Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Palmeiras"

Acabou o drama

01 de dezembro de 2014 35

Num jogo em que teve muito mais posse de bola, o Inter abusou dos toques laterais, finalizou pouco, mas confirmou a maior qualidade na segunda etapa e derrotou o Palmeiras por 3 a 1. O time de Abel chegou aos 66 pontos e se garantiu na turma que vai participar da Libertadores de 2015.
Uma vitória merecida, aguardada, comemorada pelo maior público que o Beira-Rio recebeu num jogo oficial após a sua reinauguração. Agora, o Colorado está aliviado para encerrar sua participação no Brasileirão e ainda sonhando com a vaga direta na mais charmosa competição da América.

Não estava no cardápio

Foto: Matheus Andrade/Photocamera, Divulgação

Foto: Matheus Andrade/Photocamera, Divulgação

Fora de casa, contra o Fluminense, com a chance de ficar bem perto de carimbar a vaga direta na Libertadores, o Corinthians começou bem, levou o empate, entrou em parafuso e perdeu de 5 a 2. Fechou a rodada na quarta posição e vai para a última rodada com a corda no pescoço.
Certo mesmo é que, aconteça o que acontecer domingo contra o Criciúma, o técnico Mano Menezes, expulso no Maracanã, já sentiu o cheiro da brilhantina. Ele está fora dos planos para 2015 e isso também pode influir na produção do Timão no último compromisso da temporada.

Acredite quem quiser
Dono de míseros 39 pontos, 20 derrotas, 58 gols sofridos em 37 jogos, o Palmeiras, com um dos piores times da sua história, chega no último jogo fora do Z4 e dependendo apenas do seu resultado. Com esta campanha horrorosa, de fazer o seu torcedor correr até a farmácia atrás de calmantes, o Verdão joga por vitória contra o Atlético-PR. Pela ruindade dos rivais, pode seguir na elite até com outro fracasso.

Aconteceu o milagre
Na hora da verdade, de a onça beber água, o Avaí foi mais competente do que seus rivais: derrotou o Vasco, esperou pelos fracassos de Boa Esporte e Atlético-GO e se garantiu na elite em 2015. Uma conquista que parecia improvável, com participações decisivas do meia Marquinhos, o dono do time, que certamente vai ganhar um busto na Ressacada.

Perguntinha
O Inter vai pegar a vaga direta na Libertadores?

Bookmark and Share

Placar injusto

01 de setembro de 2014 5
Alexandre Lops, Divulgação Inter

Alexandre Lops, Divulgação Inter

Só o placar foi injusto.

Com uma escalação diferente, o Inter correu, lutou e aproveitou a ruindade do Palmeiras. Criou as melhores chances, venceu por 1 a 0 e recuperou parte da gordura que escorreu nas derrotas para São Paulo e Atlético-MG. O time de Abel entrou no páreo, de novo, na briga por vaga na Libertadores.

Um triunfo importante, merecido, com atuação surpreendente de Jorge Henrique, autor do gol, movediço. A vitória, que poderia ter sido mais tranquila, estanca a fase negativa e deixa o Colorado bem mais animado para cumprir a tabela na Sul-Americana e tentar virar o turno atrás apenas do líder Cruzeiro.

 

Avanço tricolor

Ainda dá para sonhar.

Sem o direito de deixar escapar os três pontos, o Grêmio jogou no limite, com muito luta, pouco futebol, mas derrotou o Bahia. O time avançou na tabela e voltou a brigar pela única coisa que sobrou neste Brasileirão: uma vaga no G4.

O Grêmio tem o direito de aspirar o prêmio possível, mas isso só vai acontecer se jogar mais do que tem jogado. No sábado, a equipe reencontrará o ex-chefe Vanderlei Luxemburgo.
Fracasso

Ficou bem complicado.

Num jogo em que tinha a chance de pegar o elevador, contra um adversário direto, dentro de casa, o Caxias jogou coisa nenhuma e levou 3 a 0 do mineiro Tupi. O time fechou a rodada fora do G4 e corre o risco de ser ultrapassado, logo mais, pelo rival Juventude, coisa que ninguém imaginava nas bandas do Centenário.

