Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "São Paulo"

Derrota mostra que Grêmio ainda precisa evoluir

03 de março de 2014 4

Faltou quase tudo.

Verdade que o gramado do Aldo Dapuzzo mais parecia um potreiro e que a arbitragem pecou no pênalti. Mas a maior das verdades é que o Grêmio, mesmo com a força máxima, jogou coisa nenhuma e perdeu para o São Paulo com toda a justiça.

Mesmo que tenha tido a pior atuação na temporada e que siga liderando com folga o Grupo B, o time de Enderson Moreira mostrou irregularidade, que ainda é inconfiável e que precisa evoluir. Principalmente do meio para trás, se quiser acabar com o jejum de títulos no Humaitá.

Sumido

Está longe do ideal.

Quem viu a tranquila vitória do Inter sexta-feira, certamente vai concordar que o experiente Alex mostrou progressos. Mas ainda necessita recuperar uma virtude que não tem aparecido: o chute de fora da área.

Habilidoso, visto como peça principal do grupo por Abel Braga, o meia mostra melhora no condicionamento físico e mais movimentação. Mas parece receoso, sem a confiança necessária para colocar em prática a virtude que pode fazer a diferença contra fracos e fortes adversários.

Taxista

Dá até para sonhar.

A bela vitória sobre o Grêmio, com estádio lotado, enlouquecido, retirou o São Paulo da turma que luta para salvar a pele da degola. Até deixou o pessoal envolvido com o futebol do clube na esperança de arrumar lugar entre os quatro classificados para a fase decisiva do Gauchão.

Pelo considerável avanço na tabela e pela garra que mostrou o tempo inteiro, fica muito fácil afirmar que o técnico Toquinho, caso consiga fazer o seu time escapar do pior e chegar entre os melhores, merece ganhar um busto no estádio e certamente vai demorar a voltar ao seu emprego de taxista.

Padre

O padre foi avisado.
Em casa, sem o direito de dar chance ao azar, o São Luiz perdeu para o Novo Hamburgo, seguiu com os míseros seis pontos e na dependência de um milagre. Também demitiu o técnico Mauro Ovelha.

Com mais 12 pontos para disputar, mas com uma bola que não mete medo em ninguém, parece que o time de Ijuí pode arrumar lugar na fila da matrícula para a Segundona em 2015.

Pavor

Voltou o fantasma.

A derrota para o Cruzeiro, dentro de casa, no meio da semana, recolocou o Pelotas entre os três piores do Gauchão. E espalhou pânico na Boca do Lobo.

Diferentemente do que se imaginava no começo do Estadual, o Lobão perdeu o rumo. Se não fizer chover nos últimos quatro jogos, vai arrumar bronca das grandes com o seu fanático povo.

Perguntinha

Alan Patrick não merece ser titular?

Bookmark and Share

Grêmio adotou a tática da inteligência e venceu em Montevidéu

14 de fevereiro de 2014 10

Ficou bom demais.Como já era esperado, o Grêmio adotou a tática da inteligência, defendeu com eficiência, aproveitou muito bem um contra-ataque e derrotou o Nacional. Conquistou três pontos muito importantes fora de casa e deixou os uruguaios com a corda apertada no pescoço.

Agora, depois dessa grande estreia, é fácil adivinhar que o time de Enderson Moreira vai, finalmente, ter a casa cheia nos dois próximos jogos, contra Nacional de Medellin e Newell’s. É a chance de conquistar mais seis pontos e encaminhar até classificação.

Beleza

Ficou uma beleza.

Quem viu o treino de quarta-feira, que serviu para testar a iluminação, jura que o remodelado Beira-Rio está pronto. O gramado está em perfeitas condições. E as luminárias, em ordem. Tudo funcionando como deveria. O estádio está em plenas condições para a realização do jogo contra o Caxias, amanhã.

Mesmo antes de a bola rolar, não é nenhum exagero dizer que a nova casa é um local aprazível e bonito. Motivo de orgulho para a nação colorada e, certamente, um obstáculo a mais para todos aqueles que visitarão o clube gaúcho.

Astral

Pode dar samba.

Aparentemente feliz da vida, muito mais aliviado, o atacante Alexandre Pato roubou a cena no treino de ontem, no São Paulo. Se movimentou bastante, realizou jogadas que não costumava fazer nos seus tempos de Corinthians e marcou dois gols que mereceram elogios dos companheiros.

