Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Infográfico"

Ser contratado, ou não, para um novo emprego depende hoje do seu perfil online

16 de setembro de 2013 0

EMPREGO2

Você já deve ter ouvido que “tudo postado na internet fica para sempre na internet”. Quem sabe muito bem disso são as celebridades com seus vídeos vazados, além de ilustres desconhecidos que ganham fama com suas fotos de bebedeira em festas – devidamente publicadas (e marcadas) por um amigo inconveniente no Facebook. Mas este tipo de conteúdo vai além da zoeira nos círculos sociais.

As empresas usam cada vez mais referências de redes sociais para avaliar os candidatos para vagas de emprego. E uma imagem embaraçosa ou outro comportamento online inadequado aos padrões profissionais pode fazer a diferença na hora de conseguir um trabalho.

Na pesquisa publicada recentemente pela empresa Jobvite, especializada em recrutamento para empresas, mais de 40% dos responsáveis pela contratação disseram que reconsideram candidatos depois de conhecerem seu perfil online. Isto acontece quando eles avaliam o conteúdo do Facebook, Twitter, Google+ e outros canais com a presença do candidato.

O estudo também mostra que os empregadores classificam o candidato (muito) negativamente se há sinais de uso de drogas ilegais ou mensagens de natureza sexual em seus perfis. Já mais de 60% das empresas pesquisadas disseram que a evidência de voluntariado ou outros atos de caridade reflete muito bem para o candidato.

Imagens não são as únicas peças avaliadas. Os textos também são importantes, pois quase dois terços das empresas afirmou que palavrões, erros de digitação e gramaticas refletem negativamente na escolha do candidato ao emprego.

Então o que é preciso fazer para as redes sociais não arruinarem as chances do emprego? O infográfico abaixo detalha os tipos de comportamento que influenciam na hora da análise. E atenção com conteúdo postado é o primeiro passo (configurar o Facebook para não ser marcado nas fotos inconvenientes também ajuda muito).

EMPREGO WEB

Bookmark and Share

Guia básico para atualizar redes sociais de empresas

05 de agosto de 2013 2

Que as redes sociais têm um grande potencial para empresas todo mundo sabe. O que poucos entendem é o que fazer depois que entram nelas. E só simplesmente estar nelas não basta – está acontecendo mais ou menos como no final dos anos 1990, quando todas as empresas queriam ter um site, mas não sabiam muito bem o que fazer com eles. Por isso compartilho uma versão adaptada para o português (com alguns toques pessoais) de um infográfico produzido pelo thewholebraingroup.com.

A Rotina Básica de Atualização das Redes Sociais serve como um começo bem superficial, mas certo para executar durante curto prazo. Junto com ele, deve ser somada uma boa análise de quais as melhores estratégias (e quantidades de conteúdo para a rotina) para cada empresa investir nestes canais. E é preciso planejamento e avaliações constantes para o sucesso a longo prazo – trabalhos que um bom profissional ou empresa da área pode ajudar.

O infográfico tem informações para quatro dos principais canais atualmente: Blog, Facebook, Twitter e LinkedIn. É importante reforçar que o guia serve como um “o que fazer” básico, com um “como” dependendo de cada caso.

Clique aqui para ver a imagem em tamanho maior.

O que achou do guia? Há uma segunda parte para o Google+, o Pinterest e o Youtube (três redes em crescimento e com potencial). Se houver interesse nos comentários posso publicar ela adaptada.

Bookmark and Share

Como os brasileiros usam as redes sociais

30 de julho de 2013 0

Pesquisa divulgada pela comScore virou um infográfico bem legal nas mãos de Alex Affonso. Mais prático de entender e útil para quem trabalha (e está imerso) na web.

Dados da pesquisa resumidos:

  • 90,8% dos internautas brasileiros acessam as mídias sociais e gastam em média 4,9 horas nestes sites de relacionamento;
  • as redes com mais usuários são: Facebook (94%), Google+ (75%) e Twitter (73%);
  • quando se trata de frequência de uso temos: Facebook (88,9%) e Twitter (41%) ;
  • 58,7% do volume de acessos nas mídias sociais é das mulheres;
  • quando se trata de compras, 41% dos internautas  pesquisam nas mídias sociais antes de comprar; 2 em cada 3 dão feedback para as marcas via mídias sociais; 54% seguem empresas no Twitter e 74% curtem empresas no Facebook.