Após este inesperado fracasso, não é de duvidar que a direção do clube grená faça alguma mudança de urgência, na tentativa de criar um fato novo. O time parecia muito bem encaminhado, mas de uma hora para outra começou a desandar e já corre perigo de ver o ano escorrer pelo ralo.
Bangornada

Ninguém é de ninguém. Dentro de São Januário, com a chance de assumir a ponta da tabela, o Vasco não viu a cor da bola. Levou 5 a 0 do Avaí, uma bangornada que abalou as arquibancadas e custou a demissão do técnico Adílson Batista. Claro que o Vascão segue muito vivo, que tem tudo para voltar ao convívio dos melhores em 2015, mas ficou bem claro que, nos dias atuais, tudo pode acontecer dentro do gramado pela ruindade geral do nosso futebol.
Pertinho

Agora falta pouco. Consciente de que era decisão, o Brasil-Pel defendeu bem, atacou bem e derrotou o lanterna Guarani de Palhoça. Fora de casa, chegou aos 12 pontos e deu um passo quase definitivo para passar de fase na Série D. Se vai mudar de endereço em 2015, só Deus sabe, mas dá para dizer, sem medo de errar, que o Xavante faz uma campanha animadora e que não está para brincadeira na competição.
Perguntinha: Quantos titulares o Inter vai levar a Salvador?

Bookmark and Share

Justiça

27 de maio de 2013 14

Ficou de bom tamanho.

Mais interessado e solto, o Grêmio foi bem melhor do que no Gauchão e na Libertadores, dominou o Náutico, fez 2 a 0 e colocou três pontos obrigatórios na conta. Deu esperança ao torcedor de que pode fazer mais.

Verdade que o adversário não está entre os mais temíveis. Mas, além do resultado, vale ressaltar a evolução do time. Até agora, apesar dos nomes no papel, tinha sido uma grande decepção em campo.

Reação

Foi ponto ganho.

Longe de casa, sem três titulares, o Inter entrou com sono, levou dois gols em 11 minutos por falhas individuais, acordou ainda no primeiro tempo e empatou no segundo. Mostrou contra o Vitória poder de reação e voltou para casa satisfeito com a largada no Brasileirão.

Apesar da recuperação, com atuação de gala de Fred, a igualdade na Arena Fonte Nova mostrou, com clareza, que Dunga precisará seguir tirando coelho da cartola nos próximos quatro jogos.

Novela

Acabou a novela.

Depois de muitas horas de reunião na sexta-feira, Santos, Barcelona e as pessoas que cuidam da vida do habilidoso Neymar apertaram as mãos, se abraçaram, assinaram uma negociação que estava madura. O cofre do Peixe ficou mais aliviado, o time espanhol, mais forte, e o jogador, com conta bancária de fazer inveja a qualquer mortal.

A partir da reabertura da próxima temporada europeia, vamos todos, finalmente, assistir ao jogador competindo com os melhores do planeta, com todos os subsídios para firmar convicção de que o ex-camisa 11 da Vila Belmiro conseguirá um título que raros brasileiros conseguiram: o de melhor jogador do mundo.

Qualidade

Ganhou o melhor.

Verdade que não foi nada fácil, que o Borussia fez primeiro tempo superior, mas a Liga dos Campeões foi parar nas mãos do Bayern, que tinha mais farinha no saco.

O novo campeão europeu, base da seleção alemã, tem um timaço e vai chegar ao Mundial de Clubes do Marrocos como favorito.

Suadinho

Com as honras de favorito, o Palmeiras, ainda sem casa, foi melhor do que o Atlético-GO, criou as situações mais claras, derrotou o Atlético-GO e fez os três primeiros pontos na Segundona.

Mesmo com o resultado suado, mas muito festejado, o Verdão cumpriu com a sua obrigação.

Perguntinha

Quem escolheu a bola do Brasileirão?

Bookmark and Share

Pertinho

29 de abril de 2013 23

Foi parto sem dor.

Com muito mais qualidade, um primeiro tempo muito bom, quando não deu a mínima chance para o Veranópolis, abriu o marcador com Willians, o Inter atingiu o objetivo, carimbou a vaga na final da Taça Farroupilha e ficou a 90 minutos do caneco do Gauchão.

Antes de decidir com o Juventude, em um ou três jogos, o time de Dunga, que teve uma atuação de luxo do autor do gol, vai para Recife, encarar o Santa Cruz, seu segundo obstáculo na Copa do Brasil, quando não terá o talentoso D’Alessandro mas tem chance de fazer bonito.