Mesmo que não possa entrar em campo no Paulistão pelo seu novo clube _ já jogou pelo Timão _, tudo leva a crer que, em breve, na Copa do Brasil, o torcedor do time do Morumbi vai ver um novo e motivado jogador, capaz de desequilibrar jogos. Pato parece consciente de que não pode fracassar.

Palhaçada

Já passou da hora.

Na derrota, de virada, para o peruano Real Garcilaso, que só aconteceu pela falta de fôlego do Cruzeiro, o que mais revoltou foi a atitude de racismo contra o nosso conhecido Tinga.

Uma grande palhaçada, que mereceu o pedido de desculpas do técnico vencedor, já chegou nos gabinetes da Conmebol e merece uma punição exemplar dos homens que comandam a Libertadores.

Desconto

É fácil explicar.

Em um jogo que já era complicado antes de começar, Amaral, do Flamengo, abriu a caixa de ferramentas e levou vermelho aos 12 do primeiro tempo. Deixou o time pendurado no pincel.

Com dez, contra um adversário veloz, o Fla levou sufoco, perdeu de 2 a 1 e largou muito mal. Com certeza, vai entregar um contracheque menor ao grande culpado pela estreia ruim.

Perguntinha

Será que o Adriano Imperador acordou?

Bookmark and Share

Inter entrará em campo com time misto

28 de janeiro de 2014 5

CLEBER GRABAUSKA – interino
cleber.grabauska@rdgaucha.com.br

Nem a garotada do Clemer, nem o time quente de Abel Braga. Amanhã, contra o São Paulo, no Estádio do Vale, o Inter utilizará um misto, com os reservas do time principal e alguns reforços do sub-23.

Possivelmente, a torcida poderá conferir Welington Paulista e Ernando, contratados recentemente, e o garoto Valdívia, que foi muito bem no jogo-treino de sábado, contra o Cerâmica. Além disso, servirá também de teste para a garotada, pois Abelão é quem comandará o time.

Libertadores

A Libertadores, para o Grêmio, começa hoje à noite, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Lá, será disputado o primeiro jogo entre Oriente Petrolero e Nacional-Uru.
Pela lógica, os uruguaios devem se classificar e, por consequência, deixar o grupo do Tricolor ainda mais complicado. O Grêmio fica atento ao que vai acontecer na partida de hoje. Mas nem tanto, pois não enviará observador para o jogo de ida – a volta será semana que vem, em Montevidéu.

Rhodolfo x Souza

Souza é mais jogador, mas Rhodolfo vive melhor momento. Porém, se o torcedor do Grêmio tem dúvida sobre o que seria melhor numa possível troca, vale um exercício de imaginação. O que você prefere?

1) Uma zaga com Werley e Bressan e Souza como volante?

2) Uma zaga com Rhodolfo e Bressan e Edinho como volante?

Mesmo não sendo fã de Edinho, cravaria a opção 2. Pois, com ela, o Grêmio não mexe na zaga e tem o ex-colorado como um cão de guarda. O que daria mais liberdade para Enderson Moreira colocar em prática o seu esquema bem mais ofensivo do que o utilizado por Renato no ano passado.

Pato

Quando surgiu, em 2006, Alexandre Pato era candidato a craque. Até agora, não confirmou. Saiu rápido do Inter, nunca foi unanimidade no Milan e, no Corinthians, vive o pior momento da carreira.

Tem se mostrado um jogador frio e descompromissado. Tanto que, sábado, na primeira chance que recebeu de Mano Menezes, saiu de campo vaiado. Está na hora de Pato amadurecer.

Gauchão

Se o campeonato terminasse hoje, Aimoré, Pelotas e São Luiz seriam os rebaixados. O time de Ijuí, de grande campanha em 2013, é uma decepção, assim como o Lobão, que vem de três conquistas nas Copas organizadas pela Federação Gaúcha.

O campeonato está apenas no começo, mas sempre é bom colocar a casa em ordem e não ficar para trás.

Perguntinha: Souza ou Rhodolfo, quem fica?

Bookmark and Share

O Leão do Parque rugiu na Zona Sul

21 de janeiro de 2014 5

CLEBER GRABAUSKA – interino
cleber.grabauska@rdgaucha.com.br

A vitória do São Paulo sobre o Juventude foi a grande surpresa da primeira rodada do Gauchão. Ainda mais porque foi conquistada dentro do Alfredo Jaconi.

