Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "Flamengo"

Fabrício jogou um partidaço

24 de julho de 2014 11
Divulgação/ Inter

Divulgação/ Inter

Fazia tempo que não acontecia. Além do maestro D’Alessandro, que mais uma vez roubou a cena, com gol, passes decisivos, atuação de luxo, não dá para deixar de elogiar o lateral Fabrício.

Jogou um partidaço. Quase sem preocupação defensiva, dedicou-se muito mais ao apoio, onde apareceu na hora certa, no lugar certo, com um golaço, contribuições importantes e decisivas. Uma atuação de luxo, que valeu a escolha, sem ameaças, como o melhor da rodada.

Regularidade

Foi boa a resposta. Verdade que a exigência ainda não foi tão alta, mas desde o reinício do Brasileirão, quando virou titular, o zagueiro Pedro Geromel deu conta do recado.

Sempre bem colocado, o companheiro de Rhodolfo tem se destacado pela regularidade, detalhe nada pequeno para quem atua com a proibição do erro.

Além do bom aproveitamento defensivo, deu para notar que o defensor gremista é daqueles que quase não apela para o chutão, expediente que quase sempre atrapalha o restante do time. Pelo que tem apresentado, o novo escolhido do técnico Enderson Moreira assumiu, de vez, a condição de dono da posição.

Socorrista
É quase um ato de desespero. Apavorados com o fraco rendimento do time, com a dramática condição de lanterna, os homens que mandam e desmandam no Flamengo decidiram agir.

No início da semana, rescindiram o contrato do lateral André Santos, encaminharam a saída de Elano, e ontem agradeceram os serviços prestados pelo técnico Nei Franco.

É tudo com Vanderlei Luxemburgo, que estava longe do batente desde o final do ano passado, quando fez um trabalho capenga no comando do Fluminense. Ele chega com o projeto muito bem definido: salvar o Mengão do rebaixamento.

Risco

Aumentou o risco. Atolado no Z4 faz tempo, com míseros sete pontos em 33 disputados, o Coritiba enfrenta o Grêmio, domingo, na Arena, com a proibição de beijar a lona.

Mesmo que todos os envolvidos façam silêncio sobre o assunto, o jogo virou de risco para o técnico Celso Roth. Se o Coxa fechar o domingo com as mãos abanando, como aconteceu na maioria dos confrontos disputados até agora, o comandante corre risco de ser chamado para acertar as contas.

Martelo

Negócio fechado. Após um rápido namoro, o Real Madrid e o meia Jámes Rodriguez trocaram alianças. Goleador da Copa, dono de uma bola redonda, o colombiano foi apresentado com pompas de astro, ganhou a camisa 10 e um contracheque muito maior do que tinha na França. Agora é esperar o colombiano entrar em campo, quando vamos saber se foi um investimento baixo ou alto do clube espanhol.

Perguntinha

Luxemburgo vai dar jeito no Flamengo?

Bookmark and Share

Inter não tomou conhecimento do Flamengo

21 de julho de 2014 12

Teve atropelamento. Sem muito esforço, em ritmo de treino no segundo tempo, quando teve um a mais em campo, o Inter não tomou conhecimento do assustado Flamengo. Abriu o marcador com Rafael Moura, em jogada ensaiada de bola parada, marcou o segundo no final do primeiro tempo, de pênalti, com D’Ale, e foi para o vestiário com o resultado assegurado.
Na segunda parte do jogo, marcou mais duas vezes, com Fabrício, em belo chute de primeira e, fechou a conta, com Alex, que entrou para ganhar ritmo.

Fim de seca gremista

Acabou. Verdade que a bola ainda está longe de animar o torcedor e deixá-lo confiante de que pode resultar em título. Mas não é menos verdade que o Grêmio conseguiu, sábado, no Scarpelli, do que mais precisava: vencer.

Não teve gol de Barcos, nem boa atuação de Luan. Mas teve gol de Giuliano, que apareceu no lugar certo. Como meiaatacante, fez o Tricolor colocar mais três pontos na conta. Agora, com a semana inteira só para trabalhar, o Enderson Moreira tem obrigação de dar ajeitada do meio para a frente. Só assim terá menos dificuldades para derrotar o Coritiba.