Eliminação

O sonho foi para o ralo.

Lento, sem criação, na dependência das individualidades, o Grêmio repetiu a maioria das atuações na temporada, empatou em 1 a 1 com o Juventude, acabou derrotado nos pênaltis, deu adeus ao Gauchão e agora ficou com uma obrigação ainda maior na Libertadores.

Após mais um fracasso, que ao invés de ser visto como outro desempenho capenga rendeu veementes críticas à arbitragem, o time de Luxemburgo tem só uma saída se quiser apagar o início de incêndio: fazer resultado contra o Santa Fe.

Euforia

Valeu a espiadinha.

Quatro dias após assistir ao assustador empate conta o São Luiz, na Arena, o técnico Lisca armou um Juventude para a decisão contra o Grêmio de forma correta, com muita marcação, cuidados redobrados no engenheiro Zé Roberto e muito pouco espaço para os atacantes Vargas e Barcos.

Pela maneira correta como planejou a decisão, pela classificação para a final do returno, é fácil entender toda a euforia do comandante do time caxiense, que terminou a decisão de sábado na parte mais alta da tela, com um sorriso estampado no rosto e convicto de que, a partir de agora, tudo o que vier é lucro.

Sofrimento

Mesmo com um time superior, o Santos passou dificuldades contra o Palmeiras, empatou no tempo normal, e só garantiu o direito de seguir adiante no Paulista nas penalidades.

Mais uma vez ficou provado que os clubes brasileiros são muito parecidos, que ninguém joga muito mais, e que a maior diferença, nos dias atuais, está apenas na folha de pagamento.

Redondinho

Concentrado, com o moral nas nuvens, o Botafogo atropelou o Resende e mostrou que não vai ser fácil entregar o ouro no Carioca.

Claro que o mérito é de quem entra no campo, decide jogos, mas vale lembrar que a direção do Fogão acertou na mosca ao manter o técnico Osvaldo de Oliveira, que para muitos deveria ter sido mandado embora faz tempo.

Perguntinha

O Grêmio sabe por que está jogando pouco?

Bookmark and Share

Vaias

29 de março de 2013 8

Deu zebra na Arena.

Num jogo que servia para começar a definir o time para a decisão contra o Fluminense, o Grêmio jogou pouco, bateu cabeça com o esquema de três atacantes, perdeu para o ameaçado Cruzeiro, aumentou as dúvidas na cabeça de Vanderlei Lubemburgo e saiu de campo vaiado.

Quem dormiu aliviada foi a turma do técnico Benhur Pereira, que saiu da zona da desgraça, entrou para a história da Arena como o primeiro gaúcho a vencer no Humaitá e ficou muito mais motivado para pegar o Pelotas, na Boca do Lobo.

Maestro

É grande a diferença.

Quem viu a atuação sem sal e sem gols contra o São José, o fim do aproveitamento de 100% na Taça Farroupilha, ficou com a nítida certeza de que o Inter é um time forte quando tem D’Alessandro e muito menos difícil de ser enfrentado quando não conta com o meia.

Poupado pela exigente sequência de jogos, o capitão, referência técnica, homem de confiança de Dunga, fez muita falta num jogo em que o Colorado foi superior, teve as melhores chances, mas não soube sair da encrenca.

Intervalo

Fica como tudo como estava.

Ao contrário do que qualquer mortal imaginava, o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, com cara de poucos amigos, convocou a imprensa, avisou que considerou a goleada de 6 a 2 sofrida para o Mirassol um acidente, que confia nos seus jogadores e que o técnico Gilson Kleina não merece a demissão.

Dá para concluir que o presidente resolveu manter o comandante pelas correções feitas no intervalo, que determinaram um segundo tempo sem gols, com muito empenho do Verdão e total desinteresse do desafiante.

Reação

Melhorou e muito.

Após habitar a zona da morte por várias rodadas, o Veranópolis somou dez dos 12 pontos possíveis no returno, ficou perto da vaga e mais longe do liquidificador.

Méritos para o técnico Julinho Camargo, que aproveitou a folga na virada do turno, ajustou o time e mostrou que não desaprendeu durante o tempo em que esteve longe do batente.

Queixo

Acendeu a luz amarela.

