Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Windows 7 trará poucas mudanças na segurança, diz McAfee

15 de outubro de 2009 1
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

Boletins de segurança corrigindo 31 vulnerabilidades em produtos da Microsoft nesta semana indicam que o Windows 7 (citado em cinco boletins dos 10 boletins) virá com poucas mudanças em relação à segurança, segundo a empresa McAfee.

O grande número de correções de segurança veio uma semana antes do que a Microsoft esperava para o lançamento do Windows 7.

– Novamente, os patches da Microsoft serão especialmente desafiadores para as grandes empresas, que precisarão de uma estratégia sólida de gerenciamento de riscos para testar e priorizar as correções de modo a afastar possíveis ataques – diz Dave Marcus, diretor de pesquisa de segurança e comunicações da McAfee Labs.

Muitas das vulnerabilidades contempladas pelas correções poderão ser exploradas se um usuário do Windows simplesmente acessar um site perigoso ou abrir um arquivo de mídia infetado, os métodos de ataque favoritos entre os cibercriminosos.

Entre as correções, a vulnerabilidade crítica (MS09-062) expõe usuários do Windows XP e Vista a ataques que exploram o Graphics Device Interface (GDI+), um componente do Windows usado para processar arquivos de imagem que foram corrigidos repetidamente ao longo dos últimos dois anos.

– A Microsoft teve que corrigir várias vezes problemas relacionados ao Graphics Device Interface do Windows e vulnerabilidades do componente que foi muito explorado no passado – afirma Marcus.

Dos 13 boletins, oito são classificados como críticos pela Microsoft, considerados de mais alto risco pela empresa. Cinco são importantes, um nível inferior na escala de gravidade da Microsoft. Nove das vulnerabilidades já foram divulgadas anteriormente, oferecendo aos ciberatacantes uma maneira de invadir os sistemas operacionais do Windows antes de a correção ser disponibilizada.

A McAfee recomenda que todos os usuários instalem os patches da Microsoft, o mais rápido possível. Os usuários domésticos devem usar as Atualizações Automáticas do Windows enquanto os usuários comerciais precisam ter uma estratégia de gerenciamento de riscos para priorizar os patches.

Comentários

comentários

Comentários (1)

Envie seu Comentário