Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Figueirense"

Inter deixa escapar a vice-liderança e sai vaiado

08 de setembro de 2014 33
Foto Bruno Alencastro/Agência RBS

Colorados fizeram protesto  (Foto Bruno Alencastro/Agência RBS)

 

Não foi obra do acaso.
Livre de competições paralelas, no Beira-Rio e sem o direito de fracassar, o Inter fez 2 a 0, mas entrou em parafuso no segunda etapa. Levou três gols, perdeu para o Figueirense e deixou escapar a vice-liderança. Saiu vaiado e mostrou que, do jeito que está, acabará de mãos vazias no Brasileirão.
O resultado deve ser creditado na conta de Abel Braga. Não percebeu que o time estava frágil do meio para trás, mudou do meio para a frente e foi decisivo para o que houve.

Jóquei
Ganhou o jóquei.
Sem algumas peças, Luiz Felipe Scolari desequilibrou, sábado, no Maracanã, quando montou sistema defensivo perfeito. Acertou nas trocas, fez o Grêmio ser melhor do que o Flamengo e festejou a primeira vitória fora.
Um resultado maravilhoso, sobre um adversário que vinha embalado, que fez o Tricolor colar na turma do G4. Agora, pode sonhar com a vaga na Libertadores, um prêmio que dias atrás parecia inviável e já começa a ser visto com esperança.

Animador
Merecia até mais.
Em amistoso pegado e corrido, a Seleção deu boa resposta na volta de Dunga ao comando.
O Brasil foi melhor a maior parte do tempo, teve as chances mais claras e ficou com um a mais no início do segundo tempo. O Brasil tomou conta do jogo, derrotou a competitiva Colômbia, por 1 a 0, com um golaço de Neymar, batendo falta.
Ainda é preciso evoluir, mas a atuação agradou e deu confiança.

Resultados iguais, gostos diferentes
Na Serra, o Ju empatou com o Macaé e deixou escapar dois pontos. Se complicou ainda mais e tem que fazer chover para ir longe.
Longe de casa, o Caxias, de técnico novo, Itamar Schulle, também empatou, com o lanterna Duque de Caxias. Somou um ponto, seguiu perto do G4. Mas precisa jogar mais para mudar de endereço em 2015.

Missão cumprida
No dia do seu aniversário e ao lado do seu povo, o Brasil-Pel correu, lutou, mas só empatou, sem gols, contra o Metropolitano.
Com o 0 a 0, o Xavante garantiu a passagem de fase na concorrida
Série D. Atingiu o primeiro objetivo: vai para a etapa seguinte com moral e chance de conseguir mais.

Perguntinha
Felipão achou a escalação no Maracanã?

 

Bookmark and Share

Queda de Luan é assustadora

22 de julho de 2014 20

 

Foto Rodrigo Fatturi/Grêmio/Divulgação

Foto Rodrigo Fatturi/Grêmio/Divulgação

Algo está acontecendo. De uma hora para outra, o menino Luan, veloz, habilidoso, que surgiu como um furacão, sumiu do mapa. Nos dois últimos jogos – Goiás e Figueirense -, o jogador mais valorizado do grupo gremista saiu de campo antes do final, com atuações que não passaram nem perto do que já mostrou com a camisa tricolor.

Alguém, lá pelas bandas do Humaitá, precisa descobrir com urgência o que se passa com o jogador. Talvez uma conversa carinhosa, olho no olho, seja o remédio para que tudo volte ao normal.

Desafio
Aumentou o desafio. Empolgado com a goleada sobre o Flamengo, com a mão na maçaneta da porta de entrada do G4, o Inter agora vai precisar superar um obstáculo que está atrapalhando a campanha: vencer longe do Beira-Rio.

Contra o Bahia, sábado, sem público no estádio, ambiente favorável, o time do técnico Abel Braga, sem o chileno Aránguiz, não pode deixar o cavalo passar encilhado.
A hora de arrancar é agora, contra um adversário que está atrapalhado e longe de ser temível.

Cerimônia
É o dia da confirmação. Logo mais, no Rio, o gaúcho Dunga será apresentado, pela segunda vez, como o novo técnico da Seleção.  Terá muito trabalho pela frente, o maior deles de garimpar qualidade técnica, de formar um grupo, de fazer um time competitivo, capaz de resgatar o respeito dos adversário, que não existe mais.

