Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Banda larga terá velocidade mínima de conexão garantida em contrato

15 de outubro de 2009 32
The following two tabs change content below.

loading

Chega de conexão banda larga que “varia” a velocidade entre pouca e nenhuma. De acordo com a conselheira da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Emília Ribeiro, as operadoras de telecomunicações serão obrigadas a garantir velocidade mínima na banda larga a partir de 2010.

Segundo um novo regulamento, deverão ser estabelecidas em contrato velocidades máxima e mínima da conexão com a internet – e a oscilação deverá estar dentro dessa margem. Conforme a “Tic Brasil”, a Anatel estaria inspirada no Chile, onde um programa gratuito mede a velocidade dos assinantes.

A proposta ainda precisa ser aprovada pelo conselho da agência e colocada em consulta pública. A previsão é que entre em vigor no primeiro semestre de 2010.

Enquanto isso, como publicamos em outro post, lá na Finlândia todo cidadão terá a partir de julho do ano que vem direito a banda larga de 1MB no país. E, em 2015, a velocidade será de 100MB. É de invejar (mas aquela inveja do bem).

Por aqui, o plano nacional de banda larga se aproxima – deve chegar à presidência da república na primeira quinzena de novembro. Mas duvido que tenha qualquer coisa parecida com banda larga de 1MB para todos.

Se conseguirem obrigar as operadoras a garantir uma velocidade mínima de conexão, acho que estamos no lucro. Também seria legal se estabelecessem um prazo para que os cabos da banda larga chegassem aos lugares que ainda não são atendidos.

E vocês, o que esperam da banda larga brasileira?

Foto: divulgação, Creative Commons

Comentários

comentários

Comentários (32)

  • Twitter Trackbacks for Infosfera » Blog Archive » Banda larga terá velocidade mínima de conexão garantida em contrato [clicrbs.com.br] on Topsy.com diz: 15 de outubro de 2009

    [...] Infosfera » Blog Archive » Banda larga terá velocidade mínima de conexão garantida em contrato wp.clicrbs.com.br/infosfera/2009/10/15/banda-larga-tera-velocidade-minima-de-conexao-garantida-em-contrato/ – view page – cached Chega de conexão banda larga que “varia” a velocidade entre pouca e nenhuma. De acordo com a conselheira da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Emília Ribeiro, as operadoras de… (Read more)Chega de conexão banda larga que “varia” a velocidade entre pouca e nenhuma. De acordo com a conselheira da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Emília Ribeiro, as operadoras de telecomunicações serão obrigadas a garantir velocidade mínima na banda larga a partir de 2010. (Read less) — From the page [...]

  • Jorge Clan diz: 15 de outubro de 2009

    a internet que uso aui em Sergipe, só chega a 50.6 Kbps, e pago mais de 75 reais por mês, ainda mantenho um blog o Gol de Placa, com mais de 136 mil acessos, estou no Twitter onde dá para usar tranquilo, mai o Orkut não abre, pois a velocidade é muito ruim.
    Meu twitter te 19.500 sweguidores o @goldeplaca.
    Vou públicar essa reportagem em meu blog e dá a fonte. abraços.

  • Helio diz: 15 de outubro de 2009

    Deveria ter uma porcentagem, uma margem (pequena) entre o mínimo e o máximo, né?

  • Rogério Rosa diz: 15 de outubro de 2009

    Será que elas tem como garantir isso? Claro que existe o traffic shaping da operadora, mas tem outros fatores como distancia, horário, etc…
    Se a GVT não cair em desgraça e for comprada pela telefônica, vejo um bom futuro pela concorrência com as outras operadoras correndo atras da GVT!
    Mas isso é o fim, outro dia fiquei sabendo que elas ainda oferecem conexão de 300Kb!! E cobram caro por isso!!
    (Xô! Vá de retro banda LERDA! Sai de mim!)

  • Sidiney diz: 15 de outubro de 2009

    Eu espero que a ANATEL cumpra o seu papel de fiscalizadora, e pare de passar a mão na cabeça das operadoras, não precisa resolução da ANATEL pra legislar sobre algo que já está garantido via código do consumidor, é criar lei sobre lei num país onde a lei só serve para os 3 ps

  • João Inácio Ribeiro diz: 15 de outubro de 2009

    Eu estou vivendo na Irlanda a 50 dias e aqui é outro mundo. A respeito da internet infelizmente no Brasil esta ainda usando chupeta. :D A qualidade é ruim e o serviço é caro. Para ter uma idéia eu pago no meu apto pela velocidade de 20MB, isso mesmo 20MB!!! o mesmo valor que eu pagaria por um banda de 1MB ai no Brasil. ABSURDO!!!

