Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Balneário Camboriú"

Baixe agora o aplicativo de horários da Praiana no seu celular

13 de abril de 2014 1

 

praiana 1

Usuários de dispositivos Android agora podem ter os horários da Viação Praiana de forma bem prática esqueça aquele papelzinho que se perde na carteira. O aplicativo gratuito oferece consulta das linhas de Itajaí, Balneário Camboriú, Itapema, Porto Belo, Bombas, Bombinhas, Canto Grande, Tijucas, Camboriú e Meia Praia. Muito útil naqueles momentos em que se está no ponto de ônibus sozinho ou ninguém sabe informar qual é a próxima linha que vai passar.

Para usar, basta pegar o aplicativo no Google Play e acessar a Consulta de Horários. É preciso apertar exatamente sobre as palavras “Onde estou” e “Para onde estou indo” para definir as rotas e depois apertar “Buscar Horários”.

Infelizmente o aplicativo não é oficial da empresa, pois foi desenvolvido por um usuário, o Jorge Luis Ferrari Cé. Segundo ele, a ideia surgiu de uma necessidade que não era atendida pela Viação Praiana.

Há apenas algumas publicidades, que são importantes para o desenvolvedor ter algum retorno e, assim, poder implementar mais funcionalidades. Mas o interessante mesmo seria a Viação Praiana entrar em contato com o responsável pelo aplicativo e fazer uma parceria – assim ambas as partes (e os usuários dos ônibus) saem ganhando.

Untitled-2

Leia também: Transporte coletivo de Itajaí faz parceria com Google para disponibilizar horários na internet

 

Bookmark and Share

Camboriú sumiu do Facebook e vereador pede que a cidade volte

19 de setembro de 2013 0

camboriu

Desde 1964 Balneário Camboriú e Camboriú são duas cidades diferentes, mas parece que o Facebook não foi atualizado sobre isso. Apesar de muita gente de fora achar que é tudo a mesma coisa, na verdade os dois lugares são bem diferentes: o primeiro é reconhecido principalmente por suas praias e a outro pelas suas paisagens rurais.

Só que desde janeiro de 2013 os camboriuenses não têm mais a opção de marcar sua cidade natal em seus perfis. E mais: a cidade também não pode ser marcada como atual residência, além de quem já estava marcado em Camboriú foi automaticamente mudado para Balneário Camboriú.

Na época os moradores encararam a mudança como uma das (muitas) falhas do Facebook. Muitos enviaram mensagens reportando o problema (inclusive eu também, que estava por lá naquela época). Mas até onde se sabe ninguém teve uma resposta. O assunto então ficou só nas piadas e o conformismo da situação.

Até que um vereador de Camboriú, Ângelo César Gervásio, resolveu cutucar o Facebook de forma oficial sobre isso. Ele fez um requerimento em 17/9/2013 para notificar o Facebook e resolver a questão com a inclusão da cidade. Segundo o político, o problema está “causando constrangimento e repúdio do camboriuense”.

Parece uma coisa simples, mas como bem disse Stefani Ceolla em um comentário no próprio Facebook, “Camboriú luta bastante para ter reconhecimento, deixar de ser ‘vila’ (…). Ser excluído do Facebook é bem chato para o pessoal. Questão de autoestima e tudo o mais”. Ou seja, a falta identidade virtual acaba refletindo no reconhecimento das pessoas como cidadãos camboriuenses.

Tomara que o os responsáveis pelo Facebook Brasil percebam que a falta de Camboriú é um problema sim, assim como também outras cidades brasileiras que não aparecem oficialmente na rede social. #AddCamboriuFacebook

requerimento_facebook_camboriu

Bookmark and Share

Prefeito de Balneário Camboriú agora compartilha seu cotidiano no Instagram

05 de setembro de 2013 0

Sem título

Edson Renato Dias, mais conhecido como Piriquito, agora compartilha com o mundo um pouco da sua vida pessoal pelas redes sociais. O prefeito de Balneário Camboriú (SC) está no Instagram, publicando seu cotidiano ao melhor estilo #selfie, com toques de #instafitness, pratos saudáveis de sua dieta #instafood e momentos de diversão na #balada.

A iniciativa é muito interessante (e até diria importante) para figuras públicas, principalmente ao humanizar a imagem de alguém tido como autoridade. Afinal, existe uma pessoa como todas as outras ocupando um cargo e mostrar que ela vive na cidade que administra é muito positivo.