Além do novo comandante, a CBF também deve anunciar os outros integrantes da comissão técnica. Certo mesmo é que os novos responsáveis terão que descascar um enorme abacaxi, sem chance de erros, tudo para que o torcedor possa ter esperança de ver em campo um time capaz de dar esperanças de vitórias e títulos.

Largada
Melhor é impossível. Longe de casa, contra o campeão paulista, o Brasil-PE, nosso representante na Série D, fez estreia de luxo. Derrotou o Ituano por 1 a 0 somou os primeiros três pontos e, além de tudo isso, fez uma atuação de muito boa qualidade, acima de tudo do meio para trás.

Com o moral em alta, o Xavante volta a campo no domingo, no Vieirão – o Bento Freitas está proibido de receber jogos no momento – e tem tudo para fazer outro resultado, encaminhar o primeiro objetivo, que é o de passar de fase.

Tumulto
Era pule de dez. Após tudo o que aconteceu no Beira-Rio, com protestos, agressão contra o lateral André Santos, era fácil imaginar que a delegação do Flamengo chegaria em casa debaixo do mau tempo.

Assim que colocaram os pés no saguão de desembarque, os integrantes da delegação do Mengão foram xingados, cobrados, ameaçados pela rapaziada das organizadas do clube. Sorte que a polícia carioca trabalhou bem, cuidou do assunto e protegeu o pessoal do Ninho do Urubu.

Perguntinha
Quem vai parar o Cruzeiro?

Bookmark and Share

Encruzilhada

19 de julho de 2014 5
Fernando Gomes/Agência RBS

Fernando Gomes/Agência RBS

Vale mais do que parece.

Sem marcar gols nos últimos quatro jogos, com resultados preocupantes, atuações capengas, o Grêmio enfrenta, neste sábado, uma parada que só parece fácil.

Vai ao Orlando Scarpelli, encarar o Figueirense, um dos piores na tabela, motivado pela vitória contra o Coritiba e que, com certeza, promete fazer do jogo uma final de Copa.

Na prática, o confronto diante dos catarinenses significa uma encruzilhada para o Tricolor, que não pode mais desperdiçar pontos, para o atacante Barcos, em rota de colisão com as arquibancadas e, acima de tudo, para o técnico Enderson Moreira, cujo trabalho começa a ser muito questionado.

A ligação…

No meio da tarde, com uma folguinha no escritório, o Marcão pegou o telefone e ligou para casa.

- Oi minha rainha! Como está o teu dia? – perguntou.

- Tudo ótimo! – respondeu a macia voz feminina do outro lado da linha.

- Que bom! E as crianças estão bem? – questionou.

- Brincando sem parar, não se preocupe!

- Ótimo, perfeito! Elas já almoçaram? Se alimentaram bem? – insistiu.

- Sim! Comeram muito bem! Já fizeram a lição de casa e agora estão brincando!

- Que bom! E me conta, minha linda, o que vai ter no jantar hoje? – interpelou.

- O teu prato preferido! E já coloquei a cerveja na geladeira…

- Uau! Bife à milanesa e cerveja! Por isso é que eu te adoro tanto!

- Bom, então está tudo tranquilo em casa?

- Fique tranquilo que está tudo bem!

- Ah, só mais uma coisinha: você promete que, hoje à noite, vai colocar aquele baby-doll preto para mim?

- Claro! Faço tudo para te agradar! E não vou esquecer o perfume que você mais gosta!

- Mesmo, minha paixão? É por isso que te amo tanto…

- Sei, sei…

- Daqui a pouco te vejo, tá meu anjinho? – Vou te esperar ansiosa!

- Que bom! Agora me chama a patroa, tá?

Necessidade

Só parece que é mole.

Atrapalhado, como se viu nos amistosos durante a parada da Copa, na derrota para o Corinthians, o Inter volta a jogar no Beira-Rio neste domingo.

Vai encarar o Flamengo, lanterna da competição, que desandou nas mãos do técnico Nei Franco, beijou a lona no recomeço do Brasileirão e ficou na obrigação de reagir com a máxima urgência.

Um jogo que promete, que o time do técnico Abel Braga terá a volta de Aranguíz, talvez o acréscimo de Alex, e a necessidade de fazer os três pontos, se não quiser começar a virar participante na competição mais importante do nosso futebol.

