Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Cinco motivos para baixar os DLCs de Skyrim

24 de outubro de 2012 1

O sucesso do quinto jogo da série The Elder Scrolls é confirmado com os muitos prêmios já recebidos. Agora, um ano após seu lançamento, Skyrim (PC, Xbox 360 e PS3 / Bethesda) ainda oferece novas aventuras no cenário medieval fantástico, com dragões, espadas e magia. Dois pacotes de conteúdo para download (DLCs) foram lançados para expandir seu mundo (que já era grande), em Hearthfire e Dawnguard (lançados para PC na Steam e Xbox 360 na Live, enquanto, infelizmente, o pessoal do PS3 está de fora).

Como o jogo é um RPG, onde é possível seguir vários caminhos, deixo cinco impressões bem pessoais que mais chamaram minha atenção. Se você já jogou e quiser compartilhar alguma outra coisa (ou mesmo se tiver alguma dúvida) use os comentários.

Minha casa, minha vida – Cansou da vida nômade, dormindo em estalagens sujas ou no meio do mato? Com o DLC Hearthfire você pode comprar um pedaço de terra em três localidades diferentes (por 5.000 peças de ouro cada) e construir uma meia-água bem ajeitada. Se conseguir recursos e materiais de construção suficientes, você pode fazer puxadinhos temáticos, como cozinha, forja, laboratório de alquimia, jardins para plantar ingredientes, entre outros cômodos para usar suas habilidades de manufatura. Com dedicação é possível construir uma mansão digna de um Jarl, que também serve como quartel general (muito útil se sua cabeça estiver a prêmio nos Nove Reinos). O mais legal é que a casa serve para concentrar em um único lugar os itens pilhados conseguidos nas aventuras (você pode colocar baús, estantes de livros, racks de armas, manequins de armadura, cômodas, prateleiras…). Destaque para a sala de troféus, que você pode deixar as criaturas que você caçou empalhadas em exposição, e a sala de armas e armaduras (seu closet de itens), que parece com a do Homem de Ferro. Existe também a possibilidade de criar uma família, levando sua esposa (do jogo) e adotando até duas crianças para encher a casa (mas não fiz isso).

Um troll para chamar de seu – Se você já cansou da Lydia, mas precisa de um companheiro de aventuras, o DLC Dawnguard traz novas opções bem interessantes. No Forte Dawnguard, o quartel do exército que caça vampiros, há soldados prontos para te acompanhar pelo mundo. Todos eles estão bem armados e equipados, além de serem relativamente fortes. Mas aqui o que chama a atenção é uma nova arma secreta que a Dawnguard usa contra os vampiros: trolls adestrados, armados e com armaduras de batalha. E o melhor: você pode ter um desses sob suas ordens por míseras 500 peças de ouro, que entra como um segundo acompanhante (se você for um conjurador, você pode com isso ter até cinco companhias). O bicho não é resistente, mas é muito útil para segurar os inimigos no corpo-a-corpo, se você prefere jogar com magia ou armas à distância.

Armado até os dentes (de dragão) – No DLC Dawnguard agora é possível fabricar flechas (opção que fazia muita falta para arqueiros) de todos os tipos. Além disso, foram adicionadas as armas feitas com ossos de dragões (antes só tinha armaduras e a nova flecha de osso de dragão é bem poderosa) e novas armaduras especiais, como as feitas com partes de insetos gigantes e algumas lendárias (como a raríssima e bela armadura dos Elfos da Neve, que não pode ser fabricada, só encontrada). Outra novidade no armamento são as bestas (crossbows, da imagem acima), armas à distância que causam bastante dano, que podem ser fabricada com aço e madeira somente dentro do Forte Dawnguard (mas a munição de dardos pode ser feita em qualquer outra forja).

Livre Skyrim da praga sugadora de sangue – Desconte toda a sua raiva de Crepúsculo caçando os vampiros que ameaçam Tamriel. Na nova história do DLC Dawnguard, um Lorde Vampiro quer acabar com a “tirania do Sol” e deixar o mundo em eternas trevas para sua raça dominar tudo (típica coisa de vilão de filme B). Para impedir isso, você precisará explorar cavernas esquecidas, visitar o mundo dos mortos, encontrar três Elders Scrolls (!) e ir buscar uma arma sagrada em um templo perdido, chamada O Arco de Auriel (bem poderoso e que você pode ficar depois de terminar a missão). No meio do caminho haverá emboscadas de vampiros tentando impedir seus planos, além de momentos de tentação, que será oferecida a opção de você virar um vampiro para “agilizar as coisas”. Mas é possível concluir a história como um verdadeiro herói e com o sangue quente (é até mais divertido).

Chute o balde e vire um Lorde Vampiro – Se cansou de salvar cidades, entregar itens por poucas moedas e da vida certinha de herói? No DLC Dawnguard também há a opção de se deixar levar pelo abraço dos vampiros, para ganhar novos poderes em uma forma transformada (mais ou menos como a opção Lobisomem, que já existia em Skyrim). O personagem pode ainda escolher dois caminhos, o de usar os poderes das trevas para combater as trevas (impedindo a profecia) ou de ajudar no plano maligno de acabar com o Sol. Se for escolhida a pior opção, esteja preparado: você não poderá pisar mais em nenhuma cidade sem ter os guardas no seu pé, andar de dia vai causar dano (a menos que você tenha O Arco de Auriel profanado, para fazer o dia virar noite) e a dependência de sangue para fortalecer os poderes.

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Renara Almeida diz: 25 de outubro de 2012

    gente… esse jogo não acaba nunca…

Envie seu Comentário