Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Chineses "pirateiam" Ubuntu com cara de Windows XP

28 de dezembro de 2009 24
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

 
A área de trabalho acima é de qual sistema operacional? Windows XP! Quem reparou no símbolo verde logo no menu de inicialização, porém, se apercebeu de que se trata de outra coisa. Na verdade, é um Ubuntu (sistema operacional Linux) com a cara da penúltima versão mais bem sucedida do SO da Microsoft.
           
Segundo o site Download Squad, trata-se de uma “manobra” de piratas chineses – o site, no entanto, avisa que é Linux.
           
Ocorre que a versão pirata “quente” do Windows XP está sendo rastreada e craqueada pela Microsoft – o que resulta em telas pretas e outros travamento indesejáveis. Assim, a saída foi pegar uma distribuição já livre e fazê-la ficar com cara de software proprietário. É, no final das contas, um Ubuntu disfarçado.
           
Será que eles cobram pela instalação? O que diz um vendedor ou técnico de informática que aparece com um CD deste programa? “É um Windows novo? É um Windows genérico?” E como se chama?  Ylmf OS!
           
Todos os links, e provavelmente a própria distribuição, são em chinês, o que atrapalha um pouco a vida de quem quer desbravar a distro em outros idiomas. O que a Microsoft fará agora, se é que pode fazer alguma coisa? Aguardemos.
           
Mas já dá para imaginar a cara de quem comprou Linux por Windows, tentou instalar um daqueles famosos pacotes de programas de produtividade da MS, e não conseguiu por algum motivo, apesar da cara de Windows.
           
Eu nunca entendi para que um sistema operacional livre com a mesma interface do proprietário – além de enganar chinês, claro. Me parece que perde um pouco a graça. Mas…
                         
Para relembrar, o uso gratuito de Linux, e mesmo a modificação, não é ilegal. A distribuição Linux, em si, não é pirata. Porém, surgem dúvidas quanto à legalidade do uso de ícones, ou da própria imitação da interface gráfica. Aí é que entraria a pirateada.
            
Atualização @12:05 – Acrescentamos esclarecimentos sobre a legalidade do Linux.

Comentários

comentários

Comentários (24)

  • Twitter Trackbacks for Infosfera » Blog Archive » Chineses pirateiam Ubuntu com cara de Windows XP [clicrbs.com.br] on Topsy.com diz: 28 de dezembro de 2009

    [...] Infosfera » Blog Archive » Chineses pirateiam Ubuntu com cara de Windows XP wp.clicrbs.com.br/infosfera/2009/12/28/chineses-pirateiam-ubuntu-com-cara-de-windows-xp/ – view page – cached A área de trabalho acima é de qual sistema operacional? Windows XP! Quem reparou no símbolo verde logo no menu de inicialização, porém, se apercebeu de que se trata de outra coisa. Na verdade, é um Ubuntu (sistema operacional Linux) com a cara da penúltima versão mais bem sucedida do SO da Microsoft. [...]

  • André Ribeiro diz: 28 de dezembro de 2009

    Normal… acho até louvável na seguinte situação: Provar para um usuário sético do Windows o leque de possilidades do Linux. Claro que só nesta situação. Pois o universo Linux é bem mais expanssível…
    No quesito de cara de XP, isso não é novidade, aqui mesmo no Brasil, na época em que o Kurumin despontava como uma distribuição amigável para os leigos apareceu também uma distribuição chamada Famelix, de alguma universidade brasileira que não me recordo agora, em suas primeiras versões, a cara era de XP, depois veio a distribuição com cara de Vista, tudo igualzinho…

  • Colorado diz: 28 de dezembro de 2009

    a melhor maneira do linux c dar bem eh imitar a interface do windows, os usuarios nao querem, e ate acho q nao devem, ter q aprender a usar um SO novo, pois nao devem se preocupar com SO.
    dai vejo os comentarios do cara q escreveu o post, q obviamente entende e gosta de mexer no pc, e tb ja imagino os coments dos defensores xiitas do linux, q eh um absurdo fazer isso e tal, e fico de cara, pois o q falta pro linux engatilhar de vez eh facilitarem MESMO o seu uso, e fazer uma interface REALMENTE bonita, pois hj em dia ele eh razoavel pra usar, e a interface eh bem meia boca(na verdade achei horrivel), pelo menos nas duas ultimas versoes do ubuntu q instalei pra testar, sendo q nas duas deu uns pau loco q simplesmente nao tinha cristo q fizesse funcionar alguns dos perifericos do pc.