Bookmark and Share

Grêmio tem vários problemas para o jogo contra o Fluminense

13 de maio de 2014 14

Vai custar horas de sono. Com o moral recuperado, o Grêmio vai trabalhar a semana inteira pensando no Fluminense, seu rival de domingo, na Arena, quando não terá três jogadores importantes – Wendell, Edinho e Luan -, um problema nada pequeno para o técnico Enderson Moreira resolver durante os treinamentos.

Verdade que o Tricolor deu uma bela resposta, dias atrás, quando utilizou um time com vários reservas contra o Atlético-MG, que o jogo é na Arena, que a torcida vai dar uma força, mas essa é aquela hora em que o chefe do vestiário está proibido de errar e dar chance ao azar.

Postulante

É grande a diferença.  Até dá para entender o discurso do técnico Abel Braga, sábado, na coletiva, quando disse que o que mais quer é ver o Inter passar pelo Cuiabá, amanhã, no Beira-Rio, que quem tem a obrigação de atacar é o visitante, mas na prática o que vai acontecer é uma história bem diferente da teoria.

Dentro do Beira-Rio, com muito mais qualidade, o Colorado, com certeza, terá a iniciativa do jogo, sem esquecer dos cuidados defensivos, e todas as chances de conseguir a vitória, talvez com folga, para confirmar que é um dos postulantes ao título da Copa do Brasil.

Barrado

Funcionou a pressão. Apesar de ter dito várias vezes que nem cogitava a possibilidade, o técnico Osvaldo de Oliveira barrou o atacante Leandro Damião, que estava cheio de dificuldades para jogar, mais dificuldades ainda para colocar a bola na rede e caiu em desgraça com a maioria da torcida do Santos.

Tudo indica que o comandante do Peixe vai dar um tempo, deixar o goleador reencontrar o caminho nos treinos, esperar por um jogo favorável, preferencialmente longe da Vila Belmiro, para promover seu retorno ao time, na esperança de que ele consiga dar aquela resposta que todos esperam.

Ruindade

Não é por acaso. Lanterna, nenhum ponto na conta, nenhum gol marcado, o Figueirense, se não achar um jeito de mudar o quadro com urgência, vai virar saco de pancadas e grande favorito ao rebaixamento.

Pelo que deu para ver na derrota contra o Santos, a troca de técnico não basta para fazer o time reagir, buscar pontos, pelo menos fazer valer o fator local e salvar o ano com a permanência na elite.

Retranca

Nada de invenções. Após um início ruim, que custou a eliminação do Paulistão bem antes da fase final, o técnico Mano Menezes parou, pensou, analisou o que tinha nas mãos e mudou a forma do Corinthians jogar. De uns tempos para cá, o Timão voltou a privilegiar o sistema defensivo, como fazia nos tempos de Tite, um jeito nada bonito de jogar, e está surpreendendo neste início de Brasileirão.

Perguntinha
Quem vai ser o substituto do Aránguiz?

Bookmark and Share

Silêncio

22 de novembro de 2012 2

Só o tempo vai dizer.

Um dia após a queda de Fernandão, o presidente Giovanni Luigi assumiu a culpa de tudo o que não aconteceu no futebol do Inter, isentou o vestiário e ratificou que pretende falar sobre o futuro somente depois do Gre-Nal.

Este silêncio do dono da cadeira mais importante do Beira-Rio a respeito do futuro do futebol colorado deixa o torcedor com o temor de que tudo está parado, ao contrário do que se espera de quem está de férias faz tempo.

Vermelho

É igual em todos os lugares.

Considerado o grande engenheiro na maior conquista do Chelsea, o técnico Roberto Di Matteo levou cartão vermelho após a goleada para a Juventus, na terça-feira, que deixou o time inglês mais fora do que dentro da competição mais cobiçada da Europa.

Sem problema de grana, ainda na esperança de reverter o quadro na sonhada Liga dos Campeões e de olho no caneco do Mundial de Clubes, os dirigentes fecharam com o espanhol Rafa Benitez, que estava livre, leve e solto no mercado, é do ofício e pode colocar o trem nos trilhos.

Faxina

Matriculado na Segundona de 2013, o Figueirense vai fechar a temporada com muita gente que fez parte do grupo da comissão técnica com a carta de demissão no bolso.

A faxina vai dar chance aos meninos da base, que serão escalados contra Grêmio e Coritiba, para o começo de trabalho do técnico Adilson Batista.

Contracheque

Adorado pela fanática torcida, aparentemente feliz, o habilidoso Ronaldinho ainda não decidiu se fica ou não no Atlético-MG, para desespero da direção e de grande parte das arquibancadas.

