Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Silas"

Reforço

09 de junho de 2011 8

Era tudo o que os colorados queriam.
O atacante Leandro Damião, que fez fama com a camisa do Inter, está fora da lista dos convocados do técnico Mano Menezes para a Copa América e vira um belo reforço para o time do técnico Falcão neste começo de Brasileirão.
Bom de cabeça, o atual goleador do Beira-Rio certamente já descobriu, nas últimas horas, que a melhor vitrine para seguir na mira dos investidores, de voltar a fazer parte do escrete, é fazendo um bom trabalho no clube e disputando uma competição onde será titular em todos os jogos.

Mistério

Surgiu o problema.
No início da semana, com a sua franqueza habitual, o técnico Renato Portaluppi avisou em alto e bom som aos jornalistas que o lateral Gabriel, um dos seus homens de confiança, recuperado de lesão, tem vaga assegurada entre os titulares que entram em campo, no sábado, contra o São Paulo.
Com essa afirmação, o comandante gremista aguçou a curiosidade de todos a respeito de Mário Fernandes, o melhor do jogo na vitória sobre o Bahia, que está ameaçado de voltar a sentar na casamata numa hora em que faz por merecer estar dentro das quatro linhas.

Paleta

Estava no cardápio.
Mais preocupado em badalar na noite carioca do que apressar sua recuperação de uma cirurgia no tendão do pé esquerdo, o atacante Adriano levou luz alta dos integrantes do departamento médico do Corinthians e avisou que ninguém tem o direito de se meter na sua vida particular.
É fácil adivinhar que, a partir desta nova encrenca, o Imperador arrumou um desconto no próximo contracheque, e vai ser ainda muito mais vigiado pelos jornalistas, o que pode determinar mais bronca no Parque São Jorge e até um possível cartão vermelho para o goleador que só vestiu a camisa do novo clube na apresentação.


Recepção

Chegou o chefe.
Após 87 dias de espera, a torcida do Fluminense comemorou a chegada do técnico Abel Braga, que prometeu colocar o time carioca no rumo do bicampeonato brasileiro.
O novo chefe do vestiário das Laranjeiras teve uma recepção festiva, deu entrevistas, comandou treino e agora vai encarar a parte mais complicada do processo: achar um time capaz de apagar o fracasso na Libertadores.

Ruído

Tem ruído na linha.
Com o moral em baixa pelo fracasso na Copa do Brasil e pelo péssimo início de Brasileirão, o técnico Silas jura que tem uma proposta irrecusável do futebol do Catar, mas ainda não decidiu se vai ou fica. A verdade é uma só: se o Avaí não fizer os três pontos, em casa, contra o América-MG, no final de semana, o atual chefe do vestiário da Ressacada vai, com certeza, perder o emprego.

Perguntinha

Qual é a chance da Seleção na Copa América?

Bookmark and Share

Estreia

16 de fevereiro de 2011 3

Agora é para valer.
Logo mais, em Guayaquil, o Inter, que mostrou muito pouco neste início de ano, faz a sua estréia na Libertadores, contra o Emelec, num jogo que tem cara de encrenca e que vai precisar jogar muito mais do que tem jogado se quiser largar bem na competição.
Com o volante Bolatti garantido entre os os titulares, mas sem a confirmação de dois atacantes, o time do Celso Roth joga para somar três pontos, assumir a ponta da tabela e ficar mais perto da um objetivo muito importante na disputa: a melhor campanha.

Mosca

Acabou o suspense.
Como já se esperava, a lista dos 25 nomes que vão vestir a camisa do Grêmio na primeira fase da Libertadores tem Rodolfo, Carlos Alberto e Escudero, todos contratados para a disputa da competição que mais interessa ao clube neste primeiro semestre.
Quem sobrou foi William Magrão, em alta com o técnico Renato Portaluppi, com belas atuações neste começo de ano, pedido pela maioria da nação azul, mas que acabou barrado por culpa do regulamento.

