Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Cérebro só dá conta de até 150 amigos em redes sociais

26 de janeiro de 2010 4
The following two tabs change content below.

Guilherme Neves

Jornalista, fã de gadgets e traquinanas tecnológicas em geral. Linux user convicto, mas não xiita.

 
Bem no início do Orkut lembro de ter ouvido colegas de trabalho comentando que era como um jogo. O objetivo seria ter o maior número de amigos possível. As redes sociais têm lá seu espaço para disputas por popularidade, mas não se iluda. Quantidade de amigos não indica estar em dia com os perfis de todos.
        
Pesquisa realizada na Inglaterra aponta que o limite de amigos em redes sociais que o cérebro consegue dar conta é 150.
         
Robin Dunbar, antropólogo da Universidade de Oxford, é o responsável pelo estudo. Dunbar utilizou informações coletadas em 1990. Ainda não existiam sites de relacionamento, mas nós já tínhamos cérebro – pelo menos a maioria.
          
Os pesquisadores que participaram do estudo analisaram vários grupos sociais – primatas, destacamentos militares, equipes de trabalho – e concluiu que 150 é geralmente o círculo máximo de indivíduos com quem se mantem contato, mesmo para quem tem 1.500 amigos no Orkut.
         
Tudo por que o neocortex cerebral humano não teria se desenvolvido muito, a ponto de dar conta de mais interações. Portanto, diz o antropólogo, não adianta se gabar dos milhares de amigos. Só algumas são “reais”.
          
As informações são do jornal britânico Times Online.
             
Você concorda? De quantos amigos dá conta?

Comentários

comentários

Comentários (4)

  • Twitter Trackbacks for Infosfera » Blog Archive » Cérebro só dá conta de até 150 amigos em redes sociais [clicrbs.com.br] on Topsy.com diz: 27 de janeiro de 2010

    [...] Infosfera » Blog Archive » Cérebro só dá conta de até 150 amigos em redes sociais wp.clicrbs.com.br/infosfera/2010/01/26/cerebro-so-da-conta-de-ate-150-amigos-em-redes-sociais/ – view page – cached Bem no início do Orkut lembro de ter ouvido colegas de trabalho comentando que era como um jogo. O objetivo seria ter o maior número de amigos possível. As redes sociais têm lá seu espaço para disputas por popularidade, mas não se iluda. Quantidade de amigos não indica estar em dia com os perfis de todos. [...]

  • Sérgio Rodrigues diz: 27 de janeiro de 2010

    É isso ai, eu tenho meus raros 58 amigos, mas dou atenção e respostas a todos, e todos se sentem valorizados realmente, até os que estão muuuuiiiiiittooo longe. O ser humano tem essa mania de autoafirmação.

  • Marlon Tolksdorf diz: 29 de abril de 2010

    É isso aí! Boa matéria! Coisa de babaca 3000 amigos… Assim como as antigas lutas pra ter 50 mil recados.

    Eu por exemplo só tinha 28 amigos (do peito mesmo) no Orkut. Isso antes de excluir meu perfil. Haha.

  • Luís diz: 7 de setembro de 2010

    É o que digo para os amigos, pra quê ter uma lista de 300 pessoas ou mais, se tem gente que mal nos conhece ou sequer lembramos? orkut pra mim só é bom e seguro da seguinte forma: sem sobrenome, sem informações pessoais, lista apenas com os amigos mais importantes.
    Já atualmente, prefiro usar somente o MSN, não vejo mais nenhuma graça em orkut, isso era legal no começo, depois ficou entupido de gente, muitos fakes, gente sem noção, e privacidade exagerada (afinal, se quer bloquear tudo nem faça orkut)
    As outras redes sociais, eu faço um teste e já deleto, não vejo sentido nessa obsessão das pessoas por agrupar listas de amigos em vários sites.Por sinal, bem que isso poderia ser definido como um tipo de “TOC”, mas na vida “virtual” (Já deixo até a sugestão para uma matéria sobre isso).

Envie seu Comentário