Pelo andar da carruagem, o dono da camisa 49, principal responsável pela campanha no Brasileirão, quer seguir no Galo, mas com um contracheque maior do que recebe atualmente.

Perguntinha

Termina hoje a novela Luxemburgo?

Bookmark and Share

Ponto

19 de novembro de 2012 7

Foi ponto ganho. Muito longe daquele time que encantou em vários jogos, o Grêmio voltou a mostrar pouco, chegou a
estar perdendo por 2 a 0, mas reagiu a tempo, buscou o empate contra a Portuguesa e vai para os últimos dois jogos com muita chance de entrar direto na Libertadores de 2013.

Um resultado, que na verdade caiu do céu, muito pela boa atuação de Marcelo Grohe, com intervenções decisivas contra um rival ainda muito ameaçado, o que ajudou bastante na reação de um time que parecia com a vitória na mão.

Mesmice

Continua a mesmice. Sem motivação, sem velocidade, sem jogadas que possam tirar o adversário do trilho, o Inter repetiu as fracas atuações do returno, perdeu para o Corinthians, mostrou que está contando os dias para entrar em férias, aguardar as medidas para projetar o próximo ano.

Chegou a hora do presidente Giovanni Luigi arregaçar as mangas, escolher o seu diretor de futebol, o seu gerente
executivo, a comissão técnica para 2013 e para tentar fazer conselheiros na eleição que está chegando cada vez mais perto.

Castigo

Tudo tem o seu preço. Dentro de casa, ao lado do seu povo, contra o pior time da competição, o Atlético-MG saiu perdendo por 2 a 0, só conseguiu o empate, deixou escapar a chance de fazer três pontos importantes e, pelo andar da coisas, vai ter de se contentar com a vaga na pré- Libertadores, o que não é pouco, mas é menos para quem sonhava com o título.

Esse fracasso que não estava nos planos de ninguém, principalmente do exigente presidente Alexandre Kalil, não é de duvidar que o técnico Cuca, até agora um perdedor nato, que no início da semana falava em continuidade, pode até ser chamado para agradecimentos e acerto de contas.

Punição

Como acontece quase sempre, Neymar apanhou muito na vitória do Santos sobre o Figueirense e, num lance normal, de disputa de bola, foi premiado com o terceiro amarelo, por simulação, que não ocorreu.

Com toda a razão, Muricy Ramalho botou a boca no trombone e pediu que alguém faça alguma coisa para proteger o espetáculo.

Dois

Além do Goiás, o Criciúma também fez a sua matrícula da elite do futebol brasileiro, sábado passado, carimbando um
merecido prêmio pela bela campanha na acirrada Segundona. Agora, é tudo com Atlético-PR, Vitória e São Caetano, com vantagem para os dois primeiros, que jogam em casa, precisam apenas de empate.

Perguntinha

Quem vai ser o último rebaixado?

Bookmark and Share

Urnas

08 de novembro de 2012 4

É noite de decisão no Beira-Rio.

Logo mais, no Conselho Deliberativo, os 346 conselheiros do Inter decidem o primeiro turno da eleição que apontará o novo presidente entre os candidatos Giovanni Luigi, Luiz Antonio Lopes e Sandro Farias.

Dono da esmagadora maioria do colégio eleitoral, Luigi entra na disputa na condição de favorito, sem nenhuma dificuldade de ultrapassar os exigidos 87 votos para ir ao segundo turno e com muita chance até de liquidar a fatura hoje à noite, no Conselho.

Zagueiro

Não há motivos para pânico.

Caso a negociação do veterano Gilberto Silva com o Atlético-MG seja mesmo concretizada, o menino Saimon, que passou a maior parte do ano na enfermaria do Olímpico, terá a grande chance para se firmar como titular.

Visto como qualificado pelos homens do futebol no Grêmio, Saimon conviveu com lesões, cirurgia e ficou prejudicado na disputa por lugar no time. Está recuperado, pronto para a pré-temporada e para provar que tem bala na agulha.

Ameaça

Veio em boa hora.

Poupado pelos integrantes das organizadas, mas preocupado com as ameaças aos parceiros de vestiário, o argentino Barcos, ídolo dos palmeirenses, goleador do time e líder da rapaziada, foi claro e objetivo ao dizer que, se a coisa continuar como está, pode até se mandar do Parque Antárctica.