Com mais uma atuação capenga, fora de casa, o Pelotas perdeu para o Cerâmica e viu a água bater no queixo na briga para escapar da degola.

Agora, o assustado Lobão tem uma decisão contra o Cruzeiro, na Boca do Lobo, quando está proibido de fracassar e necessita da ajuda do seu torcedor.

Perguntinha

O Inter quer contratar estrangeiro?

Bookmark and Share

Vivo

14 de março de 2013 15

Não há motivos para pânico.

Claro que o Grêmio deu chance para o azar com a derrota para o Caracas, mas não custa lembrar que a situação segue sob controle, na dependência dos próprios resultados, pode dar até classificação antecipada contra o Fluminense, na Arena.

A derrota para um rival esforçado, mas sofrível, deixou muito claro que o Grêmio não beijou a lona, como muitos imaginam, pelo gramado ruim, e sim pela atuação muito abaixo do esperado de alguns jogadores.

Dúvida

Nada de correr riscos.

Apesar de recuperado da lesão e do bom aproveitamento nos treinos, tudo indica que Dátolo, mesmo com a ausência de Fred, suspenso pelo terceiro amarelo, ainda precisará trabalhar mais forte nos próximos dias para ficar em ponto de bala.

Pelo andar da carruagem, Dunga aproveitará os trabalhos de hoje e amanhã para decidir entre Vitor Júnior e Otavinho quem começa o jogo de domingo, contra o Canoas, na estreia da Taça Farroupilha.

Velocista

Foi uma boa escolha.

Sem Lucas, na enfermaria do PSG por obra de entrada criminosa de um marcador, Felipão convocou Osvaldo, do São Paulo. Dono de invejável velocidade e habilidoso, ele se tornou o grande destaque do time paulista nos últimos jogos.

Caso tenha chance de atuar nos amistosos contra Itália, dia 21, e Rússia, dia 25, o atacante pode dar o primeiro e importante passo para começar a ser lembrado em todas as convocações e alinhar presença no grupo que buscará a Copa de 2014.

Esperança

Voltou a esperança.

O 1 a 1 entre Sporting Cristal e Libertad, terça-feira, em Lima, reanimou a torcida do Palmeiras, que vai para os três últimos jogos, dois deles em casa, com a chance de buscar a vaga.

Tudo passa pelo jogo contra o Tigre, quando o time do técnico Gilson Kleina vai precisar do empurrão do seu povo e, obrigatoriamente, dos três pontos.

Perigo

Só não pode perder.

Logo mais, em Buenos Aires, o São Paulo, cheio de bons jogadores, mas com um time que não empolga, volta a encarar o Arsenal.

Dependendo do que acontecer nesta decisão, o técnico Ney Franco, que já não goza do prestígio que tinha meses atrás, até pode correr o risco de perder a boquinha.

Perguntinha

Willian José joga mais do que Moreno?

Bookmark and Share

Encruzilhada

12 de março de 2013 8

Só é proibido perder.

Logo mais, na Venezuela, o Grêmio, com a força máxima, embalado pelas duas últimas vitórias, volta a encarar o Caracas. É jogo que promete ser bem mais complicado do que o da semana passada. Vale a ponta da tabela e encaminha classificação.

Mesmo longe de casa, o time de Vanderlei Luxemburgo, pela melhor qualidade e pela experiência dos boleiros, deve suportar pressão e confirmar o favoritismo.

Paredão

Justiça seja feita.

Ao contrário de 2012, quando fracassou em vários jogos, o zagueiro Rodrigo Moledo virou paredão nesta temporada e mostrou que merece ser titular.

Pelas belas atuações até agora, é fácil deduzir que o dono da camisa 13 do time do técnico Dunga aproveitou muito bem a pré-temporada, aprendeu com os erros cometidos, amadureceu e tem tudo para fazer mais sucesso ainda no decorrer da Copa do Brasil e do Brasileirão.

Prêmio

Apareceu a chance.

Fruto do belo trabalho desenvolvido no comando do São Luiz, que surpreendeu a todos ao chegar na final da Taça Piratini, o técnico Paulo Porto recebeu a devida valorização, aceitou a oferta de emprego da direção do ABC, de Natal, quando terá a chance de trabalhar na Série B do Brasileirão.