Chance

Sempre aparece alguém.
Eleito um dos piores da profissão em 2010, quando treinou Grêmio e Flamengo no Brasileirão, o técnico Silas está para ser anunciado a qualquer momento como o novo chefe do vestiário do Avaí, clube onde fez o melhor trabalho da sua vida e deixou muitas saudades.
Se não acontecer nenhum desvio de rota, o clube catarinense bate o martelo nesta quarta-feira, anuncia a contratação e o comandante ganha uma nova chance de provar que nada aconteceu por acaso na maravilhosa campanha de 2009.

Poupança

Fechou a torneira.
Após o adeus de Ronaldo, da saída de Roberto Carlos, do fiasco na Libertadores, o presidente Andrés Sanches baixou uma ordem aos homens do futebol do Corinthians: nada de excessos.
Pelo que deu para entender, o Timão, que corre atrás de um zagueiro, de um atacante, não quer mais pagar salários europeus, como vinha fazendo desde 2009.

Cópia

Essa é para conferir.
O meia Nikão, 18 anos, revelado pelo Mirassol, com passagens pela futebol holandês, russo, que estava no Atlético-MG, por indicação de Vanderlei Luxemburgo, é novo reforço do Vitória.
Quase desconhecido, ele chegou no clube baiano, encarou a imprensa e chamou a atenção ao dizer que tem o estilo bem parecido com o de Ganso, simplesmente o segundo craque do Santos.

Perguntinha

O Inter vai ter dois atacantes em Guayaquil?


Futebol: Quer receber notícias diárias e acompanhar gol a gol os jogos do seu time direto no celular? Envie FUTEBOL para 46956 e assine. O custo por mensagem recebida é R$ 0,31  mais impostos para todas as operadoras.

Bookmark and Share

Vantagem

10 de novembro de 2010 6

Tudo ajuda nesta hora.
Contra o Santos, sábado, na Vila Belmiro, o Grêmio não vai ter que encarar o habilidoso Neymar, que decidiu jogos e mais jogos para o Peixe e está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.
Num jogo decisivo para a turma do técnico Renato Portaluppi, a notícia da ausência do craque é um combustível a mais para o Tricolor, que está vivendo um momento simplesmente esplêndido.

Urnas
Está na mão do associado.
No próximo dia 4, cerca de 47 mil colorados aptos a votar, vão escolher entre Giovanni Luigi e Pedro Affatato, aprovados no primeiro turno pelos conselheiros, o novo presidente do Inter.
Até a abertura das urnas, os candidatos terão tempo de anunciar quem serão os seus dirigentes do futebol, um detalhe muito importante e capaz até de decidir o pleito.

Pior
Parece indiscutível.
Num Brasileirão de muitos fracassos, o técnico Silas, pelo péssimo desempenho no comando do Grêmio, pelo trabalho capenga no Flamengo, é o favoritão para ser eleito como o pior do ano.   
Pelo que não fez no Olímpico e na Gávea, o homem que se destacou no Avaí segue longe dos holofotes, fora dos planos dos grandes do futebol brasileiro e, tudo indica, vai ter que recomeçar na exigente e competitiva Segundona.

Planejamento
Isso é planejamento.
Quase condenado matematicamente, os dirigentes do Goiás não perderam tempo: demitiram o técnico Jorginho, contrataram Arthur Neto e deram a prova de que já estão pensando na Segundona.
O novo comandante, que assumiu ontem, vai aproveitar os jogos que restam para tentar a vaga na Sul-Americana e, principalmente, fazer uma faxina no vestiário.

Secadinha
Vale a secadinha.
Logo mais, no Castelão, o Botafogo, que sonha com vaga na Libertadores, com o título, enfrenta o Ceará, que virou turista, mas quer mostrar que não é a ruindade que se viu no Olímpico.
Um jogo para o torcedor gremista sentar na frente da tevê, vestir a camisa do time cearense, na esperança de um tropeço do Fogão para ter a chance aumentada na briga pelo G4.

Perguntinha
Giovanni Luigi ou Pedro Affatato?

Bookmark and Share

Capenga

05 de outubro de 2010 10

Faz parte do jogo.
Justamente na hora em que voltou a sonhar com o caneco, o Inter vai entrar em campo sem seis titulares, desentrosado, contra o ameaçado Ceará, que quase pregou uma peça no Corinthians.
Apesar das mudanças, o time do técnico Celso Roth precisa confirmar o favoritismo, seguir nas pegadas dos ponteiros e provar, definitivamente, que tem grupo para encarar as adversidades.