O relatório completo de 2013 você pode baixar aqui: O Brasil na Web

Bookmark and Share

Você sabe usar as principais redes sociais?

06 de maio de 2013 2

O pessoal da Moving Targets montou uma tabela bem interessante, que apresenta especificações, destaques e outras características das plataformas sociais mais usadas na web.

As dicas exploram os potenciais e servem para planejar os conteúdos básicos publicados em cada rede. Muito útil para quem quer começar a investir no segmento, além de ajudar usuários do Facebook, Twitter, Foursquare, Pinteres, LinkedIn e Google+ a entender melhor as regras dos jogos.

O material original está em inglês, mas o designer gráfico Rodrigo Pereira de Barros montou uma versão em português. Ele então resolveu compartilhar com a gente o conteúdo. Aproveite.

Baixe uma versão em PDF das Dicas para as Redes Sociais aqui.

Se você também tem algum conteúdo legal que você montou e quiser compartilhar, envie para joelminusculi@gmail.com ou deixe um comentário aqui no blog.

Veja também outros infográficos já publicados aqui no Impressão Digital.

Bookmark and Share

Quanta pornografia tem na internet?!

29 de janeiro de 2013 0

Não demorou para o novo aplicativo de compartilhamento de vídeos, o Vine, ser mais uma ferramenta do mundo erótico online. Usuários aproveitaram o novo sistema (feito pelos criadores do Twitter) para publicar e ver vídeos pornográficos. Tudo foi postado na hashtag #porn e, inclusive, um desses vídeos ficou entre os mais vistos entre todos os outros.  Além disso, usuários do sistema IOs encontraram uma brecha para sua luxúria, já que na Apple são proibidos aplicativos eróticos.

Apesar da notícia ser bizarra, isso já era esperado. Acontece que a indústria do pornô tem na internet um de seus maiores meios de disseminação – e isso não é de hoje. Para mostrar melhor e bem fundo (!) como está a atual situação, o pessoal do site http://www.onlineschools.com/ fez um infográfico bem interessante com os números da safadeza para maiores de 18 anos. Compartilho a seguir com uma tradução adaptada:

Imagem: Reprodução - http://www.onlineschools.com/

Só para registro: o site Good Magazine produziu em 2007 um vídeo bem interessante (e temático) sobre os números da pornografia na web da época. Vale a pena conferir e comparar os números (alguns ainda são os mesmos):

Bookmark and Share

Quanto mais tecnologia, menos sono na hora de dormir

20 de novembro de 2012 0

Antes de dormir, ainda na cama, você precisa ver todas as atualizações das redes sociais? Dorme com o celular embaixo do travesseiro? Pois esses hábitos que parecem inofensivos causam impacto em nossa saúde física e mental.  Para mostrar isso, o site Online Psicology Degree construiu um infográfico bem interessante, que apresenta as principais conclusões de estudos recentes sobre como o uso de tecnologias interfere em nossa rotina de sono. Compartilho a seguir uma tradução livre das informações. O infográfico original (em inglês) está disponível aqui.

O material serve como um alerta, pois as tecnologias são hoje partes importantes de nosso dia-a-dia (mas não precisam interferir em nossas noites de descanso). Você está em alguma das estatísticas abaixo?

Veja também:
Quanto a internet evoluiu em 10 anos?
Qual o tamanho da internet?
Qual dos principais smarthphones de hoje é o melhor?

Bookmark and Share

Quanto a internet evoluiu em 10 anos?

15 de agosto de 2012 1

Uma década é muita coisa quando pensamos na evolução da internet. Prova disso são os números reunidos pelo www.bestedsites.com em um infográfico bem interessante, que mostra quanto algumas coisas evoluíram e outras acabaram engolidas bela velocidade da grande rede mundial.

A cultura digital deu um grande salto desde 2002 e os dados abaixo nos fazem pensar como será em 2022. Você tem algum palpite?

O gráfico original é animado e em inglês. Traduzi para que mais pessoas tenham acesso aos números =)

Bookmark and Share