Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Guerrinha"

Fábio Koff deu um tiro certeiro ao escolher Felipão

30 de julho de 2014 17

Foi uma bela escolha. Apesar da goleada de 7 a 1, dias atrás, para a Alemanha, da tatuagem que vai carregar pelo resto da vida, o técnico Luiz Felipe Scolari, anunciado como novo chefe do vestiário do Humaitá, ainda é dono de um currículo invejável e de enorme conhecimento sobre a matéria.

Se vai dar certo ou não, só o tempo dirá. Até prova em contrário, entretanto, dá para se dizer com convicção de que o presidente Fábio Koff deu um tiro certeiro, escolhendo um profissional que tem raízes no clube e que, acima de tudo, necessita provar que não faz parte da lista dos ultrapassados.

Vantagem

É jogo para largar bem. Logo mais, no Beira-Rio, o Inter, com uma escalação muito diferente da habitual, entra em campo pela Copa do Brasil, outro sonho de consumo do clube. Vai enfrentar o embalado Ceará, atual líder da Segundona, cheio do moral, com quase todos os seus titulares e que planeja conseguir um bom resultado para decidir tudo no jogo da volta.

Cabe ao time do técnico Abel Braga fazer a sua parte, fechar a noite com vitória, com a vantagem. E se possível sem levar gol, para encaminhar a passagem de fase e fortalecer a convicção de que tem bala na agulha para acabar com o longo jejum.

Baixa

Mauro Horita, Estadão Conteúdo

Mauro Horita, Estadão Conteúdo

 

Parece que não tem cura. Contratado para marcar gols, fazer a diferença, virar protagonista, o atacante Alexandre Pato caiu em completa desgraça no São Paulo. Virou reserva do reserva, perdeu a moral com o técnico Muricy Ramalho e começou a ser considerado, pela maioria da torcida, um jogador comum.

Ainda jovem, com bola no corpo, conta bancária abarrotada, chegou a hora do jogador se decidir sobre o que quer na vida: voltar a ser profissional da bola ou apenas aproveitar as delícias da vida.

Tempo

É tarefa indigesta. Ao contrário do que certamente esperava, o argentino Ricardo Gareca vai precisar baixar a biblioteca para fazer o Palmeiras virar um time forte, capaz de pensar em títulos.

Na derrota para o Corinthians, o Verdão jogou como equipe pequena, preocupada apenas em não levar gol, sem ambição. Se continuar assim, vai passar mais perto da briga para escapar da degola do que tentar um prêmio no Brasileirão.

Líder

Agradou em cheio. Em Campinas, o Caxias empatou com o Guarani, somou mais um ponto, confirmou a liderança e deu outro passo para avançar na concorrida Terceirona.

A impressão que fica é de que o time do técnico Beto Campos está ajustado, confiante de que é capaz enfrentar tudo e todos na competição. Falta muito, é verdade, mas a turma do Centenário mostra que está no caminho certo.

Perguntinha

Barcos vai voar nas mãos de Felipão?

Bookmark and Share

Prazo do contrato complica contratação do novo treinador gremista

29 de julho de 2014 19

É um problemão.

Sem técnico, com pressa para resolver o assunto, a direção do Grêmio convive com um dilema que pode atrapalhar a negociação com o novo treinador: o prazo de contrato.

Mais do que nunca, os dirigentes terão que utilizar a habilidade se quiserem bater o martelo com um profissional de ponta, como exige a maior parte da torcida que veste azul, preto e branco. A única coisa certa é que a questão exige rapidez, para que o escolhido possa chegar, botar a mão na massa, estrear em Salvador e se preparar para encarar o desafio de um Gre-Nal.

Ambição
Não é pequena a diferença.

Verdade que acabou esse negócio de jogo jogado, mas mesmo com alguns desfalques, o Inter joga na obrigação, amanhã, de sair em vantagem contra o Ceará.

Dentro do Beira-Rio, pela ambição de título na Copa do Brasil, o time do técnico Abel Braga não pode dar chance ao azar, mesmo que o adversário esteja fazendo bonito na Segundona. É jogo para vencer, evitar levar gol e provar que tem bala na agulha para sonhar na competição.

Despedida

 AFP

AFP

Fim do casamento.

Visivelmente contrariado pela condição de reserva num jogo e titular no outro, o qualificado Ronaldinho passou o final de semana em Salvador, ao lado dos amigos, aproveitando a vida, enquanto o Atlético-MG comia o pão que o diabo amassou em Recife, contra o Sport.