A luz alta do gringo aos baderneiros acalmará o ambiente e deixará o time menos tenso para domingo, contra o Fluminense. O Palmeiras precisa vencer para aumentar a esperança, cada vez menor por lá.

Futuro

Quem perde não espera.

Consciente de que não existe chance de salvar o pescoço da guilhotina, o Figueirense antecipou o fim de festa, demitiu o técnico Márcio Goiano e iniciou a busca pelo substituto.

Sem a pressa de quem tirará a mãe da forca, mas preocupado com o futuro, o Figueira mira o nome de Adilson Batista, que está livre na praça.

Enroscado

Segue enroscado.

Quando tudo parecia liquidado, o Atlético-PR empatou, o Criciúma deu mole ao São Caetano e a briga entre os três por duas vagas na elite incendiou.

Tudo fica para as últimas três rodadas, sendo que o Azulão, entre os candidatos, parece ter a tabela mais amena e as melhores chances de comemorar.

Bookmark and Share

Proeza

18 de outubro de 2012 6

Foi mais uma proeza.

Abalado pelo fim do sonho de chegar à Libertadores, com cinco mudanças, meio-campo capenga e defesa que parece pista de sambódromo, o Inter jogou bolinha mixuruca, esteve duas vezes à frente, mas levou a virada do rebaixado Figueirense e aumentou o incêndio no Beira-Rio.

Fica claro que o melhor para o Colorado é o fim do Brasileirão e a retomada de um caminho que faça o time dar resposta de acordo com os milhões gastos a cada 30 dias.

Igualdade

Longe de casa, na obrigação de buscar os três pontos contra o líder, o Grêmio enfrentou de igual para igual o Flu, saiu na frente, levou a virada, ficou com um a menos, bustou o empate e somou um ponto que pode ser decisivo para recuperar a segunda posição e a vaga direta na Libertadores.

Uma atuação de grande qualidade do time de Vanderlei Luxemburgo. Os três pontos seriam possíveis não fosse a atitude infantil de Marcelo Moreno, fora de hora e de enorme prejuízo para quem corria atrás da máquina.

Azar

É muito azar.

Justamente na hora em que ainda sonhava com a chance de título e que estava proibido de empatar dentro e fora de casa, o Atlético-MG enfrentou uma dificuldade ainda maior no jogo de ontem, contra o Santos, na sempre temida Vila Belmiro: a escalação do habilidoso Neymar.

Recuperado da longa viagem de volta após a goleada da Seleção contra o Japão, o camisa 11 avisou ao técnico Muricy Ramalho que estava pronto para entrar em campo, uma notícia que não foi nada boa para o Galo e, independentemente do resultado, certamente foi comemorada pelo Fluminense.

Barbada

Não há chance de zebra.

Até as paredes sabem que o futebol está nivelado, mas se alguém está esperando tropeço do São Paulo contra o Atlético-GO, hoje, no Morumbi, pode tirar o cavalo da chuva.

O fracasso do Inter no Serra Dourada acendeu a luz amarela para a turma de Ney Franco que vai entrar em campo motivada e consciente.

Fila

Ficou menor a fila.

Com os resultados de terça-feira, Criciúma, Vitória e Goiás ficaram ainda mais perto da volta à elite em 2013.

A dúvida que fica é sobre a última vaga, entre São Caetano e Atlético-PR, que abriram vantagem sobre Joinville, Avaí e Ceará, todos em queda livre.

Perguntinha

Quem será o candidato da situação no Inter?

Bookmark and Share

Reciclagem

03 de outubro de 2012 1

Vale uma repensada.

Ninguém discute as qualidades de Kleber, jogador forte, de drible, acostumado a desafios, capaz de fazer a diferença, mas que deixou a desejar nos últimos jogos, quando foi muito mais visto pelos lados do campo do que nas proximidades do gol.

Nesta reta final, quando o Grêmio precisará como nunca de gols, chegou a hora de o Gladiador voltar a trabalhar perto do último homem do ataque, baixar a biblioteca quando tiver a bola nos pés e provar que chegou aonde chegou porque tem o faro do gol.

Susto

Foi apenas um susto.

Pelas notícias, D’Alessandro, que fez falta danada no 0 a 0 com o Cruzeiro, está liberado pelos médicos e pronto para viajar e tentar fazer o Inter jogar mais do que na última rodada, numa das últimas chances de fazer o time ainda sonhar com a Libertadores.

Com a volta do mais talentoso armador do grupo, Fernandão terá a chance de escalar um time mais forte, de armar um esquema ofensivo e de botar na cabeça que a hora é de arriscar todas as fichas na mesa.