  • walescko diz: 28 de dezembro de 2009

    Eu uso linux, tenho a versão Ubuntu 9.10 instalada, a mais atual, foi um risco fazer atualização, mas arrisquei, e funcionou tudo quase que perfeito, faltando alguns ajustes.
    Mesmo o Windows, depois de feita a instalação, ainda deve-se fazer alguns ajustes.

    Acredito que o linux pode se tornar mais popular se o usuário final tiver suporte, ou se as máquinas que vem com o linux vierem com uma distribuição mais agradável.

    Confesso que já tive problemas com o linux algumas vezes no meu pc, até o dia em que me convenci que sou usuário comum e consegui confirgurar para tal, pronto, resolvido meu problema, o pc funciona legal.

    Pro usuário comum, ele conseguindo fazer o que ele quer, pode ser qualquer sistema operacional que ele nem perceberá a diferença. Pode se lembrar que a cada troca de versão o Windows, o usuário tem que se adaptar, mudar de SO também.

  • Sergio diz: 28 de dezembro de 2009

    Na verdade nao é “piratiado”, já que o ubunto é open source.

  • Regis diz: 28 de dezembro de 2009

    http://www.gratis.com.br/index.mv?pagina=detalhes&pos=417
    Os Brasileiros fizeram antes e em português….

  • João da Silva diz: 28 de dezembro de 2009

    Bah, uma enganação esse teu post. Começa pelo título absurdo: “Chineses pirateiam Ubuntu…”? Esse título, além de falso (pois Ubuntu é software livre e não precisa ser pirateado), passa a impressão de que é algo ilegal e, portanto, condenável. Existem muitas distribuições baseadas no Ubuntu, e nunca ninguém disse (nem poderia dizer) que elas são um “Ubuntu pirateado”. Mais adiante, o texto “informa” ser ‘uma “manobra” de piratas chineses’. Como assim? Se eles estão usando Ubuntu, já não são mais piratas! Ou seja, mais falta de informação e conteúdo deturpado. Por favor, corrija esse post. Se não for por respeito à comunidade de software livre, então que pelo menos seja por respeito ao bom jornalismo. Ninguém merece ler asneiras como essas aí de cima.

    João, repito o que disse ao Kappel. A intenção das pessoas que fizeram esta distribuição, a princípio, não é difundir o Ubuntu. A ideia é fazer os usuários pensar que estão com o Windows XP. Ok, pode não ser pirataria como a conhecemos normalmente, mas ainda assim é uma enganação. O site Linux Netbook levanta de leve a discussão da (i)legalidade de se imitar uma interface de usuário, mas salienta que é melhor que o XP pirata. Não me entenda mal. Eu sou usuário de Ubuntu há algumas versões. Como disse: não vejo o menor sentido em imitar a interface de um sistema operacinal proprietário em um livre. Para mim, Linux é muito mais simples (por mais que digam o contrário). Por isso me pareceu (assim como a outros sites por aí) uma manobra de pirataria. Mas vou fazer alguns ajustes no texto sim. Um abraço. (Guilherme Neves – redator clicRBS)

  • Alessandro diz: 28 de dezembro de 2009

    fazer um linux com cara de windows tem a ver com a teoria da galinha entrando no galinheiro… “se pintar o galinheiro, as galinhas não entram mais!”.
    um dos grandes problemas pro usuário final leigo é justamente a interface “diferente” do que ele já conhece. o caminho contrário também é verdade, um usuário leigo de linux não sabe usar o windows, por exemplo…
    outro grande problema para os usuários leigos tanto de linux como mac é entender que aquele programa pra controle de finanças pessoais que ele viu recomendado num portal de internet não vai funcionar no computador dele. ou aquele joguinho pirata (ou original mesmo) que o filho ganhou de Natal não vai funcionar, mesmo sendo pra PC. ou o software de sincronismo do celular…

  • Kappel diz: 28 de dezembro de 2009

    Piratas? Achei muito infeliz o nome dado ao tópico, principalmente estando vinculado ao site do grupo RBS. Tal como o Sergio informou no post acima, o ubuntu é open source e é louvável que programadores e não piratas, criem novas interfaces para distribuições linux, gratuitas por sinal, de modo a facilitar um pouco mais o uso pelo usuário final. Quanto a comercialização do ubuntu como se fosse windows, isso é um absurdo, visto que o mesmo deve ser oferecido a comunidade sem qualquer custo. Não tive acesso ainda a interface criada pelos chineses, mas pela imagem postada, a única critica que faço, diz respeito a utilização de ícones utilizados pela microsoft. Enfim, é louvável que existam S.O. para todos os gostos e bolsos, se você quer usar produtos da microsoft é um direito seu, mas pague pela licença, ainda que o valor seja alto, do contrário, utilize linux.