Zebra no Morumbi

Ninguém é de ninguém. Quem viu a bela vitória sobre o Bahia, no meio da semana, em Salvador, só poderia imaginar que o São Paulo não teria nenhuma dificuldade de fazer o serviço na Chapecoense. Mas a teoria foi para o ralo. Diante de público numeroso, o time de Muricy Ramalho perdeu por 1×0 e foi dormir tentando descobrir as causas do fracasso. Certo mesmo é que o líder Cruzeiro gostou, e muito, do que aconteceu no Morumbi.

Tomando água de salsicha

Tudo continua como estava. Mais uma vez, o Coritiba perdeu, seguiu atolado na zona da desgraça e deixou o seu povo ainda mais assustado com a chance de voltar a jogar a desprezível Segundona. Dono de sete pontos em 33 disputados, o Coxa segue jogando pouco. A direção, ao contrário do que se imaginava, segue convicta de que a salvação se chama Celso Roth.

Dorme no gelo, acorda suando

Deu tudo certo. Fora de casa, o Caxias derrotou o Madureira, chegou aos 14 pontos e provou que o técnico Beto Campos estava com inteira razão quando disse que seu time voltaria com tudo após a parada da Copa. Se vai atingir o objetivo, só saberemos mais adiante. Porém, a hora é de reconhecer que o clube grená está muito no páreo da Terceirona.

Bookmark and Share

Grêmio precisará jogar muito mais no Gre-Nal se quiser o caneco

11 de abril de 2014 23

Deu a lógica. Mesmo sem jogar grande coisa, o Grêmio derrotou o eliminado Nacional. Chegou aos 14 pontos e fechou a fase de grupos com a segunda melhor campanha. Atingiu o único objetivo que perseguia, ontem, na Arena. Agora terá pela frente o argentino San Lorenzo, com o último jogo dentro de casa.

Antes disso, porém, a turma do Humaitá vai respirar, pensar e sonhar com o clássico Gre-Nal do Centenário. Terá que jogar bem mais do que contra os uruguaios se quiser reverter o quadro.

Frustração

Não estava no cardápio. Dono da melhor campanha geral, com o direito de decidir em casa, o Inter, mais uma vez, vai subir a Serra, jogar com muito menos público do que jogaria no Beira-Rio, o que não deixa de ser uma enorme frustração para a torcida e jogadores.

Verdade que o Centenário tem um bom gramado, que o time de Abel está mais adaptado ao ambiente do que o rival, mas a transferência do local é dessas coisas que fica bem difícil de entender, depois de dois eventos grandiosos e sem nenhum incidente.

Sumiço

Tem ruído na linha. Como já havia acontecido no primeiro jogo, o argentino Messi, acostumado a desequilibrar, quase não foi visto em campo na decisão contra o Atlético Madrid, virou jogador comum na eliminação e passou a impressão de que está longe da melhor forma física e, consequentemente, técnica.

Após essas duas fracas atuações, muito abaixo do que quase sempre acontece, é muito fácil adivinhar que a turma responsável pela seleção argentina já detectou o problema, sabe onde atacar a dificuldade, tudo para o gringo dar o máximo e tentar fazer a diferença na Copa.

Decepção

Não adiantou nada. A direção antecipou salários, a torcida lotou o Maracanã, mas o Flamengo, em campo, perdeu para o mexicano León e virou assistente da Libertadores.

Nesta justa eliminação, sobrou empenho, e a coisa só terminou do jeito que terminou por um motivo muito simples, que está acontecendo com quase todos os clubes brasileiros: falta de qualidade.

Reviravolta

Já é um começo. Ao contrário do primeiro julgamento, o Esportivo foi punido, pelo mesmo TJD, pelos atos de racismo contra o árbitro Márcio Chagas da Silva. Acabou rebaixado.

Aconteça o que acontecer no STJD, a última instância que resta ao clube de Bento Gonçalves, a decisão de ontem foi o primeiro passo para acabar com essa praga no futebol e na sociedade.

Perguntinha

Quem vai comemorar o Gauchão?

Bookmark and Share

Desafio

16 de novembro de 2013 8

Segue o baile.

Neste domingo, na Arena, o Grêmio, cada vez mais próximo da vaga na Libertadores, recebe o Flamengo. Um rival cheio de reservas e com a cabeça na decisão da Copa do Brasil.

Em casa, sabendo dos resultados paralelos e empurrado pelo seu povo, o time de Renato precisará jogar muito mais e saber lidar com as dificuldades que sempre aparecem. Tudo para ultrapassar outro obstáculo e, assim, terminar a rodada mais acima, na vice-liderança.

