Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Twitter"

Como a internet se sente quando o Brasil perde a Copa do Mundo para a Alemanha...

08 de julho de 2014 0

Criaram um tumblr, o Sad Brazilians, com as caras mais tristes :(

1

No Facebook:

“Será que a fábrica da Volkswagen também faz CINCO gols em 30 minutos?” (Diogo Santos)

“Se Deus é brasileiro, ou ele é de Blumenau ou ele curte vôlei”. (Ian Augusto Jacques Harbs)

10492413_809078962458020_4582309136420749585_n

10550826_910074612352951_5417342203342161176_n

10376724_411518598989253_1539540575766672157_n

dilma

cone

taca

 

No Twitter:

1 2 3

 

foto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Viu mais alguma reação interessante por aí? Compartilhe nos comentários!

Bookmark and Share

7 coisas que você deveria ter visto na internet esta semana

08 de novembro de 2013 0

Curiosity completa um ano descobrindo coisas em Marte

06 de agosto de 2013 0

Lembra do Curiosity? O Wall-E da vida real A simpática unidade robótica de exploração da Nasa completa um ano da sua missão em Marte neste dia 6 de agosto. Em 12 meses foram captadas imagens muito legais do planeta vermelho, como a do vídeo acima, além de importantes pesquisas para expandir nossas fronteiras espaciais.

É muito interessante também acompanhar as redes sociais do Curiosity. Sim, ele ganhou um perfil no Twitter e uma página no Facebook, onde ele “conta” em primeira mão as novidades que ele descobre.

E por falar em descobrir, o Curiosity até ganhou uma música tão carismática quanto ele (paródia de Dumb Ways to Die).


Bookmark and Share

Como os brasileiros usam as redes sociais

30 de julho de 2013 0

Pesquisa divulgada pela comScore virou um infográfico bem legal nas mãos de Alex Affonso. Mais prático de entender e útil para quem trabalha (e está imerso) na web.

Dados da pesquisa resumidos:

  • 90,8% dos internautas brasileiros acessam as mídias sociais e gastam em média 4,9 horas nestes sites de relacionamento;
  • as redes com mais usuários são: Facebook (94%), Google+ (75%) e Twitter (73%);
  • quando se trata de frequência de uso temos: Facebook (88,9%) e Twitter (41%) ;
  • 58,7% do volume de acessos nas mídias sociais é das mulheres;
  • quando se trata de compras, 41% dos internautas  pesquisam nas mídias sociais antes de comprar; 2 em cada 3 dão feedback para as marcas via mídias sociais; 54% seguem empresas no Twitter e 74% curtem empresas no Facebook.

O relatório completo de 2013 você pode baixar aqui: O Brasil na Web

Bookmark and Share

Você já conhece o Medium?

30 de maio de 2013 0

Imagem: Divulgação / medium.com

Compartilhar é a palavra de ordem da web. Mas para que isto aconteça é preciso conteúdo e, principalmente, pessoas dispostas a produzir. E para incentivar a ideia, os criadores do Twitter e do Blogger resolveram lançar uma nova plataforma social: o Medium. De forma resumida, é como se a estrutura dos blogs fosse adaptada para a lógica das mídias digitais da atualidade.

A intenção do Medium é ser um lugar onde as pessoas publiquem textos com mais de 140 caracteres. Seu foco é nas palavras e nos conceitos que elas formam, com um visual bem amigável para escrever e ler. Um detalhe muito interessante é inclusive o indicador de tempo estimado de leitura, logo abaixo do título, baseado no número de caracteres dos artigos.

Imagem: Divulgação / medium.com

Simples, os textos podem ser acompanhados, ou não, por imagens, seja de pensamentos profundos ou gatos fofinhos – com ou sem filtros retrô. Não há barras de menus, cabeçalhos pomposos, plug-ins ou penduricalhos de configurações. O máximo de customização são alguns detalhes no perfil pessoal, que pode ser integrado com o Twitter.

A estrutura foi pensada para ser adaptada automaticamente a novas tecnologias, sendo o conteúdo legível da mesma forma em locais diferentes. Sua lógica é centralizada em uma lista de temas (como “Melhor coisa que encontrei online hoje” ou “Mudando Cidades” por exemplo), os quais os usuários podem alimentar com seus textos.

Imagem: Divulgação / medium.com

As publicações têm repercussão baseada em algoritmos e curadoria dos usuários, que recomendam (é o botão “curtir” do Medium) o que gostam. Outro detalhe bem legal é que é possível comentar em cada parágrafo do texto, contribuindo de forma coletiva com a construção de uma ideia apresentada. O mais intrigante é que, apesar de estar em uma plataforma social, não há formas de vínculo (pedido de amizade ou seguir) entre os usuários.

O único ponto negativo é que não há (ainda) um aplicativo para dispositivos móveis. Além disso, as produções são predominantemente em inglês (porém são textos leves e fáceis de entender). Mas o potencial do Medium é muito grande para jornalistas, escritores e outras pessoas que buscam um sistema melhor para produzir e compartilhar textos mais elaborados que alguns cliques.

Se você quiser ler os textos que eu recomendo por lá é só clicar aqui.

Bookmark and Share

Você sabe usar as principais redes sociais?

06 de maio de 2013 2

O pessoal da Moving Targets montou uma tabela bem interessante, que apresenta especificações, destaques e outras características das plataformas sociais mais usadas na web.

As dicas exploram os potenciais e servem para planejar os conteúdos básicos publicados em cada rede. Muito útil para quem quer começar a investir no segmento, além de ajudar usuários do Facebook, Twitter, Foursquare, Pinteres, LinkedIn e Google+ a entender melhor as regras dos jogos.