O Leão do Parque, como é conhecido o time de Rio Grande, rugiu, e a Zona Sul, revitalizada, largou em vantagem em relação à Serra. Dos quatro times da região, apenas o Esportivo venceu. E a vitória foi justamente sobre o Pelotas, o único time da Zona Sul que perdeu.

Velocista

A resposta de Paulinho nos treinos na Serra ficou abaixo do esperado, e o Grêmio continua em busca de um atacante velocista para completar o grupo da Libertadores. O nome cogitado é o de Osvaldo. Mas a negociação com o São Paulo é complicada.

É hora de vasculhar o mercado para achar alguém que se encaixe. E que, principalmente, tenha um preço dentro da realidade financeira gremista.

Zé Roberto

Como a defesa foi o ponto forte do Grêmio com Renato em 2013, Enderson Moreira trata de corrigir o ataque. O setor, no caso, não se resume a Kléber e Barcos, que no ano passado foram sacrificados e valorizados muito mais por marcar o adversário do que gols. Ataque também diz respeito à movimentação e ao meio-campo, onde Zé Roberto tem participação fundamental.

O camisa 10 começa recebendo de Enderson uma outra missão. Vai jogar mais avançado, mais próximo da área. Pelo jeito, o Grêmio inicia o ano com outro espírito. Deixa de ser um time defensivo para recuperar o equilíbrio que toda equipe grande procura.

Sem moleza

O encontro da direção do Inter com o empresário de Scocco, Fabian Soldini, terminou sem novidades. A proposta de compra ficou só na promessa, e o argentino seguirá treinando fora do grupo principal. Já que o atacante não mostrou interesse em ficar, o Inter não faz questão de facilitar a saída.

O principal interesse do clube é recuperar o dinheiro investido. O problema é que, quanto mais tempo Scocco ficar fora dos campos, mais se desvalorizará.

Portuguesa

A cada semana surge uma bomba no caso que envolve Portuguesa, CBF e STJD. O fato da semana é a notícia de que a Portuguesa pediu um empréstimo à entidade e que ele seria liberado, sem juros, caso a Lusa abandonasse a briga no tapetão. Isso coloca mais lenha na fogueira, pois a Portuguesa agora quer denunciar a CBF no Ministério Público. Ou seja, confusão sem fim.

Perguntinha: O sintético do Passo D’Areia está com os dias contados?

Bookmark and Share

Seca

12 de novembro de 2013 2

É de arrepiar os cabelos.

Na derrota para o Cruzeiro, o Grêmio atingiu duas marcas preocupantes. Elas expõem com clareza a queda na tabela de classificação e a preocupação de deixar escapar vaga na Libertadores. São sete jogos sem vencer, seis deles sem marcar gol.

Claro que o Tricolor segue com a faca e o queijo na mão. Depende dos próprios resultados, mas Renato terá que achar um jeito de fazer o seu time superar as dificuldades para não fechar o ano de mãos vazias.

Devedor

Ainda não foi desta vez.

Visto por muitos como solução do ataque, Scocco, escalado pela segunda vez seguida como titular, apareceu pouco enquanto esteve em campo no 2 a 1 sobre o Botafogo. Pareceu estar desconfortável no esquema que obriga o último atacante a se virar sozinho.

Se seguir atuando dessa forma, com os meias afastados, comerá o pão que o diabo amassou para deslanchar com a camisa vermelha e provar que não desaprendeu o o que fez na última Libertadores, quando chamou a atenção pelos gols.

Vitrine

Não muda o conceito.

Aconteça o que acontecer nestes últimos cinco jogos, o técnico Enderson Moreira também acabará a temporada em alta, na vitrine e na mira de muita gente. Tudo pelo bom trabalho que desempenhou no comando do Goiás, que fez bonito na Copa do Brasil e ainda luta por vaga na Libertadores.

Valorizado, agora reconhecido pelo grande público, não é de duvidar que o chefe do vestiário do time goiano, com ou sem vaga na competição internacional de 2014, seja seduzido por um contracheque mais polpudo. Algum clube do eixo Rio-São Paulo está de olho nele, que poderá mostrar ainda mais.

Condenado

Só um milagre.

Dono de 36 pontos, estacionado na frente da porta de saída do Z4, o Criciúma precisará fazer chover para cima nos últimos cinco jogos para escapar da tragédia e comemorar como se fosse título.

Para quem não sabe, o Tigre encara Atlético-PR (C), Coritiba (F), Vitória (C), São Paulo (C) e Botafogo (F), uma tabela cabeluda e que dificilmente renderá pontos para a salvação.

Foco

Ficou muito claro.