Detalhista, competente, líder, o ex-comandante do time de Ijuí vai encarar o novo desafio na certeza de que fez o melhor que podia, que sabia, que não rendeu o título do turno, mas garantiu a presença do clube na elite do futebol gaúcho em 2013.

Coragem

Acabou a mordomia.

Incomodado com a violência de sua organizada, Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, decidiu cortar as regalias e encarar os vândalos.

Até quando a medida será mantida ninguém sabe, mas a coragem de enfrentar um problema grave, que só traz prejuízos, deveria ser seguida por todos.

Talento

Dá gosto de ver.

Verdade que o Botafogo chegou ao título da Taça Guanabara pelo coletivo, mas o grande nome de campanha chama-se Seedorf.

Motivado, conhecedor dos atalhos do campo, o gringo desequilibrou e justificou o contracheque que recebe no Rio.

Perguntinha

Quantos gols o Damião vai fazer em 2013?

Bookmark and Share

Vaga

08 de março de 2013 6

Ficou bom demais.

O 1 a 1 entre Fluminense e Huachipato, no Engenhão, era tudo o que o torcedor, a direção, o técnico, os jogadores e até os pipoqueiros da Arena queriam. Deixa o Grêmio com a faca e o queijo na mão para reassumir a liderança terça-feira, contra o Caracas.

Nas contas que são feitas no vestiário, todos sabem que, se empatar o próximo jogo e depois vencer o Fluminense, na sua casa nova no Humaitá, o Grêmio, que levou um susto na largada, carimba e encaminha a melhor vaga no Grupo 8.

Recorde

É quase um recorde.

Pelas notícias de ontem, o Inter entrará domingo, em Ijuí, para decidir a Taça Piratini com a mesma escalação dos últimos dois jogos. Isso é incomum nos dias atuais do futebol mundial.

Claro que não significa certeza de vitória. Mas Dunga, pelo estágio atual e ainda no aguardo de reforços, deve comemorar o fato de não precisar fazer mudanças ou ter de mudar a forma de jogar justamente nesta hora tão decisiva.

Castigo

Faltou competência.

Em jogo no qual teve as melhores chances e tinha tudo para vencer, o Palmeiras criou, levou gol nos acréscimos, perdeu para o Tigre e agora terá que tirar coelho da cartola se quiser seguir na Libertadores.

Foi uma derrota que doeu mais do que qualquer outra. Sem nenhuma culpa do técnico Gilson Kleina, que escalou e mudou certo. O tropeço deve ser debitado na conta do atacante Kleber, que teve a bola do jogo, nos acréscimos, e optou pelo preciosismo. Tudo isso foi decisivo para a intolerável violência de integrantes da organizada contra os boleiros.

Forte

Longe de casa, no gramado sintético, o Corinthians, como sempre, marcou muito, criou chances, mas perdeu, com gol de bola parada, para o Tijuana. Mostrou, porém, que tem bala na agulha.

Apesar de terminar a rodada fora do topo, o time de Tite passa de fase e, com a reversão da bronca com sua torcida, entra com força na briga pelo caneco.

Correria

Já era esperado.

Motivados pela chance da proeza, os torcedores do São Luiz, em menos de três horas, compraram todos os ingressos da decisão de domingo.

Já se sabe que o time de Paulo Porto atuará empurrado pelo seu povo. Nada de anormal para quem fez bela campanha e sabe que a missão não é impossível.

Perguntinha

O Damião desencantará em Ijuí?

Bookmark and Share

Repetição

28 de fevereiro de 2013 0

Ainda não é oficial.

Mas tudo indica que o Inter vai decidir a sua vida, domingo, no Centenário, contra o Esportivo, com o mesmo time que venceu o Gre-Nal e parece o melhor do momento pelas bandas do Beira-Rio.

A melhor das notícias é que D’Alessandro, o ponto de referência do esquema do técnico Dunga, se recuperou das dores musculares, participou normalmente dos trabalhos e não corre nenhum risco de ficar de fora justamente numa hora tão importante para o Colorado.

Martelo

Acabou o imbróglio.

Um dia após a tensa reunião com a OAS, o presidente Fábio Koff bateu o martelo, definiu através de nota oficial que o Grêmio vai enfrentar o Caracas, na terça-feira, na Arena, liquidando com uma questão que estava incomodando boa parte da torcida.