O material original está em inglês, mas o designer gráfico Rodrigo Pereira de Barros montou uma versão em português. Ele então resolveu compartilhar com a gente o conteúdo. Aproveite.

Baixe uma versão em PDF das Dicas para as Redes Sociais aqui.

Se você também tem algum conteúdo legal que você montou e quiser compartilhar, envie para joelminusculi@gmail.com ou deixe um comentário aqui no blog.

Veja também outros infográficos já publicados aqui no Impressão Digital.

Bookmark and Share

Quanta pornografia tem na internet?!

29 de janeiro de 2013 0

Não demorou para o novo aplicativo de compartilhamento de vídeos, o Vine, ser mais uma ferramenta do mundo erótico online. Usuários aproveitaram o novo sistema (feito pelos criadores do Twitter) para publicar e ver vídeos pornográficos. Tudo foi postado na hashtag #porn e, inclusive, um desses vídeos ficou entre os mais vistos entre todos os outros.  Além disso, usuários do sistema IOs encontraram uma brecha para sua luxúria, já que na Apple são proibidos aplicativos eróticos.

Apesar da notícia ser bizarra, isso já era esperado. Acontece que a indústria do pornô tem na internet um de seus maiores meios de disseminação – e isso não é de hoje. Para mostrar melhor e bem fundo (!) como está a atual situação, o pessoal do site http://www.onlineschools.com/ fez um infográfico bem interessante com os números da safadeza para maiores de 18 anos. Compartilho a seguir com uma tradução adaptada:

Imagem: Reprodução - http://www.onlineschools.com/

Só para registro: o site Good Magazine produziu em 2007 um vídeo bem interessante (e temático) sobre os números da pornografia na web da época. Vale a pena conferir e comparar os números (alguns ainda são os mesmos):

Bookmark and Share

Twitter lança concorrente ao Instagram

11 de dezembro de 2012 0

O Instagram agora tem um novo concorrente direto, nascido logo após a remoção de elementos-chave de sua integração com o Twitter (as fotos do Instagram não aparecerão mais no Twitter). A rede social dos 140 caracteres agora oferece recursos próprios para a edição de imagens e, principalmente, filtros de imagens (grandes atrativos do Instagram).

A nova versão do aplicativo para Android e iPhone vem a opção de visualizar todas as imagens em mosaico, ferramentas de corte, enquadramento, equilíbrio e iluminação. Confira a explicação detalhada das novidades no vídeo a seguir:

Os usuários perdem pela falta de comunicação entre redes, mas ganham novas funções em uma plataforma consolidada. Mas será que para as empresas foi uma boa jogada? Compartilho um tópico de discussão no grupo Digitais SC sobre o caso.

Bookmark and Share

Retrospectiva 2012 das mídias sociais

07 de dezembro de 2012 1

Dezembro é época de retrospectivas. E para começar vamos aos assuntos mais compartilhados e as plataformas sociais mais importantes de 2012 em perspectiva mundial. O infográfico abaixo foi produzido pelo pessoal do AddThis (uma espécie de IBOPE da web, com serviços de audiência e métricas online), onde está evidente que foi o ano do Facebook no quesito popularidade (e do Pinterest no crescimento). Legal também ver o quanto os fatos mais marcantes foram compartilhados. Só uma observação: as palavras da moda não foram traduzidas, já que foi a escrita em inglês a mais procurada.

Bookmark and Share

Guia rápido de etiqueta online

25 de setembro de 2012 0

Se você ainda pensa que está tudo liberado na internet, fique sabendo que a coisa não é bem assim. Os serviços online e redes sociais têm políticas de uso, muitas vezes ignoradas pelos usuários na hora de criar uma conta. As medidas servem para ajudar a organizar e preservar os próprios locais na web, da mesma forma que existem certas regras na escola ou trabalho, por exemplo.

A discussão do que pode ou não pode ficou bem mais intensa aqui no Brasil com o período eleitoral. Prova disso foram as ações que chegam a ser absurdas contra os serviços online, como o Vídeo com candidatos de Balneário que poderia tirar o Youtube do ar ou o recente (novo) mandato de prisão do presidente do GoogleBrasil, Fabio Coelho. Mas aqui mesmo foi defendido que a Responsabilidade deve ser do gerador de conteúdo, não da plataforma que hospeda.

Um Marco Civil da Internet no Brasil está em discussão com regras sobre direitos e deveres dos cidadãos na web. Infelizmente a tramitação está emperrada, pois a questão da neutralidade na rede não está clara para quem está montando as regras, além da falta de consenso entre empresas de telecomunicações, provedores de serviço, governo e setores que defendem a ampla liberdade no ambiente online. Vale muito a pena acompanhar a desdobramento (e até mesmo contribuir nas discussões) do que pode ser uma espécie de “Constituição” para o mundo virtual.

Perfil no Facebook da revista The New Yorker foi punido por uma charge, pela alegação de violar a política de uso sobre  anti-nudez e pornografia. A empresa pediu desculpar pelo erro e retirou o material.

O jornal Folha de São Paulo publicou uma matéria bem interessante sobre liberdade de expressão na rede. Também é uma boa leitura, mas a parte mais interessante é um apanhado das  políticas e proibições de cada um dos principais serviços online, que  compartilho a seguir:

Para saber mais - Programa da TV Brasil sobre SOPA, PIPA, ACTA, Marco Civil da Internet e Lei Azeredo.

Bookmark and Share