    Como disseste, Kappel, o uso de ícones iguais aos da Microsoft configura um tipo de pirataria. Além do mais, o objetivo não parece ser o de difundir o software livre, mas sim o de vender, como escrito, Linux por Windows. Um abraço. Guilherme Neves (redator clicRBS)

  • Ubuntu Linux é pirateado com interface do Windows XP | TudoSimples.net diz: 28 de dezembro de 2009

    [...] Deles você pode esperar tudo. A nova sacada dos orientais é a criação (ou pirataria) de um Sistema Operacional baseado no Ubuntu com a interface idêntica a do Windows XP. A decisão de piratear o Ubuntu foi [...]

  • George Bentovich diz: 28 de dezembro de 2009

    Parabéns YLMF OS por reconhecer a soberania do sistema operacional Microsoft no mercado de softwares. A interface Windows sempre mostrou ser a mais user-friendly no mundo dos sistemas operacionais, devido à constante preocupação da Microsoft em ouvir as necessidades dos usuários. É claro que este sistema operacional, YLMF OS, que não passou por uma equipe de engenharia de produto de uma empresa séria, não conseguirá imitar, além da interface com o usuário, a complexa estrutura algoritmica do sistema operacional Microsoft, a qual garante a imunidade à malwares e estabilidade do sistema. Sabendo disto, nada mais justo do que o Bill Gates ser bilionário, pois sua empresa está constantemente trazendo melhorias ao mercado de sistemas operacionais.

  • Plinio Lucena diz: 28 de dezembro de 2009

    Desculpe, não costumo entrar neste tipo de discussão, mas, em termos jornalísticos (CLICRBS), a matéria me parece tendenciosa, sim, a começar pelo título “pirateiam” associado ao Linux contra a “vítima” Microsoft, penso que a palavra correta para o título seria “clonam” “copiam” “induzem”, mas não “pirateiam” etc

  • Plínio Lucena diz: 28 de dezembro de 2009

    Já que falamos em “piratarias”… vejamos quem “pirateia” de quem:

    http://informatica.hsw.uol.com.br/5-mitos-sobre-microsoft1.htm

    1 – A Microsoft inventou o Windows

    A Microsoft inventou o sistema de janelas? Não, nem a Apple. Quem inventou a interface gráfica que viraria sinônimo do sistema operacional mais usado no mundo foi a Xerox
    Em 1968, quando um Bill Gates de 13 anos de idade ainda dava os primeiros passos programando Basic, um engenheiro chamado Douglas Englebart, do Instituto de Pesquisa de Stanford, apresentou ao mundo o mouse [fonte: Reimer]. Para os usuários do computador moderno, o mouse nada mais é do que uma necessidade tecnológica mundana: De que outra forma você poderia clicar em ícones, navegar através de menus e mover cursosres? Mas os usuários de computadores de 1968 acharam o mouse revolucionário justamente porque ninguém havia ouvido falar dessas coisas até então.
    Englebart recebeu o rédito pela invenção da interface gráfica do usuário, ou GUI. No começo dos anos 70, uma equipe de pesquisadores do Centro de Pesquisas Palo Alto, da Xerox (Parc), expandiu o conceito de Englebart e construiu o Xerox Alto, o primeiro computador pessoal que vinha com a agora padrão “WIMP” GUI: janelas (windows), ícones, menus e dispositivo de ponteiro (mouse) [fonte: Webopedia].

    O Xerox Alto rodava um sistema operacional/ambiente de desenvolvimento chamado SmallTalk, que fora criado no laboratório Xerox pelos pesquisadores do Parc. Em 1979, Steve Jobs, então com 24 anos de idade, da recém-criada Apple Computer, Inc., pagou US$ 1 milhão em opções de ação da Apple por um tour detalhado às dependências do Parc Xerox. Embasbacado com a interface SmallTalk, Jobs pediu a documentação técnica do produto, que a Xerox inocentemente deu a ele [nota do tradutor: essa cena pode ser vista no filme "Piratas do Vale do Silício"].

    Com as especificações da SmallTalk em mãos, a Apple lançou em 1983 o Lisa, primeiro computador comercial a vir com a interface de janelas, ou windows. Jobs usaria uma interface similiar para os modelos mais populares do Macintosh. Quando Bill Gates, que escrevia software para os Macintosh, lançou o Windows 2.0. em 1987, a Apple processou a Microsoft por roubar descaradamente a interface gráfica do Mac – algo que a Apple havia roubado muito antes da Xerox.