Verdade que o Atlético-PR está em alta, mas o São Paulo só foi goleado, domingo, porque está com a cabeça na Sul-Americana, que leva à Libertadores.

Livre da ameaça que carregou durante muitas rodadas, o time do técnico Muricy Ramalho transferiu o foco e tem muita chance de acabar o ano mais feliz do que muita gente envolvida no Brasileirão.

Perguntinha

O Fluminense salvará o Vasco?

Bookmark and Share

Ataque

15 de outubro de 2013 7

Mudou o quadro. Sem a gordura que tinha para garantir a vaga direta na Libertadores, o Grêmio vai para os últimos dez jogos do Brasileirão na obrigação de fazer um ponto a mais do que o Botafogo, e de manter vantagem sobre o Atlético-PR, que segue grudado nos mais próximos seguidores do Cruzeiro.

Pela necessidade de pontuar, chegou a hora de Renato Portaluppi dar um jeito de fazer o seu time atacar melhor do que tem feito para não correr riscos de ter de disputar a fase seletiva da competição, que sempre rende prejuízos no restante da temporada.

Goleador

Melhor é impossível.

Dono de uma técnica refinada, o gringo D’Alessandro assumiu, com o belo gol de domingo, contra o Náutico, no Centenário, a liderança da artilharia entre os componentes do grupo de trabalho do Inter, com 18 bolas nas redes dos adversários, um a mais do que o uruguaio Forlán.

Além de estar vivendo a inédita condição de goleador, o talentoso camisa 10 se isolou como o maior garçom da equipe, com 13 assistências, sendo oito delas no Brasileirão, marca só igualada pelo holandês Seedorf, do Botafogo.

Gasolina

Se vai dar caldo é outro papo.

Aconteça o que acontecer daqui para frente, não é nenhum exagero dizer que o técnico Argel Fucks incendiou o vestiário do Criciúma, aumentou a confiança da boleirada, da direção, dos torcedores, conseguiu duas vitórias seguidas, avançou na tabela e fechou a última rodada sonhando em escapar da encrenca.

Claro que a situação segue delicada, com mais chances de acabar em tragédia, mas a troca de comando no vestiário do Tigre foi um acerto da direção, que escolheu o profissional certo para a hora certa e vai para aos últimos dez jogos com muita gasolina no vestiário.

Vilão

Líder, capitão e ídolo, o goleiro Rogério Ceni perdeu mais um pênalti, desta vez contra o Corinthians, no final do jogo, numa hora em que o São Paulo não pode deixar de somar pontos.

Foi o terceiro erro do dono da camisa 1 do Morumbi – desperdiçou contra Portuguesa e Criciúma -, que só não virou vilão da torcida, dos dirigentes, da imprensa, pela vasto e belo currículo no clube.

Números

Sem nenhuma chance de escapar da degola, o Náutico, em 28 jogos, ganhou quatro, empatou cinco, perdeu 19, marcou 19 gols e sofreu nada menos do que 52.

Uma campanha de chorar, que só poderia terminar do jeito que terminou, com o rebaixamento, castigo perfeito para quem não planejou bem a competição mais difícil do planeta bola.

Bookmark and Share

Proeza

20 de setembro de 2013 14

Justo quando tinha a chance de grudar no G4, o Inter jogou bola de salário atrasado, bateu cabeça do meio para trás, errou muito do meio para a frente e perdeu para a ruindade do Bahia, de novo. Terminou a rodada mais longe do objetivo que resta.

Foi a quarta derrota na competição, a mais merecida de todas, que mostrou com clareza que o time é dependente de D’Alessandro, não tem a qualidade que muitos pensam e terá que fazer campanha de luxo, até o final, se quiser começar 2014 na Libertadores.

Preocupa

É hora de achar a causa.

Nos dois últimos jogos, contra Atlético-MG e Santos, dentro da Arena, o Grêmio produziu muito pouco, somou apenas um dos seis pontos, ficou mais longe do topo da tabela e tudo isso passa diretamente pelas atuações preocupantes do qualificado Zé Roberto.

O ex-capitão gremista, que muitas vezes fez a diferença com passes açucarados e gols, apareceu muito pouco neste seu retorno ao time, o que serve para explicar, em parte, as dificuldades do time do técnico Renato Portaluppi diante do Galo e do Peixe.

Foco

Só resta mudar o foco.