  • Pax Vobiscum diz: 15 de outubro de 2009

    Estabelecer a velocidade minima em contrato esta perfeito. Mas eu gostaria de entender por que o provedor sera obrigado tambem a estabelecer a velocidade maxima…
    E como sera que esta velocidade vai ser medida?
    Resposta: Ainda não se sabe como será feita a medição. Máxima e mínima vão servir como limite para a variação, mas não sei exatamente porque uma máxima. Acho que tem a ver com o plano contratado.

  • Felipe diz: 15 de outubro de 2009

    No meu ponto de vista, a Emília Ribeiro + Helio Costa + Lula estão mal vistos no setor de telecomunicações, todos deste meio estão sabendo das aberrações implantadas por eles.

    Essa tal garantia vai ser mais uma Promessa que não se cumprira como acontece com o tal decreto presidencial do SAC, que convenhamos é uma Palhaçada necessitar de um decreto presidencial para fazer valer o que a ANATEL deveria ter implementado desde a sua criação com regras que não existe no Decreto e são nossos direitos.

    Banda Larga é acima de 2mbps e não menos, a anatel precisa de uma CPI urgentemente e os culpados pela sua falta de compromissos punidos severamente, não sei como o Helio Costa foi conseguir este cargo o mesmo vale para a Emília Ribeiro, ambos não tem qualificação e não demonstraram merecerem estes cargos do tempo em que estão, pelo contrario, merecem sim a cadeia por improbabilidades administrativa.

  • Rafael diz: 15 de outubro de 2009

    Tomare que a velocidade minima seja 500kps ou 1MB

    Não aguento mais pagar 60$Reias numa internet discada de 170kps muito lenta

    Brasil merece uma internet digna ja!

    Olimpiadas e copa do mundo pra que? se o brasil não tem internet desenvolvida

  • Richard diz: 15 de outubro de 2009

    Pois é. A ANATEL deixa correr tudo frouxo. Vimos recentemente o PROCON de São Paulo requisitando a aplicação de multa exemplar as operadoras de telefonia que insistem em atender mal o cliente. Nós temos um código do consumidor exemplar porém não as grandes empresas insistem com um serviço de péssima qualidade e ainda pagamos os maiores preços para a banda larga em relação aos outros países. Outro fato é que a ANATEL deveria lutar muito mais pelo cidadão não deixando também que se forme um cartel das telecomunicações no país. É preciso diversificar os grupos empreendedores das telecomunicações no país, sempre.
    Concluindo, é preciso lutar ainda mais por melhores serviços pois o dinheiro suado do cidadão brasileiro até agora não nasce em árvore ! Se bem que a EMBRAPA poderia tentar!

  • Sidnei Claudino diz: 15 de outubro de 2009

    Enquanto leio esta matéria estou ouvindo uma música chata do atendimento eletrônico de uma operadora justamente para reclamar da minha conexão. Contratei um plano ILIMITADO que tem um limite de 2g que quando atingido o tal limite a velocidade cai para 128 kbps. No entanto, nunca cheguei nem próximo de 1m e agora que atingi o tal limite (do plano ILIMITADO) a conexão que seria de 128kbps não ultrapassa 50kbps.De fato alguém precisa por ordem nessa bagunça.

  • abel diz: 15 de outubro de 2009

    eu rogo que isso venha dar certo neste pais que todo mundo quer tirar uma casquinha do povao

  • Carlos Manholi diz: 16 de outubro de 2009

    A minha aqui é uma droga. Tá bem, nem tanto, mas é meia boca. Tenho conexão de 256 kbps pela sercomtel, de londrina, pr. Aumentei para 1mbps em julho, mas mandei descer de novo para 256 k, pois desanimei de pagar por algo que nunca pegava o prometido. Depois de umas reclamações na anatel, estão agora me dando 2 mbps, mas continuo pagando por 256 k. Bom né? Nem tanto, pois todas as noites o ping fica lá por volta de 3000 ms!
    Resposta: Complicado é isso, tem vantagem quem resolve reclamar, mas o certo deveria ser todo mundo tendo seus direitos garantidos. Tomara que consigam resolver isso.

  • luiz diz: 16 de outubro de 2009

    Se conseguirem acabar com o traffic shaping que algumas operadoras fazem, já está de bom tamanho.

  • Wallace diz: 16 de outubro de 2009

    Mora em São Paulo capital em um bairro periférico, aqui não existe nenhuma opção de banda larga. A Telefonica diz que não existe estabilidade suficiente para instalar Speedy na minha residência e fora essa empresa não existe nenhuma que preste tais serviços. 3G aqui não existe o sinal não chega. Mesmo morando em uma grande cidade aqui no Brasil não tenho nenhua opção de acesso a banda larga.
    Resposta: Tchê, acredite, eu vivo o mesmo problema no bairro onde moro. No caso da 3G, até tem sinal, mas é ridículo, só funciona – às vezes – de madrugada!