Ofício

A amostra foi ótima.
Em dois jogos, mas com tempo escasso em campo, o atacante Diego, descoberto pelo Grêmio no América-MG, marcou dois gols e deixou a impressão de que é do ofício.
É verdade que centroavante vive de gols, que perde o moral de uma hora para outra, mas quem viu o rapaz contra São Paulo e Vitória certamente vai concordar que, no mínimo, ele é do lugar.

Grife

Não foi só a grana.
É claro que o gaúcho Paulo Cesar Carpeggiani vai embolsar muito mais do que embolsava até o mês passado, mas a troca do Atlético-PR pelo São Paulo é, acima de tudo, uma questão de grife.
Até as paredes sabem que o clube paulista aparece muito mais na mídia, disputa títulos nacionais e internacionais quase sempre e tudo isso contou muito para o Pato Rouco mudar de emprego.

Vermelho

Estava na cara.
Sem o aval dos jogadores, com resultados ruins na sua curta passagem, o técnico Silas recebeu cartão vermelho da direção do Flamengo, como já se especulava desde a semana passada.
Este foi o segundo fracasso do comandante em curto espaço de tempo, que ficou com a imagem arranhada e, tudo indica, vai ter que recomeçar o caminho num clube de Segunda Divisão.

Chance

Finalmente aconteceu.
Animada com a chance de faturar uma vaga na Libertadores, a direção do Atlético-PR não perdeu tempo e anunciou o técnico Sérgio Soares para comandar o Furacão até o fim do Brasileirão.
Para quem não sabe, o novo chefe do vestiário da Arena da Baixada fez um grande trabalho no Santo André, no Paulistão, quando perdeu o título para o Santos em dois jogos emocionantes.

Perguntinha

O Atlético-MG ressuscitou?

Bookmark and Share

Acabou a convicção de Silas

08 de julho de 2010 14

Dias antes do jogo contra o Nacional, em Rivera, o técnico Silas, numa das suas conversas com a turma da imprensa, disse que o menino Mário Fernandes iria disputar vaga na lateral.

Agora, o comandante gremista admitiu que o jogador será aproveitado como zagueiro, seu lugar de origem, o que estar provocando uma verdadeira dor de cabeça na maioria dos torcedores.

Jejum

Segue o jejum.

Num jogo que servia para ajustar o que precisava de ajuste, o Inter empatou com o Cerâmica, no Beira-Rio, e mais uma vez mostrou que ainda não aprendeu a fazer gol.

Depois de mais 90 minutos sem balançar a rede do adversário, tudo indica que o técnico Celso Roth vai repensar a forma de jogar, que deixa o seu time com quase nenhum poder de fogo.

Magro

Foi mentiroso o placar.

Ao contrário do que se imaginava, a Espanha jogou muito mais do que a Alemanha, dominou do início ao fim, criou as melhores chances e mereceu o resultado que valeu vaga para encarar a Holanda na final da Copa.

Uma vitória maiúscula, incontestável, de um time que não se assustou com a fama do adversário, que entrou disposto a provar que era melhor e que deveria ter saído de campo com vantagem ainda maior no marcador.

Atacado

Mutuca tira boi do mato.

A direção do Atlético-PR também não perdeu tempo e anunciou, até agora, nada menos do que 11 contratações, para tentar reverter a péssima situação na tabela do Brasileirão.

O Furacão buscou zagueiros, meio-campistas e atacantes, com o aval do técnico Paulo Cesar Carpegiani, que certamente ficou assustado com o que viu nos primeiros jogos da competição.

Liquidação

Começou a queima de estoque.

Em Durban, na África do Sul, as camisas, os agasalhos e qualquer tipo de material esportivo de Brasil, Inglaterra e Itália estão sendo vendidos pela metade do preço.

Só para se ter uma idéia, a jaqueta brasileira, que antes do início da Copa valia R$ 200, agora está sendo oferecida por R$ 100 e raros mostram interesse pela peça.