Atrapalhado, muito longe daquele time que era visto como favorito no início do Brasileirão, o Corinthians deu mole, de novo, perdeu para a ameaçada Ponte Preta, deu adeus ao sonho de alcançar os primeiros da tabela e ficou mais complicado do que já estava até para arrumar uma vaga entre os integrantes do G4.

Pela queda assustadora de produção e pela bola que não está assustando quase ninguém, é bem fácil adivinhar que o técnico Tite, visivelmente abalado pela pressão que nunca imaginou viver, vai baixar a biblioteca nestes próximos dias atrás de uma melhora e focar a única chance de salvar o ano: o título da Copa do Brasil.

Pênalti

Verdade que o Cruzeiro está jogando uma bola redonda, que é o favorito ao título, mas a goleada sobre o Botafogo só aconteceu por um importante detalhe: o pênalti desperdiçado pelo talentoso Seedorf.

Aquele erro, numa hora em que o visitante era melhor, mudou o rumo da partida e deixou a Raposa, com muitos méritos, ainda mais perto do cobiçado caneco do Brasileirão.

Livre

Com suor, quase com lágrimas, o São Paulo derrotou o Atlético-MG, se afastou um pouco mais da pior parte da tabela e deixou claro que vai passar longe da tragédia.

Se seguir assim, o time do técnico Muricy Ramalho vai se livrar da bronca em breve e poderá começar a se dedicar a busca da vaga para a Libertadores de 2014, através da Sul-Americana.

Bookmark and Share

Inteligência

24 de julho de 2013 10

Só a derrota não serve.
Logo mais, no Morumbi, embalado pelo belo recomeço de Brasileirão, com Leandro Damião escalado, o Inter encara o São Paulo, em crise dentro e fora do campo, num jogo em que o público será pequeno, o ambiente tenso e pressão contra o mandante.
Com inteligência, muita marcação, o retorno do seu camisa 9, o time de Dunga tem chance de aumentar a sequência de bons resultados e terminar a noite na parte mais alta da tabela, algo impensável para quem já foi visto como candidato à degola.

Xingão

Estava no cardápio.
Consciente de que as expulsões acabaram com as chances de bom resultado em Criciúma, Renato Portaluppi reuniu seus jogadores, puxou as orelhas dos dois infratores e deu um recado ao grupo de que essas coisas não podem acontecer.
Depois da justa bronca, é fácil adivinhar que, a partir de agora, ninguém vai fugir de uma disputa mais forte, mas certamente todos terão mais cuidados nas atitudes que podem deixar o time com jogadores a menos e com maiores dificuldades de buscar resultados.

Guerreiro

É um belo reforço.
Dono de um fôlego invejável, marcador implacável, o volante Guiñazú será apresentado nesta quarta-feira como o novo reforço do Vasco para o restante do ano, onde chega com as pompas de titular e com a capacidade de dar uma bora arrumada no sistema defensivo.
Velho conhecido do técnico Dorival Júnior, El Cholo, que nos seus tempos de Inter era visto por muitos como jogador violento, sempre candidato ao cartão amarelo, em pouco tempo será reconhecido como guerreiro, incansável, tudo o que sempre foi no Beira-Rio e até lhe valeu convocações para a seleção.

Virada

Ao lado do seu povo, o Atlético-MG reencontra, hoje à noite, no Mineirão, o Olimpia, na grande final da Libertadores, com a obrigação de vencer, no mínimo, por dois gols de vantagem.
Uma missão complicada para a turma de Cuca, mas nada impossível para quem fez a melhor campanha, superou obstáculos e que tem capacidade para transformar o limão em limonada.

Alerta

Com três derrotas seguidas, o Fluminense despencou para a 14ª posição e provocou especulações sobre o futuro de Abel Braga, marcado na paleta por boa parte da torcida.
Confiante na recuperação, a direção do Flu garantiu a permanência de Abelão, mas não deixou dúvidas de que tudo pode mudar caso as vitórias não voltem com urgência.

Perguntinha

O Galo vai levar a Libertadores?

Bookmark and Share

Lógica

20 de junho de 2013 6

Deu a lógica. Apesar de não ter sido tão fácil, a Seleção voltou a jogar um bom futebol, dominou o México, marcou um gol no início, outro nos acréscimos, confirmou o favoritismo, chegou a seis pontos e carimbou vaga na próxima fase da Copa das Confederações.

E tudo aconteceu, de novo, sob a batuta de Neymar, que mais uma vez apareceu em vários lugares do gramado, abriu o marcador, roubou a cena entre todos os artistas do espetáculo e provou que é a alma do time brasileiro.

