Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Conscientização será fundamental para segurança da web em 2010, diz empresa

25 de novembro de 2009 0
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

Muitos dos comentários no post indicando o Rio de Janeiro como uma das cidades com o maior número de PCs zumbis do mundo culpavam o usuário. No final das contas, concordo. Ele é o responsável maior pelas infecções, já que é ele quem se expõe, quem não atualiza softwares de segurança, etc.

Nesta quarta, ao apresentar as tendências para 2010 em segurança, a Symantec prevê que só o antivírus não é suficiente.

– Há uma tendência muito grande de ameaças polifórmicas. São vírus que mudam para dificultar a ação do antivírus – relata o analista André Carrareto.

Para a Symantec, chegamos a um ponto onde novos programas criminosos estão sendo criados a uma taxa superior aos dos programas legítimos.

Assim, torna-se cada vez mais importante o aumento do grau de conhecimento e conscientização por parte dos usuários, além de abordagens que proporcionem detecção mais ampla e de rápida atualização, como segurança baseada em reputação que será primordial em 2010.

Ou seja, cada vez mais o usuário terá que adotar um comportamento de navegação seguro em todos os ambientes online por onde passar. Basta dar uma olhada em alguns dos tópicos do relatório de perspectivas:

• Aplicativos de redes sociais serão alvos de fraude
• Windows 7 na mira dos cibercriminosos
• Encurtamento de URL, o melhor amigo do autor de phishing
• Aumento nos malwares para Mac e dispositivos móveis
• Spam de mensagens instantâneas

Usuários de Twitter, Orkut e Facebook deverão, portanto, ficar muito atentos. Segundo a empresa, essa postura já foi importante em 2009. O ano viu o surgimento de vários ataques contra sites de redes sociaisNo segundo semestre de 2009, os ataques usando essas redes aumentaram tanto em frequência como em sofisticação.

Como prevenção, a dica é ligar do desconfiômetro, já que entre os motivos que tornam as redes sociais tão atraentes estão um enorme número de usuários e alto nível de confiança entre os mesmos.

Comentários

comentários

Envie seu Comentário