direita não está funcionando!

- Minha lanterna? Nem sabia disso! Deve ter pifado na estrada!

Dona Celeste insistiu:

- Ah, Alencar, que mentira! Você vem falando há semanas que precisa consertar a lanterna!

Em seguida, o policial faz outra constatação:

- E o senhor está sem o cinto de segurança!

- Mas eu estava com ele. Eu só tirei para pegar os documentos!

- Ah, Alencar, deixa disso! Você nunca usa o cinto! – retruca a sogra.

Sem pestanejar, o genro reage na hora:

- Cala essa boca!

Assustado, o policial se inclina, encara a sogra do motorista e manda bala:

- Ele sempre grita assim com a senhora?

- Não, seu guarda! Só quando ele bebe!!!

Paz

Chega de confusões.

O Gre-Nal deste domingo, que por muito pouco não ficou como jogo de torcida única, é a grande chance de se colocar um ponto final nas confusões, em troca de um espetáculo bonito nas arquibancadas, que tempos atrás ganhou merecidos espaços Brasil afora.

Claro que a rivalidade não pode morrer, que a flauta faz parte do show, mas é bom que o estádio todo tenha um comportamento digno e que possamos na segunda-feira dizer que, finalmente, voltamos a viver a paz no confronto que mais mexe com a paixão dos gaúchos.

Bookmark and Share

Insistência

22 de julho de 2013 10

Valeu a insistência.
Após um primeiro tempo de muita marcação, o Inter dominou o Flamengo na etapa final, criou as melhores chances e, nos acréscimos, conseguiu o gol que deu a vitória, os três pontos e ficou a um ponto da ponta da tabela.
Tudo pela bela atuação coletiva, pelo trabalho qualificado de Paulo Paixão, que fez a diferença na reta final do jogo e, acima de tudo, pela leitura perfeita de Dunga, que fez os ajustes para o time não levar gol, mexeu muito bem e contou com um detalhe que só os bons carregam: a sorte.

Bobeira

Deu tudo errado.
Num jogo em que tinha a necessidade de pontuar, o Grêmio ficou com dez no primeiro tempo, saiu atrás, buscou o empate, ficou com nove na etapa final, levou pressão, o segundo gol, tentou reagir, mas perdeu para o Criciúma e voltou para casa lastimando que tudo poderia ter sido melhor.
Apesar de perder pontos, que podem fazer falta, o time de Renato Portaluppi correu, lutou, não desistiu mesmo com dois a menos, mas ainda precisa achar um jeito de jogar mais, única chance de voltar a sonhar com prêmio no Brasileirão.

Chapa

Ficou muito pior.
Pressionado pelo fracasso na Recopa, pela falta de resultados, o São Paulo jogou coisa nenhuma, levou um sonoro
3 a 0 do Cruzeiro, dentro do Morumbi, e, definitivamente, acabou com a paciência do seu povo, que não estava nada acostumado com tantos resultados ruins.
Sem o gosto da vitória desde a segunda rodada, próximo da zona da desgraça, o ambiente no Morumbi ficou insustentável, com protesto após a goleada, muita bronca para cima do presidente Juvenal Juvêncio e um vestiário que, pelas manifestações dos últimos dias, mesmo com a chegada de Paulo Autuori, está virado num sonrisal.

Teimosia

Fora de casa, o Coritiba esteve duas vezes atrás, sofreu pressão, mas buscou o empate contra o Santos, na Vila Belmiro, perdeu a liderança, mas não perdeu a condição de único invicto.
Verdade que a amostragem é pequena, mas o Coxa, pelo que tem feito até agora, vai atrapalhar a vida de muita gente e tem chance de se candidatar a prêmio no Brasileirão.

Caneco

Motivado, empurrado pelo seu povo, o Brasil-Pe derrotou de novo o bom time do São Paulo e, com inteira justiça, garantiu o caneco da Segundona.
Agora, depois da merecida comemoração, a direção xavante precisa analisar e começar a correr atrás de reforços para fortalecer o time para fazer bonito no Gauchão de 2014.

Perguntinha

Alguém tem dúvida de que o Dunga é do ramo?

Bookmark and Share

Obrigação

12 de junho de 2013 10

Só a vitória interessa. Logo mais, na Arena, o Grêmio, irregular nas suas atuações, sob desconfiança da maioria do seu povo, enfrenta o São Paulo, também pressionado, num jogo que vale um avanço na tabela ao vencedor e um atraso para quem fechar a noite com as mãos vazias.