Era sinal de que a união, depois de vitórias, títulos, muitas alegrias, poucas tristezas, estava chegando ao fim. A comunicação do divórcio veio do presidente do Galo, Alexandre Kalil. Agora é esperar para ver se o moleque vai seguir vendendo seu peixe no futebol brasileiro ou trabalhar em euros do outro lado do oceano?

Bombeiro
Pintou outro desafio.

Ano passado, com a água batendo no queixo, o técnico Argel Fucks assumiu o comando do Criciúma, motivou o grupo, somou pontos e salvou o Tigre da degola. Agora com mais tempo, assumiu o Figueirense, lanterna, bola de chorar. Vai precisar fazer milagres e mais milagres.

Derrapagem
Desse jeito não vai dar.

Jogando em casa, com a chance de assumir a ponta, o Juventude derrapou. Perdeu para o Madureira, que vinha caindo pelas tabelas, despencou e agora vai precisar tirar sangue das unhas dentro e fora de casa.
Com esse tombo imprevisto, inesperado, a coisa complicou e muito.

Perguntinha
O Grêmio vai melhor com novo comando?

Bookmark and Share

Complicou a situação para o time gremista

28 de julho de 2014 13
Bruno Alencastro/Agência RBS

Bruno Alencastro/Agência RBS

 

Dentro da Arena, na estreia de Fernandinho, o Grêmio levou duas bolas na trave, saiu atrás no placar, virou, levou o empate e sofreu o terceiro gol nos acréscimos. O Tricolor perdeu para o Coritiba e se atrasou bastante na tabela.
Outra atuação capenga, vaias das arquibancadas e muitas críticas ao técnico que não consegue fazer o seu time encontrar um jeito de animar, de conseguir resultados. Enderson foi chamado para carimbar a carteira profissional.

Aleluia
Até que enfim!
Justamente quando cumpriu a sua pior atuação no Brasileirão, com muitos passes errados e quase nenhum poder de fogo, o Inter desencantou fora de casa.
Numa Fonte Nova nervosa, o lateral Wellington Silva acertou um chute lotérico, contou com a contribuição decisiva do goleiro Marcelo Lomba e deu ao Colorado três pontos valiosos. Agora, o time do técnico Abel Braga se atira de corpo e alma na Copa do Brasil, quarta-feira, no Beira-Rio, contra o Ceará. A meta é buscar a vantagem sem sofrer gol, para seguir sonhando com o caneco.

Líder
Não muda nada.
Em casa, ajudado por um pênalti inexistente, o Cruzeiro massacrou o Figueirense por 5 a 0, chegou aos 28 pontos e deu mais uma demonstração que é o candidato a ser batido neste Brasileirão.
Quem gosta de olhar para a frente, vale lembrar que a Raposa, confiante, líder com folga, agora vai cumprir dois jogos fora de casa, contra Botafogo e Criciúma, quando pode perder pontos e dar esperança aos inimigos.

Fracasso
Deu tudo errado.
Na reestreia de Kaká, o São Paulo beijou a lona.
Perdeu para o Goiás por 2 a 1, despencou na tabela e mostrou que não basta ter nomes famosos, como muitos imaginam. Nove pontos atrás do líder Cruzeiro, o time do técnico Muricy Ramalho vai precisar, de agora em diante, recuperar o terreno perdido acumulando vitórias, único jeito de fazer o seu povo acreditar que pode botar a mão no título.

Passo
Parece, mas não é pouco.
Como mandante, mas longe do Bento Freitas, o Brasil-Pe empacotou a Cabofriense. Venceu por 2 a 1, chegou aos seis pontos, assumiu a ponta do seu grupo e provou que está muito afim de brigar por um lugar na Terceirona do próximo ano.
Além da vitória, é bom dizer que a nação xavante apareceu em massa. Deu show e fez a diferença, como sempre.

Perguntinha
O Cruzeiro já tem pinta de campeão?

 

Bookmark and Share

Chegou a hora da verdade para o Inter

26 de julho de 2014 3

Chegou a hora da verdade. Neste sábado, na Fonte Nova, o Inter, sem Aranguíz, com Alex, encara o Bahia, atrapalhado na tabela, machucado pela quase eliminação da Copa do Brasil, com a obrigação de acabar com o jejum fora do Beira-Rio.