  • William Guterres diz: 16 de outubro de 2009

    Duvidei de conseguirem fazer com que as operadoras assumam esta responsabilidade de manter um serviço mínimo e máximo com os assinantes. Elas querem mesmo é sugar o dinheiro do nosso bolso. Se até hoje é necessário ter a assinatura do telefone mesmo que você somente o use para internet imagina eles aceitarem este contrato proposto pela Anatel.
    Enquanto acharem que internet é somente Orkut e video game é conteúdo supérfluo nada irá funcionar.
    O Brasil ainda tem pensamento de colônia sobre a tecnologia.

  • Guilherme MF diz: 16 de outubro de 2009

    Acho que não precisa limite máximo, pois com certeza as operadoras balizarão pelo limite mais baixo. Então, garantir um mínimo de velocidade e qualidade já está de bom tamanho.

  • Sérgio Cabrera diz: 16 de outubro de 2009

    A solução que poderá resolver a questão de acesso a banda larga a todos sem preocupações com distância, que hoje é o maior entrave das operadoras pelo fato de quanto mais distante estiver o usuário da central ou do ármario menor será a velocidade, são as tecnologias de WiMax e LTE, a 1ª já implantada em diversos países incluindo alguns poucos municipios no Brasil (pré-WiMax), e a 2ª é a 4ª geração de telefonia movel. Mas, não adiantará nada disso se continuarmos com preços tão altos, o Brasil possui um dos mais altos preços para acesso a banda larga, o que deveria ser feito é acabar com a banda larga atrelada a assinatura de outro serviço, por exemplo: Para ter um acesso ADSL é necessário contratar uma assinatura de linha telefônica, para ter um acesso por CABLE MODEM (TV a Cabo) é preciso assinar TV a Cabo e isso acaba aumentando o valor. o WiMax tem a possibilidade de cobrir 50 Km com uma única ERB/BTS (Estação Rádio Base/Antena) e a velocidades de 70 Mbps, isso permite que se leve acesso a regiões onde o cabo não chega.

  • Markus diz: 16 de outubro de 2009

    Tenho a GVT aqui em casa há quase 3 anos e não tenho queixa nenhuma da conexão (10Mbits), sempre tive a disposição a velocidade contratada. Agora, com a possível compra da mesma pela Telefônica, não sei se continuará assim visto que tenho conhecidos em SP e TODOS reclamam da Telefônica.
    Infelizmente, parece que a única empresa que fornece o que foi contratado será engolida por uma empresa que não o faz.

  • FABIO diz: 16 de outubro de 2009

    Vou te explicar uma coisa.
    Ao contrario da ANEEL agencia nacional de energia eletrica, que só tem pessoas concursadas e que fiscalizam as empresas de energia eletrica e aplicam multas, a ANATEL é controlada pelas proprias operadoras, os funcionarios da ANATEL são muitas vezes sedidos pelas operadoras, então não vão se iludir.

  • Luciane diz: 16 de outubro de 2009

    Tô louca! a minha conexão é de 100,0Mbps e acho lenta as vezes!fiquei impressionada com os comentários.Ah! moro no RS.

  • Bia~* diz: 16 de outubro de 2009

    eu acho que deveria existir banda larga de graça para todas as pessoas, todos tem o direito de estarem inclusos tecnologicamente…

  • Edison Luiz Brisk diz: 16 de outubro de 2009

    a anatel é a maior culpada de tudo isto, se é por interesse ou não, quem sabe!,ja fiz uma reclamação da internet 3g, que diz ter conexão ilimitada é mentira pois eles controlam o trafica de dados em 1 giga, e não confirman isto, depois cortam a conexão e os palhaços aqui ficam ligando para a operadora e recebendo desculpas esfarapadas, c\om muita insistencia eles confirman que ultrapassou o limite, e a anatel diz que a operadora estava com problemas e estavam fazendo concertos só que a conexão estabeleceu no proximo faturamento, que palhaçada este pais.esta porcaria nunca vai funcionar a contento, com estas administrações em que o maior pode mais. nem internet por fibra otica ou via eletricidade ou movel tudo coisa pra brasileiro se enrolar nada funciona só se paga. mudo de opinião quando me provarem o contário.