Curiosidade

Só falta saber o placar.

Esse jogo entre a qualificada Espanha contra o turista Taiti, hoje, no Maracanã, é daqueles em que o torcedor já sabe quem será o ganhador e fica somente a curiosidade em descobrir qual será a atitude do time espanhol diante de um adversário ingênuo.

Diante da absurda diferença técnica, tudo indica que a Fúria vai passar mais de 90% do tempo com a bola, criar inúmeras chances de gol e, não é de duvidar, que faça uma goleada capaz de virar recorde.

Calmaria

Foi só barulho de asas.

Entre quatro paredes, com todos os envolvidos soltando a língua, a direção do São Paulo e o atacante Luís Fabiano, que após o jogo contra o Grêmio deixou bem claro que estava pensando em arrumar as malas, acertaram os ponteiros e tudo vai continuar do jeito que está.

Satisfeito ou não, a verdade é que o Fabuloso terá que conviver com as vaias nos fracassos, aplausos nas conquistas, atitudes normais dos habitantes das arquibancadas, que sempre escolhem os donos dos maiores contracheques, os ídolos, para festejar e protestar.

Excesso

Pelas notícias que chegam da Itália, o chileno Vargas segue fora dos planos do Nápoli e vai continuar trabalhando no Humaitá no segundo semestre da temporada.

Agora, o técnico Vanderlei Luxemburgo terá de trabalhar com quatro estrangeiros no grupo e parece que, neste primeiro momento, quem vai sobrar até da casamata é o uruguaio Maxi Rodriguéz.

Zagueiro

Após alinhavar a contratação do atacante Adriano, que só depende de um minucioso exame médico, o Inter procura um zagueiro, para preencher a vaga de Rodrigo Moledo.

E o nome cogitado nas últimas conversas dos dirigentes é o de Chicão, que virou reserva no Corinthians e parece mais perto do fim de carreira do que da ressurreição.

Perguntinha

O Jô não merece ser titular na Seleção?

Bookmark and Share

Convicção

14 de junho de 2013 3

Virou convicção.

Calmo, sereno, usando toda a sua vitoriosa experiência, o presidente Fábio Koff não deixou pedra sobre pedra em relação ao futuro de Vanderlei Luxemburgo no comando do Grêmio.

Mesmo admitindo que espera muito mais, que respeita a opinião das arquibancadas, o dono da última palavra no lado azul inocentou o chefe do vestiário e, pelo menos por enquanto, garantiu que confia no trabalho que é desenvolvido e descartou qualquer possibilidade de mudança.

Desconfiança

Fica fácil deduzir.

Esse interesse do Inter na contratação do atacante Adriano, que parecia mas não é balela, aumenta a desconfiança de que o clube, apesar da recente desconvocação da Seleção, tem a certeza de que vai perder Leandro Damião para o futebol europeu.

Se não tivessem essa certeza, os homens que dão as cartas na Padre Cacique não estariam cogitando da contratação de jogador de área, apesar das apagadas atuações de Rafael Moura, que também parece descartado dos planos do técnico Dunga.

Mãozinha

Deu branco na casamata.

Quem viu o empate de quarta-feira, entre Grêmio e São Paulo, certamente vai concordar que Ney Franco deu uma bela mãozinha para o seu time ser amplamente dominado na etapa final, quando levou bola na trave, não soube atacar e escapou de levar dois ou três gols na Arena.

Na volta do intervalo, quando o Grêmio retornou revigorado no meio-campo, o chefe da turma do Morumbi manteve três jogadores no setor, perdeu a disputa ali e só descobriu que estava sentado em um formigueiro quase no final, quando reforçou a sua marcação e evitou o pior.

Virgindade

Após cinco jogos, o Coritiba, líder da tabela, que antes do começo do Brasileirão era visto como um azarão, é o único dos 20 participantes que ainda não provou o gosto amargo da derrota.

Está muito claro que a competição mais importante do país, uma das mais complicadas do planeta, não tem, pelo menos no momento, um bicho-papão e pode acabar em surpresa.

Raça

Em um jogo muito mais complicado do que parecia, o Juventude largou atrás, comeu o pão que o diabo amassou, mas, na base da superação, virou em cima do Marcílio Dias.

Com os três pontos, o time do técnico Lisca retomou a ponta, ficou perto de passar de fase e deixou o seu torcedor mais animado para atingir o grande objetivo: chegar à Série C.

Perguntinha

Quem é o pior time do Brasileirão?

Bookmark and Share