O acordo…

Um casal fez um acordo: se existisse reencarnação, o primeiro a morrer informaria o outro como era.

Mais velho do que a mulher, o marido foi o primeiro a arrumar ingresso no outro mundo.

Chegou lá, contatou a ex-mulher e mandou a mensagem.

<corpo_texto_nota>
- Levanto cedo e faço sexo! Como cenoura, que é o melhor remédio após a morte, corro para o campo de golfe! Não paro um minuto sequer! – contou.

E continuou.

- Faço mais sexo, apanho sol e faço sexo mais algumas vezes! Depois almoço, como muitos legumes e verduras e faço mais sexo! – relatou o homem.

E seguiu contando a nova vida.

- Depois do jantar, onde não faltam verduras frescas, volto ao campo de golfe e faço mais sexo, até anoitecer! – declarou.

Não esqueceu de encerrar o relato.

- Depois durmo, muito bem, para me recuperar! E, no dia seguinte, recomeça tudo igual! – comunicou.

Após captar a mensagem, a mulher não resistiu e tratou de tirar a dúvida.

- Você está no Paraíso? – questionou.

O maridão não perdeu tempo na resposta.

- Não, já reencarnei! Voltei como coelho numa granja aqui em Viamão…

Tabela

Só vale para o mandante.

Sem mais nenhuma ambição, com a cabeça nas férias, o Inter encara o Goiás, neste domingo, no Serra Dourada. É jogo muito importante para o dono da casa, na briga por vaga na Libertadores, e que virou apenas amistoso, valendo pontos, para os colorados.

Desacostumado com vitórias fora de casa desde a mudança de comando, o Inter, cheio de meninos, vem de atuação preocupante contra o Atlético-MG.

Bookmark and Share

Desafio

24 de agosto de 2013 3

É mais um desafio. Neste sábado, em Brasília, o Grêmio, terceiro colocado, dono de uma sequência interessante neste Brasileirão, enfrenta o irregular Flamengo, atrasado na classificação, num jogo em que será ainda mais exigido, que vai ter que defender e atacar melhor do que fez na Vila Belmiro.

Antes de a bola rolar, baseado apenas na teoria, não é difícil adivinhar que o time do técnico Renato Portaluppi tem todas as chances, apesar da manutenção de três zagueiros e três volantes, de fazer um grande jogo, somar os três pontos e, com sorte, encostar de vez nos primeiros da classificação.

 

Equipamento

Josnir e Fernanda, que passam a maior parte do ano na correria, resolveram curtir férias num hotel fazenda. Ele é um apaixonado pela pesca e ela não perde a chance de botar os olhos nos livros. Logo no primeiro dia de folga, Josnir voltou para o hotel cansado após várias horas de pescaria, e resolveu tirar uma soneca.

Apesar de não conhecer bem o lago, Fernando decidiu pegar o barco que o marido ocupou e fazer a sua leitura no meio do lago. Após navegar por alguns minutos, a mulher ancorou a embarcação, começou a ler e foi surpreendida com a chegada de um tenente da guarda ambiental, que perguntou:

- O que a senhora está fazendo?

- Lendo um livro – respondeu Fernanda.

- A senhora está em uma área em que a pesca é proibida – avisou o guarda.

- Sinto muito, tenente, mas não estou pescando! Estou lendo – avisou a mulher.

- Mas a senhora tem todo o equipamento de pesca! E a senhora pode começar a qualquer momento! Se não abandonar o local terei de multá-la e processá-la!

Irritada, Fernanda não resistiu.

- Se o senhor fizer isso terei que acusá-lo de assédio sexual! – ameaçou a mulher.

- Mas eu nem sequer a toquei! – argumentou o tenente.

- Verdade! Mas o senhor tem todo o equipamento! E o senhor pode começar a qualquer momento! – retrucou a Fernanda.

- Tenha um bom dia, senhora!!!!

 

Reação

Não dá para vacilar.

Animado com a volta das vitórias, com a boa atuação, o Inter entra em campo, neste domingo, outra vez no Estádio do Vale, para encarar o Goiás, que faz uma campanha melhor do que se imaginava, com a obrigação de somar três pontos para tentar subir na tabela e mirar prêmio no Brasileirão.

Verdade que não existe jogo jogado, mas a falta de resultados no histórico recente da competição obriga o time do técnico Dunga a fazer valer o fator local, acabar a rodada com o único resultado que lhe interessa para retomar o passo e recuperar a confiança para virar o turno entre os primeiros.