Mesmo longe de casa, o time do técnico Abel Braga precisa fazer os três pontos, provar que tem bala na agulha para sonhar com o título do Brasileirão ou, no mínimo, com um lugar entre aqueles que vão estar na Libertadores de 2015.

O cara errado…

São Pedro decidiu que uma pessoa só poderia entrar no céu se tivesse um acontecimento terrível no dia da sua morte.
Minutos depois, chegou o primeiro, e o santo não perdeu tempo.

- Como foi o seu dia, como você morreu? – questionou.

- Fazia tempo que eu desconfiava que minha mulher estava me traindo! Voltei mais cedo do trabalho para pegá-la em flagrante! – anunciou.

- E o que aconteceu? – insistiu São Pedro.

- Quando cheguei em meu apartamento, que fica no 25º andar, minha mulher estava enrolada numa toalha, muito nervosa e agindo de forma suspeita! Comecei a procurar debaixo da cama, dentro do roupeiro, mas não encontrei nada! Quando estava quase desistindo, olhei para a sacada e vi o safado pendurado no corrimão! – relatou.

E continuou.

- Transtornado, peguei a vassoura, comecei a bater na mão dele, até que ele se soltou e despencou! Mas ele caiu sobre um toldo, que amorteceu a queda e não morreu! Fiquei com tanta raiva que peguei o que tinha de mais pesado dentro de casa, que era o refrigerador e joguei em cima dele! – comunicou.

- Mas como você morreu? – perguntou São Pedro.

- Fui acometido por um ataque cardíaco, de emoção! – respondeu.

Minutos depois, chegou o segundo candidato à entrada no céu e foi logo contando os detalhes.

- Estava fazendo meus exercícios diários na varanda do meu apartamento, no 26º andar, quando escorreguei e cai! Por sorte, consegui me segurar no corrimão do apartamento abaixo do meu! E quando estava quase conseguindo me levantar, apareceu uma mulher enrolada numa toalha, um maluco que começou a bater com uma vassoura nas minhas mãos. Sofri uma grande queda, fiquei todo dolorido, mas não morri! Em seguida, o mesmo maluco jogou uma geladeira em cima de mim! – avisou.

São Pedro caiu na gargalhada e mandou bala.

- Já entendi tudo! Pode entrar! – avisou.

Logo em seguida, chegou o terceiro candidato. E soltou a língua.

- Olha, o senhor não vai acreditar! Mas eu estava nu, dentro de uma geladeira, e até agora não entendi o que aconteceu…

Inadiável

É vitória ou vitória. Neste domingo, jogando na Arena, contra um Coritiba que está atolado no Z4, o Grêmio ficou sem o direito de deixar escapar os três pontos.

Claro que futebol se ganha no campo, que cada jogo é um jogo, mas quem pensa em entrar na briga pelo caneco, em garantir vaga na Libertadores, não tem outra saída. É jogo decisivo, para o Grêmio, para Barcos, para o técnico Enderson Moreira e, também, para Celso Roth.

Bookmark and Share

Inter tem obrigação de acabar com jejum fora de casa

25 de julho de 2014 10

Melhor seria com Aránguiz. Apesar da ausência do chileno, que vai passar uns dias na enfermaria, o Inter enfrenta o Bahia, amanhã, com a Fonte Nova fechada. Tem obrigação de acabar com o jejum fora de casa. E, para atingir esse objetivo, terá a volta de Alex, com melhor de fôlego e acostumado com a mecânica do time. É capacitado para dar conta do recado. Com a volta do camisa 12, o Inter fica quase com a escalação ideal e todas as condições de fazer o que se exige de quem sonha com o título.

Cobrança

É a última chance. Contra o Coritiba, domingo, na Arena, o atacante Barcos, marcado na paleta pela maioria da torcida, está proibido de fracassar. Substituído nos dois últimos jogos, sem a mesma confiança que tinha junto ao técnico Enderson Moreira, o Pirata sabe que precisa colocar a bola na rede. Se isso não acontecer, vai sair de campo mais cedo, outra vez, e muito provavelmente do time para os próximos jogos do Brasileirão.

Despedida

Pintou a fumaça. Quem se acostumou a ver Ronaldinho Gaúcho com o sorriso, alegria estampada no rosto, certamente sentiu que as coisas não estão caminhando bem com o jogador. Dias atrás, amargou a reserva. Na quarta-feira, contra o Lanús, na decisão da Recopa, foi sacado do time antes do final. É uma clara demonstração de que deixou de ser protagonista no Atlético-MG.

