Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Estudante é obrigado a deletar downloads ilegais de músicas

09 de dezembro de 2009 4
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

Além de pagar US$ 675 mil a gravadoras por baixar e compartilhar músicas ilegalmente, o universitário Joel Tenenbaum, da Universidade de Boston, terá que apagar todos os arquivos que originaram o processo movido pelas gravadoras. Ou seja, o camarada vai pagar pelas músicas – US$ 675 mil, só para enfatizar – e não poderá mantê-las.

Joel Tenenbaum foi ordenado pela Justiça a a ficar longe das violações de direitos autorais.

Segundo o site G1, a indústria fonográfica queria mais. A intenção era que a juíza censurasse o rapaz, acusado de encorajar internautas a visitarem um site sueco onde podem baixar ilegalmente as canções.

O estudante disse não ter qualquer relação com o site sueco.

Cara Duckworth, porta-voz da Associação de Gravadoras Americana (RIAA), se disse satisfeita com o fato de a Justiça ter pedido para o estudante destruir os arquivos “e deixar de furtar nossas músicas”.

Em 15 de agosto, o The Pirate Bay (da Suécia) publicou um arquivo de torrent com as músicas envolvidas no processo.

Comentários

comentários

Comentários (4)

  • Jhon diz: 9 de dezembro de 2009

    Se isso pega, teriam que multar o mundo todo.

  • NEO_Matrix diz: 9 de dezembro de 2009

    Eu entendo o porquê de tanto “bafafá”. Isso se deve ao ganho que as gravadoras tem sobre os músicos. O certo era liberar os downloads, pois os músicos deveriam é viver de shows. Quem vive de disco é a gravadora. E mais, quer melhor propaganda que divulgar as músicas de alguém??

  • Infosfera » Blog Archive » #57 – Pirataria que faz chorar e downloads que dão cadeia diz: 11 de dezembro de 2009

    [...] em dois casos diferentes, o perigo que um download pode representar para o usuário: no primeiro, o sujeito terá de pagar uma multa salgada por fazer download de músicas; e ainda vai ter que deletar os arquivos! E outro carinha, ainda menos sortudo, baixou – sem querer [...]

  • COTLIAR diz: 11 de dezembro de 2009

    GOSTARIA DE SABER SOBRE O “TAFFYBOX” QUE SEGUNDO INFORMAÇÕES DISPONIBILIZA DOWLOADS AUTORIZADOS OU LEGAIS. ISTO PROCEDE?

Envie seu Comentário