Mas vale lembrar que Piriquito já teve problemas com as redes sociais. Em 2011 ele esteve envolvido em uma polêmica por conta de comentários pejorativos no Facebook (onde tinha mais de cinco mil amigos/seguidores). Xingamentos e palavras de baixo calão, dirigidas a um morador da cidade, foram feitos em seu nome, causando burburinho dentro e fora da internet. Piriquito negou todo o fato e alegou que sua conta foi invadida.

Ou seja, o cuidado com o conteúdo postado e compartilhado nestes casos deve ser muito maior. Vale aquele conselho do tio do Homem-Aranha para gerenciar as redes sociais de figuras públicas: “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”.

Bookmark and Share

Curso gratuito do Google acontece em Balneário Camboriú

02 de junho de 2013 2

A publicidade online deve superar a da TV em 2016. Mas antes que esse dia chegue, é importante entender como funciona o processo de divulgação na web (e por favor, esqueça o Marketing Multinível). A maior referência neste processo hoje é o Google, principalmente por meio do posicionamento em suas buscas e o AdWords. E uma grande oportunidade de aprender mais sobre as ferramentas do buscador vai acontecer em Balneário Camboriú (SC).

A Universidade do Vale do Itajaí – Univali sediará o seminário presencial gratuito para quem quiser aprender mais sobre a publicidade pelo Google. O evento acontece no dia 11 de julho, uma quinta-feira, das 19h30min às 21h30min, no Campus de Balneário Camboriú. Serão duas horas de um curso prático e teórico. As inscrições são gratuitas pelo site da Univali. As vagas são limitadas e as inscrições encerram no dia 8 de julho. Mais informações aqui.

Enquanto o dia do evento não chega, aproveite e conheça mais sobre o AdWords em vídeo:

Bookmark and Share

Mercado imobiliário usa tecnologia para ajudar a visualizar o futuro

26 de novembro de 2012 0

Vender algo que só existe em projetos é um desafio, ainda mais apartamentos na planta que são um grande investimento. Mas o mercado imobiliário e os compradores já encontraram na tecnologia uma aliada para visualizar o futuro: a criação de ambientes virtuais.

E a equipe da Oficina 3D, um estúdio que fica em Blumenau (SC), tem exemplos em seu portfólio de como funciona a visualização desses ambientes que serão construídos. É interessante ver como são aproveitados cenários reais para inserção de elementos, com todo o cuidado com a luz e relação com o redor (o que oferece uma boa experiência de imaginar como vão ser na realidade os projetos).

O prédio Infinity Coast (o maior que aparece na foto) só existirá em um futuro próximo em Balneário Camboriú (SC).

O proprietário da Oficina 3D, Anderson de Alencar, explica que em qualquer investimento, seja de luxo ou não, “é sempre importante oferecer uma imagem completa, que mostra com precisão como será o imóvel depois de pronto. Muitos têm dificuldades de compreender plantas cheias de medidas apresentadas pelas construtoras”.

Outra opção que também já existe é o passeio virtual em 360º por ambientes internos, parecido com o que  o Google faz nas ruas. Apartamentos decorados ajudam a entender melhor os cômodos e se a opção é a melhor para cada pessoa (a primeira imagem acima tem link para um exemplo).

A técnica de criação 3D também pode ser usada (de forma muito útil) em vídeos que apresentam os empreendimentos, inserindo objetos que ainda não existem (em uma espécie de realidade aumentada).

Ou seja, ganha quem vende, porque consegue mostrar melhor seus produtos, e quem compra, ao ter mais segurança em uma forma de ver os benefícios do investimento.

Bookmark and Share

Vídeos time-lapse revelam a beleza dos detalhes

09 de outubro de 2012 2

A técnica não é nova, mas a moda dos vídeos time-lapse agora é popular entre os usuários dos canais de vídeo na web (e bem compartilhada nas redes sociais). Talvez seja porque a tecnologia necessária para gravar as cenas está cada vez mais acessível e barata, mas o que realmente importa é a beleza do resultado.

Há cenas registradas no mundo inteiro, desde o hipnotizante movimento de Paris até os milhares de detalhes de Tokyo.

A seguir compartilho três dos mais interessantes que já vi da região do litoral norte catarinense (afinal, por aqui também tem muita beleza para mostrar ao mundo):

Conhece mais algum vídeo de time-lapse legal aqui da região? Compartilhe nos comentário =)

ATUALIZADO!