Bookmark and Share

Obrigação

12 de junho de 2013 10

Só a vitória interessa. Logo mais, na Arena, o Grêmio, irregular nas suas atuações, sob desconfiança da maioria do seu povo, enfrenta o São Paulo, também pressionado, num jogo que vale um avanço na tabela ao vencedor e um atraso para quem fechar a noite com as mãos vazias.

Apesar das oscilações, dos visíveis problemas de vestiário, o time do técnico Vanderlei Luxemburgo tem a obrigação de jogar no limite, esquecer todos os problemas, somar os três pontos e tentar entrar definitivamente nos trilhos.

Chegadas

Segue tudo como estava.

Assustado com as notícias dos últimos dias, que dão conta das saídas de alguns titulares, o torcedor do Inter aguarda com ansiedade o anúncio das chegadas de reforços que o time tanto precisa para reagir no Brasileirão.

Quem deve estar ingerindo calmantes pesados é Dunga, que nestes primeiros meses do ano trabalhou com o que tinha nas mãos, faturou o título do Gauchão, sobreviveu na Copa do Brasil, mas necessita de muito mais para fazer o Colorado encarar as batalhas do segundo semestre.

Casório

Vai acabar no altar.

Após algum tempo fora do circo, cheio de vontade para voltar ao batente, o técnico Mano Menezes se reuniu com os dirigentes do Flamengo, mostrou interesse em dirigir o vestiário do Ninho do Urubu e só aguarda a resposta sobre a sua pedida salarial para consumar o casamento.

Mesmo com a bem provável contratação do ex-comandante da Seleção, o Mengão vai precisar colocar o bloco na rua, reforçar o elenco, melhorar a qualidade do time, tudo para tentar facilitar a vida do chefe do vestiário, que conhece o risco, mas está longe de ser milagroso.

Desespero

Falta muito para acabar, a chance de queda é quase nenhuma, mas Santos e Atlético-MG fazem, na Vila Belmiro, logo mais, o jogo dos desesperados.

Sem Neymar, com técnico interino, o Peixe, ainda sem comemorar vitória no Brasileirão, está em pior situação do que o Galo e corre o risco de passar o mês onde nunca pensou: a zona da morte.

Decisão

No Alfredo Jaconi, hoje, o Juventude enfrenta o Marcílio Dias, sem o direito de deixar escapar os três pontos para reassumir a ponta e ficar perto da próxima fase da Série D.

Com ou sem frio, chegou a hora de a torcida aparecer, empurrar o time de Lisca do início ao fim a superar um adversário direto e abrir folga na classificação.

Perguntinha

Barcos vai acabar com o jejum?

Bookmark and Share

Competência

03 de junho de 2013 28

Faltou competência. Com uma atuação horrorosa dos seus volantes no primeiro tempo, o Inter fez a sua pior atuação na temporada, perdeu para o Bahia, despencou na tabela e comprovou que necessita, com urgência, de reforços, se quiser sonhar com dias melhores.

Essa derrota, causada muito mais pela falta de competência, deixa o time de Dunga, mesmo sem o ataque titular nos próximos dois jogos, na obrigação de pontuar fora de casa, o que é possível, mas muito complicado em razão das carências que seguem sem solução.

Ambição

O cavalo passou encilhado.

Como há muito não acontecia, o Grêmio encarou um Santos atordoado pelas saídas de Neymar e de Muricy Ramalho, uma Vila Belmiro mais preocupada em cobrar a direção do que apoiar o time e deu chance para o azar, num jogo em que saiu na frente mas deixou escapar dois pontos.

Claro que o empate não é ruim, mas a verdade é que o time de Vanderlei Luxemburgo largou bem no jogo, mas ainda no primeiro tempo perdeu a ambição, recuou, começou a correr riscos e acabou sendo vitimado por um pênalti contestado.

Identidade

Apareceu o goleador.

Melhor adaptado, Marcelo Moreno, rejeitado no Grêmio, recebido com foguetes no Ninho do Urubu, fez o seu primeiro gol com a camisa do Flamengo, no muito comemorado empate em 2 a 2 contra o Atlético-PR, fora de casa, num jogo em que o Mengão saiu perdendo de 2 a 0 e deu pinta de que não conseguiria reagir.

Bem colocado, numa prova de que conhece bem a área, o boliviano fez o primeiro dos cariocas, vibrou muito, ganhou elogios do técnico Jorginho, da direção e começou a ser visto pela enorme nação rubro-negra como a provável solução no comando do ataque.