Inteligente, ainda disposto a seguir dentro do campo, tudo indica que o R10, nos próximos dias, var limpar o seu armário e mudar o endereço de trabalho.

Castigo

Faltou pouco. Como manda a cartilha, o Novo Hamburgo correu, marcou, mas acabou vitimado por um pênalti nos acréscimos. Perdeu para o ABC, em Natal, e ficou em desvantagem na briga para seguir na Copa do Brasil. Após este castigo, só resta uma saída para a turma do técnico Itamar Schülle: botar na cabeça que o bicho não é tão feio, que é possível fazer do limão uma limonada.

Pancada

Nem a altitude vai ajudar. Fora de casa, o Bolívar não viu a cor da bola, levou um sonoro 5 a 0 do San Lorenzo e deu adeus ao sonho de alcançar a façanha de chegar na final da Libertadores. Semana que vem, na montanha, onde costumava liquidar com os rivais, o time boliviano vai só cumprir tabela. Disputa um amistoso, sem nenhuma chance de surpreender.

Perguntinha

Argel Fucks vai salvar o Figueirense?

Bookmark and Share

Fabrício jogou um partidaço

24 de julho de 2014 11
Divulgação/ Inter

Divulgação/ Inter

Fazia tempo que não acontecia. Além do maestro D’Alessandro, que mais uma vez roubou a cena, com gol, passes decisivos, atuação de luxo, não dá para deixar de elogiar o lateral Fabrício.

Jogou um partidaço. Quase sem preocupação defensiva, dedicou-se muito mais ao apoio, onde apareceu na hora certa, no lugar certo, com um golaço, contribuições importantes e decisivas. Uma atuação de luxo, que valeu a escolha, sem ameaças, como o melhor da rodada.

Regularidade

Foi boa a resposta. Verdade que a exigência ainda não foi tão alta, mas desde o reinício do Brasileirão, quando virou titular, o zagueiro Pedro Geromel deu conta do recado.

Sempre bem colocado, o companheiro de Rhodolfo tem se destacado pela regularidade, detalhe nada pequeno para quem atua com a proibição do erro.

Além do bom aproveitamento defensivo, deu para notar que o defensor gremista é daqueles que quase não apela para o chutão, expediente que quase sempre atrapalha o restante do time. Pelo que tem apresentado, o novo escolhido do técnico Enderson Moreira assumiu, de vez, a condição de dono da posição.

Socorrista
É quase um ato de desespero. Apavorados com o fraco rendimento do time, com a dramática condição de lanterna, os homens que mandam e desmandam no Flamengo decidiram agir.

No início da semana, rescindiram o contrato do lateral André Santos, encaminharam a saída de Elano, e ontem agradeceram os serviços prestados pelo técnico Nei Franco.

É tudo com Vanderlei Luxemburgo, que estava longe do batente desde o final do ano passado, quando fez um trabalho capenga no comando do Fluminense. Ele chega com o projeto muito bem definido: salvar o Mengão do rebaixamento.

Risco

Aumentou o risco. Atolado no Z4 faz tempo, com míseros sete pontos em 33 disputados, o Coritiba enfrenta o Grêmio, domingo, na Arena, com a proibição de beijar a lona.

Mesmo que todos os envolvidos façam silêncio sobre o assunto, o jogo virou de risco para o técnico Celso Roth. Se o Coxa fechar o domingo com as mãos abanando, como aconteceu na maioria dos confrontos disputados até agora, o comandante corre risco de ser chamado para acertar as contas.

Martelo

Negócio fechado. Após um rápido namoro, o Real Madrid e o meia Jámes Rodriguez trocaram alianças. Goleador da Copa, dono de uma bola redonda, o colombiano foi apresentado com pompas de astro, ganhou a camisa 10 e um contracheque muito maior do que tinha na França. Agora é esperar o colombiano entrar em campo, quando vamos saber se foi um investimento baixo ou alto do clube espanhol.

Perguntinha

Luxemburgo vai dar jeito no Flamengo?

Bookmark and Share

Alex no lugar de Aránguiz

23 de julho de 2014 14
Divulgação Inter

Divulgação Inter

Tem cara de pule de dez.
Claro que tudo vai depender dos treinos, das conversas, mas a tendência é de que Alex, que voltou na goleada contra o Flamengo, fez gols, se mexeu bem em poucos minutos que esteve no campo, seja o substituto de Aranguíz, sábado, contra o Bahia, em Salvador.