Agora, resta a Vanderlei Luxemburgo ajustar o seu time, tratar de fazer os boleiros se adaptarem ao gramado do estádio, com o único e exclusivo pensamento de fazer o time conquistar três pontos e ficar mais perto do objetivo da classificação.

Baile

Deu gosto de ver.

Longe de casa, com quatro jogadores do meio para a frente que estão sempre de olho no gol, o Atlético-MG saiu atrás, não perdeu o rumo, goleou o Arsenal por 5 a 2, perdeu pênalti e mostrou que tem bala na agulha para brigar pelo caneco da Libertadores.

Verdade que o adversário tem uma defesa que parece um salão de festas, mas não é menos verdade que o time do técnico Cuca soube fazer valer a muito melhor qualidade, se comportou como favorito e conseguiu uma vitória que poucos vão conseguir dentro da casa dos gringos.

Fogo

Logo mais, o Palmeiras enfrenta o Libertad, em jogo que vale a ponta da tabela e vai dar uma ideia bem mais clara sobre a chance do time paulista na Libertadores.

Até prova em contrário, o time do técnico Gilson Kleina, apesar da importante vitória na estreia diante do peruano Sporting Cristal, é apenas um coadjuvante, sem chance de ir muito longe na competição.

Beiradas

Ninguém desconhece que o futebol argentino perdeu força nos últimos tempos, mas a vitória do Velez sobre o Peñarol, em Montevidéu, não foi obra do acaso.

Com uma marcação forte, contra-ataque veloz, o time argentino segurou a pressão dos uruguaios, deu o bote na hora certa e virou favorito para classificar, em um grupo que não tem nada de fácil.

Perguntinha

O Galo virou favorito na Libertadores?

Bookmark and Share

Novos chefes*

31 de janeiro de 2013 3

Por Cléber Grabauska (interino) – cleber.grabauska@rdgaucha.com.br

Hoje, em Ijuí, os dois times estarão com treinadores novos. O São Luiz, após dois jogos sem vitória, preferiu a cirurgia imediata. Trocou Tonho Gil por Paulo Porto.

Já o Grêmio recoloca Roger Machado no lugar que foi ocupado temporariamente por Mabília. A verdade é que nenhum dos dois está pra brincadeira. Porto precisa tirar o São Luiz da zona de rebaixamento. E Roger, olhando lá na frente, quer mostrar que pode ser muito mais que um interino.

Crítica

No seu site, o Palmeiras criticou Josimar por não ter aceito a proposta do Verdão. E, por sua vez, o Inter não está gostando muito dessa visibilidade que o Palmeiras dá aos seus negócios através do site e do twitter.

O troca-troca com Luan não sai mais. Até porque os palmeirenses sonhavam com Dátolo e Rafael Moura. Nem um nem outro. A direção colorada muda de estratégia e deve pagar para ter Luan por empréstimo até o final do ano. Poderia ser uma opção para uma possível saída de Damião.

Empate

Foi um bom futebol e um mau resultado. A estreia do time de Dunga ficou manchada pela falta de gols. A produção foi boa, principalmente a partir da movimentação de D’Alessandro. O Inter dominou a partida, teve posse de bola, não correu risco, mas não soube marcar. Confirmando o que aconteceu na pré-temporada na Serra, o ataque ficou devendo.

Damião, que completa oito jogos sem colocar a bola na rede, parece afoito. Já Forlán, mesmo com todo empenho que teve durante as férias, mostrou pouca evolução. Aliás, do setor de ataque e criação, apenas D’Ale brilhou. Dátolo, que começa o ano como titular, rendeu pouco.

Estreias

Willians e Gabriel começaram bem no Inter. O lateral mostrou empenho. Falta-lhe ainda entrosamento, mesmo assim, saiu-se melhor do que Nei, o antigo titular.

Já Willians parece que se criou no Gauchão. Apontado como a melhor contratação da temporada, foi um dos destaques. Marcou e se posicionou bem e com isso facilitou a vida do garoto Fred.

Clássico

Apesar do péssimo ambiente que vive com os seus comandados no Real Madrid, José Mourinho soube montar um time que jogou de igual com o Barcelona pela Copa do Rey da Espanha.

O Barça largou melhor, mas os merengues cresceram e tiveram méritos para buscar o empate. Messi apareceu menos que Cristiano Ronaldo.

Perguntinha

Leandro Damião vai embora sem marcar?

Bookmark and Share