Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Que browsers a Microsoft oferecerá na Europa?

27 de julho de 2009 4

Montagem, clicRBS

Quem pensou direto em Internet Explorer talvez tenha estranhado a palavra browsers (plural) do título acima. Ocorre que a Microsoft está sendo obrigada pela União Europeia a oferecer alternativas ao IE no Windows 7.

A última proposta aceita apresentará aos clientes uma seleção de concorrentes ao navegador oficial do Windows para download e instalação.

Com isso, uma das principais estratégias de fortalecimento do IE no mercado de navegadores fica comprometida, já que o software pré-instalado acaba estimulando o uso pelos mais acomodados – o resto migra, ou pelo menos sabe que tem opções.

Além disso, o IE será “desinstalável” (Yes!).

E surge a curiosidade quanto a que navegadores a Microsoft vai oferecer. Meus palpites: Firefox e Opera, dos mais conhecidos.

Peraí, mas e Chrome e Safari? Se eu fosse o Steve Ballmer, não investiria neles, pelo simples fato de que eles têm, ou terão (no caso do Chrome OS), as suas plataformas próprias para rodar. Já que eu não posso obrigar a usar o meu na minha, os usuários que se virem com os browsers das outras plataformas. Repito, se eu fosse o Steve Ballmer.

Agora, o melhor, MESMO, seria continuar investindo na qualidade do produto e garantir o IE como top de mercado (eu curti o IE 8).

Outras perguntas: haverá parcerias comerciais para navegadores? Será que um dia a Microsoft vai fazer desse modelo o padrão mundial para o Windows? A soberania do Internet Explorer está ameaçada?

Postado por Guilherme Neves

Comentários

comentários

Comentários (4)

  • Adelino diz: 27 de julho de 2009

    Mas quem é que ainda usa windows hoje em dia..?!

    pobres diabos perdidos…

    vejam a LUZ!!
    GNU/LINUX!!! :)

  • Raimundo Lira diz: 29 de julho de 2009

    O IE é bom eu pessoalmente não tenho problema com ele, o que vai acontecer é que todo europeu vai entrar no site da micrisoft e baixar o IE e pronto, e as autoridade que se dane! assim como não conseguiram barrar o MidiaPlay da Microsoft, ninguem passou a usar o winamp, todo mundo vai baixa o Midiaplay e pronto, o mundo que padronização, as pessoas querem clicar e pronto, esse é o grande inicio do fim da era livre… eu pessoalmente pago por um software que faça o que quero, as alternativas…

  • Ismael diz: 29 de julho de 2009

    Pablo, lendo seu comentário isoladamente, você está certo.

    Mas não estamos falando do governo oprimindo as padarias dos pobres Joaquins e Manuéis. É uma empresa multibilionária e o principal ponto: tem um monopólio nas mãos, seu sistema operacional.

    Ela usa essa predominância para alavancar seus produtos frente a concorrência. É assim com o Browser.

    Lembra do MSN no início, era uma droga completa, mas matou o ICQ porque, principalmente ? Vinha junto com o Windows.

  • Pablo Cabistani diz: 27 de julho de 2009

    Quando os governos começam a se meter no mercado – quaquer mercado – não há nenhum motivo para se comemorar.

    Acho estranho como todo mundo defende a liberdade da Internet sempre, mas adora um intervencionismo quando se trata de sacanear alguma grande empresa global.

    Os governos não têm limite, lhes deêm apoio em um intervencionismo aqui, e logo começarão a haver intervencionismos também lá e cá.

Envie seu Comentário