O fotógrafo Marcos Porto registrou em time-lapse o MSC Luisa (maior navio a entrar em Itajaí). As imagens e o som mostram, literalmente, um balé do gigante nas águas.

Bookmark and Share

Visite as ruas do litoral sem sair de casa

13 de agosto de 2012 2

Registrei o carro do Google na Avenida Nereu Ramos, no bairro Meia Praia de Itapema, em setembro de 2011.


E o carro do Google bateu uma foto minha batendo uma foto dele.

O Google Street View (serviço que permite passeios virtuais pelas ruas) está com as cidades aqui do Litoral Norte Catarinense habilitadas para visualização. O carro da empresa passou pela região nos meses de agosto e setembro de 2011 (na época foi tipo uma gincana nas redes sociais, com o pessoal tentando achar e fotografar o veículo). O equipamento com diversas câmeras registrou os ambientes das ruas em 360º, em fotos de alta resolução que agora formam túneis virtuais.


Exibir mapa ampliado

Para “caminhar” nas vias pelo seu computador é simples: acesse http://maps.google.com.br/ > digite o nome da cidade (Itapema, por exemplo) > localize uma rua de sua escolha > na tela do mapa, em cima do botão “mais zoom” (o sinal de +), clique e arraste o bonequinho laranja onde desejar (note que, quando você arrastar, algumas áreas do mapa ficarão em azul, onde é possível fazer o passeio virtual).

Use as setas que aparecerem na tela para girar a visualização ou dar zoom. Você também pode clicar ao longo da linha branca que aparecer, para ir de forma contínua pelas ruas. O mapa plano ficará no canto inferior direito da tela para melhor localização.

Infelizmente, o recurso está disponível apenas onde passam carros (o Parque Calçadão, na orla do bairro Meia Praia de Itapema, só é possível ver aos pedaços) e as fotos são do anos passado (um tanto desatualizadas se a gente quiser comparar com a realidade). Tomara que os outros veículos do Google voltem em breve para registrar as outras áreas.


Exibir mapa ampliado

Então – A experiência de passear virtualmente pelas ruas é incrível, mesmo para quem mora na região. É possível conhecer e perceber muitos detalhes que, na correria do dia-a-dia, acabam passando batido. Placas de carro, rosto de pessoas e algumas publicidades foram borradas (para evitar problemas jurídicos, um procedimento padrão do Google). Mas todas as belezas de nossas cidades estão lá em ótima resolução, para o mundo todo sentir vontade de visitar pessoalmente.

Bookmark and Share

Mercado de pulgas online

07 de agosto de 2012 1

Fique calmo, pois esta postagem não é sobre um estabelecimento comercial cheio de insetos. Vamos falar de um tipo de local (online nesse caso) que vende informalmente objetos antigos, novos ou artesanais, normalmente conhecido como Mercados de Pulgas.

Acontece que um usuário do Facebook, o Victor Alves, criou um grupo chamado Negócio Fechado. A ideia dele foi incentivar a livre negociação de produtos e serviços, de qualquer espécie em Balneário Camboriú e região.

O Negócio Fechado funciona como um site de classificados, com a diferença que ele é abastecido diretamente por seus usuários. O Victor entra na história como um administrador, mantendo a ordem e impedindo ilegalidades (dentro de algumas regras).

Nas ofertas é possível encontrar de tudo: muitos celulares novos ou usados, cavaquinhos elétricos, pneus e aros dos mais diversos diâmetros, maquiagem. Por outro lado também tem gente procurando extensor de fone de ouvido, carregador de notebook, entre outras coisas.

Por que é legal? Grupos no Facebook são como as antigas (posso já chamar antigas?) comunidades do Orkut. São baseados na Web 2.0, onde os usuários participam ativamente na produção de conteúdo. Sem burocracia, com negociação direta e com pessoas bem próximas da região tudo parece mais acessível no Negócio Fechado.

O criador do grupo não ganha dinheiro nas transações (como no Mercado Livre, por exemplo). Mas já comercializou espaços de visibilidade (há anúncios de empresas no topo do Negócio Fechado), fato até que justo, pois a ideia não deixa de ser um empreendimento.

Já existem outros grupos em outras cidades, como o Negócio Fechado – Joinville (mas com menos gente participando por enquanto).

E aí, quer vender ou comprar alguma coisa? Já vendeu ou comprou algo nesses grupos? Como foi a experiência?

Bookmark and Share