Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Como salvei meus dados, e meu casamento

09 de julho de 2009 6

Vocês já devem ter lido por aqui que eu peguei um vírus, após praticar uma troca de arquivos insegura. Quando todas as fotos de seus quase dois anos de casado (um ano, seis meses e 12 dias, viu querida), um vírus ameaçando os arquivos é um problema sério.

Graças a um live CD de Ubuntu/Linux, todas as fotos e planilhas da minha mulher repousam seguras em pendrives lá de casa. Ainda falta resgatar os meus arquivos. Feito isso. Linux por tudo!

Muita gente comentou estes posts aqui e aqui, me xingando, ou me elogiando. Enfim. Por trás dos comentários, está a boa e velha discussão de quem é o melhor: Windows x Mac x Linux. No meio dos e-mails, insinuaram que eu navegava por sites impróprios ou que eu não sabia usar o computador. Disseram até que eu tinha que arrumar namorada.

Beleza, isso faz parte da vida na web, em que se diz o que quer e se ouve o que não quer, independente da relevância e da qualidade do que é dito e ouvido.

Como não acredito em uma solução definitiva para a grande questão do software que merece dominar o mundo, replico aqui no post o comentário do Márcio, de Porto Alegre.

Usei windows desde a versão 3.1… há alguns anos passei a usar linux. Agora só uso o windows se estiver rodando virtualmente. PS: Testei o Windows 7. Mas este não tem sequer o que eu já tenho a 2 anos… PS2: Se algum Windowszeiro quer usar Linux, deve abrir a cabeça. Se algum Linuxzeiro quer usar Windows, também deve abrir a cabeça. São estruturas totalmente diferentes. Sem cabeça aberta, não há capacidade para uma avaliação idônea.

Não quero jogar o internauta na fogueira, mas ele diz tudo.

Postado por Guilherme Neves

Comentários

comentários

Comentários (6)

  • Luiz Guaraldo diz: 9 de julho de 2009

    Tenho 10 anos de experiência em Linux. Uma boa carga a ponto de ser um dos organizadores do FISL. Sou certificado LPIC-1 e acho que posso dar alguma contribuição para a discussão.

    Concordo com o DJ, é de EXTREMA IMPORTÂNCIA ter backup dos seus arquivos.
    No entanto, nunca consegui fazer um servidor Windows ficar up por mais de 1 semana (pode ser incompetência minha). No Linux chego a ter servidores up a mais de 200 dias ininterruptamente (inclusive com backups rodando e atualizações feitas).

  • Ismael diz: 9 de julho de 2009

    Dias divertidos na última semana.

    Primeiro essa reportagem sobre migração para Linux, coincidiu com anúncio do Chrome OS.

    Me diverti porque mostrou que tem muita gente que além de usar Windows é um fã no pior sentido da palavra. De ter paixão cega.

    Impressionante como tem gente que fica furiosa pelo editor tentar usar outra coisa que não windows.

    Parem com isso, pessoal, a MS tem agência de publicidade própria. Triste ver gente comum, que não ganha nada por isso, defendendo monopólio.

  • Sandro Custódio diz: 10 de julho de 2009

    Servidores Linux/UNIX/BSD não param a não ser por algum motivo de força maior, como falhas de hardware, por exemplo (e às vezes nem por isso).

    Já a MS até tenta, mas os sistemas tem com 1º objetivo vender. Ser estável, seguro e intuitivo são apenas coisas secundárias para essa empresa.

    Quanto a Backup:
    - “quem tem 1, não tem nenhum”
    - “quem tem 2, tem 1″
    - “quem tem 3, tem 2″
    Devemos ter sempre “2 cópias”, ou seja, tenha sempre 3 cópias, e uma delas fisicamente longe das outras, por segurança.

  • DJ diz: 9 de julho de 2009

    Quando você crescer vai entender que o importante neste caso não é o SO, mas ter ou não backup. Ou HD de Linux não dá pau, arquivo não corrompe ou usuário de Linux não deleta algo por engano?

    ====================

    Mais um leitor prestativo. Valeu, DJ. (Guilherme Neves – redator clicRBS)

  • petersond diz: 9 de julho de 2009

    DJ, isso acontece, mas ao menos usuários Linux não perdem arquivos ou o próprio S.O por causa de vírus…

  • Sérgio Berlotto diz: 9 de julho de 2009

    Concordo plenamente !
    Eu iniciei a usar o Linux pq gostei da sua performance, estabilidade e segurança.
    Fora as milhares de opções de programas, themas, icones, window managers, e distros completas que tem por aí…
    Utilizo: Ubuntu hj em dia pela facilidade…

Envie seu Comentário