Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Xiii, errou... Nicole Bahls assassina o português em rede social

26 de dezembro de 2014 29
Reprodução/Twitter

Reprodução/Twitter

E não é que Nicky Bahls quis fazer o merchan da lojinha onde ela compra calcinhas e sutiãs e acabou mesmo é escorregando na grafia da palavra. Em vez de LINGERIES, a fofa escreveu “LANGERIS”. Como ontem foi Natal, que tal fazermos uma vaquinha e darmos de presente para ela um amansa burro, mais conhecido como dicionário?!

Reprodução

Fotos: Reprodução

Mas não é só ela que merece o Aurélio como livro de cabeceira.

Outras subcelebridades também volta e meia assassinam o português em um post e outro.
É o caso, por exemplo, de Luciana Gimenez, Carla Perez, Dani Bolina, a senhora Naldo, Ellen Cardoso, e seu esposo, e também a famosíssima Cristina Mortágua (WHO?)

Vamos aos erros…

luciana01
No Twitter, Lu Gimenez é campeã de soltar pérolas. “Se encherga” é uma das mais recentes.

carlaperez

A eterna loira do Tchan, tchan, tchan, tchan, tchan, Carla Perez, cometeu seu primeiro erro de português quando apresentava um programa de TV. Quem não lembra do “I” de escola?! Eu nunca vou esquecer… E pelo visto, de lá pra cá, ela ainda não aprendeu a escrever nem escola e nem Espírito Santo.

 

danibolina
Dani Bolina pode até defender a causa animal, assim como o pessoal do Blog Bicharada, mas na hora de pedir ajuda para cães abandonados ela deu uma leve derrapada no portuga. E trocou focinho por “fucinho”.

Montagem sobre reprodução

Montagem sobre fotos Reprodução

Casal que erra unido, permanece unido? Pelo visto sim. Naldo e Ellen que o digam. Ela escreveu pagens com G (o certo é com J) e ele não aprendeu a conjugar o verbo ir.

mortágua
E a mãe do filho do ex-jogador Edmundo Animal, Cristina Mortágua, não entende muito de “excrúpulos”, pelo menos na hora de escrever a palavra escrúpulos.

Comentários (29)

  • Reneu do Amaral Berni diz: 26 de dezembro de 2014

    diga-se, em favor dela, que, no Aurélio, a palavra consta como francesa e essa moça escreveu como se pronuncia em francês ( mesmo que a pronúncia certa seja ‘langerrie, com o último “e” um pouco como “ê”). Assim como “futebol”, que veio do inglês “football”, talvez ainda falte aportuguesar essa palavra. Espero que esta despretensiosa contribuição seja bem recebida e não haja vergonha em publicá-la.

  • Francine Vieira diz: 26 de dezembro de 2014

    Xiii, erraram… quem sabe vocês mesmos não procuram a palavra “LINGERIES” no Aurélio… vão passar o ano novo inteiro procurando uma palavra de origem francesa num dicionário da língua portuguesa ahahaha… e de fato, “não é só ela que merece o Aurélio como livro de cabeceira” ahahahaha

  • Hugo O. O. Saraiva diz: 26 de dezembro de 2014

    Errou tem que publicar. Interferem no comportamento dos mais jovens. Nenhum deles investe em cultura. Parabéns à maioria do povo gaúcho que não tolera e nem incentiva à mediocridade. Aposto que a filha dela não vai dançar na boquinha da garrafa. A filha dos outros com certeza dançarão.

  • Paulo Pennaforte diz: 26 de dezembro de 2014

    Só um reparo, Reneu.
    Em francês essa palavra não é oxítona, então não tem essa de o último “e” um pouco como “ê”.
    Na verdade, esse “e” final é praticamente mudo.
    Há um equívoco recorrente de muitas pessoas acharem que todas as palavras em francês são oxítonas, mas isso está bem longe da realidade.

