Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

[Opinião] Não seja seu próprio inimigo

29 de abril de 2010 2
The following two tabs change content below.

Navegar na internet tem seus perigos. Exposição a conteúdo ofensivo, vírus na máquina, roubos de dados e golpes financeiros são alguns deles. Uma das pragas mais populares são os chamados trojans, ou cavalos-de-troia. Não é sem razão. Tal qual o histórico presente de grego, esses malwares atacam os computadores após aceitarem gentilmente um convite feito pela própria vítima, que por ingenuidade, inocência ou excesso de pressa clica onde não deve e baixa suas defesas.

As ameaças estão cada vez mais sofisticadas e podem estar escondidas no download de um arquivo em um site não confiável, em um e-mail não solicitado, em um link qualquer. Geralmente, o usuário que tem cuidado com aquilo que faz online consegue suspeitar – e até evitar um ataque.

Essa é a dica: fique atento e não seja seu próprio inimigo. Não abra os portões de Troia.

Da coluna impressa no caderno ZH Digital, da Zero Hora



Comentários

comentários

Comentários (2)

  • [Opinião] Não seja seu próprio inimigo | Notícias Segundo a Segundo diz: 29 de abril de 2010

    [...] Leia mais aqui…. [...]

  • Moisés Salgado diz: 29 de abril de 2010

    Comprei um computador que veio com o Nis 2008 com licença para 6 meses. Não queria pagar a licença quando vencesse e antes disso desinstalei-o e coloquei o Avast no micro. Ai então começaram meus problemas com vírus no micro. O Avast não “segura” nada e nem detcta quando uma ameaça cai no micro. Me micro sempre ficava lento e toda semana fazia um varredura manualmente para retirar as pragas digitais, mas parecia que não adiantava nada. Tentei voltar o Nis mas a licença gratuita já tinha espirada. Ai então resolvi colocar a mão no bolso e por R$89,00 instalei o Nis 2010. Agora vivo num mar de tranquilidade. O antivirus trabalha sem se perceber e quando a ameaça cai no micro ele já detecta e já já remove. Seu Firewal é muito mais eficaz que o firewl do window. Resumindo: posso asseguar que antivirus gratuito não tá com nada e o que resolve mesmo é aquele pelo qual se paga para ter.

Envie seu Comentário