Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Apple recupera iPhone roubado e se recusa a devolver à dona

02 de janeiro de 2010 5
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

Uma norte-americana chamada Alisa foi roubada no metrô. E lá se foi o ladrão com seu iPhone e outras quinquilharias. Algum tempo depois ela recebeu no e-mail uma notificação de que o aparelho furtado estava com mau funcionamento e alguém solicitara uma reposição à Apple, que atualmente estava com o gadget. O que fazer?
             
– Avisar a Apple de que se trata de um produto furtado para tentar recuperar o aparelho – pensou Alisa.
             
O problema, diz o site Consumerist, é que nem a consumidora nem a polícia convencem a Apple de que o aparelho pode ser devolvido diretamente à sua dona original, já que foi roubado.
             
Para deixar tudo bem explicado, vamos aos detalhes. Seja quem for que acabou com o aparelho de Alisa, percebeu o mal funcionamento do Apple CareService no iPhone e pediu à empresa uma reposição. O e-mail confirmando a solicitação por um aparelho novo foi enviado à dona original, Alisa, que tratou de verificar pelo número de série se era realmente seu o iPhone. Tanto Apple quanto operadora confirmaram. E agora, a vítima tinha no e-mail o endereço da solicitação e o telefone de um representante da Apple que tratou da reposição do iPhone roubado.
             
Tendo certeza de que se tratava do seu iPhone furtado, Alisa chamou a polícia. Porém, como não tinha registrado a ocorrência, as autoridades não poderiam fazer nada.
             
Alisa ligou então para a operadora, que disse que não poderia fazer nada a menos que as autoridades dissessem como deveriam agir – do contrário, o iPhone voltaria para quem solicitou a reposição, ou seja, o ladrão ou alguém que comprara o aparelho dele.
             
Voltando para a polícia… Os agentes chegaram a ligar para a Apple (por uma hora, segundo Alisa) argumentando que, já que o aparelho com problema fora enviado de volta à Apple, o novo iPhone poderia ser enviado diretamente à dona legítima.
             
Mais uma vez a reposta foi que a empresa deveria ser fiel à garantia, independente de quem solicitou a reposição do iPhone.
             
A história para por aí: nem a Apple ou a operadora querem retornar o aparelho para Alisa, mesmo que a polícia confirme a história.
             
Que fria!

Comentários

comentários

Comentários (5)

  • Blumenópolis » Blog Archive » _Jornal de Santa Catarina(RBS)02012010 – Blumenau diz: 2 de janeiro de 2010

    [...] Apple recupera iPhone roubado e se recusa a devolver à dona [...]

  • Rogério Rosa diz: 2 de janeiro de 2010

    É muito bom esse sistema de troca (RMA) que as empresas adotam, sem exigir nota fiscal, troquei um HD seagate, fácil e rápido, sem perguntas sem testes, sem esperas levou 5 dias pelo correio!
    Mas tem o lado ruim, pois quem solicita a troca teoricamente é o dono!
    Mas acho que a Apple vacilou ao não fornecer para a polícia o endereço do ladrão!

  • FALA SÉRIO diz: 2 de janeiro de 2010

    É,É A TECNOLOGIA A SERVIÇO DO BANDIDO,GRANDE “INCENTIVO”PROS LADRÕES,PODEM CONTINUAR ROUBANDO E “COM GARANTIAAAAAAAAAAA’……

  • Kau *-* diz: 2 de janeiro de 2010

    Detalhe, a moça em questão NÃO fez ocorrência. NÃO notificou a operadora, e muito menos informou a fabricante de que o produto fora roubado. Daí complica. :)
    P.S. Claro que a Apple podia ter um pouco de flexibilidade, mas.. regras são regras.

    : )

  • Ricardo diz: 2 de janeiro de 2010

    Não me surpreendo com tal atitude de Apple.
    Uma empresa sem o minimo respeito pelo consumidor. na minha opinião iphone é telefone de playboy e patricinha, telefone de recursos limitados, Nokia 10 x 0 Aplle

Envie seu Comentário