    A Apple acabou perdendo o caso, e a dominância subsequente da Microsoft no mercado de PCs transformou as polêmicas janelas em sinônimo do Windows.

  • Eduardo diz: 28 de dezembro de 2009

    Eu utilizo o ubuntu 9.10 com o tema de Windows XP nos computadores da empresa da minha mae e no PC conjunto da nossa casa de praia, quase igual ao da Imagem acima.
    Reconheço que caso não colocasse este tema, alem de reciosos ficariam um tanto confusos com o tema padrao do ubuntu.
    Utilizo, pois assim, posso desfrutar da segurança que o linux me proporciona, da familiaridade com o velho XP, e com Programas como o Wine posso emular tudo o que é necessario, como o MSOffice2007 que nós preferimos, apesar de ter outras alternativas como o BROffice.
    Em meu Sony VAIO utilizo ubuntu e o VIsta em Dualboot, e só não migrei totalmente pois programas como o liveMessenger e jogos ainda não sao totalmente compativeis com o meu pinguim.

    E vejam se acabam com essa coisa de lutinha de qual o SO é melhor, o melhor é que haja concorrencia, quem ganhará somos nós. Alem do mais, nosso serviço publico ja esta começando a adotar o software livre, e uma hora, iremos nos deparar com ele, e é melhor que nao tenhamos problemas com o mesmo.

    Valeu

  • Fabio Bugnon diz: 28 de dezembro de 2009

    O título “pra fazer alarde” foi realmente um pouco infeliz. Tá certo, pode até ser que a ideia tenha tomado corpo devido ao fato das dificuldades encontradas pela pirataria do XP, mas daí a sugerir que tivessem “pirateado” o Ubuntu… foi um pouco barra forçada!

    A tentativa de justificar a pirataria com base no uso de ícones do Windows também não convence, porque a interface gráfica (GUI) não é patenteável. Aliás, muitos outros programas já faziam (e fazem hoje) isso antes, como o tema XP para KDE (kde3 xp style) ou Mac para Gnome (Mac4Lin).

    Para mim, usuário Gnome, o tema XP não é o mais prático nem o mais bonito, mas se ajuda as pessoas a continuarem a fazendo tudo o que faziam antes (com XP pirata ou pago) com software livre, acho que é um preço pequeno a se pagar.

    E para quem disse “coitados, quero ver quando tentarem instalar os programas ______.exe”, embora não haja 100% de compatibilidade, parece que essa distro chinesa já vem com o Wine integrado (vi na página deles traduzida pelo Google :))

  • Aline diz: 28 de dezembro de 2009

    Totalmente apoiado, Eduardo!
    Cara, eu resisti bravamente ao Linux. Mas mais pela “preguiça” de aprender a utilizar um sistema operacional diferente do que estava habituada.
    Graças aos apelos de um grande amigo (fã incondicional do Linux) e da possibilidade de deixá-lo com a interface semelhante a da microsoft, acabei migrando para o sistema free. Hoje posso dizer que sou uma feliz usuária leiga de um sistema operacional que não me dá trabalho algum. Tenho todos os periféricos de que necessito instalados, e ainda não tive problemas com virus. Claro que, como alguém comentou, um suporte técnico de qualidade é essencial. E é isso que faz falta para fazer o sistema se difundir.
    Quanto ao sistema ser utilizado por órgãos públicos, torço para que isso ocorra logo. O Governo gasta uma grana preta com sistemas operacionais que não funcionam direito, e sempre estão infinitamente desatualizados, já que não se tem verba para fazer as atualizações devidas.
    E, Colorado, na boa, acho a interface do Linux bem mais atraente que a do XP, ou do Vista. Minha versão não é a Ubuntu. Instalei essa e não gostei muito. Tenho a versão Mint 8 e estou tri feliz com ela. Aconselho.

