Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Governo Federal lança "rede social" para jovens

18 de julho de 2013 5

O Participatório é a nova plataforma online lançada pelo Governo Federal para reunir discussões ligadas às políticas de juventude. A ideia é que os próprios interessados, os jovens, façam parte e desenvolvam suas ideias pelo canal com a ajuda dos amigos. A proposta é inspirada nas redes sociais, principalmente na questão de Construção Coletiva do Conhecimento – como bem sempre ensinou Pierre Lévy.  Mas esqueça #hashtags, linhas do tempo e outras funções do Facebook ou Twitter.

A plataforma é na verdade um grande fórum online (famoso nos anos 90), dividido em comunidade (sim, igualzinho ao Orkut). É até possível “curtir” as publicações, para compartilhar em outras redes sociais. Dentro do site principal também há outros canais, como um blog, vídeos e eventos. Infelizmente, o layout e a navegabilidade passa uma impressão de “velho”.

A objetivo até que é interessante do Governo Federal usar um canal moderno como a web para ouvir a população. Mas uma plataforma online estatal assusta na primeira vista. É que, normalmente, no primeiro passo para controlar discussões é centralizar tudo em um lugar – com a possibilidade de pecar no excesso de controle.  Mas na verdade é a Etapa II da implantação de um E-Gov.

Criar uma plataforma ao invés de aumentar presença em uma das redes sociais mais usadas vai contra ir onde o público está, que é a estratégia digital mais comum hoje. É inovação, mas é arriscado. Além disso, a política de moderação não é clara nos Termos de Uso (apesar de oferecer uma ferramenta de denúncia). E o site não usa o protocolo de segurança HTTPS (importante para preservar senhas e outros dados dos usuários).

Como tudo na web, o Participatório está em sua versão beta (porque a ideia é estar em constante aprimoramento). Agora resta esperar que a iniciativa seja aceita pelo público alvo, que o Governo Federal interaja, ao mesmo tempo que haja um retorno dos pedidos e uma mudança que repercuta no mundo offline.

Bookmark and Share

Comentários (5)

  • Ana diz: 18 de julho de 2013

    Já foi batizado de redesocialfalsobook.

  • GRACIANO PASTORIO ONETTA diz: 18 de julho de 2013

    SERA UMA BOA FERRAMENTA.

  • GRACIANO PASTORIO ONETTA diz: 18 de julho de 2013

    SERA UM MEIO DE SABER A VERDADE.

  • Alexandre diz: 18 de julho de 2013

    Bolsa rede social. Querendo comprar os jovens.

  • Edinho Espíndola diz: 19 de julho de 2013

    É o Foicebook!!Rsrs

Envie seu Comentário