Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Vale a pena comprar agora no lançamento um PS4 ou um Xbox One no Brasil?

18 de novembro de 2013 3

575351_778187892196275_1814917661_nO primeiro comprador do PS4 em Nova York (Foto: EFE / Divulgação).

Não. Principalmente se os aparelhos forem comprados e usados aqui no Brasil.

Acontece que em toda nova geração videogames há problemas técnicos em grande escala, que só serão resolvidos em um próximo lote. Exemplo disso foi a primeira versão do Xbox 360 (Arcade) com as famigeradas três luzes vermelhas da morte e com o PS3 na luz amarela da morte - em ambos os casos é diagnosticado perda total dos aparelhos.

É como uma loteria invertida: na medida que os erros são percebidos e corrigidos ao longo do tempo, menor a probabilidade de pegar um videogame com problemas. Ou seja, os primeiros compradores acabam no papel de testadores. Por exemplo, os primeiros compradores do Playstation 4 já reclamam de um problema apelidado de luz azul da morte.

Existe ainda a questão das funções online e aplicativos da PSN e da Live, pois muitas das funcionalidades delas não estarão disponíveis no lançamento no Brasil. E podem demorar para vir (por exemplo, até hoje a Xbox Live Brasil não tem o programa Rewards do Xbox 360…). Resumindo este tópico: não será possível aproveitar 100% dos recursos a curto prazo.

Outro fator que pesa agora na compra são os jogos. Apesar do PS4 e do Xbox One terem anunciados vários títulos exclusivos, muitos deles só vão estar disponíveis depois da metade de 2014 (quando provavelmente já haverá um segundo lote dos consoles). Quem tem um videogame da atual geração (PS3 e Xbox 360) bem cuidado terá uma boa vida útil: vários jogos também serão lançados para eles. Já quem não tem um aparelho ainda é uma boa oportunidade de pegar um PS3 ou Xbox 360 em uma promoção, já que o foco agora são o PS4 e o Xbox One.

O preço já é algo batido, mas vale lembrar: o PS4 do Brasil (R$ 4.000,00) é o mais caro do mundo, junto com Xbox One (R$ 2.299,00) e o Nintendo WiiU (R$ 1.899) nesse ranking. Além de impostos, tem o detalhe do lucro dos vendedores proporcional à vontade dos compradores (lembra do PS3 custando quase R$ 8.000,00 no lançamento?). E quem pensa em comprar fora do país, cuidado: há boatos que as empresas no Brasil não darão suporte para aparelhos comprados fora  - mas, de acordo com o IDEC – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, todo produto importado que possui venda oficial no Brasil deve ser garantido pela fabricante.

Valerá a pena comprar um PS4 ou um Xbox One mais tarde? Sim, principalmente depois que passar toda a onda de vontade, que é explorada comercialmente, e forem lançadas novos lotes com erros corrigidos. O ponto muito negativo é ficar fora de algo novo e falado por todos (o que mais dói para jogadores hardcore). Mas valerá muito para quem precisa economizar para comprar, pois o custo benefício a longo prazo será bem maior.

***

Mas se o seu objetivo é se divertir destruindo os novos consoles com uma arma de grosso calibre, ignore tudo o que estiver escrito acima (não tente fazer o que eles fizeram no vídeo abaixo em casa…).

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • Luís diz: 18 de novembro de 2013

    No lançamento, não. Mas daqui alguns meses, quando passar todo esse hype e descobrirem todos os defeitos, sem dúvidas. Pelo menos eu quero comprar.

  • Wilson Filho diz: 18 de novembro de 2013

    Não, definitivamente não! Uma pelos impostos abusivos e outra pelos bugs iniciais. Vamos dar um tempo ainda ;)

  • Renan Almeida diz: 18 de novembro de 2013

    Definitivamente não.
    Toda indústria de produtos manufaturados lança lotes piloto para avaliação de resposta de campo. Não é diferente com a Sony, esse primeiro lote deve ter alguns erros que, como mencionado, serão corrigidos para o segundo lote. Sem contar o preço no Brasil, falta de jogos e a disponibilidade de jogos para PS3 e XBOX 360.
    Espero poder comprar, mais ainda, espero que esteja com um preço condizente com o mercado brasileiro. Se não tiver, importo e dane-se.

Envie seu Comentário