Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Migração Linux: finalmente, Jaunty no netbook

24 de julho de 2009 7

Reprodução

Após uma corrompida básica no sistema operacional do meu netbook, consegui, finalmente, reinstalá-lo com a última versão do Eeebuntu Standard. Trata-se de um software feito para os netbooks que segue a mesma linha e nomes de lançamentos da distribuição Linux da Canonical. É o Ubuntu para minilaptops.

Portanto, temos Eeebuntu Jaunty Jackalope no netbook.

Dando uma olhada no desktop acima, já dá pra sentir que o visual está muito melhor que o anterior. Aquela área de trabalho “tabela” (abaixo) cansava muito.

Com o painel inferior, temos atalhos para acesso rápido de aplicações. Entre elas, o motivo da minha saída do Xandros (distro original do Eee PC): Watchtower Library. Trata-se de uma enciclopédia desenvolvida exclusivamente no Windows.

Enquanto os desenvolvedores oficiais não quebram o galho para os usuários de software livre, os próprios pinguinzeiros dão um jeito – e que jeito, tchê! O WTLB é a aplicação com menos erros no Wine.

Bastou dar uma conferida no Synaptic para instalar os programas. Na verdade, deu um pouco mais de trabalho, tive que inserir o repositório e validar, mas depois disso, tudo bem.

Os críticos de Linux dirão: bah!, mas essa trabalheira toda só pra rodar um programinha que tu instalava de barbada no Windows?

Retrucarei: é verdade, mas eu gostcho!

PS: vários programas rodam bem no Wine, o que facilita a migração.

Postado por Guilherme Neves

Comentários

comentários

Comentários (7)

  • julio diz: 25 de julho de 2009

    O Fábio tem razão, o Linux somente vai deslanchar quando ele tiver uma versão para o grande público, por assim dizer, qdo for fácil de usar. Digitar linhas de comando, não quer dizer q vc tenha o controle sobre a maquina, vc tem apenas mais trabalho, e se expões à LER, lesão do esforço repetitivo. As duas versões podem cooexistir perfeitamente, enquanto isso não for feito, eu fico com o windows mesmo, assim o tio BILL continua enriquecendo.

  • Fábio diz: 24 de julho de 2009

    O problema c o Linux q é a razão pela qual ele cresce mas não desbanca o Ruindows é esse. Pessoas apaixonadas por tecnologia(como nós) procuram aprender e sacar como as coisas funcionam, mas 99% das pessoas “comuns” querem as coisas básicas do computador feitas com facilidade; clicando 2 vezes pra resolver, não digitando linhas de comando. Já foi pior, mas ainda hj o linux carece e muito de facilidade de uso, facilidade de instalação de programas e etc. Isso afasta as pessoas.

  • Eduardo Lara diz: 24 de julho de 2009

    Eu migrei para o Ubuntu 9.04 e instalei o Watchtower Library com o Wine. Mas acho que o Linux ainda tem muito que caminhar em relação a usabilidade. Exemplo disto é quando apagamos um arquivo ou diretório no micro, e ele não confirma com um pop-up se você tem certeza disto.

  • Márcio Silva. diz: 24 de julho de 2009

    Concordo com o Fábio. O Linux é bem melhor, mas tem que ser fácil de usar para o usuário final. Simples mesmo.

  • atts diz: 24 de julho de 2009

    e ainda querem pedir diloma pra isso? foi uma criança de 5 anos que escreveu? ehehehe

  • Ronaldo Prass diz: 24 de julho de 2009

    Galera,o blog de vcs está cada vez melhor..deixa os criticos ao Linux criticar, ora, cada um usa o sistema que tem capacidade de operar :-p

  • Ismael diz: 29 de julho de 2009

    Quem diz que Linux é difícil de instalar programas ou que precisa fazer tudo por linha de comando não deve usar Linux desde 98. Se é que usou um dia.

    Linux não deslancha porque tem gente que usa Windows e não quer, nem precisa mudar, simples.

    Entre esses alguns não mudam e acham o Linux ruim simplesmente por não ser o Windows, coisa que nunca vai ser (ainda bem).

    O Google e seu Chrome vão ajudar com a falta de drivers.

    A diferença MESMO é que a MS tem agência de publicidade, Linux não.

Envie seu Comentário