Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Incentivando o inimigo: Carol Narizinho é capa da Playboy na Croácia, primeira adversária do Brasil na Copa

03 de junho de 2014 6
Divulgação Playboy

Divulgação Playboy

Depois de fazer um ensaio sensuélson com as cores do Brasi, Carol Narizinho resolveu fazer a traíra e posar para a Playboy da Croácia, adversária do Brasil na estreia da Copa.

A ex-panicat e atual __________ (preencha livremente a lacuna) é a capa da última edição das coelinhas de lá, repetindo a mesma capa da Playboy tupiniquim de 2013, quando foi a segunda mais vendida do ano.

Depois ainda perguntam o motivo das mulheres brasileiras fazerem mais sucesso internacional do que os jogadores durante a Copa. Nem tem como comparar o bumbum do Hulk com as mulheres daqui.

Selo Patrão Fifa de qualidade pra essa moça, minha gente! Quero ver a Seleção de lá não se inspirar depois dessa.

Comentários (6)

  • Senoloestruxundil Kixorringa diz: 3 de junho de 2014

    Nossos primeiros adversários já estão praticando artilharia pesada contra o pavilhão nacional. Mas depois de todo esse bombardeio talvez eles entrem cansados em campo. E graças a nudez da Narizinho quando o jogo do Brasil com a croacia acabar o Galvão vai gritar: A vitória É DO BRASIL!! por causa de um narizinho e de outras partes abundantes do corpo

  • Richard Dos Santos Souza diz: 3 de junho de 2014

    Essa Carol é mto gata e mto Gostosaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

  • agilberto endres diz: 3 de junho de 2014

    tem pai e mãe falidos pra deixa uma filha se expor ñ só nacional mas tambem, e até na croacia é triste

  • Jorge da Luz diz: 4 de junho de 2014

    Se tivessem consultado o Fellipão,ele teria botado a véia.

  • Laisa diz: 4 de junho de 2014

    A Europa vê o Brasil sob este perfil. Os europeus esperam encontrar uma prostituta em cada esquina das cidades brasileiras. Como só aparece esse tipo por lá: fotos de uma sub com o bumbum e os seios a mostra em pleno centro de Paris,etc. O trabalho “brasileiro” lá é esse, gays e prostitutas mostrando o corpo em nigthclubes sem categoria,etc.Acham o brasileiro despreparado para o trabalho,sem condições de emprego ou subemprego. Poucos, com curso superior e vontade vão pra lá “vencer” na vida, mas a maioria volta. Temos que mudar essa imagem!Como?!

  • Junior diz: 4 de junho de 2014

    A Carol Narizinho lembra bem o biotipo das gatas do Leste Europeu… com certeza receberá muitas “homenagens” dos croatas.

Envie seu Comentário