  • Reneu do Amaral Berni diz: 26 de dezembro de 2014

    Esclareço para Francine que, no meu Aurélio da Língua Portuguesa , 3ª Edição, de 2004, consta exatamente assim: -> lingerie (Fr.) S.m. Roupa de dormir ou roupa de baixo feminina. Talvez, em alguma edição posterior que você tenha consultado, essa palavra tenha sido excluída. Achei ótima a atitude da responsável pelo Holofote em ter publicado nossos comentários e espero que consigamos tirar nossas dúvidas (eu também, antes de consultar o Aurélio, não sabia que essa palavra francesa constava lá).

  • Alex diz: 26 de dezembro de 2014

    aeuaheuahe só membros da Academia Brasileira de Letras. uhaueauehaeuh

  • kephas diz: 26 de dezembro de 2014

    Kkk… o ponto ‘forte’ delas é outro… quando elas erram (e qdo tb não erram…) ou falam qualquer besteira todo mundo por trás quer ficar metendo o pau… eu já toco por trás e pela frente também!..

  • rogerio diz: 26 de dezembro de 2014

    Acho que vocês também escorregaram. Vocês no Aurélio e ela no Francês.

  • joao da silva diz: 26 de dezembro de 2014

    Tá, mas e a bunda da Nicky Bahls onde está? Fiquei procurando mas não vi nada por aqui no post…

  • luiz eduardo diz: 26 de dezembro de 2014

    Prefiro a Nicole Baus falando errado no meu ouvido, do que a Graça Fortes (presidente da Petrobrás) me dando aula de português.

  • DANIEL CAMPEÃO DE TUDO diz: 26 de dezembro de 2014

    “LINGERIE” NÃO É PALAVRA PORTUGUESA.

    NÃO ESTOU DEFENDENDO SEU ERRO DE GRAFIA, MAS O TÍTULO ESTÁ ERRADO:

    “ASSASSINA O PORTUGUÊS” … ERRADO.

  • Jair Augusato diz: 26 de dezembro de 2014

    Assim serve tambem para sutiã e soutien…

  • Jair diz: 26 de dezembro de 2014

    Uma pergunta: A RBS, ainda paga salário a vcs?

  • Simone Macedo diz: 26 de dezembro de 2014

    Concordo com Francine, reportagem grosseira, pra quem também escreveu errado… realmente Jair, a RBS ainda paga salário?!!! Assim fica fácil!!!!

  • Reneu do Amaral Berni diz: 26 de dezembro de 2014

    minha explicação, Paulo Pennaforte: a minha professora de francês, no I.E. de Passo Fundo, a francesa mademoiselle (com 78 anos, fazia questão do tratamento, rsrsrs) Marie Blanche exigia essa pronúncia do “e” final, inclusive do nome dela, levemente grave, não como “Marriê” ( aqui seria traduzido para “casado”, n’est ce pas?), talvez tentando explicar que esse “e” não deveria ser deixado de lado. Eu só quis dizer que o “e” final de lingerie deve ser pronunciado e me penitencio pela confusão. Se não pronunciarmos “langerrí” e nem “langerríê”, ficando, digamos, “no meio”, rsrsrs, será que estaremos “mais ou menos certos”?. Gostei da tua contribuição. Abraços

  • Carlitos dos Campos de Cima da Serra diz: 26 de dezembro de 2014

    Desculpem todos, mas ela não precisa escrever… em precisa falar… Vão se catar, kkkkk.;

  • Marlon Tolksdorf diz: 26 de dezembro de 2014

    Formada em jornalismo… Taí o nível.

  • Leo diz: 26 de dezembro de 2014

    O que ela menos precisa pra ganhar a vida é do cérebro hehehe… Ela tem que encher o cofrinho enquanto a gravidade não age no corpo dela hehehe

  • MarCO LORADO diz: 26 de dezembro de 2014

    Na “profissao” dela, nao e’ necessario saber ler e escrever !

  • FabricioFao diz: 26 de dezembro de 2014

    Vocês é que tão assassinando o português, afirmando que lingerie é uma palavra da língua portuguesa. Francamente.

