Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Windows 8: 90 dias depois

24 de fevereiro de 2013 2

É ruim quando o computador estraga. Pior quando a fonte do problema é difícil de encontrar. Mesmo com um razoável conhecimento técnico, de vez em quando há mais mistérios entre os bits e bytes do que você possa imaginar. Como no meu caso, que fiquei mais de três semanas sem um computador em casa, até desvendar a solução para o problema. O motivo?

Eu instalei o Windows 8 na minha máquina. Tudo certo dentro dos conformes e produto original. O sistema funcionou legal e compatível com minha máquina. Gostei bastante, mesmo da interface Metro, que muitos não gostaram ou acostumaram. Além disso, a novidade dos aplicativos é bem atrativa.

Só que dois meses depois da instalação, o sistema começou a apresentar a famigerada tela azul da morte. Assim como todo o layout, descobri que o aviso de azar também foi atualizado e ganhou um emoticon triste “simpático”. Nesta primeira vez achei normal.

Acontece que com o passar dos dias a tela começou a aparecer com mais frequência. E, cada vez, o computador reiniciava. Tentei procurar soluções online, consultei alguns amigos com conhecimento técnico. Mas acabei acostumando com o problema, pensando que logo haveria uma atualização do sistema para corrigir – como normalmente acontece.

Quando, no começo de fevereiro (90 dias depois que instalei), a tela azul começou a aparecer na inicialização do Windows 8. Isto impedia a máquina de carregar, inclusive no modo de segurança. Neste ponto levei na primeira assistência técnica, que diagnosticou problemas no HD e uma incompatibilidade da placa mãe com o Windows 8 . Como é uma parte relativamente cara, levei para outros dois técnicos, para ter outras opiniões.

Três técnicos diferentes então diagnosticaram o mesmo problema principal:  incompatibilidade do Windows 8 com a placa mãe e problemas em nos clusters do HD. Eles identificaram que o setor foi corrompido pelo sistema, de forma que não pudesse ser usado para inicialização de sistemas operacionais (nenhum mais). Além disso, as inúmeras reinicializações acabaram afetando outros componentes físicos do computador.

Todos que olharam a máquina foram unânimes: o sistema operacional Windows 8 ainda está instável e pode prejudicar alguns computadores. Por isso, depois de algumas centenas de reais em consertos físicos na máquina, fiz o chamado downgrade para o Windows 7 – considerado a melhor versão. Tudo voltou ao normal por enquanto.

Fico triste como a carinha da tela azul, pois tive boas impressões do Windows 8. Porém, as soluções (diga-se gastos) para os problemas apresentados começaram a pesar negativamente. Além disso, quando três fontes, que trabalham com assistência técnica, dizem que não é bom a gente concorda.

Este relato é pessoal, baseado no que aconteceu com um equipamento pessoal (link da máquina que apresentou problemas). A intenção não é generalizar, mas sim alertar para que outras pessoas com os mesmos sintomas iniciais possam se precaver.


Vale lembrar que até mesmo Bill Gates já sofreu em público com a “tela azul da morte”, como na apresentação do Windows 8.

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • Thamiris diz: 11 de janeiro de 2014

    Eu comprei um notebook samsung em setembro e já veio com o windows 8 e no final de novembro começou a aparecer essa carinha triste e reiniciar sem parar, vou levar na autorizada hoje pois acabou as festas, será que a garantia cobre isso?

  • Maria Clara diz: 17 de junho de 2014

    O meu parece ser muito sério ! o meu not estava normal e eu jogando tranquilamente…ai ele descarregou e eu coloquei na tomada mais quando eu liguei a TELA AZUL DA MORTE apareceu do nada me assustei isso NUNCA tinha acontecido e desde então ele nem liga … vou levar na assistencia

Envie seu Comentário