Perguntinha

Holanda ou Espanha, quem leva o caneco?

Bookmark and Share

Sóbis deve estar fechado com o Inter

30 de junho de 2010 8

Parece que fechou.

As últimas notícias dão conta de que o Inter acertou os ponteiros com o Al-Jazira e vai mesmo anunciar Sobis até amanhã para o restante do Brasileirão e, principalmente, para as decisivas batalhas da Libertadores.

Se o atacante estiver na ponta dos cascos, como esperam todos os torcedores colorados, o clube gaúcho ganha força no seu setor mais carente e fica fortalecido para correr atrás do que mais deseja: o bi da América.

Decidido

A verdade precisa ser dita.

Nessa ronha envolvendo o técnico Silas e o zagueiro Mário Fernandes, que saiu para a rua após o jogo contra o Nacional, em Rivera, ficou claro que o menino amado pela torcida vai mesmo é sentar no banco de reservas.

Claro que ninguém vai admitir publicamente, mas por tudo que aconteceu entre o comandante e o comandado nestes seis meses, fica a certeza de que o jogador está em baixa com o homem que manda no vestiário.

Operários

Vai ser assim até o fim.

Quem espera ver o Brasil ganhando seus jogos na Copa com atuações espetaculares, botando o adversário na roda, dando espetáculo como já cansou de acontecer em outras disputas, pode tirar o cavalinho da chuva.

Nos primeiros quatro jogos, a Seleção mostrou que tem três jogadores diferenciados – Kaká, Robinho e Luiz Fabiano -, um montão de operários e um técnico que, acertadamente, só faz questão dos resultados e do título.

Fúria

Ficou em boas mãos.

Com mais posse de bola, melhores individualiades, a badalada Espanha, favorita nas bolsas de apostas, derrotou a esforçada Portugal, recuperou o moral e entrou na rota do título da Copa.

Pela demonstração de ontem, a Fúria vai para o próximo jogo, contra o Paraguai, com as honras de grande favorita e dificilmente vai deixar escapar a chance de garantir lugar na semifinal.

Sofrimento

Foi um sofrimento.

Num jogo sem sal, em que os dois defenderam muito bem, atacaram mal, Paraguai e Japão empataram no tempo normal, na prorrogação e foram decidir a sobrevivência nas penalidades.

Melhor para os paraguaios, que acertaram todas as cobranças, eliminaram o rival asiático, asseguraram lugar nas quartas de final e aconteça o que acontecer já conquistaram uma grande façanha.

Perguntinha

Quem tem a maior barbada nas quartas de final?

Bookmark and Share

Faltou o engenheiro nos jogos da Copa

17 de junho de 2010 6

Ainda não apareceu.

Depois de 17 jogos, de futebol capenga da grande maioria, ficou bem claro que quase ninguém levou para a África do Sul o chamado engenheiro, aquele jogador que pensa, que faz a diferença na hora da encrenca.

Por enquanto, a Copa mostrou ao mundo inteiro que está cheia de operários, quase todos muito bem remunerados, mas que se acostumaram e só sabem lidar com tijolos e argamassas, o que não é nada bom para o futebol.

Zebraço

Futebol não é matemática.

A favorita Espanha teve muito mais posse de bola, criou muito mais chances, mas deu bobeira, levou um gol, perdeu para a retrancada Suíça e fechou a rodada sob a desconfiança geral da imprensa e da torcida espanhola.

Pelo que se viu, porém, a Fúria sofreu um acidente, vai passar por Honduras e Chile e tem boa chance de virar adversário do Brasil na próxima e decisiva fase da Copa.

Equívoco

Está difícil de entender.

De uns tempos para cá, sempre que precisa buscar solução na casamata, o técnico Dunga não costuma deixar pedra sobre pedra: apela para o baiano Daniel Alves, seja para atuar nas laterais ou até para mudar a estrutura do meio-campo.

Ninguém discute as qualidades do jogador do Barcelona, mas virar a primeira opção do técnico brasileiro é um equívoco e pode causar dissabores num grupo que aparentemente está fechado.

Fumaça

Pintou a fumaça.