Com mais alguns dias de treinos pela frente, o meia vai melhorar o fôlego e garantir a escalação.

Experiente, inteligente, acostumado com o restante do time, o camisa 12 tem bala na agulha para dar uma resposta.

E fazer o time do técnico Abel Braga, mesmo sem o chileno, passar por cima do obstáculo.

Dilema

É muito azar.
Logo agora, que fez uma das suas melhores atuações na vitória contra o Figueirense, que tinha chance de carimbar de uma vez por todas a vaga de titular, o argentino Alán Ruiz sofreu uma lesão muscular.

Está fora contra o Coritiba e até ameaçado de não jogar o Gre-Nal, que começa a bater na porta.

Horas de sono a menos para o técnico Enderson Moreira.

Agora, o chefe da boleirada terá que decidir se escala outro meia para o lugar ou se entrega a função para Giuliano e coloca Fernandinho, mesmo ainda faltando fôlego, no time.

Descobertas

Foi uma boa apresentação.
Sorridente, tranquilo, algumas vezes irônico, o técnico Dunga, apresentado ontem como o novo chefe do vestiário da CBF, não deixou ninguém sem respostas na coletiva.

Admitiu que precisa melhorar seu trato com a imprensa e avisou que vai ouvir tudo, todos que querem ajudar a Seleção.

Só não deu pistas do que pensa a respeito das futuras convocações, mas sabe que vai precisar fazer muitas descobertas, tarefa gigantesca para um futebol que vive de uma safra não mais do que razoável.

Castigo

Desgraça pouca é bobagem.
Além da humilhação da goleada para o Inter, das agressões sofridas na saída do Beira-Rio, o lateral André Santos recebeu uma notícia que não esperava: teve seu contrato rescindido com o Flamengo.

Outro que está com os dias contados no Ninho do Urubu é o volante Elano, que passou mais tempo na enfermaria do que no campo, virou reserva do reserva e já encaminhou o fim do casamento.

Com tudo o que está acontecendo, fica fácil entender os motivos da péssima campanha do Mengão.

Degrau

É noite para alimentar o sonho.
Valendo pela terceira fase da Copa do Brasil, o Novo Hamburgo visita o ABC, em Natal.

Jogo duro, mas nada impossível para a turma do Vale, que vai ter a chance de decidir a vida em casa.

Fechadinho, especulando, o time do técnico Itamar Schülle pode encaminhar a vaga.

Perguntinha

Quanto tempo o Tite vai ficar desempregado?

Bookmark and Share

Pergunta para o Guerrinha: "Grêmio pode derrubar Celso Roth"

22 de julho de 2014 5

Guerrinha comenta com Amanda Munhoz como deverá ser a atuação de Dunga como treinador da Seleção Brasileira novamente e fala sobre as últimas da Dupla. Imperdível!

Bookmark and Share

Queda de Luan é assustadora

22 de julho de 2014 20

 

Foto Rodrigo Fatturi/Grêmio/Divulgação

Foto Rodrigo Fatturi/Grêmio/Divulgação

Algo está acontecendo. De uma hora para outra, o menino Luan, veloz, habilidoso, que surgiu como um furacão, sumiu do mapa. Nos dois últimos jogos – Goiás e Figueirense -, o jogador mais valorizado do grupo gremista saiu de campo antes do final, com atuações que não passaram nem perto do que já mostrou com a camisa tricolor.

Alguém, lá pelas bandas do Humaitá, precisa descobrir com urgência o que se passa com o jogador. Talvez uma conversa carinhosa, olho no olho, seja o remédio para que tudo volte ao normal.

Desafio
Aumentou o desafio. Empolgado com a goleada sobre o Flamengo, com a mão na maçaneta da porta de entrada do G4, o Inter agora vai precisar superar um obstáculo que está atrapalhando a campanha: vencer longe do Beira-Rio.

Contra o Bahia, sábado, sem público no estádio, ambiente favorável, o time do técnico Abel Braga, sem o chileno Aránguiz, não pode deixar o cavalo passar encilhado.
A hora de arrancar é agora, contra um adversário que está atrapalhado e longe de ser temível.