Apesar das oscilações, dos visíveis problemas de vestiário, o time do técnico Vanderlei Luxemburgo tem a obrigação de jogar no limite, esquecer todos os problemas, somar os três pontos e tentar entrar definitivamente nos trilhos.

Chegadas

Segue tudo como estava.

Assustado com as notícias dos últimos dias, que dão conta das saídas de alguns titulares, o torcedor do Inter aguarda com ansiedade o anúncio das chegadas de reforços que o time tanto precisa para reagir no Brasileirão.

Quem deve estar ingerindo calmantes pesados é Dunga, que nestes primeiros meses do ano trabalhou com o que tinha nas mãos, faturou o título do Gauchão, sobreviveu na Copa do Brasil, mas necessita de muito mais para fazer o Colorado encarar as batalhas do segundo semestre.

Casório

Vai acabar no altar.

Após algum tempo fora do circo, cheio de vontade para voltar ao batente, o técnico Mano Menezes se reuniu com os dirigentes do Flamengo, mostrou interesse em dirigir o vestiário do Ninho do Urubu e só aguarda a resposta sobre a sua pedida salarial para consumar o casamento.

Mesmo com a bem provável contratação do ex-comandante da Seleção, o Mengão vai precisar colocar o bloco na rua, reforçar o elenco, melhorar a qualidade do time, tudo para tentar facilitar a vida do chefe do vestiário, que conhece o risco, mas está longe de ser milagroso.

Desespero

Falta muito para acabar, a chance de queda é quase nenhuma, mas Santos e Atlético-MG fazem, na Vila Belmiro, logo mais, o jogo dos desesperados.

Sem Neymar, com técnico interino, o Peixe, ainda sem comemorar vitória no Brasileirão, está em pior situação do que o Galo e corre o risco de passar o mês onde nunca pensou: a zona da morte.

Decisão

No Alfredo Jaconi, hoje, o Juventude enfrenta o Marcílio Dias, sem o direito de deixar escapar os três pontos para reassumir a ponta e ficar perto da próxima fase da Série D.

Com ou sem frio, chegou a hora de a torcida aparecer, empurrar o time de Lisca do início ao fim a superar um adversário direto e abrir folga na classificação.

Perguntinha

Barcos vai acabar com o jejum?

Bookmark and Share

Evolução

07 de junho de 2013 4

Foi melhor do que vinha sendo.

Apesar de ter perdido duas chances claras, daquelas que um atacante da sua qualidade não desperdiça, o argentino Barcos conseguiu, na vitória do Grêmio sobre o Vitória, jogar muito mais do que contra Náutico e Santos.

Ninguém desconhece que goleador vive de gols. Mas dessa vez o gringo ganhou a maioria dos lances, ajudou o resto do time e só deu azar ao encontrar pela frente o inspirado goleiro Wilson na hora de mandar a bola para as redes.

Proteção

Começa a ficar visível.

Neste início de Brasileirão, contra adversários que não são candidatos ao título, o Inter sofreu gols por cima, por baixo, bateu cabeça na defesa. Tudo está acontecendo por dois motivos: os inúmeros erros de passes e a proteção quase nula dos volantes.

Pelo que se tem visto, chegou a hora de Dunga botar o dedo na ferida, cobrando dos homens que jogam à frente dos zagueiros e, quem sabe, repensar a escalação de Aírton, lento, comum e de pouca contribuição até agora.

Exigência

As coisas estão mudadas.

Sem saber explicar a bola capenga do Santos, o interino Claudinei Oliveira encarou os microfones após a derrota para o Criciúma e aproveitou para mandar um recado aos dirigentes do Peixe: não adianta contratar jogadores comuns, os boleiros de grupo.

Conceituado na Vila Belmiro, certamente a declaração do jovem treinador será levada em consideração pelos homens que comandam o atual 18º colocado e uma das primeiras providências será encontrar alguém para comandar o elenco.

Leite

Quando parecia que a coisa não tinha jeito, o técnico Cristóvão Borges tirou leite de pedra, conseguiu duas vitórias seguidas no comando do Bahia e deixou o torcedor menos assustado com a degola.

Verdade que o caminho é longo, que o time baiano está longe de ser confiável, mas é preciso reconhecer que o comandante está fazendo um trabalho muito bom.

Demitidos

Após os jogos do meio da semana, Jorginho, do Flamengo, e Guto Ferreira, da Ponte Preta, perderam seus empregos.

Com essa pequena amostra, com muitos resultados imprevisíveis dentro de campo, fica fácil adivinhar que teremos um Brasileirão com muito mais mudanças de técnicos do que aconteceu em 2012.

Perguntinha

Elano merece a reserva no Grêmio?

Bookmark and Share