Entre as notícias de ontem, tem uma que merece ser festejada pelos colorados: a recontratação do atacante Rafael Sobis, um dos responsáveis pela conquista da Libertadores de 2006.

Se acontecer, o Inter ganha um belo acréscimo para um setor que está carente e que necessita mais do que um reforço para tentar o título da Libertadores e afrouxar a corda do pescoço no Brasileirão.

Vestibular

É um vestibular.

Com a liberação de quase todos que estavam na enfermaria, o técnico Silas vai trabalhar com o grupo completo e com a chance de achar a melhor escalação para o restante do Brasileirão.

Um dos candidatos fortes a conseguir uma camisa titular é William Magrão, que aproveitou a parada para botar o físico em dia, aprimorar a técnica e ficar no ponto para a disputa.

Perguntinha

Quem vai ser o craque da Copa?

Bookmark and Share

Inter se classifica com tranquilidade

07 de maio de 2010 21

Foi com tranquilidade. O Inter cumpriu o dever de casa, ontem, no Beira-Rio, despachou o Banfield e garantiu a vaga. Contra um adversário que jogou o tempo todo retrancado, sem arriscar um chute a gol, o Colorado teve calma, dominou o jogo e chegou aos 2 a 0. D’Alessandro foi o maestro do time.
Mas, apesar da vitória e do entusiasmo da torcida, convém lembrar que vem por aí o Estudiantes. Para continuar sonhando, o Inter precisa mostrar que tem mais bala na agulha do que tem apresentado.

Reflexão
Vale uma reflexão.
Contra o Fluminense, de novo, o Grêmio jogou pouco no primeiro tempo, melhorou após o papo de intervalo e deixou o seu povo sem saber os motivos da irregularidade.
Nas semifinais da Copa do Brasil, contra o Santos, quando está proibido de oscilar, o técnico Silas terá que
encontrar um jeito de fazer o seu time manter a regularidade o tempo inteiro para sonhar com a classificação e, evidentemente, com o caneco da competição.

Ódio
O amor virou ódio.
Após a derrota e a eliminação do Atlético-MG da Copa do Brasil, o técnico Vanderlei Luxemburgo apareceu na sala de entrevistas da Vila Belmiro, elogiou o time do Santos, mas avisou com todas as letras que nunca
mais vai treinar o Peixe, pelas humilhações que sofreu antes da decisão de quarta-feira.
Até as paredes sabem que nada é definitivo no futebol, mas a manifestação do comandante do Galo foi  pesada, muito bem pensada e com alvo definido, o que deixa a quase certeza de que essa união acabou para sempre.

Mágico
A bronca é grande.
Pelo que se viu nos jogos contra o Grêmio, o Fluminense vai ter que parar, pensar e contratar, se não quiser passar o mesmo sufoco de 2009.
Mesmo com a volta de Fred, o técnico Muricy Ramalho vai acumular funções com o que tem nas mãos: treinar e fazer magia para o seu time não ficar muito atrasado na tabela.

Ralo
Tudo pode acontecer no mata-mata.
O Corinthians perdeu para o Flamengo no Maracanã, ganhou no Pacaembu, e viu o sonho da Libertadores escorrer pelo ralo.
Com este novo fracasso, a turma do Parque São Jorge vai ter que ralar no Brasileirão, faturar o título a qualquer custo, para salvar o ano.

Perguntinha
Quem passa entre São Paulo e Cruzeiro?

Bookmark and Share

Caneco é do Grêmio

03 de maio de 2010 48

É do Grêmio o caneco.
Num jogo pegado, de poucos espaços, raras chances de gol e final tumultuado, o Inter venceu por 1 a 0, mas viu seu maior rival fazer a festa pela conquista do Gauchão, em razão do melhor desempenho em 180 minutos de disputa.
Um título merecido para quem foi mais regular na decisão, encarou com muito mais seriedade a competição, soube tirar boa vantagem na casa do adversário e jogar pelo regulamento dentro do Olímpico.