Redondinho

Mesmo sem repetir o bom futebol do Carioca, o Botafogo lidou bem com as dificuldades, derrotou o Cruzeiro, chegou aos sete pontos e confirmou que está com um time redondinho.

Só Deus sabe até onde vai aguentar o fôlego do Fogão, mas no momento não é nenhum exagero dizer que o time do técnico Osvaldo de Oliveira é um dos melhores da competição.

Bolinha

Contra uma Inglaterra mais preocupada em fazer turismo, o Brasil apenas empatou em 2 a 2, mostrou a mesma bolinha de sempre e deixou a torcida mais preocupada do que já estava.

Sem coelho para tirar da cartola, Felipão vai depender de milagres para fazer o seu time dar uma boa resposta na Copa das Confederações.

Perguntinha

Quando o Dida vai pegar um pênalti?

Bookmark and Share

Luxo

28 de maio de 2013 7

Deu gosto de ver. Após um longo e tenebroso inverno, quando quase nunca jogou mal, mas andou longe daquele futebol que exibiu nas primeiras aparições no Inter, Fred roubou a cena na Arena Fonte Nova, com uma atuação impecável no auxílio à defesa e decisiva nas tramas ofensivas.

Se mantiver a regularidade, o dono da camisa 35 do Beira-Rio não corre risco de perder a vaga entre os titulares, mesmo com as contratações que estão por chegar, e pode, no futuro, voltar a jogar como segundo volante.

Perfeito

Agradou a resposta.

Sempre bem colocado, cheio de confiança, o zagueiro Bressan, que ocupou a vaga do criticado Cris na estreia do Grêmio, domingo, contra o Náutico, cumpriu muito bem o seu papel, simplificando nas poucas investidas do rival e sempre optando pela saída de bola sem chutão.

Por enquanto, apesar da reconhecida predileção pelo ex-titular, é fácil adivinhar que Vanderlei Luxemburgo vai seguir apostando no menino, que não sentiu as dificuldades de entrar numa hora complicada e mostrou qualidades.

Magia

Chegou a hora do comandante.

Desde domingo, quando viu a despedida do talentoso Neymar, contratado pelo Barcelona, tudo indica que Muricy Ramalho, dono de um currículo invejável, conhecedor do ofício, passou a ingerir calmantes, na tentativa de fazer o Santos jogar bom futebol sem o seu melhor jogador.

Não é de duvidar que, antes da abertura da janela, quando certamente o Peixe vai abrir o cofre, bater o martelo em novas contratações, o comandante do vestiário, adepto do futebol bonito, de ataque, acabe fazendo o que menos gosta: armar retrancas e evitar um atraso considerável na tabela do Brasileirão.

Passeio

Com um grupo numeroso, forte, interessado, o Cruzeiro mostrou na estreia do Brasileirão que vai ser a dor de cabeça para todos aqueles que querem botar a mão no caneco.

Ninguém desconhece que faltam 37 jogos, que o Goiás não é candidato a título, mas a verdade é que a Raposa fez 5 a 0 ao natural, passeando, e confirmou a bola que apresentou no Mineiro.

Único

Na largada do Brasileirão, apenas o São Paulo, que tem bom elenco, conseguiu três pontos fora de casa, contra a Ponte Preta, em Campinas.

Além dos importantes três pontos, da vitória fora de casa, que faz uma baita diferença, o resultado no Moisés Lucarelli vai aumentar e muito o moral do time do técnico Ney Franco.

Perguntinha

Quem vai ser o goleador do Brasileirão?

Bookmark and Share

Ajustes

25 de abril de 2013 7

Preocupou e muito.

Sempre muito atento, perfeccionista, sabedor de que todos os detalhes são decisivos, Dunga tratou de combater, no treino de ontem, um problema que apareceu nos últimos jogos e necessita de ajustes: a bola aérea defensiva.

Mesmo sem a presença de Moledo, ausente pela convocação para a Seleção, o chefe do vestiário tratou de dar uma boa arrumada na cozinha, ficou contente com o resultado e muito menos intranquilo para quem terá pela frente jogos mais decisivos ainda e que não permitem equívocos.

Fracasso

Não deu certo.

Quem viu a sofrida classificação do Grêmio contra o São Luiz, segunda-feira, certamente ficou com a quase certeza de que Vanderlei Luxemburgo já arquivou o plano de escalar Fábio Aurélio, no primeiro jogo da decisão contra o Santa Fe, na vaga do suspenso Zé Roberto.

