Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Amigos dos usuários foram usados na invasão do Google na China

26 de janeiro de 2010 1
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

Sabe  aquela história do ladrão que observa a casa por dias, de olho na rotina da família, antes de agir? Algo muito parecido ocorreu na recente Operação Aurora, em que contas do Gmail e outras empresas foram invadidas explorando uma falha no Internet Explorer (IE) 6. Os crackers escolheram cuidadosamente os amigos de  suas vítimas para colocar a bomba no melhor lugar possível.

A informação é o Financial Times.

Segundo a publicação, certos empregados com acesso às informações confidenciais foram selecionados pela ofensiva foram investigados. A ideia era encontrar os amigos dos alvos. O próximo passo foi invadir as contas dos amigos e então enviar links para os alvos principais.

Feito isso, bastou usar um software de mensagem instantânea para plantar o código que deu nessa confusão toda. Tamanha foi a precisão que o Google chegou a pensar que os criminosos receberam ajuda interna  para a ofensiva. A hipótese já foi descartada pela empresa.

Se pensar bem, não é tão difícil descobrir os amigos de alguém. Com quem ela mais troca tweets e updates no perfil da rede social? Quem tem pontos em comum no LinkedIn? Está tudo na internet.

Não deve ser difícil, após um levantamento inicial, confirmar as informações.

É a nova cara da ciberguerra.

Comentários

comentários

Comentários (1)

  • Infosfera » Blog Archive » Escola e universidade foram ponto de partida para ataques contra o Google diz: 19 de fevereiro de 2010

    [...] de uma ação extremamente sofisticada, com um trabalho de inteligência por trás, procurando usuários que seriam o elo fraco das prevenções de segurança, e o jeito mais fácil de chegar até eles. [...]

Envie seu Comentário