  • Plinio Lucena diz: 28 de dezembro de 2009

    Desculpe, mas fiquei curioso…Por qual motivo o meu segundo comentário (28 de dezembro de 2009 às 3:17 pm) não foi liberado? Grato

    Olá, Plinio. Seu comentário não havia sido liberado até o momento da publicação deste porque nós estávamos lendo-o com mais atenção. Muitos comentários que expressam simplesmente a opinião dos internautas são mais “fáceis” de liberar. Agora, links externos e outros textos maiores recebem mais atenção. Lemos todos os comentários antes de decidir liberá-los ou não. Por isso o teu demorou um pouco mais. Um abraço. (Guilherme Neves – redator clicRBS)

  • Marcelo Estanislau diz: 28 de dezembro de 2009

    Muitos comentários aqui, mostram a desinformação geral dos usuários, principalmente os habituados ao sistema da Microsoft. No Linux, você não está preso a uma única interface gráfica. Vamos pegar o caso do ubuntu, que tem muita publicidade e se popularizou rapidamente. Ele usa por padrão a interface GNOME, que realmente, para quem quer “firulas” e se prende ao polimento da interface, não é o mais indicado. Agora, pegue uma distribuição que venha com o mais novo KDE4 ou instale dos repositórios do ubuntu o “kubuntu-desktop”… Você terá um belo gerenciador de janelas, com placa 3D você consegue ativar muitos efeitos que deixam no chinelo as versões Vista e Windows 7.
    Hoje, com o PackageKit, ficou muito fácil instalar programas, é só entrar no gerenciador de programas, escolher o programa que quer instalar e pronto. Instalação de impressoras nem se fala, é só conectar e sair imprimindo, em raros casos é necessário instalar algum driver.

  • eduardo diz: 28 de dezembro de 2009

    Na verdade , o Windows 7 é melhor que qualquer distro do linux.

    e era isso. acho que daqui a 100 anos o linux tera 20 % do mercado e olhe lá.

  • Twitter Trackbacks for Infosfera » Blog Archive » Chineses “pirateiam” Ubuntu com cara de Windows XP [clicrbs.com.br] on Topsy.com diz: 28 de dezembro de 2009

    [...] Infosfera » Blog Archive » Chineses “pirateiam” Ubuntu com cara de Windows XP wp.clicrbs.com.br/infosfera/2009/12/28/chineses-pirateiam-ubuntu-com-cara-de-windows-xp – view page – cached A área de trabalho acima é de qual sistema operacional? Windows XP! Quem reparou no símbolo verde logo no menu de inicialização, porém, se apercebeu de que se trata de outra coisa. Na verdade, é um Ubuntu (sistema operacional Linux) com a cara da penúltima versão mais bem sucedida do SO da Microsoft. [...]

  • André Ribeiro diz: 28 de dezembro de 2009

    Olha… discutir isso é igual discutir ideologia politica e religião! Achei que iria aparecer algum partidário do linux (como eu) da ala mais revoltada querendo dar uma lição de acessibilidade e compatibilidade do nosso querido Linux, mas ao contrario, apareceu foi gente do outro lado… feliz por enriquecer o Bill… Esse assunto sempre vai se estender…….. Calma gente… quem quer pagar que se acomode e pague…. Parabéns ao Bill gates.. Eheheh

  • Gean Nunes diz: 29 de dezembro de 2009

    Como já dito anteriormente, o título do post é muito controverso. Não existe a possibilidade de alguém piratear alguma coisa que é livre para esse fim: o de deixar mais prático, ou mais bonito ou fácil, podendo fazer cópias e distribuí-las livremente para as pessoas, ou podendo até mesmo cobrar por isso, já que não podemos confundir Software Livre com Grátis (free). A distro Ubuntu foi modificada deixando ela com uma interface do Windows XP. Isso é bom para quem está iniciando no mundo Linux, mas está muito habituado aos “caminhos” do Windows XP ainda, o que torna a transição de um SO para outro um pouco mais fácil e menos penosa na hora de fazer tarefas simples como acessar a Internet, ler um e-mail, MSN, Orkut, Facebook, etc. Não condeno a “mexidinha” que os nossos amigos de “olhinhos puxados” deram, afinal eles dizem que se trata de um SO Linux e não de uma cópia de Windows XP modificada.

  • Anderson N.S diz: 30 de dezembro de 2009

    Comparar Linux com Windows e como comparar azul com vermelho não da, e quanto aos icones talvez haja alguns problemas em usa-los, por que se esses supostos “piratas” estiverem vendendo ai já é outra historia.Eu acredito que como a Microsoft vem apertando o cerco contra os XPs,Vistas eo Seven que é quase inpirateavel(devido a validação on-line), logo, logo esses usuarios vão se cansar disso.

  • Infosfera » Blog Archive » [Vídeo] Como deixar o Ubuntu com cara de Windows XP diz: 30 de dezembro de 2009

    [...] da discussão sobre o Ubuntu com cara de Windows XP na China me deparei com o vídeo abaixo. Um breve tutorial da instalação de um script que deixa a [...]

Envie seu Comentário