  • Gilson Kind diz: 16 de outubro de 2009

    Só para constar que, velocidade de conexão é medida em “kbps” e “mbps” (kilo bits por segundo e mega bits por segundo). MB é a medida de tamanho de arquivo e não velocidade. E realmente, a internet no Brasil além de ser de péssima qualidade, é caríssima. Uma vergonha. Dêem uma pesquisada pra ver como é a questão de preço/velocidade da internet no japão. Vocês irão se impressionar.
    Resposta: Gilson, em um post de hoje comparamos o preço da chamada Banda Larga Popular, de São Paulo, com os valores na Coreia. Deve ser parecido com o Japão – de dar dó.

  • Markus diz: 16 de outubro de 2009

    Gilson, se você tiver uma conexão de 10Mb, a tua conexão será de pouco mais de 1,2MB/s, ou seja, MB não é só tamanho de arquivo.

  • Cristiano diz: 17 de outubro de 2009

    Pois é, eu sou do RS e tenho uma 3G da VIVO de 1MB, mas é pura ilusão, durante o dia mal consigo alcançar 150kb, a nao ser na madrugada, e quem vai ficar até as 3 da manhã acordado só pra usar a internet? fala sério!!! e mais, na hora de fazer o plano a cobertura é de 100%, e isso e aquilo, sem contar o valor que eu pago, oque é um absurdo. Agora, se vai dar certo ou não, eu não sei, mas com certeza a ANATEL deve avaliar, e muito bem, essa situação em que se encontra o serviço de banda larga prestado aqui no Brasil….

  • Markus diz: 17 de outubro de 2009

    Gilson, MB também é velocidade de conexão. Se você tiver uma de 10Mb/s, terás uma velocidade em MB/s de 1.2MB/s.

  • Ricardo Balk diz: 26 de novembro de 2009

    Aqui em Manaus, a internet banda larga de 1Mb custa R$ 490,00 e ocasionalmente funciona, ela para mesmo quando chove, ainda bem que aqui só chove uma vez por dia.

  • Junior diz: 8 de dezembro de 2009

    Atualmente eles garantem 10% da banda , isso é um roubo e a Anatel não faz nada.
    Tenho banda larga de 6 Mega, minha velocidade máxima é +- 670 kbps, então a banda deveria ser vendida como de 670kbps e não de 6 Mega , isso se chama roubar o consumidor na cara dura e nada é feito, esse país não tem jeito mesmo.

    O que a Anatel tem que fazer é estipular um valor mínimo e máximo isso sim e não deixar que as operadoras dêem os valores.
    Deveria ser obrigatório as operadores colocarem a velocidade X e garantirem no mínimo 70% a 80% da velocidade X.

    Pelo meu critério seria o seguinte:

    Mínimo – 70% da banda deveria ser garantida
    Máximo – 100% ou aproximadamente 100% total da banda

    É difícil exigir isso? ou fingem que estão fazendo algo pelo consumidor.

  • Markus diz: 12 de dezembro de 2009

    Junior, tu tens uma conexão de 6Mbits certo? Ou seria uma conexão de 50Mbits, o que dá pouco mais de 6MB/s?
    Se for 6Mbits, tua velocidade está condizente com o que você contratou.

    Eu tenho uma conexão de 10Mbps da GVT o que me dá uma taxa de 1,25MB/s.

    O pessoal tem que se antenar mais, existe uma grande diferença entre Mbits e MB/s e KB/s e Kbps.

  • Helder Hartmann diz: 22 de dezembro de 2009

    Enquanto as operadoras não pagarem pelas multas que lhe são impostas (alguém sabe por acaso de alguma que pagou as tais multas ?), por desrespeitarem os contratos firmados com os assinantes, nada vai mudar. Para que provedor de acesso ? é um custo que não deveria haver. Não confundir com provedor de conteudo (portais). Deveria ser uma opção do usuário, para obter serviços diferenciados, como por exemplo; disco virutal, email personalizado, trafego melhor, serviços de hospegem, e melhor segurança. No mais é tudo engodo. Você contrata serviço de banda larga e é obrigado a escolher um provedor. Se nos planos empresariais não há necessidade de provedor, por que não criar opões da mesma forma para pessoas fisicas ?

  • Neuza Nascimento diz: 13 de janeiro de 2010

    Se pelo menos as operadoras conseguissem garantir a conexão, ficaria muito feliz e acharia luxo só ter velocidade também garantida. Há quase uma semana não tenho conexão Speedy e ninguém consegue resolver o problema. Já foram 3 técnicos lá em casa e ninguém sabe como resolver. A sugestão que me derem foi cancelar o Speedy que tenho – Condomínio – e fazer nova assinatura na versão individual. Porém terei que pagar nova taxa de instalação e dependerei de disponibilidade na região. Por que ao invés do Governo ficar discutir coisa pequena, não possibilita que a concorrência aumente e daí todos terão de se coçar para manter o cliente fiel?

Envie seu Comentário