Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

IE na UE: a solução salomônica aqui do Infosfera

19 de outubro de 2009 4
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

Ressuscitada a polêmica sobre o navegador que a Microsoft deveria oferecer junto com o Windows 7 na União Europeia, bolamos nossa solução Salomônica aqui no Infosfera. Por ocasião da decisão, eu (Guilherme Neves) e o colega André Crespani debatemos o assunto em dois posts (aqui e aqui).

Representávamos lados opostos.

Agora, no entanto, chegamos a um consenso com respeito à polêmica decisão que acabou na obrigação da Microsoft de oferecer navegadores alternativos ao Internet Explorer para os clientes europeus.

Já que a MS oferecerá cinco navegadores em uma janela (estilo pop-up), a briga mais recente é pela ordem em que os browsers serão exibidos. O critério de ordem alfabética por fabricante desagradou a Mozilla, que será penúltima da lista, entre o IE e o Opera. A opção, classificar por fatia de mercado, colocaria o IE no topo da lista. Foi rejeitada, óbvio.

Então, o que fazer?

Na nossa modesta opinião, após um breve e civilizado debate em que ninguém saiu ferido, é a seguinte:

A lista respeitaria a ordem de fatia de mercado, sem o Internet Explorer, que já viria instalado no Windows 7. Ao final da relação (que teria  na mesma linha, da esquerda para a direita, Firefox, Chrome, Safari e Opera), uma observação explicaria ao usuário que o IE já está instalado na máquina.

Também seria interessante avisar ao internauta que ele pode desinstalar o IE ou seguir com dois navegadores. A coisa toda ficaria mais ou menos assim:


Comentários

comentários

Comentários (4)

  • João Claudio diz: 19 de outubro de 2009

    A ordem alfabética é a única aceitável. Amanhã muda a representatividade do browser e vai fazer o que? Reescreve a tela? Faz um recall de quem já tem a midia?
    Eu ia votar na coisa mais idiota que eu já li, mas como somos nerds muitas vezes nos preocupamos com idiotices. :D

  • fulanoDeTal diz: 19 de outubro de 2009

    Pode parecer idiotice, mas essas coisinhas fazem diferença.
    Tem gente que Windows é o computador, nem sabe o que é navegador, e acha que aquele “E” azul é a “porta” pra internet, quer dizer, o Google. afinal, o Google é a internet (afinal, é dona do youtube e orkut).
    As pessoas só começaram a aprender que Windows não é o coumputador depois que apareceram aqueles PCs da positivo (“negativo”) com (uma distribuição ruim de) Linux.
    Expondo os usuários à opções de browser, estes conhecem que há vida além do Internet Exploder.

  • Renato Oliveira diz: 20 de outubro de 2009

    Guilherme, Crespani, gostaria de falar aqui que acho isso um tremendo equívoco. Penso que é uma injustiça proibir ou forçar a Microsoft a oferecer produtos da concorrência. Isso é desleal. Não julgo nem defendo a Microsoft. Mas queria ver essa mesma situação acontecendo com a Apple ou com a Google, se ela tivesse um SO em larga escala como as duas primeiras. Seria obrigada também a oferecer um browser da concorrente ? A Microsoft domina o mercado e implica um monopólio implícito . Mas nem por isso a Justiça deve ser injusta com ela .
    Resposta: Renato, concordo contigo. Se tu der uma conferida nos posts anteriores citados, sobre o debate meu com o Guilherme a respeito do assunto, eu justamente defendo que é desleal obrigar a empresa a oferecer produtos da concorrente. Mas, como a decisão já está tomada, acho que a solução que apresentamos neste post é a menos danosa. Abraço (André Crespani)

  • Infosfera » Blog Archive » Guerra dos browsers: ainda sobre IE na UE diz: 22 de outubro de 2009

    [...] a um consenso sobre a forma como esses navegadores alternativos deveriam aparecer no Windows 7 (releia aqui). Mas isso não muda minha opinião original sobre o [...]

Envie seu Comentário