  • Gabriel diz: 26 de dezembro de 2014

    Mas é uso comum na linguagem escrita da comunicação por via eletrônica o “aportuguesamento” de termos e a grafia do tipo “como pronunciado”. Segue um modismo herdado (mas já antigo) da Língua Inglesa, utilizado nos mesmos meios (o qual já existe, pelo menos, desde os anos 60). Foi ainda naqueles tempos antigos que recebi, pela primeira vez (e fiquei espantado), um cartão postal (uau! arcaísmo puro!) com a expressão “Luv from all us…!”.

  • yurasf diz: 26 de dezembro de 2014

    Cuidado ao postar os “assassinatos” e não cometer o mesmo crime… isso pega mal.
    O seu “ao invés de” no início do post deveria ser “em vez de”. “Ao invés de” somente é usado em termos contrários, é esse não foi o caso.
    Ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão. Assassino que mata assassino tem o que?

  • Liz diz: 26 de dezembro de 2014

    Lingerie é Francês, portanto a forma como ela escreveu está correta. Escreveu do jeito que se pronuncia em Português.

  • Tchê Bagual diz: 26 de dezembro de 2014

    Xiii, Errra! Segue o texto do blog com o português devidamente corrigido:

    E não é que Nicky Bahls quis fazer o merchan da lojinha onde ela compra calcinhas e sutiãs MAS acabou mesmo é escorregando no português? Ao invés de LINGERIES, a fofa escreveu “LANGERIS”. Como ontem foi Natal, que tal fazermos uma vaquinha e darmos de presente para ela um amansa burro? (mais conhecido como dicionário?!)
    Mas não é só ela que merece o Aurélio como livro de cabeceira.
    Outras subcelebridades também volta e meia assassinam o português em um post OU outro.
    É o caso, por exemplo, de Luciana Gimenez, Carla Perez, Dani Bolina, DA senhora Naldo, Ellen Cardoso e seu esposo, e também DA famosíssima Cristina Mortágua (WHO?)

    Vamos aos erros:

    A eterna “loira do Tchan”, (tchan, tchan, tchan, tchan), Carla Perez, cometeu seu primeiro erro de português quando apresentava um programa de TV. Quem não lembra do “I” de escola?! Eu nunca vou esquecer… E pelo visto, de lá pra cá, ela ainda não aprendeu a escrever nem escola e nem Espírito Santo.
    Dani Bolina pode até defender a causa animal, assim como o pessoal do Blog Bicharada, mas na hora de pedir ajuda para cães abandonados ela deu uma leve derrapada no “portuga”; E trocou focinho por “fucinho”.
    Casal que erra unido, permanece unido? Pelo visto sim. Naldo e Ellen que o digam. Ela escreveu “pagens” com “G ” (o certo é com “J”) e ele não aprendeu a conjugar o verbo ir.
    E a mãe do filho do ex-jogador Edmundo “Animal”, Cristina Mortágua, não entende muito de “excrúpulos”, pelo menos na hora de escrever a palavra escrúpulos.

  • André Noroefé diz: 26 de dezembro de 2014

    COMO NO BOM PORTUGUES… INVEJA É UMA MERDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

  • Junior diz: 27 de dezembro de 2014

    Alguns não são aceitos na ABL (Academia Brasileira de Letras) e acabam se tornando colunistas em sites como o Holofote…

  • Clademir Gomes diz: 27 de dezembro de 2014

    Alguns tentaram elevar o nivel dos comentários, mas no final prevalece a “baxaria”.

  • alex diz: 27 de dezembro de 2014

    No caso Nicole Balhs, podi escreve erradiu que o tio não importa. eçe monumentu todo o dia e abrassar i beijar e pegando e vou querer que escreva certiu! num vai iscreve para mim e nem para us outro e nem participar de olimpiada gramatica ou ir no soletrandiu!

  • Reneu do Amaral Berni diz: 28 de dezembro de 2014

    o pior é que, no Aurélio, essa palavra francesa, que lá consta pelo uso frequente no Brasil, aparece como substantivo MASCULINO. Então, para estar certa, ela teria que ter escrito MEUS LINGERIES, rsrsrsrs?

Envie seu Comentário