Ciumeira

Nada é pior do que ciúme de homem.

Ameaçado de perder o status de sexto maior goleador da história do Fenerbahce, o técnico Aykut Kocaman arrumou encrenca com o meia Alex. Pediu a cabeça do boleiro ao presidente, foi atendido e provocou romaria dos fanáticos torcedores do clube à casa do brasileiro.

Cheio de saúde, ainda motivado para correr atrás da bola, o ex-dono da camisa 10 do time turco, que virou estátua na cidade, pelos excelentes serviços prestados, prometeu coletiva de despedida na segunda-feira, para agradecer o apoio e anunciar que, em 2013, vai voltar a jogar no Brasil.

Tempo

A tabela não ajuda.

Penúltimo, 22 pontos, cinco vitórias, 18 gols negativos na conta, o Figueirense pode providenciar a papelada para se matricular na Segundona de 2013.

Nos próximos 11 jogos, vai encarar, entre outros, Atlético-MG, São Paulo, Inter, Flamengo, Santos e Coritiba, todos fora, um complicador para quem quer fugir da degola.

Foco

Falta muito pouco.

Após início preocupante, quando estava metido na Libertadores, o Corinthians achou a fechadura, fugiu da turma que brigava no Z4 e agora precisa de cinco pontos para esquecer o Brasileirão.

Se nada acontecer, em mais três ou quatro rodadas o técnico Tite vai começar a trabalhar visando ao Mundial.

Perguntinha

O Adriano vai entrar nos trilhos?

Bookmark and Share

Virada

19 de julho de 2012 9

Em um jogo em que estava proibido de dar chance ao azar, o Grêmio saiu atrás, assustou, mas corrigiu os defeitos no intervalo. Dominou o Sport e chegou aos 3 a 1 com méritos. Com mais três pontos na conta, entrou no páreo, de novo para brigar por prêmio no Brasileirão.

Uma vitória importante, obrigatória e com a assinatura de Vanderlei Luxemburgo, que encontrou o jeito de chegar ao gol. Luxa desarquivou Leandro, autor de dois gols. Espantou a zebra e mostrou que achou o melhor time com os meias Elano e Zé Roberto.

Derrota

Cheio de desfalques, sem referência no ataque, com um a menos desde o primeiro tempo, o Inter conseguiu apenas duas conclusões no jogo inteiro, perdeu para o Atlético-MG, por 3 a 1, fechou a rodada atrasado na tabela e deixou muito claro que, do jeito que está, vai acabar o ano de mãos vazias no Brasileirão.

Claro que a expulsão de D’Alessandro prejudicou, mas mesmo com o argentino em campo o Colorado foi dominado, não conseguiu atacar, repetiu as fracas atuações anteriores. Escapou de coisa muito pior pela bela atuação do goleiro Muriel.

Enfermaria

A fase não é nada boa.

Sem comemorar vitória nas últimas oito rodadas, com a mão na porta de entrada da zona da morte, o Figueirense vai para os próximos dois jogos – Atlético-GO, fora, e São Paulo, em casa – sem o atacante Loco Abreu, o novo xodó da torcida, que sentiu um desconforto muscular e deu entrada na enfermaria.

Pelo andar da carruagem, o Figueira, que deixou boa impressão na vitória contra o Náutico, vai ter que encontrar um jeito de reagir, com a maior urgência, para começar a mudar o quadro, somar pontos e escapar de terminar o ano com um castigo que vira tatuagem: o rebaixamento.

Revanche

Logo mais, no Couto Pereira, Coritiba e Palmeiras, que na semana passada decidiram a Copa do Brasil, se reencontram, numa revanche que vale a fuga da zona da morte.

Claro que é outro jogo, com menos público, sem ambiente tão tenso, mas com a mesma rivalidade e que deixará o perdedor bem complicado na tabela de classificação.

Classificado

Foi justo e merecido.

Melhor na primeira e na segunda fase, o Esportivo fez matrícula, ontem à tarde, na elite do futebol gaúcho para 2013, ao derrotar o Guarany-Ca por 2 a 0.

Agora, com a sonhada vaga na mão, a turma de Bento tem a obrigação de tentar manter o técnico Luiz Carlos Winck, reforçar o grupo e planejar bem a volta à primeira divisão.

Perguntinha

Quanto vale o Leandro Damião?

Bookmark and Share