Água
Foi melhor do que se esperava.
Com mudanças no time e no esquema, o Inter jogou mais do que no primeiro clássico, derrotou o maior rival, botou água no chope na festa azul, preto e branco, e saiu fortalecido para a não menos importante decisão de quinta-feira.
A vitória no Olímpico foi importante. Serve de combustível para um time que elegeu a Libertadores como prioridade e vai ter que jogar a morrer, de novo, contra o Banfield, para reverter a desvantagem e não deixar o semestre escorrer pelo ralo.

Herói
Ninguém ganha sozinho.
Mas não é nenhum exagero dizer que o maior responsável pela conquista do Gauchão e pela retomada da hegemonia no futebol gaúcho foi o técnico Silas, que tempos atrás estava na linha de tiro e era visto com desconfiança por boa parte da torcida que frequenta a Azenha.
Na surdina, o comandante gremista tomou conta do vestiário, barrou jogadores experientes, apostou na meninada, tratou de dar confiança ao grupo, provou que conhece o riscado e que tem condições de trabalhar em grandes clubes.

Sofrimento
Foi um sofrimento.
Apesar de ter jogado bem menos do que vinha jogando, de ter três jogadores expulsos e ter perdido para o Santo André, o Santos terminou o domingo com o que merecia: o título do Paulistão.
É fácil deduzir que o Peixe, com esta conquista, vai ser ainda mais candidato do que já era na Copa do Brasil e, se mantiver seus principais jogadores, também ao caneco do Brasileirão, que não ganha faz muito tempo.

Lógica
Deu a lógica.
Livre do Cruzeiro, dividido entre Estadual e Libertadores, o Atlético-MG não desperdiçou a chance e faturou o título do Campeonato Mineiro, com honras e méritos.
Mais uma conquista para o técnico Vanderlei Luxemburgo, que aceitou o desafio de remontar um clube que nos últimos anos mais perdeu do que ganhou e mostrou que ainda tem uma estrela que brilha.

Perguntinha
O Grêmio está pronto para o Brasileirão?

Bookmark and Share

Única tarefa colorada é vencer

31 de março de 2010 10

É vitória ou vitória.
No Beira-Rio, hoje à noite, o Inter, sem Giuliano, com Walter, só tem uma tarefa a cumprir contra o bom time do Cerro, do Uruguai: conquistar os três pontos com ou sem um bom futebol.
Se fizer a sua parte, o time do técnico Jorge Fossati chega aos oito pontos, assume a ponta da tabela, fica na porta da segunda fase da Libertadores e ganha fôlego para pensar no futuro.

Empurrão
Não é hora de ranço.
Verdade que o Inter está jogando quase nada, que os últimos resultados foram péssimos, mas a grande verdade é que o time está precisando e muito do empurrão do seu torcedor.
Só com a ajuda da nação vermelha, que cansou de fazer a diferença, o Colorado poderá jogar o que ainda não jogou, atingir o único objetivo que lhe interessa e encaminhar a classificação.

Carteiraço
Nada de carteiraço.
Apesar da recuperação de Hugo, de Fábio Rochembach, o técnico Silas vai seguir apostando as suas fichas, amanhã, contra o Votorary, nos meninos que entraram e arrumaram a casa.
A decisão do comandante gremista, ao contrário de outros que preferem priorizar o contracheque, certamente vai causar beicinhos no vestiário, mas é justa e tem o amplo e total apoio do torcedor que veste azul, preto e branco.

Faxina
Do jeito que está é difícil.
Com um dos piores times da sua história, o Juventude perdeu para o Avenida, ficou em situação complicada na briga pela vaga e mostrou que precisa ser repensado como time de futebol.
Se a direção do clube caxiense não entrar em ação, fazendo contratações mais qualificadas, a chance de boa campanha na Série C vai escorrer pelo ralo bem antes do que se imagina.

Grana
Apareceu a explicação.
Só agora, depois de ser corrido das finais do Paulistão, vazou o verdadeiro motivo do Palmeiras estar jogando em ritmo de eletrocardiograma: falta de grana.
O clube paulista, que pagava muito para Muricy Ramalho, que pagou alto pelo lateral Vítor, está devendo dois meses de salários aos boleiros, o que quase sempre reflete dentro de campo.

Perguntinha
O ataque do Inter vai desencantar?

Bookmark and Share