Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Plano nacional de banda larga: governo será o regulador no Brasil

16 de novembro de 2009 10
The following two tabs change content below.

Nesta segunda-feira ocorre em Brasília o seminário internacional Alternativas para o desenvolvimento da Infraestrutura e do Acesso em Banda Larga, promovido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. No evento são discutidos rumos do plano nacional de banda larga.

Segundo o coordenador de Inclusão Digital da Presidência da República, Cezar Alvarez, o governo será o regulador da banda larga no Brasil.

- O governo quer fazer esse papel de regulador para tornar a banda larga acessível a diferentes camadas da população – disse o coordenador, lembrando que presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá até dia 24 um esboço do que pode vir a ser o projeto nacional de oferta de banda larga.

No mesmo evento, conforme a Agência Brasil, o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ronaldo Sardenberg, reafirmou a expectativa de o país ampliar, até 2018, para 165 milhões o número de acessos à internet banda larga. Segundo ele, existem atualmente 15 milhões de acessos no país.

Foto: divulgação, Creative Commons

Comentários

comentários

Comentários (10)

  • Giovanni Junker diz: 16 de novembro de 2009

    é louvável essa tentativa de levar a internet para todos os lugares. No entando, é papel das agências reguladoras avaliar a qualidade desse serviço, que no momento é péssima. São planos de x megas, mas que não chegam a metade dessa velocidade ou ainda com restrições de download e, além disso, todos os planos tem taxas de upload limitadíssimas.

  • paulo hartwig diz: 16 de novembro de 2009

    igual a sempre pouco será feito e como agora muito será cobrado. só nós que não sabemos o quanto evoluiu a tecnologia e como tudo ficou mais fácil do que era antes.agora tem de baratear e muito para que todos possam ter.assim é em lugares que evoluem.este é o jeito fazer muito para todos.

  • Marcos diz: 16 de novembro de 2009

    Algumas ações simples podem evitar que essa ação seja igual àquela do telefone fixo popular(lembram?):

    1. Baixar os impostos sobre a banda larga e o telefone fixo. 5% estaria bem pago.
    2. Fiscalizar a qualidade do serviço, com agilidade e multas pesadas.

    O resto a demanda faz. Fácil, não? E nem precisa tanta intervenção, regulação ou qualquer outro “ão”…

  • Cambraia diz: 17 de novembro de 2009

    Onde moro, o monopólio é do 3G da operadora “que não está morta”. (NO Merchan) Quando o tráfego de dados bate na casa dos 2GB, a velocidade cai de uma média de 600 a 800kbps para míseros 128kbps. É precária a situação. Se é pra oferecer uma banda larga limitada, que nem se ofereça nada neste brasilzão!

  • Ronaldo Costa diz: 17 de novembro de 2009

    As limitações qualitativas da banda larga brasileira são a mais simples questão de “vontade política” neste país. As pessoas que tem acesso a informação e interesse por tecnologia sabem que a única tentativa séria de regulamentar tal serviço sem lesar o usuário foi abortada pelo próprio deputado federal que elaborou a proposta, no que aparentou ser um caso clássico de “planejamento para ser subornado”. A história foi relatada em detalhes em revista de informática publicada nos primeiros anos da introdução da banda larga no Brasil e serve como explicação indubitável da razão de tal serviço constituir atualmente o mais infame “trambique no usuário” devido a omissão da legislação em vigor, dentre os diversos casos similares existentes. Acreditando nas intenções do Sr. Lula e cia. vou pagar para ver.

  • Rogério Rosa diz: 17 de novembro de 2009

    Este plano só vai vingar se alguém do governo tiver conhecimento profundo das reais necessidades do povo!
    Assim, tem que oferecer internet a preço muito baixo, por exemplo, 20 reais, modem como comodato e velocidade aceitável de2 Gb para cima!
    Essa conexão ridícula de 300kb, semi-discada do plano de São Paulo é um deboche com o povo!
    A GVT tá crescendo e vai engolir todas as outras se elas não tomarem atitudes!

  • Mauro Gaúcho diz: 17 de novembro de 2009

    E o acesso é difícil p/ quem mora no interior… a maioria dos melhores planos são restritos a áreas metropolitanas; em contrapartida, nem empresas privadas nem órgãos públicos tem mostrado interesse em tornar acessível aos cidadãos o que deveria ser por direito. Afinal, a internet não é só entretenimento.

  • Rafael Nunes diz: 17 de novembro de 2009

    A banda Larga é ruim em muitos lugares Argentina, Espanha (terra da tal Telefonica!) etc Segundo eu soube em nenhum lugar existe por escrito a obrigação de fornecer 100% do tempo a velocidade q se ‘promete’ na venda!

  • Twitter Trackbacks for Infosfera » Blog Archive » Plano nacional de banda larga: governo será o regulador no Brasil [clicrbs.com.br] on Topsy.com diz: 17 de novembro de 2009

    [...] First Tweet: 6 hours ago conexaopoprock Conexao Pop + Rock http://wp.clicrbs.com.br/infosfera/2009/11/16/governo-sera-regulador-da-banda-larga-no-brasil/?topo=77,2,18,,,77 retweet [...]

  • uberVU – social comments diz: 18 de novembro de 2009

    Social comments and analytics for this post…

    This post was mentioned on Twitter by conexaopoprock: http://wp.clicrbs.com.br/infosfera/2009/11/16/governo-sera-regulador-da-banda-larga-no-brasil/?topo=77,2,18,,,77

Envie seu Comentário