Cerimônia
É o dia da confirmação. Logo mais, no Rio, o gaúcho Dunga será apresentado, pela segunda vez, como o novo técnico da Seleção.  Terá muito trabalho pela frente, o maior deles de garimpar qualidade técnica, de formar um grupo, de fazer um time competitivo, capaz de resgatar o respeito dos adversário, que não existe mais.

Além do novo comandante, a CBF também deve anunciar os outros integrantes da comissão técnica. Certo mesmo é que os novos responsáveis terão que descascar um enorme abacaxi, sem chance de erros, tudo para que o torcedor possa ter esperança de ver em campo um time capaz de dar esperanças de vitórias e títulos.

Largada
Melhor é impossível. Longe de casa, contra o campeão paulista, o Brasil-PE, nosso representante na Série D, fez estreia de luxo. Derrotou o Ituano por 1 a 0 somou os primeiros três pontos e, além de tudo isso, fez uma atuação de muito boa qualidade, acima de tudo do meio para trás.

Com o moral em alta, o Xavante volta a campo no domingo, no Vieirão – o Bento Freitas está proibido de receber jogos no momento – e tem tudo para fazer outro resultado, encaminhar o primeiro objetivo, que é o de passar de fase.

Tumulto
Era pule de dez. Após tudo o que aconteceu no Beira-Rio, com protestos, agressão contra o lateral André Santos, era fácil imaginar que a delegação do Flamengo chegaria em casa debaixo do mau tempo.

Assim que colocaram os pés no saguão de desembarque, os integrantes da delegação do Mengão foram xingados, cobrados, ameaçados pela rapaziada das organizadas do clube. Sorte que a polícia carioca trabalhou bem, cuidou do assunto e protegeu o pessoal do Ninho do Urubu.

Perguntinha
Quem vai parar o Cruzeiro?

Bookmark and Share

Inter não tomou conhecimento do Flamengo

21 de julho de 2014 12

Teve atropelamento. Sem muito esforço, em ritmo de treino no segundo tempo, quando teve um a mais em campo, o Inter não tomou conhecimento do assustado Flamengo. Abriu o marcador com Rafael Moura, em jogada ensaiada de bola parada, marcou o segundo no final do primeiro tempo, de pênalti, com D’Ale, e foi para o vestiário com o resultado assegurado.
Na segunda parte do jogo, marcou mais duas vezes, com Fabrício, em belo chute de primeira e, fechou a conta, com Alex, que entrou para ganhar ritmo.

Fim de seca gremista

Acabou. Verdade que a bola ainda está longe de animar o torcedor e deixá-lo confiante de que pode resultar em título. Mas não é menos verdade que o Grêmio conseguiu, sábado, no Scarpelli, do que mais precisava: vencer.

Não teve gol de Barcos, nem boa atuação de Luan. Mas teve gol de Giuliano, que apareceu no lugar certo. Como meiaatacante, fez o Tricolor colocar mais três pontos na conta. Agora, com a semana inteira só para trabalhar, o Enderson Moreira tem obrigação de dar ajeitada do meio para a frente. Só assim terá menos dificuldades para derrotar o Coritiba.

Zebra no Morumbi

Ninguém é de ninguém. Quem viu a bela vitória sobre o Bahia, no meio da semana, em Salvador, só poderia imaginar que o São Paulo não teria nenhuma dificuldade de fazer o serviço na Chapecoense. Mas a teoria foi para o ralo. Diante de público numeroso, o time de Muricy Ramalho perdeu por 1×0 e foi dormir tentando descobrir as causas do fracasso. Certo mesmo é que o líder Cruzeiro gostou, e muito, do que aconteceu no Morumbi.

Tomando água de salsicha

Tudo continua como estava. Mais uma vez, o Coritiba perdeu, seguiu atolado na zona da desgraça e deixou o seu povo ainda mais assustado com a chance de voltar a jogar a desprezível Segundona. Dono de sete pontos em 33 disputados, o Coxa segue jogando pouco. A direção, ao contrário do que se imaginava, segue convicta de que a salvação se chama Celso Roth.

Dorme no gelo, acorda suando

Deu tudo certo. Fora de casa, o Caxias derrotou o Madureira, chegou aos 14 pontos e provou que o técnico Beto Campos estava com inteira razão quando disse que seu time voltaria com tudo após a parada da Copa. Se vai atingir o objetivo, só saberemos mais adiante. Porém, a hora é de reconhecer que o clube grená está muito no páreo da Terceirona.

Bookmark and Share