Além da visível falta de ritmo, o experiente jogador, apesar de habilidoso, interessado, parece menos à vontade na função e, se não acontecer nenhum desvio de rota, vai ocupar um lugar na casamata no confronto diante dos colombianos.

Ofício

Agradou em cheio.

Mesmo derrotado, o Lajeadense, campeão do Interior, mostrou na derrota para o Inter que era um time bem posicionado, protegido no sistema defensivo, com jogadas de contra-ataque, o que valorizou ainda mais o técnico Flávio Campos, cujo trabalho começa a despertar o interesse de muita gente.

Pelas notícias dos últimos dias, o chefe do vestiário da Arena Alviazul ainda não definiu se permanece no clube, visando à disputa da sonhada Série D, mas dá para apostar todas as fichas que, pelo muito bom trabalho, não ficará desempregado de jeito nenhum no segundo semestre.

Goleada

Empurrado pelo seu fanático torcedor, o alemão Borussia foi superior ao Real Madrid, goleou por 4 a 1 e deu um grande passo para garantir lugar na final da Liga dos Campeões.

Até as paredes sabem que tudo será diferente em Madrid, que o time do técnico José Mourinho ainda não atirou a toalha, mas a vantagem é enorme e quase irreversível.

Descartes

Sem grana, com um time muito menor do que deveria ter, o Flamengo começa a descartar jogadores e anunciou que não conta mais com Ibson e Alex Silva.

Se conseguir achar interessados, a direção do Mengão diminui a folha e ganha oxigênio para sair atrás dos reforços pedidos pelo preocupado técnico Jorginho.

Perguntinha

Teremos final alemã na Liga dos Campeões?

Bookmark and Share

Natural

25 de março de 2013 5

Foi parto sem dor.

Mesmo sem jogar bola de encher os olhos, o Inter mostrou a superioridade que se esperava e goleou o Santa Cruz por 3 a 0. Aumentou sua invencibilidade, empurrou o adversário para mais perto do buraco e deixou bem claro que está focado em abocanhar o returno e liquidar a questão do Gauchão.

Nesta sexta vitória consecutiva, Leandro Damião foi quem mais se destacou. Fez um gol em jogada pessoal, deu belo passe para o segundo e teve atuação qualificada.

Sal

Só a vitória foi legal.

Na Arena, com a maioria dos titulares, o Grêmio derrotou o retrancado Caxias e seguiu líder do grupo, bem perto da fase decisiva da Taça Farroupilha. Mas jogou um futebol sem sal e terminou a noite com dúvidas sobre o time que enfrentará o Fluminense.

Além do resultado, a melhor de todas as notícias foi a volta de Kleber. Escalado desde o início, resistiu até o apito final e se movimentou com intensidade. Marcou dois gols e mostrou que está pronto.

Horror

Nem sempre dá certo.

Com a obrigação de vencer e mostrar mais, o Flamengo demitiu Dorival Júnior e entregou a chave do vestiário para o técnico Jorginho. Mas o time teve atuação desastrosa. Apenas empatou com o Boavista dentro do Engenhão, mereceu críticas, vaias e ficou complicado na tabela do Cariocão.

Até as paredes sabem que o novo comandante do Mengão não teve tempo, não merece ser apontado como culpado. Mas já deu para descobrir que o trabalho será árduo, exigente, com busca de reforços. Único jeito de o time carioca sair da mesmice e dar esperanças ao seu povo na Copa do Brasil e no Brasileirão.

Dureza

Será um bom teste.

Com mudanças no time, menos faceiro do que contra a Itália, a Seleção enfrenta à tarde a Rússia, quando precisará sair de campo com a vitória.

Ainda desentrosada, sem repetir escalação, visivelmente em fase de vestibular, o time de Felipão não está proibido de mostrar evolução e deixar o torcedor mais esperançoso.

Visitas

Diminuiu o perigo.

Fora de casa, sem o direito de fracassar, o Novo Hamburgo lutou e derrotou o Cruzeiro, de virada. Entrou na briga pela classificação no returno. Mais do que isso, saiu da zona da desgraça.

Claro que a situação ainda é complicada, mas, com os três pontos, o Noia saiu da indesejada UTI, chegou ao quarto.

Perguntinha

Por que o Kleber não bateu o segundo pênalti?

Bookmark and Share